Brasileiro 2018 Palmeiras 0x0 Chapecoense: dois pontos perdidos

 

O Palmeiras empatou com a Chapecoense pela R03 do Brasileiro. 0x0 no Allianz Parque.
O time jogou mal. A posse de bola sem objetividade do time de Roger Machado acabou facilitando o ferrolho da Chapecoense de Gilson Kleina.

Mesmo assim tivemos chances. No primeiro tempo Borja e Dudu tiveram boas chances pra marcar. Tece ainda um impedimento marcado de Borja que seria o 1o gol.

No segundo tempo Roger fez modificações com pouca efetividade. Thiago Santos no lugar de Felipe Melo (que sentiu). Deyverson (inútil como sempre) no lugar de Borja. E Willian no lugar de Lucas Lima. Foram poucas oportunidades. Thiago Santos quase marcou. Sofreu pênalti de Apodi mas o juiz “não viu”.

Aos 49 do segundo tempo o lance mais polêmico. Antonio Carlos cabeceia na mesma linha que o último zagueiro e marca. Seria o gol da vitória. O bandeira anulou.

Perdemos dois pontos. Jogamos mal e mais uma vez a arbitragem errou contra nós. Agora é buscar os pontos perdidos nas partidas fora de casa.

Saudações Alviverdes!

188 Comments Added

Join Discussion
  1. Rodrigo 03/05/2018 | Responder

    Cruzeiro ontem jogaram no contra-ataque. Em 4 oportunidades 4 cocos. Palmeiras se não se acertar entrega mesmo com melhor campanha porque quem joga fechadinho tá acabando com nossa alegria.

    • Jango 03/05/2018 | Responder

      Verdade. Eu vi o primeiro tempo e ficou claríssima a estratégia do Mano. Cruzeiro fechadinho tentando ocupar todos os espaços.
      É FUNDAMENTAL ajeitar a zaga e o ataque ser eficiente para o Palmeiras arranjar alguma coisa nesse ano. Ter a zaga do Atlético Madrid e o ataque do Bayern Munique.

  2. Thom 03/05/2018 | Responder

    Eu sei que o Palmeiras está longe do que ainda pode ser.

    Mas voces chegaram a perceber que o Palmerias garantiu a primeiro colocação do seu grupo (que tem o Boca) com uma rodada de antecedencia?

    Pra perdermos a liderança, Junior Barranquila precisa vencer os dois jogos, nós precisamos perder os dois jogos, e eles precisam tirar uma diferença de 8 gols.

    Pra uma primeira fase de libertadores, ta otimo

    • Tá ótimo, evoluiu, mas a partir das oitavas quem tem a melhor campanha e quem se classificou na bacia das almas no último minuto dos acréscimos da última rodada entram com as mesmas chances, então precisa melhorar muito se quiser ser campeão.

    • Ao meu ver, o Palmeiras não está apto, pelo futebol apresentado atualmente, a levantar a taça, com Grêmio e Cruzeiro jogando o que tem jogado nas últimas partidas: eles tem mais liga que a gente, e vem de trabalhos que já deram certo e colheram frutos. Nós desandamos totalmente desde o fim de 2016, e ainda não reencontramos nosso melhor futebol. Ao contrário do que dizem, não dou crédito ao Gabriel Jesus pelo título de 2016, o título veio pq o Cuca conseguiu extrair o potencial do time, os caras corriam, se entregavam de corpo e alma nas partidas, o Cuca realmente treinava o time, as jogadas ensaiadas eram sensacionais, as cobranças de lateral na área mostravam um time que, não tinha tempo a perder tocando bola de lado, e sim que queria o gol rápido, a todo custo. De 2017 pra cá, é um monte de jogador acomodado, conformista, sem confiança, com um técnico atrás do outro, que não consegue fazer essa rapaziada vibrar.

  3. lito 03/05/2018 | Responder

    Cadê os zagueiros, atacante, Scarpa e um técnico que não entrega apenas coletes?

