Pós Jogo Botafogo 1×1 Palmeiras: estreia decepcionante

 

Em um jogo tecnicamente fraco o Palmeiras empatou na estreia do Brasileiro 2018 com o Botafogo. 1×1 no Estádio Nilton Santos.

O primeiro tempo foi dominado pela equipe carioca. Mesmo sem contar com seu meio campo titular, o time comandado por Alberto Valentim era mais perigoso no ataque. Criou maior número de chances. O Palmeiras dominava a posse de bola (60% x 40%) mas não tinha capacidade de criação e finalização.

No 2o tempo Roger colocou Guerra no lugar de um apagado Lucas Lima. Melhorou. Guerra deu mais velocidade. A bola chegava mais no ataque. As chances começaram a aparecer até que Keno tocou para Dudu que driblou dentro da área e deixou para Guerra marcar. 1×0.

Aí quem esperava um Palmeiras mais tranquilo para jogar no contra-ataque e ampliar o placar, se enganou. O Botafogo veio pra cima e conseguiu o empate num bate-rebate dentro da pequena área onde o zagueiro Thiago Martins deu as costas para o atacante que errou o chute a gol.

Depois do 1×1 Palmeiras e Botafogo ainda tiveram chances de marcar. Mas o empate foi o resultado final. 1×1. Uma estreia contra um time tecnicamente inferior. Pra quem esperava começar atropelando, foi uma ducha de água fria.

Saudações Alviverdes!

179 Comments Added

Join Discussion
  1. Renato 19/04/2018 | Responder

    SP, 19/04/2018
    07:35 horas.
    Bom dia a todos.
    Além de competência, esse time do mau que é o time dos gambás, a sorte está sempre com eles.
    Será difícil alguém tirar pontos desses caras.

  2. Tava lendo no grobo esporte que o Palmeiras contratou uma das maiores empresas de investigação do mundo (Kroll), e um dos melhores advogados criminalistas do país, para investigar se houve ou não interferência externa na decisão do Paulista. Agora gostei, o quinteto de arbitragem deve estar tremendo que nem vara verde agora…

  3. Renato 18/04/2018 | Responder

    Nesse universo podre e corrupto que é o futebol, o melhor a ser feito é ficar distante.
    Não acompanhar mais e parar de torcer.
    Depois da final do paulista, eu tenho procurado de fazer isso.

  4. Ed 18/04/2018 | Responder

    Meu comentário mais uma vez ficou um tempão na moderação e agora desapareceu.
    Consultei as regras do site para ver se as infringi e parece que isto não aconteceu.
    Como postei um link sobre o embate RGTxPalmeiras achei que fosse isso,que talvez postar links fosse proibido mas não vi nada disso nas regras.
    Achei interessante a colocação do Cosme Rimoli sobre o assunto,diferente da imprensa em geral que pressiona o Palmeiras a ceder nessa questão.
    Chato.Venho sempre,às vezes quero participar e não tenho conseguido.

    • O Cosme tem qualidades, mas ele tem um defeito qie me irrita, ele adora polemizar, para ganhar cliques. Mas realmente, tem uma visão diferente, e mete o dedo na ferida sem dó (muito Palmeirense deslumbrado teria um infarto com as colocações dele. Se até eu, fico incomodado as vezes…). Quanto aos seus posts ficarem presos na moderação, os autores do site já falaram, existe o filtro do 3vv, mas também existe o filtro da administradora do site, que o 3vv não tem controle. Muitas vezes o comentário cai nesse bloqueio. O negócio é ter paciência, também já perdi uma meia dúzia de posts, não há muito o que se fazer, acontece. Abraços!

    • Thom 20/04/2018 | Responder

      É normal cara, as vezes os nossos também ficam. Não é um filtro do site, e eles tentam liberar quando podem. Conforme vc for postando mais, o bloqueio tende a diminuir, não sei pq.

  5. João 18/04/2018 | Responder

    O Palmeiras deve ir até o fim e ter peito suficiente para ir à FIFA denunciar a FPF.
    A interferência externa é claríssima pelas imagens e possui o agravante do 4° árbitro ter se contradizido no depoimento no julgamento.
    Se ele tentar justiça aqui no Brasil não vai encontrar já que é tudo um jogo de cartas marcadas. Por favor, Galiotte, use a cabeça.

  6. Sim, a final, com a interferência externa descarada (isso pq já havia acontecido outra, na expulsão do Jailson), me desanimou muito de acompanhar futebol, por hora. E não ajuda nada, o fato do time estar com toda cara de wue vai repetir 2017. E lá vamos nós, aguentar o time capengando, gambá sendo campeão de novo, etc… Mal assisti os melhores monentos de Palmeiras x Botafogo, na verdade, só assisti pq tavam falando tanto da presepada do Thiago Martins e do Felipe Melo, que fui obrigado a ver pra ter ainda mais certeza das minhas convicções (de que o time é bem mais ou menos, apenas figurando como candidato ao título, pelo nível baixíssimo dos outros times).

