Categorias
Paulistão 2018 Resenha dos Jogos

Paulistão Itaipava 2018 Corinthians 2×0 Palmeiras: na prática.. patético

Teoricamente não era pra ter sido assim. Na teoria somos os melhores. Mas na prática…

Desempenho patético.

O Corinthians ganhou do Palmeiras por 2×0. Rodriguinho e sei lá quem (de pênalti) fizeram os gols. Ainda perderam outro pênalti.

Sem muito o que analisar. Se na teoria o Palmeiras é o melhor elenco do Brasil, na prática Roger e seus comandados precisam mostrar mais.

Ok ok…. não vamos ganhar todas. Perderemos algumas esse ano. E o ponto crítico do jogo foi a expulsão do Jaílson. Foi correta? Não? Talvez fomos prejudicados… mas ainda assim, não dá pra ter um desempenho tão passivo (ou tão patético) contra o principal rival.

Enfim… que fique de lição. Para todos aqueles que gostam de se promover em cima de superioridade do elenco sobre os principais times brasileiros … até aqui uma superioridade teórica.

227 respostas em “Paulistão Itaipava 2018 Corinthians 2×0 Palmeiras: na prática.. patético”

Não dá pra ter futebol bonito já que não há grandes jogadores no Brasil. Além disso, tirando esse tal de Carile os treinadores que aí estão também são muito limitados e entre eles incluo o Roger que não mostrou nada até agora.

Bom, apesar dos pesares, eu estou achando que na liberta, o Palmeiras vai querer dar a resposta, após derrota no Derby, e vai ganhar, 1 x 0, correndo e se empenhando mais. Problema não é tanto a primeira fase, e sim, que faz anos que não passamos de uma oitava, é só chegar o mata mata que o time se borra todo.

Sejamos realistas , não temos um único jogador dentro desse elenco capaz de fazer a diferença.
Em 2016 tínhamos Gabriel Jesus , por isso fomos campeões brasileiro.
Com esse elenco hoje não iremos chegar a lugar algum.
Esqueçam libertadores (chance de 99% de derrota na estreia) , temos tudo para ficarmos na fase de grupo.
Junior Barranquilla e Boca Juniors são melhores do que nós.
O Palmeiras não passa confiança , não está mostrando dentro de campo nenhuma qualidade.
Desses seis jogos classificatórios na libertadores , ou seja , 18 pontos na mesa , iremos faturar a metade ou apenas míseros 7 pontos.
Não sou vidente , basta olhar a falta de vontade , de dedicação , de engajamento de todos.
Do presidente ao ponta esquerda.
É isso !

E só pra não esquecer, o Jonatan Álvez, aquele que fez o gol no final do jogo em Guaiaquil, e que converteu o primeiro pênalti na decisão de penalidades, aqui no Allianz Parque, está lá, comandando o ataque do Jr. Barranquilla. Abre o olho, Axe!

O Grêmio chegou a ser quase lanterna neste Campeonato Gaúcho, o qual por sinal não vence desde 2010 (depois disso chegou a apenas três finais), mas nas últimas temporadas tem mostrado poder onde interessa, fazendo boas campanhas em Brasileiros e mais recentemente voltando a ser time copeiro. Ganhar ou perder no Paulistinha deve representar preocupação mínima para o Palmeiras, a equipe precisa se estruturar para se dar bem no que interessa de verdade, será nessas competições que saberemos se temos jogadores, comissão técnica e diretoria que fazem a diferença. Só acho que não pode passar batido o comportamento dos jogadores diante do maior rival, essa partida é sempre (queiram ou não os entendidos da “maioria”) um campeonato à parte que dita rumos para os dois lados. Até aqui, prefiro encarar dessa forma, embora a contragosto: melhor ter perdido a primeira do ano tendo chances de ganhar as outras com as lições aprendidas do que golear agora e se achar o máximo para ser vítima de vexames quando o couro começar a comer. Resta saber o quanto esse pessoal aprende lições, se for como certos torcedores terá sido apenas mais uma de outras tantas derrotas que virão.

