Categorias
Paulistão 2018 Pós Jogo

Pós Jogo Ituano 0x3 Palmeiras: vitória com tranquilidade

 

 

Fim de papo. Fim da primeira fase do Paulistão Itaipava 2018. E o Palmeiras ficou em 1o na classificação geral.

Na última rodada o Verdão pegou o Ituano no Novelli Jr e mesmo com um time com apenas 4 titulares goleou o time da casa e convenceu. 3×0. Scarpa, duas vezes e Fernando fizeram o placar.

Algumas considerações: Scarpa não pode ser reserva desse time. Jogou com desenvoltura, as boas jogadas passaram pelos seus pés, e poderia ter feito mais um no final da partida.

Bruno Henrique crescendo e se firmando como titular. Luan jogou bem. Tchê Tchê parece que rende mais na lateral. E a estrela do menino Fernando que entrou e fez um gol, serviu Scarpa (que perdeu no último minuto o quarto gol) e teve boa participação em outras jogadas.

Apesar da fragilidade do Ituano o Palmeiras dominou a partida inteira. Agora é pegar o Novorizontino.

 

Saudações Alviverdes!

102 respostas em “Pós Jogo Ituano 0x3 Palmeiras: vitória com tranquilidade”

E o jogo volta contra o Novorizontino, dia 20, será no Pacaembu, não no Allianz Parque. Tem show da Kate Perry no sábado, 17, e troca do gramado que termina na quarta, 21.

Ano passado jogamos contra esse mesmo Novorizontino, no mesmo Pacaembu e pela mesma fase do campeonato, e foi talvez nossa melhor apresentação sob a baptuta do Bap. Se o time jogar bom futebol (que pra quem sofre de atrofia cerebral é algo que se resume a fazer gol de bicicleta ou calcanhar) e se empenhar, o local da partida fará pouca diferença.

O que eu acho curioso é que, mesmo o Palmeiras tendo a melhor campanha no geral, é o único que não vai decidir em seu estádio. Além disso, jogaremos nos piores dias da TV, sábado e quinta, e antes de todo o mundo. E a Crefisa querendo que o Palmeiras assine com a Globo, por causa da visibilidade.

Carta aberta à torcida palmeirense,

Nesta terça-feira, dia 13, a Federação Paulista de Futebol anunciou as datas dos jogos pelas quartas de finais do Campeonato Paulista 2018. Para a nossa surpresa, a partida entre Palmeiras e Novorizontino foi marcada para terça-feira (20), às 20h30, o que inviabiliza sua realização no Allianz Parque, por conta de evento previamente agendado e de conhecimento do clube desde o dia 8 de fevereiro de 2018.
Segundo algumas informações que nos foram passadas, as datas das partidas foram definidas em função das rodadas do final de semana anterior (17 e 18 de março), envolvendo todas as equipes classificadas para as quartas de finais do Campeonato Paulista. Caso esse argumento seja, de fato, verdadeiro, ele nos gera estranhamento: por que o primeiro colocado da competição deveria ser sacrificado por conta de um problema dos outros times e de outros campeonatos?
Em nossa opinião, ao primeiro colocado deveria ser preservado o direito de decidir em sua casa, como prevê o regulamento. Ou não?
Não conseguimos entender é o motivo pelo qual a Sociedade Esportiva Palmeiras, primeira colocada na fase de grupos do Campeonato Paulista, e privilegiada por jogar as partidas de volta em seu estádio, está abrindo mão desse direito, uma vez que estava ciente da não disponibilidade de seu estádio.
Como dissemos, o Palmeiras foi informado no dia 8 de fevereiro de 2018 da realização deste evento para 5 mil pessoas – que ocorre no dia 20 de março. Portanto, há mais de 30 dias, o clube estava ciente de que a realização da partida das quartas de finais seria possível no dia 21 (com algum esforço da equipe da arena) e no dia 22 (com toda a tranquilidade).
A antecipação da data para terça-feira quebrou todo o nosso planejamento, pois com o desempenho da equipe no campeonato, imaginávamos que o Palmeiras teria direito de disputar a segunda partida em sua casa. Infelizmente não foi o que ocorreu, gerando prejuízo esportivo e financeiro ao clube.
E mais um fato a se estranhar: mesmo ciente dessa impossibilidade, Federação Paulista de Futebol e Sociedade Esportiva Palmeiras anunciam na data de hoje o jogo com realização no Allianz Parque. O motivo dessa desinformação ao torcedor é uma incógnita, assim como permanece uma incógnita o líder da primeira fase do campeonato não poder atuar em sua casa.
Como previsto em contrato, o Allianz Parque não apenas sobrevive, como é exemplo de gestão internacional, sem utilizar R$ 1,00 das receitas de bilheterias dos jogos do Palmeiras. Portanto, também como previsto em contrato, as receitas para manter a arena confortável e segura, operando em nível de alto padrão, são aquelas “extra-futebol”, especialmente os eventos.
Em função disso, achamos por bem vir a público esclarecer o torcedor palmeirense, que quebra recordes atrás de recordes no Allianz Parque, que dá espetáculo de vibração e comportamento e merece todo nosso respeito.

Direção do Allianz Parque

O Mourinho só tem acumulado fracasso e eliminações.
Mas o salário dele continua estratosférico.

Caminha a passos firmes para ser. Mas vamos lembrar que no seu campeonato doméstico (por pontos corridos, premiando a regularidade) o português só está atrás do melhor treinador do mundo. Além disso, mesmo nos tempos áureos o “pofexô” só ganhou uma competição de mata-mata relevante na carreira, isso quando o Alex provavelmente era o melhor jogador em atividade no planeta (embora sem o devido reconhecimento, nem por estas bandas).

Os comentários estão desativados.