Categorias
Paulistão 2018

Paulistão Itaipava 2018: começa a temporada

 

 

O Campeonato Paulista 2018 começou nessa semana.

O formato é o mesmo dos anos anteriores. Quatro grupos com quatro times cada, 12 rodadas, times de um grupo jogam contra os outros grupos, os dois primeiros se classificam.

Meio bizarra a fórmula da 1a fase, mas é isso aí.

Depois nas 4as de final o 1o pega o 2o colocado do grupo em duas partidas; semi-final, mais duas partidas, com cruzamento dos times de melhor com pior campanha. E aí chega a final, também em duas partidas.

O Paulistão funciona como uma grande pré temporada. No início os pequenos vêm mais empolgados, os grandes demoram para pegar, depois que pegam, os resultados são previsíveis.

Ou quase…

Ano passado a Ponte Preta surpreendeu. Foi vice-campeã. E terminou o ano rebaixada no Brasileiro.

Pois é.

Esse ano o Palmeiras está no grupo C com Ferroviária, Novorizontino e São Bento.

Servirá para Roger Machado montar o time para buscar o décimo título brasileiro.

Que seja proveitoso.

Saudações Alviverdes!

 

 

15 respostas em “Paulistão Itaipava 2018: começa a temporada”

Para maior espaço no futebol a minha sugestão é diminuir os times para 10 jogadores e a possibilidade de até 5 substituição.

Realmente você disse tudo: é apenas uma pré temporada com direito a um caneco para quem for melhor. Irei ao jogo de jogo porém sem grandes expectativas pois vai demorar para o time das liga, afinal além das cotratações (menos que nos outros ano), temos também um treinador novo e com isso uma nova metodologia de trabalho, de treino e de jogo e para assimilar isso leva tempo, o tempo do campeonato paulista. Isso não significa que não devamos jogar para sermos campeões.

Iniciamos hoje a trajetória 2018 rumo a títulos, assim acredito. Roger tem meu voto de confiança, até por que não tínhamos muitas opções no mercado. Quem assistiu aos treinamentos elogiou. Apenas uma ressalva: estranhei a opção pelo Juninho (o pior zagueiro que já vi jogar no Palmeiras, 9 ou 10 jogos péssimos/sofríveis, com participação direta em gols tomados, nem Darinta, Júnior Tuchê, Alexandre foram piores), em detrimento a Emerson Santos e Pedrão (este, vi alguns jogos do sub 20 e ele foi muito bem, bom posicionamento, excelente no jogo aéreo). Se Roger optar pela defesa alta, parece ser sua ideia, que não cometa o absurdo do AV escalando o Dracena, Luan e FM, os 03 lentos e ainda, 02 veteranos; erro primário. Participantes do blog: VAMOS FAZER UMA CAMPANHA PELA VOLTA DO “VERDADEIRO ESCUDO” DO PALMEIRAS NAS CAMISAS, O MAIS BONITO DO MUNDO.

Sobre o verdadeiro escudo na camisa: onde assino? Sobre zagueiros ruins, vi muitos, mas Maurício Ramos, Leandro Almeida e Leandro Amaro, dentre os mais recentes, não deixariam o Juninho segurar essa lanterna sozinho, não…

Campeonato Paulista , esse é o verdadeiro futebol .O futebol moderno nao tem graça.

Por isso não vou assistir, vou ouvir pelo rádio. Prefiro o futebol de mentira, com jogadores de qualidade, organização e bom futebol.

O físico está se sobressaindo à técnica. O futebol está muito mais pegado, sem espaço para a criatividade. Times defensivos, limitados que privilegiam a marcação estão se dando melhor, devido à falta de espaço. O tamanho do campo não acompanhou a evolução física dos atletas. Aumentem as dimensões do gramado, para o bem do futebol.

Começa 2018 , mas os privilégios pra um timeco sempre continua – pênalty mandrake a favor do filhinho da RGT . CADÊ VOCÊ EDUARDO? Ha muito tempo, o futebol brasileiro não é decidido na bola é no apito.

Então, Gustavo, você escreveu que a evolução física, os jogos estão mais chatos , não tem espaços pra jogadas .Até aí tudo bem! E os privilégios pra um time sempre vão continuar.
Resumindo: A arbitragem decide jogos e até campeonato.

Estou aqui, meu querido Paraíba. Vendo os jogos com os olhos e a razão, deixando a paixão para o momento de torcer pelo bom futebol do Palmeiras. Sei que não vai adiantar pedir, mas tente ser menos repetitivo neste ano. Essa ladainha de favorecimentos e perseguições já deu. Se fizessem a diferença toda hora, o SCCP teria hoje entre era amadora e profissional perto de 100 títulos paulistas, pra ficar apenas no âmbito estadual. Só os teóricos das conspirações furadas é que ainda acreditam nisso. Não consigo imaginar estupidez maior do que acompanhar mais uma temporada sofrendo e passando mal por causa de um esporte cujos resultados já estão previamente decididos, se você pensa assim melhor fazer outra coisa na hora dos jogos. Na boa, sem ofensa.

Campeonato sem a menor graça. Que chegue logo o brasileirão.

Sem graça porque o nível consegue ser mais medíocre que o Brasileirão. Futebol acabou. E pra ter mais graça tem que aumentar as dimensões do gramado, e acabar com esses Carilles e Tites da vida.

A parte boa : matar a saudade de assistir o Verdão é matar a curiosidade em relação aos reforços

A parte ruim : começo de temporada, é sempre um futebol meia sola, contra timinhos do interior que estão no terceiro, quarto mês de atividade, e ficam incomodando (e batendo) muito.

Os comentários estão desativados.