Eduardo , o que aconteceu sábado , aconteceu a um ano atrás.
A derrota interferiu muito no decorrer dos campeonatos que o Palmeiras disputou.
Não aprenderam. É inadmissível apanhar 4 vezes seguidas para eles.
Alexandre Praetzel no esporte interativo de hoje a tarde afirmou no ar “Eu estive no jogo sábado e vi todos saindo de campo normalmente , não há engajamento dos jogadores do Palmeiras , com exceção ao Fernando Prass , Jaílson que sabem o que é um Palmeiras x Gambás , o resto não está nem ai”.
Não precisa ser um sábio para ver que isso é verdade.

Vivi os anos de vacas magras nos quais ganhar esse clássico era o “título” que nos restava durante toda uma temporada. Os tempos hoje são outros, a postura dos profissionais que vestem as duas camisas também, por isso não dá pra esperar o mesmo engajamento. Só estou reiterando que, acima de presidente que vete árbitro ou treinador que tenha esquemas mirabolantes, precisamos de jogadores com postura séria e vencedora. Se já temos a técnica, já imaginou onde poderemos chegar se tivermos a vontade?

O Palmeiras jogou mal, mereceu a derrota.
Não queria falar de arbitragem , mas aquela a voadora do Fagner no Lucas Lima, era pra vermelho ,foi até mais forte que a entrada do Jailsão, o bambi do Caio no GE, até ele , disse que o Fagner era pra ter sido expulso, mas a imprensinha só enxerga lances pro curintia.

Foi sim Paraíba…fiquei tão revoltado com a postura apática do time que me recusei a reclamar da arbitragem, mas aquele lance do Fagner foi pura maldade, mais até q do Jailson ( q mereceu ser expulso ). Se o apitador tivesse peito pra botar o Fagner pra fora , seria outro jogo com certeza, mas lá dentro é praticamente impossível algum árbitro fazer isso. Na dúvida? É pró gambás! Sempre!

Com o presidente banana que temos – que até agora não disse uma palavra sobre o clássico – sem atuar nos bastidores, a chance de sermos roubados na Libertadores – não só contra os argentinos – é enorme. Sinceramente, não tenho maiores expectativas pra essa Libertadores. Técnico que não passa confiança e presidente banana. Só um milagre.

E jogo sim, jogo também, o Boca vem sendo beneficiado com gols irregulares. E a Libertadores nem começou. É bom o Gru se espertar.

Pra mim o X da questão é o seguinte: os times grandes aqui no Brasil são muito parecidos tecnicamente, não tem nenhum time muito superior ao outro. O caso do Corinthians me chama atenção pq é um time que assumiu suas limitações e encontrou uma maneira de jogar apesar delas. Joga fechado, se aplicam ao máximo ao esquema tático e são solidários uns com os outros, principalmente em clássicos e jogos de maior importância. Já Palmeiras , São Paulo e Flamengo por exemplo , ainda pensam que podem jogar bonito, pensam que tem jogadores pra tocar bola e envolver o adversário e vencer na hora que bem entender. Doce ilusão, o futebol brasileiro acabou já tem um bom tempo. Enquanto os outros grandes não se tocarem ou começarem a realmente revelar grandes jogadores como antigamente, vamos continuar assistindo os gambás levantando taças e tendo que aturar Romarinhos e Rodriguinhos nos humilhando. Enquanto Felipe Melo, Dudu , Michel Bastos, tchê tchê pensam que são craques , eles fazem a festa ano sim , ano não!