    • Exatamente, meu caro Luis Cláudio. Separemos o joio do trigo. O que aconteceu no último dia 8 de abril é algo pra não se perder de vista, como já havia ocorrido em 2012. Aquele gol anulado do Barcos no Beira-Rio pelo delegado da partida com base na informação da televisão (é sempre com a gente!) deveria ter servido para alavancar uma discussão séria sobre a influência das transmissões nos lances das partidas de futebol, mas acabou virando meramente uma “tentativa covarde de um time ridículo fugir do rebaixamento”, e morreu ali, com muita gente que deu seu depoimento na hora voltando atrás na ocasião do julgamento (cheguei a ler besteiras como pedirem a deportação do Barcos). Isso é uma coisa séria, e o fato do Palmeiras estar num cabo de guerra público e notório contra a Rede Globo por ter assinado contrato com uma concorrente (algo que seria louvado em qualquer país) evidencia ainda mais que, se antes já estava ruim, agora mais do que nunca “na dúvida, apitem contra nós”.

      Porém (em letras garrafais esse “porém”…), não é a Globo que insiste em escalar Tico & Teco na zaga, não é a CBF que manda o Sr. Lucas Lima ser um mero carimbador de bolas que se submete à marcação até de uma enganação como Matheus Salles, não foi a FPF que gastou R$ 51 milhões com dois postes que não sabem fazer gols nem o STJD que dá moral para o Sr. Felipe Melo (vio”lento” e semi-aposentado) ser o “líder intelectual” da equipe. O time de Itaquera é limitado, sabe disso, “joga por uma bola” (papo tão irritante quanto o de “elenco milionário” quando se referem ao plantel palmeirense) mas é eficiente e competente em quase tudo que se propõe, algo que com muito mais recursos (humanos e financeiros) e muito menos dívidas não passamos nem perto de ser nos últimos quatro anos.

      • João 18/04/2018 | Responder

        Você percebe que o futebol brasileiro está nas últimas quando um time como o Corinthians, um time retranqueiro e que joga por uma bola, consegue os resultados necessários.
        Isso é culpa dos atacantes medíocres e dos técnicos burros que não conseguem fazer seu trabalho. Ganham fortunas pra ficar fazendo chuveirinho na área.

        Na época da Parmalat o Palmeiras não conquistou mais títulos porque era tudo no mata-mata e nem sempre o melhor vencia. Mas agora na era Crefisa não vai ganhar mais nada porque a múmia da Leila e o Esquemattos não contratam os jogadores certos. Burrice, trambicagem e frouxidão irão desperdiçar mais uma época de vacas gordas. O raio caiu duas vezes no mesmo lugar e não aproveitamos.

        • Pois é, João, se tivéssemos Campeonatos Brasileiros de pontos corridos entre 1993 e 1999, considerando que neste último entre junho e novembro só pensávamos no Manchester United, teríamos faturado no mínimo cinco taças. E o sucesso atual do Corínthians é o retrato mais bem acabado da falência do futebol brasileiro: dirigentes corruptos que se merecem, pois quem não tem rabo preso é covarde, jogadores que não dominam fundamentos básicos do esporte e interesses financeiros milhas à frente dos méritos técnicos.

          • Gustavo Aroni 18/04/2018 | Responder

            E somado a isso, o sucesso deles se deve ao seu técnico, Carille. Testou Kazim, não deu certo, sacou, teste Jr. Dutra, não deu certo, sacou, viu que não tinha centroavante, mudou o esquema, sem centroavante, e o Rodriguinho chegando como homem surpresa. No Palmeiras tem um monte de jogador, ganhando os olhos da cara, não jogando nada, e o técnico não muda nem o time, nem o esquema.

      • Pois é, eu até consigo entender o que leva nosso torcedor a dizer que o time dos marginais não joga nada, mas esse tipo de visão míope, não pode acontecer de jeito nenhum nos responsáveis pelo futebol do Palmeiras. Esses gols “ao acaso” deles, são na verdade, fruto de saber muito bem onde se posicionar, onde colocar a bola pro atacante, etc. Aliado a frieza de saber lidar com resultados adversos, saber se defender, etc. Sim, o time é limitado, no sentido tecnico individual de alguns atletas, mas eles também tem jogadores muito bons, esse Rodriguinho sozinho é mais perigoso que LL, Scarpa e Guerra juntos. E o técnico deles sabe usa-lo. SE o Roger conseguisse ser inteligente como o Carille, sim, nossos meias poderiam ser melhores do que ele. Mas por hora, tem de comer muito arroz com feijão. Só lembrando que, esse ano, é o 4 ano seguido que os gambas perdem os principais jogadores. Quem sabe, daqui há 5 anos e mais 5 desmanches deles, a gente consiga equilibrar os jogos…

        • João 18/04/2018 | Responder

          Carille é o grande responsável pelo Corinthians não ter ficado no meio da tabela no ano passado. Focou todos os seus esforços na zaga e só depois pensou em ataque.
          É mais fácil não tomar gol do que fazer gols. Mais fácil fazer gols em contra-ataques do que pressionar o adversário. Mas fácil administrar a vantagem do que virar o jogo.
          Mas nada disso muda o fato de que é um time retranqueiro que joga por uma bola. Só que esse é o estilo de jogo dele, a culpa por não furarem essa defesa e tomarem contra-ataques é dos outros técnicos.

