Categorias
Paulistão 2018 Resenha dos Jogos

Paulistão Itaipava 2018 Corinthians 2×0 Palmeiras: na prática.. patético

Teoricamente não era pra ter sido assim. Na teoria somos os melhores. Mas na prática…

Desempenho patético.

O Corinthians ganhou do Palmeiras por 2×0. Rodriguinho e sei lá quem (de pênalti) fizeram os gols. Ainda perderam outro pênalti.

Sem muito o que analisar. Se na teoria o Palmeiras é o melhor elenco do Brasil, na prática Roger e seus comandados precisam mostrar mais.

Ok ok…. não vamos ganhar todas. Perderemos algumas esse ano. E o ponto crítico do jogo foi a expulsão do Jaílson. Foi correta? Não? Talvez fomos prejudicados… mas ainda assim, não dá pra ter um desempenho tão passivo (ou tão patético) contra o principal rival.

Enfim… que fique de lição. Para todos aqueles que gostam de se promover em cima de superioridade do elenco sobre os principais times brasileiros … até aqui uma superioridade teórica.

227 respostas em “Paulistão Itaipava 2018 Corinthians 2×0 Palmeiras: na prática.. patético”

Não dá pra ter futebol bonito já que não há grandes jogadores no Brasil. Além disso, tirando esse tal de Carile os treinadores que aí estão também são muito limitados e entre eles incluo o Roger que não mostrou nada até agora.

Bom, apesar dos pesares, eu estou achando que na liberta, o Palmeiras vai querer dar a resposta, após derrota no Derby, e vai ganhar, 1 x 0, correndo e se empenhando mais. Problema não é tanto a primeira fase, e sim, que faz anos que não passamos de uma oitava, é só chegar o mata mata que o time se borra todo.

Sejamos realistas , não temos um único jogador dentro desse elenco capaz de fazer a diferença.
Em 2016 tínhamos Gabriel Jesus , por isso fomos campeões brasileiro.
Com esse elenco hoje não iremos chegar a lugar algum.
Esqueçam libertadores (chance de 99% de derrota na estreia) , temos tudo para ficarmos na fase de grupo.
Junior Barranquilla e Boca Juniors são melhores do que nós.
O Palmeiras não passa confiança , não está mostrando dentro de campo nenhuma qualidade.
Desses seis jogos classificatórios na libertadores , ou seja , 18 pontos na mesa , iremos faturar a metade ou apenas míseros 7 pontos.
Não sou vidente , basta olhar a falta de vontade , de dedicação , de engajamento de todos.
Do presidente ao ponta esquerda.
É isso !

E só pra não esquecer, o Jonatan Álvez, aquele que fez o gol no final do jogo em Guaiaquil, e que converteu o primeiro pênalti na decisão de penalidades, aqui no Allianz Parque, está lá, comandando o ataque do Jr. Barranquilla. Abre o olho, Axe!

O Grêmio chegou a ser quase lanterna neste Campeonato Gaúcho, o qual por sinal não vence desde 2010 (depois disso chegou a apenas três finais), mas nas últimas temporadas tem mostrado poder onde interessa, fazendo boas campanhas em Brasileiros e mais recentemente voltando a ser time copeiro. Ganhar ou perder no Paulistinha deve representar preocupação mínima para o Palmeiras, a equipe precisa se estruturar para se dar bem no que interessa de verdade, será nessas competições que saberemos se temos jogadores, comissão técnica e diretoria que fazem a diferença. Só acho que não pode passar batido o comportamento dos jogadores diante do maior rival, essa partida é sempre (queiram ou não os entendidos da “maioria”) um campeonato à parte que dita rumos para os dois lados. Até aqui, prefiro encarar dessa forma, embora a contragosto: melhor ter perdido a primeira do ano tendo chances de ganhar as outras com as lições aprendidas do que golear agora e se achar o máximo para ser vítima de vexames quando o couro começar a comer. Resta saber o quanto esse pessoal aprende lições, se for como certos torcedores terá sido apenas mais uma de outras tantas derrotas que virão.

Eduardo , o que aconteceu sábado , aconteceu a um ano atrás.
A derrota interferiu muito no decorrer dos campeonatos que o Palmeiras disputou.
Não aprenderam. É inadmissível apanhar 4 vezes seguidas para eles.
Alexandre Praetzel no esporte interativo de hoje a tarde afirmou no ar “Eu estive no jogo sábado e vi todos saindo de campo normalmente , não há engajamento dos jogadores do Palmeiras , com exceção ao Fernando Prass , Jaílson que sabem o que é um Palmeiras x Gambás , o resto não está nem ai”.
Não precisa ser um sábio para ver que isso é verdade.