O POST mais sensato de hoje. Realmente, nossos jogadores pensam que são beeeem melhores do que realmente são (bom, nossa torcida também), e não jogam é nada. Os gambas, podem até ser limitados individualmente, mas enquanto a metodologia Tite estiver funcionando lá dentro (atravéz do Cacarille), eles vão continuar levantando mais taças que a gente, com dívida bilionária ou não. Prova disso, é que foi só colocarem um técnico padrão brasileiro (Oswaldo Descontrolado de Oliveira), e acumularam um caminhão de derrotas. Também tenho impressão que o CT deles é melhor que o nosso, não em espaço físico, mas tecnologia aplicada: já faz um tempo que eu noto, que os jogadores gambas correm muito mais, se cansam menos, e não se lesionam, do que outros clubes do Brasil.

Apenas dois técnicos com convicções e estilos bem parecidos em oito anos e meio, tendo hoje um terceiro profissional da mesma linha (simples e competente, nada além disso – nem precisa) que já estava há tempos no clube. Nem nos últimos oito meses e meio o Palmeiras teve apenas dois treinadores e uma sequência de trabalho coerente, só gastou dinheiro, como se os campeonatos que disputássemos fossem financeiros (como insistem certas motocas que repetem “eu te disse, eu te disse”). Dinheiro não compra competência, empenho nem dedicação.

O jogo de sábado não valia absolutamente nada… Na próxima fase encontraremos novamente esse time e, aí sim, lavaremos nossa verde alma.

Será que não valia mesmo? Será que encontraremos novamente? Será que lavaremos a alma? Se começar a jogar o futebol compatível com seus salários, com certeza sim. Senão…

Sem trocadilhos com a cor, “as uvas estavam verdes, mesmo”… Falando em fábulas, se tivéssemos goleado os gnomos e motocas teriam feito uns 150 posts detonando os “cornetas” que não sabem torcer…

Passado algumas horas após essa vergonhosa derrota e com a cabeça mais fria, concluo que:
O presidente é fraco
O elenco é ruim
O treinador não está à altura do clube.
Esse ano será pior que 2017.
Com essa bola apresentada no clássico não iremos classificar em nenhuma competição.
A chance de perder para São Bento é grande.
Libertadores podem anotar aí , vamos estrear com derrota.
Esse é o Palmeiras.
Um time caro e ruim.
Não temos um jogador nota 8 ou 9
Felipe Mello é desagregador.
Thiago Santos merece ser o titular porque joga pro time.
Enfim, muita coisa errada.
2018 será mais um ano de irritação com o Palmeiras.
Zero conquistas.

Concordo. Felipe Melo e Michel Bastos deveriam estar longe do Palmeiras este ano. Jogo patético. O Palmeiras tem a obrigação de ser campeão paulista este ano. Roger Machado é outro cabeça de brague como o Eduardo Batista. Ele tenta falar difícil, bonito, mas dentro de campo, o time não brilha. Se ele não ganhar o paulista com certeza vai cair…

Concordo. Felipe Melo e Michel Bastos deveriam estar longe do Palmeiras este ano. Jogo patético. O Palmeiras tem a obrigação de ser campeão paulista este ano. Roger Machado é outro cabeça de brague como o Eduardo Batista. Ele tenta falar difícil, bonito, mas dentro de campo, o time não brilha. Se ele não ganhar o paulista com certeza vai cair…

Sinceramente, não existem clubes com elenco realmente bom (falando aqui de SP). O nosso está na média dos outros, melhor em algumas posições e pior em outras. Acho que o que faz a diferença é ter um técnico que saiba fazer cada jogador render o que ele sabe, sem exigir coisas que o cara não consegue fazer, e só mesmo tempo fazer o coletivo ser coeso. O técnico dos gambás, queiram ou não, sabe fazer isso. Os outros ainda não sabem. Capaz de o Jair Ventura fazer em breve o time meia-boca da baixada jogar melhor que o nosso. Quanto ao Dorival, coitado.

ganhou é o melhor, perdeu é o pior, temos que parar com o complexo de vira-latas..abraxxx

Os comentários estão desativados.