          E por falar em técnico, o Palmeiras nunca possuiu sorte com técnicos. O único ali que virou gênio no Palmeiras foi o Luxemburgo. Mas mesmo assim foi uma aposta muito sólida e com poucos riscos para a época.
          Nem o Osvaldo Brandão que foi bastante vitorioso no clube se tornou o nome que todos conhecem no Palmeiras.

          • O Cuca montou um esquema eficiente no Palmeiras. Não era um futebol bonito, mas funcionou muito bem, tanto que vencemos o brasileiro. Se a diretoria tivesse dado respaldo para ele na queda de braço com o Felipe Melo, hoje poderíamos viver outra realidade. O planejamento para esse ano teria sido feito por ele. Resolveram ficar com o Felipe Melo, que virou uma espécie de “dono do time”, “escudo do treinador”. Isso tem seu preço. Às vezes eu fico pensando, talvez o RM não consiga implementar uma dinâmica tática diferente justamente por ter o FM no time. Ele que bateu de frente com o Cuca por causa do esquema de marcação individual, hoje pode ser um entrave para uma possível variação tática.

  7. Cássio 17/04/2018 | Responder

    Deu uma alisada no A Mattos mas ao mesmo tempo disse que a decisão técnica da contratação é só treinador. Acho esse tipo de costura nos bastidores podre. Começa errado termina errado. Quero que o Roger saia já, Luxemburgo eu não gostaria, mas considero isso trairagem com um cara que é sério e honesto como o Roger.

  8. Cássio 17/04/2018 | Responder

    Mais um motivo pra acreditar que as coisas estão encaminhadas. Ele disse que o time não precisa contratar. Que o elenco foi montado e que não é Assim, perdeu um jogo vai no patrocinador e pede jogador. Cheiro de acordo já pré costurado no ar.

  9. Renato 17/04/2018 | Responder

    Assisti agora a reprise do programa mais 90 do Alex Müller no esporte Interativo.
    Leila Pereira dona da Crefisa quer Vanderlei Luxemburgo caso Roger Machado não seja mais o treinador.

    • Aí carimbamos o passaporte para a Bzona de 2019. Luxerley sempre manda jogadores que ele não tem porcentagem embora para contratar jogadores dos seus empresários e ganhar porcentagens. Como se já não fosse riquíssimo…

    • Cássio 17/04/2018 | Responder

      “Coincidentemente ” ele estava no É DE PLACA do mesmo canal no mesmo dia. E notei que ele estava cheio de ideias, todo felizinho, serelepe dizendo que o treinador brasileiro entende mais de tática que o europeu. Passou o programa todo dando a entender que o Lucas Lima tinha que ser meia criativo e ser estimulado a isso o tempo todo. Disse que a Seleção não tem um jogador como ele com a capacidade de pisar na bola e pensar o jogo. Falou que gosta muito do Keno.Será que ele se apresenta logo após o jogo do Inter ? Fatalmente vai chegar como sempre metendo um medalhão no banco, F.Mello. Nem sei o que pensar sobre isso.

    • Reynaldo Zanon 17/04/2018 | Responder

      O Luxemburgo está no mínimo há dez anos colecionando fracassos. Contratá-lo seria um risco altíssimo que beira a loucura.

      • Para quem gastou 51 milhões de reais com Borja e Deyverson, reintegrou Felipe Melo com status de líder intocável e, mesmo com o rótulo de “melhor elenco das Américas”, mantém uma dupla de trapalhões na zaga, Luxemburgo é só a “cereja do bolo”. Os conspiradores de sempre (FPF, CBF, STJD, RGT) nem vão precisar suar pra ver nossos fracassos em 2018.

      • Paraíba 18/04/2018 | Responder

        No sport, o manager Luxapoker ficava vendo o treino pela janelinha de uma sala enquanto o auxiliar Daniel orientava os jogadores no campo, com uma lua de 41 graus na cabeça .
        Entre Luxapoker e Felipone sou mais o Fernando Diniz.

    • Jango 18/04/2018 | Responder

      Essa Leila quer acabar com o Palmeiras. Luxemburgo é muito defasado.

      Quer contratar jogadores pra lavar dinheiro e agradar empresários? Ótimo, mas contrata os caras certos e necessários antes.

      Use a cabeça, dona Leila, se o clube não conquistar nenhum título importante e colecionar fracassos, a torcida vai querer sua cabeça.

  10. LGO 17/04/2018 | Responder

    Também estou inconformado com a final do paulista, mas não podemos jamais abandonar o time…

  11. Renato 17/04/2018 | Responder

    Pelo cheiro de camarão no ar , murtosa vem aí….