Vivi os anos de vacas magras nos quais ganhar esse clássico era o “título” que nos restava durante toda uma temporada. Os tempos hoje são outros, a postura dos profissionais que vestem as duas camisas também, por isso não dá pra esperar o mesmo engajamento. Só estou reiterando que, acima de presidente que vete árbitro ou treinador que tenha esquemas mirabolantes, precisamos de jogadores com postura séria e vencedora. Se já temos a técnica, já imaginou onde poderemos chegar se tivermos a vontade?

O Palmeiras jogou mal, mereceu a derrota.
Não queria falar de arbitragem , mas aquela a voadora do Fagner no Lucas Lima, era pra vermelho ,foi até mais forte que a entrada do Jailsão, o bambi do Caio no GE, até ele , disse que o Fagner era pra ter sido expulso, mas a imprensinha só enxerga lances pro curintia.

Foi sim Paraíba…fiquei tão revoltado com a postura apática do time que me recusei a reclamar da arbitragem, mas aquele lance do Fagner foi pura maldade, mais até q do Jailson ( q mereceu ser expulso ). Se o apitador tivesse peito pra botar o Fagner pra fora , seria outro jogo com certeza, mas lá dentro é praticamente impossível algum árbitro fazer isso. Na dúvida? É pró gambás! Sempre!

Com o presidente banana que temos – que até agora não disse uma palavra sobre o clássico – sem atuar nos bastidores, a chance de sermos roubados na Libertadores – não só contra os argentinos – é enorme. Sinceramente, não tenho maiores expectativas pra essa Libertadores. Técnico que não passa confiança e presidente banana. Só um milagre.

E jogo sim, jogo também, o Boca vem sendo beneficiado com gols irregulares. E a Libertadores nem começou. É bom o Gru se espertar.

Pra mim o X da questão é o seguinte: os times grandes aqui no Brasil são muito parecidos tecnicamente, não tem nenhum time muito superior ao outro. O caso do Corinthians me chama atenção pq é um time que assumiu suas limitações e encontrou uma maneira de jogar apesar delas. Joga fechado, se aplicam ao máximo ao esquema tático e são solidários uns com os outros, principalmente em clássicos e jogos de maior importância. Já Palmeiras , São Paulo e Flamengo por exemplo , ainda pensam que podem jogar bonito, pensam que tem jogadores pra tocar bola e envolver o adversário e vencer na hora que bem entender. Doce ilusão, o futebol brasileiro acabou já tem um bom tempo. Enquanto os outros grandes não se tocarem ou começarem a realmente revelar grandes jogadores como antigamente, vamos continuar assistindo os gambás levantando taças e tendo que aturar Romarinhos e Rodriguinhos nos humilhando. Enquanto Felipe Melo, Dudu , Michel Bastos, tchê tchê pensam que são craques , eles fazem a festa ano sim , ano não!

O POST mais sensato de hoje. Realmente, nossos jogadores pensam que são beeeem melhores do que realmente são (bom, nossa torcida também), e não jogam é nada. Os gambas, podem até ser limitados individualmente, mas enquanto a metodologia Tite estiver funcionando lá dentro (atravéz do Cacarille), eles vão continuar levantando mais taças que a gente, com dívida bilionária ou não. Prova disso, é que foi só colocarem um técnico padrão brasileiro (Oswaldo Descontrolado de Oliveira), e acumularam um caminhão de derrotas. Também tenho impressão que o CT deles é melhor que o nosso, não em espaço físico, mas tecnologia aplicada: já faz um tempo que eu noto, que os jogadores gambas correm muito mais, se cansam menos, e não se lesionam, do que outros clubes do Brasil.

Apenas dois técnicos com convicções e estilos bem parecidos em oito anos e meio, tendo hoje um terceiro profissional da mesma linha (simples e competente, nada além disso – nem precisa) que já estava há tempos no clube. Nem nos últimos oito meses e meio o Palmeiras teve apenas dois treinadores e uma sequência de trabalho coerente, só gastou dinheiro, como se os campeonatos que disputássemos fossem financeiros (como insistem certas motocas que repetem “eu te disse, eu te disse”). Dinheiro não compra competência, empenho nem dedicação.

O jogo de sábado não valia absolutamente nada… Na próxima fase encontraremos novamente esse time e, aí sim, lavaremos nossa verde alma.

