Categorias
Paulistão 2018 Resenha dos Jogos

Paulistão Itaipava 2018 Palmeiras 2×0 São Paulo: e foi pouco!

 

 

O Palmeiras venceu o SPFC no Allianz Parque nesta noite de 5a feira. 2×0. Antonio Carlos e Borja fizeram os gols ainda no 1o tempo.

Olha…. podia ser mais. Muito mais. O árbitro não marcou um penal claro sobre Dudu na 2a etapa. Borja fez um gol de cabeça legal também na etapa complementar mas o bandeira apontou impedimento (inexistente). E vários gols perdidos ao longo dos 90 minutos.

Roger colocou o que tinha de melhor em campo. O time marcou pressão no campo do adversário no 1o tempo. E matou o São Paulo. Forçava o erro e vinha pra cima os dois gols saíram dessa forma. E outros foram perdidos.

No 2o tempo o time mudou o estilo. Esperava o adversário em seu campo. Dorival trocou tudo que podia e arriscou o tudo ou nada. Nem um nem outro. o Palmeiras teve campo para ampliar mas esbarrava nos erros de finalização ou na má vontade da arbitragem.

No final venceu. E bem. Sem sustos. 2×0.

Hora de dormir com tranquilidade.

Saudações Alviverdes!

80 respostas em “Paulistão Itaipava 2018 Palmeiras 2×0 São Paulo: e foi pouco!”

Concordo com o Eduardo em quase tudo. Realmente, quem quer ser grande não pode “abri mão” de campeonato nenhum. Pode priorizar, assim como o Grêmio. Pode jogar o mínimo, como fizemos no Paulista, mas sempre continuar disputando. Agora o Paulistão começa, e agora os caras não podem mais ter apresentações pífias.

Só discordo levemente sobre criticar. Temos que ter ciência do quanto o time pode ser bom, como vimos contra o SP. Mas não dá pra exigir disso pra mais.

O trabalho do Roger agora vai ser evoluir aos poucos do time que perdeu pro Corinthians ao time que ganhou do São Paulo.

Mas se perder antes da semifinal no Paulista ou passar sufoco pra se claasificar na libertadores, aí não dá MESMO pra aguentar. Fase de testes e de errar acabou.

Muito bom ganhar das meninas! Ainda mais assim, um massacre.
Acho que vencemos ontem mais no psicológico do que no futebol.
Me lembrei daqueles minutos iniciais com o Cruzeiro em que empatamos um jogo perdido.
O São Paulo ficou tonto. Assustado. Incapaz de nos enfrentar de igual pra igual. Dois a zero foi pouco.
Acho que o time teve diversos méritos e destaques que todo muito já falou. Antonio Carlos, Vitor Luis, Dudu, Borja e principalmente o coletivo.
Mas como quero ver esse time campeão vou ressaltar 2 pontos que merecem atenção a meu ver.
Em primeiro lugar Felipe Melo. São Paulo foi um time inofensivo, mas em mais de uma oportunidade nosso primeiro volante foi incapaz de voltar para recompor. Lento e cansado no segundo tempo. Espero honestamente estar errado e ter que engolir minha palavras. Espero que isso não nos cobre um preço alto em um jogo decisivo. Me preocupo pq não vejo ninguém falar sobre isso. Vai ver estou exagerando. Tomara.
Em segundo lugar, gostaria de ver o Lucas Lima participando mais das ações ofensivas. O jogo ontem foi bola no Dudu. Maravilha, ele jogou um bolão, mas temos que ter opções ofensivas além disso. Dorival deixou só o Edimar ali e tomou um baile. Contra o Curica, muitíssimo bem marcado, nosso 7 pouco produziu. Em resumo, gostaria de ver outras opções ofensivas funcionando bem para caso de necessidade. Mas são detalhes. Observações de quem sabe que em nossos futuros jogos decisivos enfrentaremos equipes melhores preparadas e com muito mais garra que esse arremedo de time que nos enfrentou ontem.