      • Renato 17/04/2018 | Responder

        Depois da final do paulista eu me desliguei. Do pouco que eu vi hoje, seja na tv ou na internet ou rádio, pelos comentários , é isso que está circulando.
        Não é informação.
        Apenas um raso palpite.
        Eu broxei com o Palmeiras.
        Perdi completamente o prazer de torcer, assistir programas esportivos.

  12. Mario Galhardo 17/04/2018 | Responder

    Se entrarmos na pilha da imprensa e começamos a nos descabelar em desespero, já era.
    Se mandarmos o técnico embora agora, já era. Esqueçam o ano.
    Só pra lembrar uma coisa. Quando os gambás foram eliminados pelo Tolima na pré libertadores sem jogar nada, o Tite permaneceu e deu no que deu.
    Temos duas opções: uma rasgar tudo e começar do zero. A outra é aprender com os erros e corrigir o que for possível. Não temos “obrigação” de títulos, temos que construir um caminho sólido para o futuro. Um caminho para sermos verdadeiramente dominantes. Se mandarmos o Roger embora, esqueçam o ano.

    A lógica é a seguinte: temos que ganhar tudo e apresentar um futebol incrível pq gastamos mais que os outros. Se isso não acontece logo no começo do ano, troca de técnico, que começa do zero, tendo que ganhar tudo pq fizemos um investimento alto. Se ele não começar a apresentar um futebol incrível logo no começo não vai prestar, pq fizemos um investimento milionário, então manda embora e chama outro. Que vai chegar precisando ganhar tudo e apresentar um futebol mágico, pq nosso investimento é o maior do Brasil. Aí depois de algumas partidas sem mostrar o futebol incrível e dominante vão dizer que ele não serve e correremos atrás de outro.
    Amigos, isso não terá fim. Nunca. Precisamos respirar. É hora de controlar a ansiedade. Parece que, na voz da imprensa, nosso investimento alto virou uma maldição da “obrigação de vencer”.
    O investimento tem que contar a nosso favor e não contra!!!

  13. Reynaldo Zanon 17/04/2018 | Responder

    O Palmeiras boicotou ontem o programa Bem Amigos da Globo. Foi constrangedor para o apresentador do programa. O clube fez muito bem. O Palmeiras está travando duras e grandes batalhas. Contra FPF, CBF e a própria Globo. Contra a FPF tem de ir até o fim visando a anulação da final e exigindo árbitro de vídeo para o ano que vem. No caso da CBF, o Palmeiras deveria aproveitar que o Flamengo foi prejudicado logo na primeira rodada do Brasileiro e se unir aos cariocas para pressionar a CBF para que a entidade aceite os árbitros de vídeo, já nesse campeonato ou, na pior das hipóteses, no ano que vem. Palmeiras e Flamengo unidos nesta questão fará a CBF ceder. Por fim, frente à Globo, o Palmeiras não deve ceder em hipótese alguma quanto ao desconto de cota que eles propõem e jamais assinar o contrato enquanto não nos pagarem o mesmo que aos demais clubes. E, para isso, tem de usar todas as suas armas. O Palmeiras poderá mudar o futebol brasileiro – moralizando-o – ao vencer todas essas batalhas. O Palmeiras pode contar com a sua imensa torcida.

    • Assino embaixo de tudo o que você escreveu, porém paralelamente a isso não podemos deixar o essencial de lado: jogar futebol, e isso há muito tempo (exceção feita a alguns confrontos contra galinhas mortas, incluindo aí o espécime cervídeo do Jardim Leonor que hoje em dia é coadjuvante do futebol brasileiro, como éramos até 2014) deixou de ser prioridade no Palmeiras.

      • adilson sartori 17/04/2018 | Responder

        concordo que realmente o time sentiu a derrota para o time da marginal.. mas essa atitude do palmeiras deveria ser seguida pelos outros clubes que tambem sao boicotados nas transmissoes e cotas.
        tenho certeza que se houvesse uniao.. a RGT perderia muito o poder e abriria o mercado para as demais emissoras, fazendo com que tivessemos a livre concorrencia.

        parabens ao palmeiras pela atitude… e vamos jogar bola P.O.R.R,A

        • É isso. A final do paulista não vai ser anulada, mas o Palmeiras tem que manter a pressão até o fim. Na questão do contrato com a Globo, não aceitar a redução de jeito nenhum. Não mandar jogadores nos programas deles, e evitar as entrevistas no campo no final do jogo. E seria muito bom se a torcida fizesse uns cantos bem ofensivos para cantar na arquibancada, contra a Globo.

    • Felippe 17/04/2018 | Responder

      Palmeiras votou a favor do candidato do Del Nero em eleição para presidente da CBF. Será que só vocês que não estão enxergando? Até quando nossa torcida vai se preocupar com picuinhas? Todo mundo sabe que é cortina de fumaça essa ação do Palmeiras na final do Paulista. Só a torcida pode mudar os rumos que nosso Clube esta tomando. Ir contra quem manda no futebol só vai piorar, espero que nossa diretoria esteja jogando só para enganar nossos torcedores fanáticos.