Será que não valia mesmo? Será que encontraremos novamente? Será que lavaremos a alma? Se começar a jogar o futebol compatível com seus salários, com certeza sim. Senão…

Sem trocadilhos com a cor, “as uvas estavam verdes, mesmo”… Falando em fábulas, se tivéssemos goleado os gnomos e motocas teriam feito uns 150 posts detonando os “cornetas” que não sabem torcer…

Passado algumas horas após essa vergonhosa derrota e com a cabeça mais fria, concluo que:
O presidente é fraco
O elenco é ruim
O treinador não está à altura do clube.
Esse ano será pior que 2017.
Com essa bola apresentada no clássico não iremos classificar em nenhuma competição.
A chance de perder para São Bento é grande.
Libertadores podem anotar aí , vamos estrear com derrota.
Esse é o Palmeiras.
Um time caro e ruim.
Não temos um jogador nota 8 ou 9
Felipe Mello é desagregador.
Thiago Santos merece ser o titular porque joga pro time.
Enfim, muita coisa errada.
2018 será mais um ano de irritação com o Palmeiras.
Zero conquistas.

Concordo. Felipe Melo e Michel Bastos deveriam estar longe do Palmeiras este ano. Jogo patético. O Palmeiras tem a obrigação de ser campeão paulista este ano. Roger Machado é outro cabeça de brague como o Eduardo Batista. Ele tenta falar difícil, bonito, mas dentro de campo, o time não brilha. Se ele não ganhar o paulista com certeza vai cair…

Concordo. Felipe Melo e Michel Bastos deveriam estar longe do Palmeiras este ano. Jogo patético. O Palmeiras tem a obrigação de ser campeão paulista este ano. Roger Machado é outro cabeça de brague como o Eduardo Batista. Ele tenta falar difícil, bonito, mas dentro de campo, o time não brilha. Se ele não ganhar o paulista com certeza vai cair…

Sinceramente, não existem clubes com elenco realmente bom (falando aqui de SP). O nosso está na média dos outros, melhor em algumas posições e pior em outras. Acho que o que faz a diferença é ter um técnico que saiba fazer cada jogador render o que ele sabe, sem exigir coisas que o cara não consegue fazer, e só mesmo tempo fazer o coletivo ser coeso. O técnico dos gambás, queiram ou não, sabe fazer isso. Os outros ainda não sabem. Capaz de o Jair Ventura fazer em breve o time meia-boca da baixada jogar melhor que o nosso. Quanto ao Dorival, coitado.

ganhou é o melhor, perdeu é o pior, temos que parar com o complexo de vira-latas..abraxxx

Esse Roger parece o Márcio Araújo. Gosta de falar “provérbios”, mas na prática nada. Prestem atenção em suas entrevistas, só fala de equilíbrio. Sei não. E o Emerson quando estréia? Vai continuar com esses dois zagueiros meia boca e o Bastos na lateral. Acho que já quer ir embora. Cadê o zagueiro e o 9 Mattos. E também um técnico.

Reclamar é fácil, mas propor soluções? Algumas pérolas:
– Conca, E.Ribeiro, Lucas Correria, Gabichado.
– Aumentar as dimensões do campo. Que tal colar as linhas laterais nas arquibancadas?
– Goleiro que jogue com pé, pra cruzar e bater falta.
– Mudar o “P” da camisa.
– Vender todo mundo e contratar tantos outros. Trocar de técnico tb, mas não sei por quem.
Palmas!!!

No futuro virá com pseudônimo de Nero, concordando com tudo que eu falo.

5a feira começa a Libertadores para o Palmeiras, estamos num grupo muito equilibrado e temos que começar bem. Primeiro jogo fora de casa, adversário perigoso, se não der pra vencer, o empate não é mal negócio. Depois serão 02 jogos seguidos dentro de casa, daí tem que pontuar bem. Devido ao equilíbrio do grupo, creio que 10 pontos sejam suficientes pra classificação, mas é importante buscar 12 pontos.
Ao contrário de iludidos que pedem Conca e aumento das dimensões do campo (acreditem!), penso que temos elenco em condições de montar um time competitivo e que conquiste bons resultados.

Bom. Quanto ao Conca, eu pedi que ele viesse para a temporada 2015, se bem que com esses meias que estão aí , o Conca, com 34, bem treinado, sei não se não coloca eles no banco. Agora, falar que eu sou o iludido, achando que com esse futebol fuleiro fará 12 pontos na Libertadores? Quando as dimensões do campo, esse assunto não serve pra você. Pra quem não gosta de bom futebol, só de pontos, tanto faz as dimensões do gramado. Pra jogador pé-de-rato e torcedor deslumbrado, qualquer brejo, de qualquer tamanho serve.