Paulo se anima é o jogo poderia mudar. Essa história de controlou o jogo no segundo tempo é um perigo. O Palmeiras tem time pra entrar em todos os jogos assim. O próprio Roger reconheceu que o primeiro tempo de ontem elevou o patamar de atuação do time. É foi tão unânime que o Dorival na coletiva parecia que tinha visto5 fantasma com o primeiro tempo do Palmeiras. Ele simplesmente não sabia o que fazer. O Palmeiras do primeiro tempo, mais efetivo, briga por tudo. Agora tem que ser assim em casa e fora. Não depender de pressão de torcida. Já vi o Palmeiras calar a Bombonera1 na bola. Só não ganhou porque foi assaltado algumas vezes.

É isso que a gente cobra. Se todo mundo já sabe o que precisa e o que não deve fazer pra produzir bom futebol, não tem mais desculpa para atuações mequetrefes. Seja no Allianz ou no campo do Alianza, em Lima. E controlar jogo contra um time falido em casa é uma coisa, não vamos ter só esses filés pra matar a fome no ano.

É disso que eu falava desde o jogo da Libertadores. Marcação lá em cima. Roubar a bola e em 3 toques estar concluindo a jogada. Rápido e mais letal. Foi 2×0 o juiz deu uma garfada, mas tem que meter o máximo de gols possíveis. Se a bola na trave entra, o Sao

Se analisarmos os três ultimos jogos com a razão apenas, essa discussão besta de “Iludidos vs Cornetas” acaba rapido.

Contra o SCCP, mostramos que ainda não temos um time pronto. Que dinheiro não é tudo e que é preciso jogar bola com os pés, e não com o nome.

Contra o São Caetano, alguns de nossos reservas ja mostraram que não compõe esse elenco “maravilhoso” que é dito por ai. Porem, o desempenho de alguns reservas e o fato de terem entrosamento 0 também mostra que, se treinado, nosso time reserva hoje goleria a maioria do nossos titulares de 2003 a 2014.

E com o São Paulo, mostramos por um tempo que temos um baita time. Que entrosado e querendo jogar bola, somos sim um dos (senão O) melhor time/elenco atualmente no Brasil.

Obviamente, todos os casos tem “poréns”, mas já sabemos o que devemos e não devemos fazer. Não há mais tantas desculpas a partir do próximo jogo.

Exato. Se sabemos tudo isso e não há mais desculpas, é preciso apresentar bom futebol, ponto. Quando ele não vier, todos merecerão críticas, e quem não souber lidar com elas respondendo dentro de campo, que vá trabalhar em outro clube. Simple that, end of discussion.

Só lembrando que os pontos continuan contando na fase seguinte, inclusive é a colocação no geral que determina quem pega quem nas semi-finais. Então, os pontos da aventura, do “experimento di Thiene”, ainda podem fazer falta.

Tanto faz ser campeão paulista ou não, po. Aproveita pra testar agora porque quando começar o brasileirão aí a coisa fica séria.

Respeito sua opinião mas descordo…
Não podemos pensar em deixar o paulistinha…. já fazem 10 anos…
Ano passado a escolha foi a Libertadores e não ganhamos nada…
Enquanto a gambazada vai enchendo o uuuu de titulo..

“Tanto faz ser campeão paulista”. Depende. Primeiro porque clube que realmente quer ser grande e ter hegemonia não pode se dar ao luxo de “dispensar” títulos. Nenhum. Perder para um clube melhor estruturado, com melhor elenco ou, na pior das hipóteses, que jogue mais que a gente, é aceitável. Pelo que a maioria alardeia por aqui, ninguém em SP apresenta essas condições atualmente. Por fim, já se passaram quase dois meses de trabalho, após as quartas de final teremos completado 15 jogos com 3 clássicos no ano, e cerca de 25% da temporada concluída (lembrando da parada para a Copa entre junho e julho). Vamos ficar “testando” até quando?

Nossa…. como o pessoal não sabe se divertir com futebol e aproveitar as vitórias.Ganhamos de Santos e SPFC e é como se tivéssemos ganho de time da série D….. batemos em bêbado, o time deles é horroroso e por ai vai….. Perdemos dos Gambás e parece que o mundo vai acabar…. fora RM, fora metade do time, bem vindo 2019……..
A impressão que tenho é que, para muitos, se ganhamos, sempre foi pelo fato do outro time ser muito ruim, e se perdemos, nunca é pelo mérito dos outros, e sim por nosso demérito.