      • Felippe, o Palmeiras está “jogando o jogo” da Globo, e só se ferra, até quando vamos aceitar isso? Acho que tem que bater de frente mesmo. O que aconteceu na final do paulista é inaceitável.

  14. Sinceramente, não sei o que é pior neste momento: assistir a um jogo do Palmeiras com esperanças vãs de apreciar um mínimo de futebol organizado, ver um treinador com excelente formação teórica mas sem liderança insistir em zagueiros toscos e num volante semi-aposentado que vira ídolo da torcida não pelo que joga mas pelo que “late”, atacantes que não ameaçam o gol adversário, alguns torcedores que têm como ídolos dirigentes e não jogadores, aqueles que acham que temos “o melhor elenco das Américas” ou outros que veem como solução dos nossos problemas treinadores como Cuca, Felipão e Luxemburgo. É pra desanimar mesmo.

    Longe de querer voltar aos tempos (não tão remotos) em que doávamos um Barcos para trazermos Léos Gagos e Rondinellys da vida, ou quando aparecermos na “primeira página” da classificação dos campeonatos era motivo de festa, mas a nossa administração nos últimos anos vem provando que muito dinheiro e estrutura sem a devida competência por parte dos gestores do “projeto” leva a lugar algum.

  15. João 17/04/2018 | Responder

    Deyverson é muito ruim. Nunca mais coloque esse cara em jogo.

  16. Ninguém vai falar do péssimo Felipe Melo nesse jogo? A conta do gol de empate é dele, ele que estava na marcação e abandonou bola e jogador do Botafogo. A combinação ataque sonolento com falhas individuais na zaga é desesperadora…

  17. lito 17/04/2018 | Responder

    Pelo jeito vão esperar perdermos novamente para os gambás, para ir atrás de dois zagueiros, um atacante e um técnico. Os zagueiros reservas, fora o Emerson que ainda não jogou também não servem. Acorda Mattos. Podem me criticar, mas deveria levar uma conversa com o Cuca e ver se ele não estava disposto a assumir o verdão, como fez na primeira vez. Outra coisa, o P Nobre deveria tentar uma aliança com a Leila Pereira, quem sairia ganhando era o Palmeiras. Agora ficar dando ouvidos para o Mustaphá, é duro.
    Cadê os dois zagueiros, mais um atacante, Scarpa e um técnico de verdade?Os jogadores estão precisando de um “chacoaião” como se diz no interior. Estão muitos acomodados. Mas sem essa zaga horrível. O Bruno Henrique também está num sono só.OF Mello também não tem pernas para os dois tempos.

    • Jango 17/04/2018 | Responder

      O Paulo Nobre precisa voltar ao Palmeiras urgente. Quando ele estava no clube contratava desnecessariamente, mas pelo menos ficava atirando até acertar.
      Hoje o Mattos contrata caras que nem jogam e não contrata os caras que precisam como um zagueiro e um atacante (e no ano passado os laterais dos 2 lados).
      Nobre, por favor, converse com a Leila que eu tenho certeza que vocês irão chegar a um acordo que será bom para os dois e para o Palmeiras.

      Desde o ano passado eu estou enchendo o saco do Nobre para voltar na página “Palmeirinha Rally” e recomendo que os confrades do site façam o mesmo.
      Mattos não dá mais. Esse cara parece que não entende de futebol. Até os gambás conseguem acertar contratação melhor do que nós mesmo estando falidos.

  18. João Cornetta 17/04/2018 | Responder

    Além do péssimo futebol, vocês notaram a quantidade de escorregões e de erros de domínio de bola e de passes dos nossos jogadores? Uma enormidade qgrandeza. Alguma coisa, com certeza ruim, está acontecendo. A ver contra o Internadominadas de bola

  19. LGO 17/04/2018 | Responder

    Curica bom time só pode ser brincadeira!!!!
    Que estamos mal e precisa mudar muita coisa eu concordo, mas falar que vamos cair ou que o Curica é um bom time é apelar…

    • Verdade, não ganharam nada nos últimos quatro anos, passaram campeonatos a fio só fugindo do rebaixamento e gastando dinheiro que não têm em porcarias, bem longe do papa-títulos que joga de verde…

      • Jango 17/04/2018 | Responder

        Uma coisa é jogar bem, outra coisa é ganhar títulos. Corinthians do Carille é time retranqueiro que joga por uma bola.
        Quem viu o São Paulo de 2008/2009 nem fica tão surpreendido em ver um time medíocre ganhar um título brasileiro. Aquele time do SP só ganhava por 1×0 com gols de cabeça e engessava o jogo com os volantes.
        Se o Palmeiras ajeitar o time DE VERDADE, apenas Grêmio e Cruzeiro podem nos parar.