Pois é, tem iludido que exalta vitórias contra Santo André (Série D, 156º lugar no ranking de clubes da CBF), Botafogo de RP (Série C, 58º lugar), Red Bull Brasil (Série D, 124º lugar), Bragantino (Série C, 35º lugar) e Mirassol (série D, não consta na lista que tem 220 clubes), sem falar nos empates com Linense (Série D, 143º lugar) e Ponte Preta (Série B, 16º lugar). Cada louco com sua mania.

Voce usa o Ranking de Clubes da CBF pra citar os adversarios do Palmeiras.

Então deve achar que temos o melhor time do Brasil, porque nós somos lideres desse mesmo ranking.

Certo? Caso contrario, soaria incoerente…

Se o Palmeiras tem ou não o melhor time do Brasil, não sei. O ranking diz que sim (ao lado do Cruzeiro), então tenho que respeitar essa referência, ainda que ela seja baseada somente em resultados. Na prática (futebol jogado dentro de campo, o que realmente interessa nesse esporte não por acaso chamado “FUTEBOL”), tenho convicção de que ainda não é. No frigir dos ovos, não muda nada no meu raciocínio: seria simplesmente vergonhoso o primeiro colocado do ranking não conseguir ganhar de times que disputam Série C pra baixo e que não aparecem, pelo menos a maior parte deles, entre os cem mais bem ranqueados do país (por sinal, ganhou da maioria dessa turma na chamada “conta do chá”, com um futebol bem chinfrim, e mesmo sem consultar ranking algum dá pra perceber que são, quase todos, times sofríveis), então achar que temos o melhor elenco abaixo da linha do Equador com base nesses resultados continua sendo delírio puro. Capisce?

Se o Palmeiras tem ou não o melhor time do Brasil, não sei. O ranking diz que sim (ao lado do Cruzeiro), então tenho que respeitar essa referência, ainda que ela seja baseada somente em resultados. Na prática (futebol jogado dentro de campo, o que realmente interessa nesse esporte não por acaso chamado “FUTEBOL”), tenho convicção de que ainda não é. No frigir dos ovos, não muda nada no meu raciocínio: seria simplesmente vergonhoso o primeiro colocado do ranking não conseguir ganhar de times que disp.utam Série C pra baixo e que não aparecem, pelo menos a maior parte deles, entre os cem mais bem ranqueados do país (por sinal, ganhou da maioria dessa turma na chamada “conta do chá”, com um futebol bem chinfrim, e mesmo sem consultar ranking algum dá pra perceber que são, quase todos, times sofríveis), então achar que temos o melhor elenco abaixo da linha do Equador com base nesses resultados continua sendo delírio puro. Capisce?

Falando em futebol zero, me parece que nossos rivais paulistas vão pela mesma linha… os próprios gambás também estavam jogando uma bolinha medíocre até o jogo de ontem (se bem que não fizeram nada de mais, o Palmeiras é que facilitou as coisas). Portanto, se a gente conseguisse jogar uma bola minimamente digna, já estaríamos sobrando por aqui.

Pois é. Levamos dois de um gambá limitadíssimo. Foi amarelão somado com a costumeira falta de bom futebol. Os 100% estão despencando vertiginosamente. Mas chamam de profecia.

Perfeito! O rival jogou melhor mas não é o mesmo futebol do ano passado. O jogo de sábado estava fácil do Palmeiras. Foi demérito do próprio Palmeiras. O Roger precisa rever urgentemente este time, senão cai ao final do Paulista como caiu o Eduardo Batista. Depois começa o chororô do técnico: “ah, perder faz parte, é um trabalho, o time tá-se estruturando, etc.”

Nosso maior problema é vender o Mina e o Jesus e não trazer ninguém com a metade da qualidade. Nosso maior atacentes e ter vários atacantes, e não ter nenhum que faça gols regularmente. Ter vários zagueiros, mas nenyum de confiança. Vários meios, todos com grife, mas que apresentam um futebol meia boca. Só temos goleiros de qualidade.

O Boca está enfrentando o San Martín de San Juan (seria uma espécie de Linense ou RB Brasil do “Argentinão”…). São 33′ do segundo tempo, tá 3×1 (fora dois gols anulados) com o time jogando bem e a torcida não para de cantar, o que aliás não é novidade (já estive lá assistindo a um jogo ruim de doer em 2006, 0x0 contra o Godóy Cruz, e o estádio balançou os 90 minutos). O Axe tem tempo pra arrumar o time até os confrontos com os argentinos, mas se formos com essa zaga é melhor não esperar muita coisa.