É isso que também combato, caro Guiherme… aqui se vc elogia o Palmeiras, toma pedrada dos profetas do apocalipse, que são como o Rolando Lero: se enrolam tanto querendo falar bonito, que só falam baboseiras.

Testa quando tem q testar, joga quando qdo tem q jogar.

Por enquanto, ano até aqui mto bom.

Liderança, só perdemos (mesmo) pro atual campeão brasileiro (fora). Somos o atual vice Brasileiro, e segundo melhor desempenho nos clássicos até agora.

Pra um primeiro trimestre morno, tá bem “ok” pra mim… Espero q melhore, mas imaginei bem mais problemas…

O clima aqui anda pesado até quando ganha clássico, eu hein.

Ninguém falou nada, mas que partida monstruosa do Victor Luis!! Salvou várias bolas cruciais lá atrás e apoiou muito bem, quase fez um golaço. Jogando assim Diogo Barbosa vai comer banco.

O “Ademir Divino” falou do Victor Luís num comentário anterior, assim como a transmissão da partida e as entrevistas pós-jogo também destacaram a melhor atuação da sua carreira. O importante é ganhar confiança e ser uma boa alternativa para a posição, se vai ser titular na Libertadores e no Brasileiro é outra coisa, mas pensando que nossas opções até pouco tempo eram Egídio e Michel Bastos, não deixa de ser um salto na qualidade.

Foi só mostrar empenho e apareceu o verdadeiro futebol que esse time tem potencial. Sem letargia, eficaz, determinado.

Como eu disse em algum post anterior, não basta ser melhor, tecnicamente… tem que mostrar! Tem que ser arrogante! Tem que provar que é melhor, dentro do campo. E, se o adversário te peitar, erga as mãos e tire sarro. Se o cara chega rachando, chegue rachando no cara. Se ele rolar no chão, tentando convencer o juiz que você foi o maldoso, role no chão também. Use a tática deles contra eles. Se você tiver a mínima chance de humilhar, humilhe… pressionem, incomodem, tenham mais vontade e concentração para ganhar do que o adversário. Qualidade técnica nós temos, muito acima dos outros times, se jogarmos assim, nos campeonatos que estamos disputando, com esta postura, será difícil ganhar da gente.

O Palmeiras bateu em galinha morta, não há motivos pra comemorações, o SP não ganha de ninguém. Ainda tô esperando uma atuação convincente na libertas é uma surra nos gambás. Sem mais.

Impressionante como a arbitragem erra contra o Palmeiras na maior tranquilidade, tanto faz se é dentro ou fora de casa. Acorda Galliote , seu bost.a ….hj não fez falta mas qdo chegar os mata matas vai fazer . É pior presidente q o Palmeiras já teve disparado!

Na boa, Philipe, você conheceu Arnaldo Tirone? Salvador Hugo Palaia? Jordão Bruno Saccomani? Não força a barra…

Sim, conheci. Mas naquela época o Palmeiras era um time pobre, sem recursos, era presa fácil pros adversários. Hj em dia chegamos no topo do futebol nacional no que diz respeito a estrutura, financeiro e formamos times pra ganhar campeonato. Precisamos de um presidente a altura!

Isso não muda absolutamente nada na incompetência de cada um deles. Só para comparar, o Mustafá era o presidente em outro momento no qual também estávamos no “topo do futebol nacional” (e talvez até internacional) no que diz respeito a vários aspectos e ganhamos um monte de títulos, mesmo assim é até hoje a maior praga que já habitou o clube. Até o Nobre, que tinha um discurso bonito de “ninguém vai roubar o Palmeiras” mas que apoiava eleição de Marin e Del Nero (um de seus padrinhos políticos) na CBF, na prática era mais do mesmo numa embalagem de modernidade. O Galliote precisa ser cobrado para administrar e manter a estrutura do clube, não trocar de treinador a cada derrota em clássico (como pedem muitos torcedores) e exigir empenho dos jogadores em todas as partidas, de paulistinha a Mundial.