        • Mario Galhardo 17/04/2018 | Responder

          O Palmeiras campeão do Cuca fez um segundo turno de muitos 1 x 0. Curica é o favorito ao título, fato. Eles já tem um time desde o ano passado. Gremio e Cruzeiro tb. Nós ainda estamos formando um time, estamos um degrau abaixo em termos de futebol e consistência. Todos eles mantiveram seus técnicos e elencos.

        • E você acha que ganhamos o Brasileiro de 2016 de que jeito? Pegue os placares do segundo turno e veja quantas partidas ganhamos por mais de um gol de diferença. Depois de uns dois meses de bom futebol, vencemos o Inter no Beira-Rio, assumimos a liderança e dali pra frente foi só “jogar por uma bola”. A vitória sobre o mesmo Inter no returno foi um belo exemplo disso: CX fez o gol no começo e o resto do jogo sob uma forte chuva foi uma matança de cobra pra todo lado, com a bola sofrendo no meio da briga.

          Quando os outros ganham jogando feio é pra meter o pau, quando o Palmeiras faz isso é “contra tudo e contra todos”. Futebol hoje, principalmente no Brasil, é um jogo pobre em que se dá bem quem aproveita melhor os recursos que tem, e nesse aspecto não há outro time melhor que o SCCP. Não gostar de uma verdade não vai torná-la mentira.

          Estou lendo essa balela de “só perdemos pra nós mesmos” lá se vão uns três anos, mas o fato é que se pegarmos os últimos 40 meses conseguimos jogar bem (somando tudo e com bastante boa vontade) no máximo uns quatro, o resto foi surra em bêbado, choradeira e muita soberba. O fato é que enquanto o clube gastar dinheiro de maneira errada e desequilibrada, vai viver de títulos casuais e acidentais.

          • Jango 18/04/2018 | Responder

            Nunca disse que o Palmeiras jogou um futebol bonito. Cucabol foi pragmático mesmo.

  20. Renato 17/04/2018 | Responder

    Atualmente no futebol brasileiro só existem dois bons times que são Corinthians e Grêmio.
    O resto é lixo e nós estamos neste resto.

    • Lucas 17/04/2018 | Responder

      Cruzeiro é bom também… temos 2 títulos graças a um acidente chamado GABRIEL JESUS… quem não lembra do nosso próprio técnico e torcida depreciando o jogador? ‘GABRIEEEEL GABRIEEEL’

    • Vinícius 17/04/2018 | Responder

      Concordo. A galinhada é o melhor time do brasil. Eles têm um técnico de ponta e ótima administração. O que estão fazendo com nosso dinheiro? Matos? Crefisa?

  21. lito 17/04/2018 | Responder

    Se for para o estagiário ficar distribuindo colete, coloca o Zé Roberto para fazer isso.
    E o A Mattos, porque trouxe o Emerson e o cara não joga. Mais uma vez fomos iludidos. Essa linha de zaga é caso de denúncia no Código do Consumidor. E as palavras do estagiário após o jogo, ele só fala de equilíbrio. Fora estagiário.
    Outra coisa, seu esquema está matando o L Lima e olha o que jogou ontem o M Rocha. Retranqueiro, perdeu o respeito do time. E mais, o Dudu não deixa o L Lima bater uma falta. Para mim, isso é briga de egos. E nosso técnico estagiário só assiste. Ainda bem que temos um “presidente” presente. Caramba o Grêmio vai na A Sul e descobre bons zagueiros.Enquanto isso o Mattos zzzzzzzz.
    Se a Leila Pereira acha que vai ganhar eleição seguindo os passos do nosso atual presidente, pode colocar as barbas de molho. O pior de tudo é que o tal de Mustaphá tá agindo novamente.

  22. Thom 17/04/2018 | Responder

    Pra galera que fala que corre riscos de rebaixamento, quero ver segurar essa opinião até depois da copa ok? Senão vira crítico de jogo perdido.

  23. Jango 17/04/2018 | Responder

    Alguém aqui não pode conseguir entrar em contato com o Mattos?
    Ele precisa urgentemente contratar um zagueiro e depois um atacante.

    Quanto ao técnico, vamos esperar até a 5° rodada em que vamos enfrentar os gambás no lixão. Se não conseguir um bom resultado, aí ele não vai se segurar no cargo.

    • Reynaldo Zanon 17/04/2018 | Responder

      Esperar até a quinta rodada é tempo demais. Até lá já poderemos estar a 7 ou 8 pontos do líder do Brasileiro, sem contar o altíssimo risco de perdermos de novo do clube da bandidagem. Inaceitável! Tem de demitir o técnico agora e contratar um de peso, que seja realmente respeitado pelo elenco e o faça produzir com todo o seu potencial.

      • Jango 17/04/2018 | Responder

        Quem você está pensando para substituí-lo?
        Minha aposta seria no Diniz, mas ele precisaria de tempo para o time ter o rendimento esperado.