E já é o 2° jogo do seguido do Boca com gol irregular, validado a seu favor. Então é bom se preparar para jogar mais futebol ainda, porque a arbitragem deve errar contra nós também, e evitar costumeiros chororôs posteriores.

Acabou 4×2. Uma das três maiores “operações do apito” que eu vi na vida (depois do Wright no Flamengo X Galo da Libertadores de 1981 e do Ulisses Tavares no Derby da semifinal do Paulista de 1986) foi aquela do Robaldo Aquino na Bombonera na semifinal da Libertadores em 2001. A única vantagem de atuar lá é que jogando bem ou mal teremos sempre um mordomo prontinho na bagagem…

Com o presidente banana que temos – que até agora não disse uma palavra sobre o clássico – sem atuar nos bastidores, a chance de sermos roubados na Libertadores – não só contra os argentinos – é enorme. Sinceramente, não tenho maiores expectativas pra essa Libertadores. Técnico que não passa confiança e presidente banana. Só um milagre.

Faltando 03 rodadas para esta fase do Paulista e olhando os próximos jogos (SCaetano, Spfw e Ituano), acredito que o Palmeiras terminará como melhor pontuador do campeonato. Pegará provavelmente o SBento e depois Spfw. Na final podem vir Gambá ou SFC, mas com boas chances de fazermos a 2a partida da final em casa. Dá pra levar este campeonato, mas é necessário q RM apare as arestas e rebarbas dos últimos jogos.

Não tem que aparar aresta nenhuma, tem que jogar é bola. Chega de enganação. Não tá bom. 20 pontos ilusórios, sem futebol.

O Palmeiras tem a obrigação de ser o campeão deste campeonato. Os times são frágeis e o elenco do Palmeiras está muito acima da média. Se o Roger não sabe colocar o time pra jogar, que saia para a entrada de um novo técnico. Com certeza tem briga de egos lá dentro do time: F. Melo, M. Bastos, etc.

6V, 2E, 1D = 20 pontos. Ninguém fez mais. A derrota de ontem poderia vir contra Ituano, São Caetano, mas veio num clássico. Servirá para RM enxergar os erros e alinhar o time novamente no caminho das vitórias, afinal o Palmeiras tem potencial para fazer um ano muito bom. Enquanto alguns estão em êxtase pela derrota, vejo que o trabalho deve continuar sempre em busca de evolução.

20 pontos, futebol zero. Empates contra Ponte (série b), Mirassol (série d), Linense (nem sei que série está), e derrota pro maior rival. E o pior de tudo, sem jogar nada. Não evoluiu nada. E se continuar nessa tiriça, vai perder o 1° lugar no geral e decidir os mata-matas fora de casa. Aí é amarelão de novo. E se jogar assim, esse futebolzinho meia-boca, vai levar goleada na Colômbia.

Profecia? Diferença de três pontos, com o gol que o Gabigol (uma porcaria, né?) acabou de fazer. Me diga que estamos jogando bom futebol. Que está satisfeito com o que o time vem jogando, vamos lá.

Gustavo, algumas discussões por aqui equivalem a brigar com surdo. Não adianta, existem pessoas que só veem e ouvem o que querem, não importa o que a realidade diz. Escondem a falta de argumentos por trás da arrogância, com frases como “vocês ainda vão me agradecer”, ou mandam quem não elogia o time fazer tricô. Trata-se do cara que entra na contramão praguejando contra os “motoristas incompetentes que não sabem dirigir direito”, do sujeito que chega em casa, pega a mulher com o melhor amigo no sofá da sala, mantém o casamento, a amizade, vende o sofá e ainda pinta as paredes da sala para evitar “memórias” ocasionais. Quando você mostra fatos e evidências incontestáveis para essas pessoas, o máximo que consegue é ser chamado de “profeta do apocalipse”. Não perca seu tempo com isso, não vale a pena.

não interessa pontos agora, véspera de libertadores, o que é importa é o futebol…e isso o treinador tem que arrumar pra ontem

o que eu faria: aproveita a última rodada pra testar outra coisa, que eu colocaria como jailson, vitor luis, 2 zagueiros, marcos rocha, felipe melo, lucas lima, dudu, scarpa, keno e borja

Não quero ser o cara do “eu avisei”, mas repito, se acharmos que o ano acabou porque perdemos um jogo, o ano vai acabar mesmo.

Derrota, há coisas boas a serem aprendidas. Pelo menos, vamos pra lá no nível de pressão ideal. Nem muito relaxado, nem muito caótico. Só tenso

Vamos ver.