Ta certo Eduardo, mas uma pressãozinha nessa juizada faz parte do jogo tbm né. Não dá pra ser tão omisso e ficar só assistindo os caras nos prejudicarem sempre. Tem q botar pressão pra eles saberem que se prejudicarem o Palmeiras não passarão impunes, assim como acontece lá no time da marginal , onde o Fagner joga mais MMA do que futebol e nunca vai expulso. Pra mim não tem coincidência no futebol. É isso q cobro do banana do Galliote. Tem q vir nas entrevistas e botar pressão nos árbitros igual o Kalil fazia no Atlético MG. Óbvio que tbm quero futebol superior pra ganhar dentro de campo, limpo, mas os bastidores tbm ajudam e muito a decidir campeonatos.

Com certeza Philipe. O Palmeiras foi muito prejudicado ontem (no mínimo um gol mal anulado por impedimento e um pênalti claríssimo não marcado) e prejudicado também contra o SCCP. E o nosso presidente o que faz? Silêncio sepulcral. O essencial nós já temos: elenco forte, arena lotada maravilhosa, estrutura excelente, só o que nos falta é força nos bastidores e nesse quesito estamos muito mal. Campeonato também se ganha nos bastidores.

Faltou o essencial do essencial do essencial nessa lista aí, que foi mostrado no jogo de quinta (principalmente no primeiro tempo) mas que ninguém pode afirmar com certeza absoluta quando voltará: jogar bom futebol. Essa é a força que faz diferença. Deixe isso de lado pra ver se a “arena maravilhosa” continuará lotada, se o elenco continuará forte ou se a estrutura continuará excelente. Queremos sempre chegar logo ao último capítulo do livro sem ler os anteriores e depois reclamamos do final sem entender a história completa.

Destaques positivos no jogo de hoje:

Victor Luis- O craque do jogo. Ofensivamente e defensivamente, há muito tempo não vejo um lateral no Palmeiras ter uma atuação tão boa como essa. Sua atuação no jogo de hoje foi digna de nota DEZ.

Antônio Carlos- consolidando sua vaga na titularidade da equipe

Felipe Melo- Muita disposição e entrega no jogo.

Lucas Lima- Mais uma vez foi o maestro que tanto esperamos. O domínio de bola que tem é algo acima da média no futebol brasileiro.

Dudu- Intenso durante todo o jogo e muita disposição. O Dudu ”guerreiro” está de volta novamente.

Borja- Outra grande atuação do colombiano. Fez gol, ganhou quase todas as divididas com os zagueiros adversários, muita movimentação e muito trabalho para os adversários. Aos poucos, está fazendo valer o investimento feito na sua contratação.

E mais uma grande atuação da torcida palmeirense no Allianz, cantou e empurrou o time praticamente nos 90 minutos inteiro. Essa sinergia entre torcida e jogadores é fundamental para grandes atuações e conquistas de títulos.

O Palmeiras deve ser processado pela Lei Maria da Penha. Em pleno Dia
Internacional da Mulher, espancar um clube de garotas desse jeito não
pode.

Não faça mais isso, Verdão!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

kkkk Bem lembrado. Dizem que as meninas vão reclamar na FPF e até no TJD.

Partida excelente do Verdão no jogo de hoje, podemos afirmar que foi muito prazeroso assistir uma partida tecnicamente muito boa do nosso time e ressaltar mais ainda a garra, a vontade de vencer esse clássico contra as donzelas.

A intensidade de jogo demonstrada pela equipe hoje merece ser colocada como referência para os outros jogos do ano, em todas as competições.

MEUS PARABÉNS AOS JOGADORES E A COMISSÃO TÉCNICA PELA GRANDE PARTIDA!!!

Apesar de o adversário ter sido favorecido pelo árbitro, o Palmeiras fez uma bela partida e o time “que se apequena a cada ano” tem que comemorar por não ter levado goleada histórica. Bela vitória.

Parece que esse será o time para o decorrer da temporada.
Um bom time ! Só espero que eles joguem sempre assim , ligados.

Muito cedo pra se falar em “time para o decorrer da temporada”. Tá mais pra “time até a próxima derrota”. Mas é certo que Tchê Tchê e Michel Bastos terão uma longa “temporada de banco”. E não vamos nos iludir: a zaga tem poucos recursos pra dispu.tar os jogos decisivos do ano. E o Choque-Rei provavelmente não está entre eles.