        • Reynaldo Zanon 17/04/2018 | Responder

          Jango, tentaria primeiro o Abelão. Se ele não quiser sair do Fluminense, traria o Felipão. O Felipão ficou obviamente – e eternamente – marcado pelos 7 a 1, mas na China ganhou tudo de novo. Dirão: mas na China? Sim, na China os resultados de um técnico importam, por vários motivos. 1) quase todos os times chineses têm técnicos estrangeiros e renomados (europeus, a maioria) e quem se deu melhor foi o Felipão; 2) Aqui cabe o velho chavão “se o campo é ruim, o é para todos”, ou seja, o futebol chinês ainda é incipiente, mas o é para todos os times, fazendo com que a dificuldade se equivale e, nesse cenário, foi o Felipão o grande vencedor. Sem contar que o Felipão é um cara especialista em administrar elencos de qualidade e estrelas e também é excelente no mata-mata. Ele incendeia o time nas decisões. Por tudo isso, Felipão ou Abelão seriam as minhas opções. O Roger Machado já mostrou que fracassará. Não podemos perder tempo.

          • Jango 17/04/2018 | Responder

            O contrato do Felipão vence 30 de novembro.

            Mas enfim, se o Roger sair entraria o Abelão pelo estilo de jogo parecido e pela proximidade, dessa forma daria para tentar salvar o time pro mata-mata da Libertadores e tentar arranjar alguma coisa no nacional.

            • Com Abel ou Felipão, esqueçam Brasileirão, pegaremos G6 e olhem lá. Com Luxemburgo, esqueçam mata-matas, ele só ganhou um fora do âmbito estadual quando o Alex era talvez o melhor jogador do mundo. Se ficar o Axe, esqueçam títulos.

      • Em 2014, pouco antes da Copa, trocaram de treinador e o então presidente (“o melhor de todos” pra muita gente, principalmente por causa das fotos com as taças) garantiu que “seria difícil ganharem da gente”. Só escapamos da Série B nos últimos minutos da última rodada. Não quero comparar situações nem elencos (aquele era, muito provavelmente, o pior da nossa história), mas se mais uma vez vão trocar apenas o desodorante pra continuar não tomando banho, a chance da catinga não ficar só no sovaco será enorme.

  24. Foi decepcionante, tanto o resultado quanto o futebol. Mas ainda acho precipitado trocar de treinador. Tem que deixar o trabalho ser feito. Mais uma vez, falha individual definiu o resultado, e pra mim quem falhou foi o falastrão do Felipe Melo. Por mim ele já nem estaria no grupo, mas isso é outro assunto. Trocar treinador de novo? Felipão de novo? Deixa o RM trabalhar. Não vamos mudar nunca essa cultura de culpar o treinador por tudo?

  25. João 16/04/2018 | Responder

    O Palmeiras teve 3 chances claras para liquidar o jogo e não aproveitou.

    Esse jogo foi o retrato do que o Palmeiras será até o fim do ano. Time medíocre, com jogadores sem vontade e um técnico que não sabe o que faz.

    Mattos, pelo amor de Deus, contrata um zagueiro e um atacante. Deyverson, Mayke e Antônio Carlos não dá.

  26. Paraíba 16/04/2018 | Responder

    2 pontos perdidos que vão fazer falta, o Thiago Martins vira o rabo pra bola no gol do botafogo, ridículo!

  27. Thom 16/04/2018 | Responder

    E volta o ciclo de pedir pro Técnico cair.

    A gente tem que sofrer mesmo, nunca aprende. É tenso.

    Espero que ninguém da diretoria leia esses comentários. Por favor.

    • Não se preocupe, Thom. Apesar do Vicente Criscio ser conselheiro, e ao que parece ser também uma ótima pessoa, ele é o mais perto que o 3VV chegará da cúpula. Dirigentes de clubes (todos) se preocupam com torcedor de organizada (pelos mais variados motivos), do chamado “torcedor comum” eles querem só o dinheiro que deixa no estádio, nas lojas oficiais, nos programas de sócio ou no pay-per-view. Para nossa opinião, eles estão c@g@ndo e andando.

      • Thom 17/04/2018 | Responder

        Pois é. Só espero que não demitam o Roger por nenhum tipo de pressao. Com os nome que tem, tem feito um trabalho muito bom.

  28. Treinador que perde uma final como o Roger perdeu não dura no cargo. O dérbi tem dessas coisas. Trás o Fernando Diniz e vê oque acontece. Despachem esse Felipe Mello e os dois pseudo zagueiros. Esse Mello só presta pra arrumar confusão.

  29. Cássio 16/04/2018 | Responder

    Coletiva do Roger. Agora estou esperançoso. Com todo respeito, espero que o Galiotte honre o cargo e o Palmeiras amanheça sem treinador.

    FUTEBOLApós 1 a 1, Roger Machado analisa atuação do Palmeiras contra Botafogo

    Partilhar
    Thiago Kimori
    Departamento de Comunicação
    16/04/2018 – 22h50
    O Palmeiras fez a sua estreia no Campeonato Brasileiro nesta segunda-feira (16), mas apenas empatou em 1 a 1 com o Botafogo, no Rio de Janeiro – com o resultado, o Verdão soma um ponto no torneio nacional. Apesar de não obter a vitória, o técnico Roger Machado valorizou o resultado fora de casa.