Se for campeão esse ano, ninguém vai reclamar desse jogo.

O ano não acabou, na verdade nem começou. Estamos comemorando (eu não) pontos contra times ridículos (exceção ao Santos), das divisões mais rasteiras do futebol brasileiro, e o pior, sem qualidade alguma de futebol. Se continuar jogando nada, não vai ser campeão. Não vai.

Concordo. Decretar fim de ano por que perdemos este jogo é pensar pequeno, assumir uma inferioridade e adotar postura covarde. Se tomo um soco, parto para o revide e não corro pra dentro de casa esperando o tempo passar e lamentando por que não dei um soco com efeito.

Se for campeão este ano, todo mundo aqui vai ficar feliz pois são todos palmeirenses. A questão não é reclamar da derrota, mas da postura que vem se repetindo em dia de Derby. Como disse o Gustavo, o ano não acabou porque nem começou, aliás começou ontem e mal. Exaltar seis vitórias consecutivas (quase todas) contra o vento me parece deslumbramento, até porque o Leão em 2006 e o Kleina em 2014 conseguiram isso (ou quase), e nas duas temporadas terminamos o Brasileirão em 16º lugar.

Perfeito o comentário. O campeonato começou ontem e começou mal. Não por se tratar de um rival, mas por ser o único time razoavelmente estruturado, campeão brasileiro, a enfrentar o Palmeiras até agora.

aproveita a última rodada pra testar outra coisa, que eu colocaria como jailson, vitor luis, 2 zagueiros, marcos rocha, felipe melo, lucas lima, dudu, scarpa, keno e borja

Na minha opinião não devemos detonar tudo que está sendo feito, porém temos problemas sérios: Michel Bastos, Tiago Martins não podem ser titulares. Tchê Tchê não joga nada a mais de um ano, não arma e nem marca, com isso sobrecarrega o Felipe Melo, acho que Moisés é a solução. Borja é limitadíssimo, não consegue ser o pivô, não tem habilidade no confronto direto e não tem velocidade, está sempre atrasado. Willian deve ser o titular! Dudu é ótimo jogador, porém temos uma bomba relógio nas mãos. Se tiver outra proposta milionária, vende correndo.

Na minha opinião não devemos detonar tudo que está sendo feito, porém temos problemas sérios: Michel Bastos, Tiago Martins não podem ser titulares. Tchê Tchê não joga nada a mais de um ano, não arma e nem marca, com isso sobrecarrega o Felipe Melo, acho que Moisés é a solução. Borja é limitadíssimo, não consegue ser o pivô, não tem habilidade no confronto direto e não tem velocidade, está sempre atrasado. Willian deve ser o titular! Dudu é ótimo jogador, porém temos uma bomba relógio nas mãos. Se tiver outra proposta milionária, vende correndo.

Correto, com a evolução dos jogos o pensamento do treinador também deve evoluir, na busca uma formação e estilo de jogo melhores. Penso que TMartins, MBastos, TT, MBorja devem dar lugar aos outros que estão chegando forte. No lugar destes colocaria Dracena, VLuis (DBarbosa qdo pronto), Moisés e Scarpa, deslocando Dub God na frente. 5a feira começa a Liberta e o time tem que entrar ligado e preparado.

Amigos, gostaria de estar triste pela derrota de ontem, porém, a tristeza vem pelo falecimento do cara que me ensinou a amar esse clube, meu pai.

Sergio,
Entro sempre no 3vv mas comento pouco,gosto de acompanhar as discussões e portanto lhe conheço.Minhas sinceras condolências,em momentos assim vemos como é tolice sofrer tanto com futebol e com outras pequenas coisa na vida.Tb aprendi com meu pai a amar o Palmeiras,hj ajudo a cuidar dele aos 89 anos após a morte recente da minha mãe.A vida segue seu curso natural.Forza!!!!!!!

Caro Sérgio, meus sentimentos. Que Deus conforte a família e ofereça a todos forças para prosseguir. Passei por isso há alguns anos, não há muito o que dizer a não ser que, por mais triste que seja, é o percurso natural da vida. Força e que o seu pai possa ver, de onde estiver, muitas vitórias e títulos do Palmeiras.

Força para você meu caro Sérgio. Que Deus conforte você e seus familiares.
Fique com Deus.
Meus sentimentos.

Minhas condolências. Tenha força e que, a partir de agora, presenteie o seu pai com orações.