Parabéns ao time. Hoje honraram a camisa.
Agora , nosso presidente tem que ser firme e exigir respeito ao Palmeiras.
Essa emissora do capeta vai fazer de tudo para ver o Palmeiras se fod.endo.
Atenção a isso.

O que é “exigir respeito” pra você? Pedir pra escalarem árbitros que nos ajudem? Eu acho é que TODOS os clubes do país deveriam exigir, antes de qualquer tecnologia, a profissionalização e a melhoria no preparo (físico e técnico) dos árbitros que atuam por aqui. Ou então começar a trazer apitadores de outros países, capazes de olharem mais o jogo que as camisas. Quando cada um parte pra proteger só o seu interesse, não espere mudanças, o negócio é jogar mais bola que os adversários e torcer pra que os acertos superem os erros.

Antonio Carlos o novo Tonhão, grosso mas resolve….e alguém ouviu que Mina tá voltando…

Já acho que ele tem o estilo do Vitor Hugo – porém , melhor.
O gol que ele fez hoje foi ao estilo do VH.

Achei uma arbitragem mais pró São Paulo, que anti Palmeiras. Afinal, eles ainda correm o risco de nem se classificarem.

Se jogar mais vezes no ritmo do primeiro tempo, não haverá apito que nos tire as vitórias. Mais importante que um “Mexa-se Galliote” é um “Jogue bola, time”.

Primeiro tempo ótimo. Segundo tempo bom. Vitória bonita, porém, não é porque ganhou que não se de falar da péssima arbitragem. O árbitro amarelou quase o time todo, enquanto era comedido com o adversário, não marcou um pênalti claríssimo e ainda deu impedimento inexistente que resultou em gol. Vejo uma arbitragem totalmente anti-Palmeiras nesse campeonato e se o nosso presidente banana nada fizer, há risco de sermos “operados” nas horas decisivas. Mexa-se Galiotte!

Espaço liberado para a magia e deslumbramento. É pra quebrar as teclas!

Vergonha um penalti e um gol mal anulando, seria de 4. Ou essa diretoria bate de frente com CBF e principalmente a Globolixo, ou vamos ser garfados novamente. Depois de assinarmos com EI a Globolixo nos quer no inferno e a CBF e CPF aceita.

Parabéns ao time hoje. Quem cobra dois tempos iguais naquela correria do primeiro tempo nunca jogou em campo oficial por 90 minutos…

Palmeiras mereceu vencer, muito mais pelo empenho, que pelo futebol. Pior é quando não tem nenhum dos dois.

Verdade. Mas assim como tem quem ache que até o café vendido no Allianz é o melhor e blá blá blá, tem aquele que reclama do time jogar de meias verdes ao invés de brancas. Pelamor…

Aliás, mais uma péssima arbitragem num clássico que vai ter bem menor repercussão do que mereceria por causa da vitória. Pênalti claro no Dudu e gol anulado com Borja na mesma linha.

O Palmeiras hoje está sendo igual a torcida.
Totalmente bipolar.
Um primeiro tempo que a tempos não víamos.
Um segundo tempo como se estivesse jogando contra a Linense ou são Caetano

Time ganhando : “time tá jogando com vontade”

Time perdendo : “time jogando sem vontade”

Pensando assim ser técnico deve ser a coisa mais fácil do mundo, só ficar dando palestra motivacional a semana toda.

Desculpa minhas limitações mas não consigo enxergar nada além disso. Time com mais vontade e um adversário muito fraco e morto em campo. É uma análise bem simplista, porém verdadeira. Taticamente não mudou absolutamente nada e tecnicamente, são os mesmos jogadores do empate contra Linense é derrota contra Corinthians. Pra é muito claro a mudança de postura. Só isso!

Deve ser fácil mesmo, porque todo mundo que escreve aqui é um técnico que não deu certo…

O time foi bem nesse 1o tempo
Dudu acordou
Borja muito bem
Felipe Mello um monstro
Antônio Carlos – o novo Vítor Hugo

Time tá mais desorganizado que o normal, dando espaço, fazendo muita falta.