    “Por sair à frente, tomar o gol a 10 minutos do fim do jogo e ter tido depois chances em contra-ataques para virar novamente, claro que fica um gosto um pouco amargo. Mas no Brasileiro é preciso somar pontos, principalmente contra os grandes. Às vezes você troca pontos com quem brigará na frente. O Botafogo é bem organizado, no segundo tempo a sorte melhor poderia ter sido da gente”, afirmou o comandante, admitindo, porém, a frustração por sofrer o empate depois de estar vencendo por 1 a 0.

    “Foi a primeira rodada do campeonato, fico preocupado com o rendimento abaixo no primeiro tempo. Temos de entender as dificuldades, mas os três jogos sem vencer são de três competições diferentes e somos líderes na Libertadores. O campeonato está começando, as circunstâncias do empate é que nos deixam frustrados”, declarou.

    Por fim, Roger elogiou a atuação do venezuelano Guerra, autor do gol palestrino nesta noite. “O Guerra chegou mais perto da área, deu a condição de empurrar o Botafogo para o seu campo. Por vezes o atleta não encontra espaço pelo adversário bem fechado. Ter grupo com qualidade é isso: se em algum momento um atleta não está em bom nível, usamos outro”, finalizou o treinador.

    O próximo compromisso do Palmeiras será com o Internacional, no domingo (22), às 16h, no estádio do Pacaembu, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Já na quarta (25), às 21h45, será a vez de enfrentar o Boca Juniors-ARG, na Argentina, pela fase de grupos da Conmebol Libertadores.

  30. Cássio 16/04/2018 | Responder

    Pra finalizar. Gostaria de saber quem foi o gênio que trocou Robinho e Rafael Marques que se agigantavam em todos os jogos grandes por Fabiano que dispensa comentários e Fabrício que sempre teve um parafuso solto desde o Inter. Só isso pra mim deveria ser justa causa. Robinho jogou demais na final da Copa do Brasil e hoje joga muito no Cruzeiro. Rafael Marques fazia gols decisivos em todos os clássicos. Negociações nebulosas do futebol.

    • Foi o mesmo cara que mandou trazer Deyverson pra usar nas “casquinhas”. Disponibilizar dinheiro sem limites pra quem não tem cérebro dá nisso.

    • Carlos 17/04/2018 | Responder

      R Marques eu não sei, mas Robinho saiu a pedido do Cuca, logo que chegou em 2016. Não “cabia” no grupo, segundo especulação. Toda a torcida reclamou e não entendeu, mas em 2016 deu certo….

  31. Cássio 16/04/2018 | Responder

    O pós jogo é o retrato do Palmeiras atual. Resignado. E isso é pior que desânimo. É aceitar uma situação ruim e dizer “é…É isso aí que tem”. E a cada dia que passa e a indignação do Galliote se mostra da boca pra fora, o grupo cabeça fraca fica cada dia mais desanimado. E parar uma carreta ladeira abaixo é quase impossível.

  32. Cássio 16/04/2018 | Responder

    O grupo é fraco de cabeça se não tiver um treinador muito cascudo para defende-los vai ladeira abaixo. O Abel peitou a torcida do Fluminense pra defender o elenco. O Felipão muitos não gostam mas é muito cascudo ainda. Faz o time jogar por ele. Argel é uma aposta pra tentar fazer um time copeiro, catimbeiro etc. Fora disso ninguém sai de onde está.

  33. Daniel 16/04/2018 | Responder

    O problema não é o técnico. O problema é o presidente banana. E o pior é que ele vai se reeleger no final do ano com mandato de 3 anos. Então até 2021 estamos ferrados.

  34. Renato 16/04/2018 | Responder

    Para fechar os meus comentários hoje , tchau Jailson , volte para o Taubaté ou para o Ceará.
    Agradeço seu trabalho , mas depois do episodio da sua mãe , você destoou.
    Um abraço , siga a sua carreira em um desses times que eu mencionei.
    Weverton foi contratado ? – Então entre e jogue.
    Boa noite a todos.

  35. Daniel 16/04/2018 | Responder

    Esse time joga tão mal que ja espero pelo pior. Quando fez o gol já estava esperando uma entregada da zaga. O mais inacreditável é o estagiário de treinador achar que ta tudo lindo e maravilhoso. E mais inacreditável ainda é esse estagiário de presidente gastando dinheiro a rodo mas sem contratar um técnico decente.

    • Rodrigo 17/04/2018 | Responder

      Por isso que não consigo me divertir vendo os jogos do verdão.

  36. Cássio 16/04/2018 | Responder

    Justificar a permanência do Roger pelo jogo contra o Alianza Lima é piada de mau gosto. O Allianza é tão medíocre quanto qualquer bêbado que o Palmeiras bateu durante a temporada até aqui.

Leave Your Reply