4 derrotas consecutivas para o rival de ontem.
Será que isso não mexe não incomoda os jogadores do Palmeiras?
Sabendo que poderemos ter uma overdose de jogos contra eles esse ano.
Não dá para admitir isso.
Onde está o Sr. galliote?
E o Sr. Mattos?

Fiz um levantamento das últimas quatro derrotas no clássico. Dudu esteve presente em todas, o tempo todo. Prass e Keno também participaram dos quatro jogos, não completos. Borja, Guerra, Mina, Tchê Tchê e Willian entraram em três, e dos que ainda estão no elenco Felipe Melo, Michel Bastos, Dracena, Thiago Santos e Bruno Henrique estiverem em campo duas vezes. Em cada partida tivemos um treinador diferente (Bap, Calça Roxa, Valentim e Axe). Será que precisamos trocar de treinador até encontrarmos algum que consiga bater o genial Carille, será que o presidente precisa vetar árbitros até encontrarmos algum que apite três pênaltis a favor e expulse dois corintianos por jogo ou será que precisamos cobrar esses jogadores até que eles mesmos encontrem seu futebol e aprendam o que é jogar um Derby?

Como não há engajamento do presidente com as questões do futebol, esse engajamento nunca partirá do diretor remunerado.
Portanto, treinador e jogadores no Palmeiras serão permanentemente assim.
Ca.goes e medrosos em jogos grandes e mais especificamente contra o rival de ontem.

engraçado… chovem comentários negativos e pejorativos as Palmeiras, mas não aparecem os de apoio como os meus… tenho pelo menos 03 bloqueados na moderação… até aqui tem critérios seletivos, 3VV? Só vale depreciar?

Bianco vamos lá. Acho que já falei isso pra você mas vou falar mais uma vez. O sistema de filtros do WordPress é baseado em palavras chave que eu coloco (palavrões por exemplo param no filtro da moderação), emails indesejáveis (não é o seu caso) e um filtro automático do WordPress que eu não sei interpretar (algo baseado em endereço IP e outras coisas).
Quando os comentários caem na moderação eu vou lá analiso e aprovo (ou não). Isso pode levar 10 minutos ou dias, dependendo do momento que eu entro no Admin do 3VV.
Não sei porque seus posts caem na moderação
Pois bem. Sobre seus 3 comentários na moderação: dois deles que estavam lá acabam de ir pra lixeira. Por quê? Porque eram ofensivos a outro comentarista. E isso não é permitido aqui. Você pode entrar, elogiar ou time ou a gestão, ou pode criticar com respeito o time ou a gestão. Pode concordar ou discordar de comentaristas e de opiniões do site. Pode debater ideias com argumentos. Só NÃO PODE ofender comentaristas, colunistas e dirigentes. Tá claro agora nosso posicionamento ?

Eu acho que você não percebeu, mas ninguém tá depreciando e querendo atrasar o Palmeiras, estamos vendo, assistindo, e ficando desgostosos com o desempenho do time (há anos!), e alertando (embora seja bem óbvio que jogadores, técnico, não vem aqui ao 3vv ler nossas opiniões). Só que vocês, da turma do “não pode criticar”, sentem a mesma frustração que nós, mas escolhem cornetar a gente, e não o time, fazendo uma total inversão de valor, mas extravasando do mesmo jeito. Para o bem ou para o mal, o que a gente conversa aqui, não tem resultado prático nenhum ao time.

Na minha opinião, dá sensação que os deslumbrados, colocam no mesmo balaio, quem cobra um futebol bem jogado no 3vv (inofensivo), com uns sem noção que vão em Twitter de jogador, xingar até a décima geração da família dele (esses sim, prejudiciais, pois esses, muitas vezes o jogador lê e responde, podendo ficar inseguro nas partidas, pois, todos sabemos, que a geração atual de jogadores, tem egos super frágeis, potencializado pela ilusão de que são “os caras” só porque tem dinheiro, pela primeira vez na vida.

O jogo de ontem em matéria de campeonato não vale nada, mas mostra em que estágio o elenco esta, e isso me preocupa muito em razão de quinta feira ter o primeiro jogo importante do ano. A questão de arbitragens não pode ser novamente a muleta desses jogadores, ano passado o curica teve um jogador expulso erroneamente e mesmo com 10 jogadores ganharam da gente. Ontem vi um bando de jogadores preocupados em que o tempo passasse e numa bola parada pudesse decidir o jogo, muito pouco para um elenco desses. Crefisa jantando com Luxa, não sei não , uma derrota quinta a casa de Roger pode cair. Volto a repetir, Abelão pelo amor de Deus.