De ponto positivo o fato de que o Dudu tá jogando o que sabe, e o resultado sipá afasta um pouco as cornetas.

Habemus Paulistão. Abram a contagem regressiva ectoplásmica. Belo primeiro tempo, com oscilações mas mostrando que quando se juntam técnica e empenho/determinação em proporções idênticas dificilmente o resultado será ruim.

Olha, hoje o Palmeiras entrou pra jogar um clássico, entrou pra jogar Paulistão. Se não foi um primor tecnicamente, nesse 1º tempo, empenho não faltou. Ao menos isso (garra e vontade), sempre tem que ter.

Expliquem 🤔
Porque não entraram com essa disposição contra os gambás 🤔
Porque não?

Pq esses caras que vestem nosso manto hj morrem de medo dos gambás, a verdade é essa aí. Da mesma forma que nos anos 2000 temiam jogos contra os bambis e eram fregueses deles. Hj a coisa mudou, jogar contra o Sp virou uma moleza e contra os gambás nossos jogadores pipocam. Pra mim é isso. Espero pegar eles no final do campeonato pra mudar essa imagem.

Já ta fazendo isso…detesto essa “estratégia” do RM de recuar depois de um gol . Já to pegando birra desse treinero aí…

Ok, o time dos bambis é horrível, ok eles são piore do que a gente. Mas será que é tão difícil perceber que qdo se entra com vontade de vencer o jogo , as coisas facilitam um pouco? 10min e 1×0. Espero que não faça como fez contra o Santos qdo fez o gol e depois recuou pra “deixar o adversário com a bola”. Tem que ir pra cima e resolver o jogo. O time dos caras é uma baba.

Hoje já estou vacinado, comprei cervejas e já comecei a toma-las . Não tenho ilusões, nenhum time muda do dia para a noite, vai ser mais um Deus nos acuda. Gostaria de estar postando otimismo, mas desde o começo de 2017 não vi um jogo do Palmeiras com prazer. Que São Genaro nos abençoe e Dudu enfim acorde do sono de 1 e três meses.

Nem dá pra te criticar, realmente é um prognóstico realista. Ainda assim, a vitória é possível, afinal, os bambis tem jogado menos ainda que a gente.

Sua “linha de corte” no começo de 2017 é bem camarada. Apesar dos títulos da CB 2015 e do BR 2016, em que aconteceram partidas emocionantes mas tecnicamente abaixo da expectativa, foram poucos os jogos que realmente deram prazer de serem vistos nos últimos dez anos, quiçá neste século.

Se por um lado, a rapaziada anda tremendo nos Derbys, nos Choque-Rei, pelo menos os no Allianz, a história é outra. É dia de amassar bambi!

Verdade. Em momentos que não eram exatamente os melhores de suas passagens pelo Palmeiras, tanto Oswaldinho quanto Gargamel e Bap conseguiram vitórias convincentes jogando em casa contra eles. Agora é a vez do Axe se recuperar diante da fauna do Cerrado.

Não tem o porquê não jogarem bem hoje: jogo em casa, estádio lotado, gramado (quase) perfeito, adversário tradicional (grande rival), salários em dia (e bem pomposos), enfim… Além disso temos a “motivação” de retomarmos a liderança no geral, que perdemos, depois da invenção do Paulistinha para testes. Pro campeonato virar Paulistão de novo, vençam e convençam. Joguem futebol!

Taí um pedido que nós, da ala dos chatos que se importam com qualidade, fazemos sempre, mas eles raramente atendem. De qualquer forma, mesmo que “do lado de cá” salários polpudos em dia e infraestrutura de primeira pra trabalhar sejam sonhos, a gente não perde a esperança de ver uma grande exibição, mesmo que no paulistinha. E, por tabela, de ter aqueles personagens de fábulas comentando novamente por aqui.

Tá dentro do contexto. Tem muita gente nesse elenco com mais pompa que qualidade propriamente dita, então de certa forma o que eles recebem pra fazer o que fazem não deixa de ser pomposo (no sentido exagerado, mesmo).

Joguem futebol jogadores !
Honrem a camisa do Palmeiras!
É pedir muito , é pedir demais para vocês ?

Os comentários estão desativados.