Incrível, como basta o Palmeiras perder para voltarem os Profetas do Apocalipse e suas profecias de fim do mundo. Tecem pelo menos 20 comentários cada um, disputando quem mais acertou sobre a derrota. Realmente, estão em êxtase e não conseguem esconder a satisfação de dizer “eu te disse, eu te disse”. Uma piada, mas quando o Palmeiras vencer novamente ficarão com discurso de jogo pelo radinho, certificado ISO e outras baboseiras.

O certificado ISO de baboseiras do 3vv já tem dono, meu caro. Isso ninguém lhe tira, fique tranquilo. Quando a pessoa tem posts censurados por conter palavrões direcionados a outro comentarista, já se pode imaginar o nível de argumentação. Também estou esperando a próxima vitória sobre o Atlético de Poções ou algo parecido para ler “Eu já sabia, temos o melhor isso, o melhor squilo, e só eu sei torcer de verdade”. Ser comentarista de vitória é uma maravilha!

A gente não volta, não some. Estamos sempre aqui, no filé ou no osso. E não adianta, não tem como enganar sempre. Eu não me engano, não tem bom futebol. E sem bom futebol não vsi arrumar nada de novo. Pode ofender e espernear o quanto quiser. Somos a minoria.

Tentando deixar a decepção de lado já foram tarde esses tais de 100%, levando junto uma enxurrada de deslumbrados que provavelmente só voltarão a dar sinal de vida nas primeiras rodadas do paulistinha de 2019, época do ano em que muita gente tem certeza de que dá pra ganhar todos os campeonatos sem precisar jogar futebol em momento algum, e que a bola vai entrar no gol sozinha porque a Crefisa banca. Pedir queda de técnico a cada derrota é coisa de quem, como escreveu alguém nesta semana, só sabe pensar até a próxima partida. Se tudo correr dentro do normal, o time não afundar e se (provavelmente) São Bento e São Paulo deixarem, vamos nos encontrar novamente na final, e será lá que o Axe provará (ou não) que é bom técnico. E não me venham com essa história de que “somos uma Ferrari pilotada por um motorista de Fusca” ou algo parecido. A zaga é fraca, os laterais reservas são fracos, o FM é ex-jogador em atividade, o Dudu perdeu a vontade de jogar aqui e os nossos “centroavantes” juntos são piores que o Bizu. Ou será que algum outro treinador vai resolver esses problemas num passe de mágica, com seus métodos ultramodernos? E não vi ninguém pedindo pra vetar o árbitro do jogo contra o Santos, que errou tanto quanto o de hoje mas como ganhamos os erros caíram no limbo. Ao invés de vetar fulano ou beltrano, precisamos de um presidente que cobre de seus jogadores entendimento do que vem a ser um Derby, o resto virá naturalmente.

É verdade. Presidente que cobre os jogadores que não estão jogando nada faz tempo e ganhando rios de dinheiro, não para vetar árbitros. Se é o apito que decide, porque a p.or.ra da Crefisa não compra logo os árbitros, a Globo e o c.a.ra.l.ho a quatro, ao invés de gastar com jogador. É muito chororô e pouco futebol.

Venho acompanhando os treinamentos do Roger, no campo você vê várias estátuas e uma lousa , aula de que isso? ?????? No campo, o time é lento, não marca pressão lá no campo de ataque , vem jogando mal .
– Você deixa o adversário fica com a bola, mesma filosofia do Marcelo Oliveira.

Pelo menos não se pode dizer que esse pessoal não treina e não segue em campo o que fez nos treinamentos, pois ontem muita gente com camisa verde parecia estátua. Só voltando a dizer: que bom que os 100% e a invencibilidade já se foram, um peso a menos, tinha que perder logo, mas não poderia ser nesse jogo. Pra compensar o prejuízo (e não correr atrás dele, pois a gente só corre atrás do que quer alcançar), o Axe, os jogadores e a diretoria agora vão ter que se virar nos trinta e mostrar que dinheiro, estrelas de grife e estudos táticos modernos juntos podem resultar em bom futebol, vitórias convincentes contra times de verdade e títulos.

Discordo. Os gambas só tem jogadores meia boca e o único acima da media é o treinador que mostrou como formatar uma equipe para alcançar a vitória. O nosso treinador quer que o centro avante venha buscar a bola junto ao nosso goleiro, aliás esse treinador nunca ganhou nada, deveríamos ter contratado o Fernando Diniz, e falo deveríamos pois somos nós que contribuímos financeiramente.

Não há bons treinadores no mercado. Não adianta trocar.

Os comentários estão desativados.