  4. Sobre a “confissão” do Simon: sinceramente, o Palmeiras não perdeu o brasileiro naquele jogo, nem a pau. Perdeu quando, o Jorginho “deu liga” como treinador daquele time, e mesmo com as vitórias (elásticas), o clube foi buscar o Muriçoca, técnico retranqueiro, que vivia de chuveirinhos, desagregador, e que havia acabado de ser demitido do SPFC por estar vivendo péssima fase como distribuidor de coletes. A partir da vinda dele, começaram as vitórias choradas, magras, os empates em 1 x 1, e o declínio da equipe. O Simon não tirou esse título da gente, ele tirou o último fiozinho de esperança em que nos seguravamos, mas sinceramente, o time ia continuar jogando nada, e no máximo, teriamos pego libertadores (bom, se não me falha a memória, nem liberta pegamos, mas agora estou inseguro, pois me parece que o golaço do CX contra o Colo Colo foi em 2010 não?).

    • Caro Luis, foi exatamente o que escrevi uns posts abaixo, o apito do Simon teve o efeito decisivo de manter o Fluminen-C na Série A, mas no máximo nos tirou da Libertadores (ficamos fora por um ponto). O golaço do CX em Santiago ao qual você se refere foi naquele mesmo ano (2009), quanto o Luxa ainda era nosso treinador.

      O Palmeiras jogou aquele título na lata do lixo trazendo Muricy (péssimo gestor de pessoas), contratando Vágner Love com salário bem acima dos demais, perdendo pros rebaixados Náutico e Santo André e empatando em casa com Sport e Avaí quando havia se distanciado cinco pontos do segundo colocado (SPFC) a nove rodadas do fim e quando levou gol olímpico do Pet no Palestra Itália. Incompetência em campo e fora dele, mas como sempre é mais confortável se fazer de vítima e colocar toda a culpa no (safado e mau caráter) árbitro gaúcho.

      • Nem me lembre dessa fase do campeonato, quando tinhamos baita gordura, e começamos a perder pra candidatos e futuros rebaixados. Era uma agonia partida após partida. Depois de ter vivido uma baita euforia com o desempenho daquele time com o jorginho (que era um técnico beeem comum, mas deu liga, coisas rara que acontecem de vez em quando no futebol), veio a ducha de água fria, quando começou a sair na mídia que o Palmeiras procurou o Muricy, já neste momento, eu falava, dentro da minha cabeca: “o que diabos esses caras estão fazebdo? Por favor, que não seja verdade, por favor!”. E depois de contratado, o pesadelo se confirmou.

        E sim, não tirando do Simon, o título de ladrão infeliz, salafrário, mal intencionado, e comprado. Mas quase nada, alias, nada ele teve a ver com a perda deste título. Ah, foi o campeonato que o Obina fez um gol do meio de campo contra o Atlético PR, de voleio, e anularam né?

        Lembrar 2009 é só desgosto…

    • Carlos 03/05/2018 | Responder

      Concordo com tudo isso. Fui totalmente contra a vinda do Muriçoca!
      Mas não dá pra deixar passar em branco uma confissão dessas! Obviamente o salafrário não quis compensar nada! Isso é um absurdo! Ele estava mal intencionado desde o começo! Apitou a falta antes do lance, segundo ele mesmo! Bandido

    • Paraíba 03/05/2018 | Responder

      O gol do Cleiton Xavier aos 49 minutos foi na Libertadores de 2009 , o Palmeiras classificou se na bacia das almas, lembro desse gol, quebramos a lanchonete inteira , vôou cadeira pra rua, foi inesquecível 😆😆😆.
      Nas oitavas o Palmeiras eliminou as cadelas de peruca na ilha do retiro com direito a 2 pênaltis defendido por São Marcos, nas quartas o Palmeiras foi eliminado pelo Nacional do Uruguai.
      O Palmeiras perdeu aquele Br 09 por causa da mancha que expulsou o Luxapoker do Palmeiras, com o Luxemburgo o Palmeiras jogava muito bem, iria ganhar com o pé nas costas aquele brasileiro.

      • Acho que esse gol, foi um dos momentos mais arrepiantes que eu já vi do Palmeiras. Como eu gritava! Mas tudo isso, pra ir perder pra essa porcaria de Nacional lá, e empatar em 1 x 1 aqui, jogando uma bolinha digna de 2018…

  5. E no país em que a banana descasca o macaco e o rabo abana o cachorro, Maurício Galiotte foi denunciado pelo TJD (aquele mesmo que arquivou o processo movido pelo Palmeiras menos de uma hora depois do clube mostrar provas irrefutáveis da influência externa na decisão da arbitragem no dia 8 de abril) pelas declarações após a final do paulistinha, por supostamente “assumir conduta contrária à disciplina e à ética desportiva”. Nem Casseta & Planeta nos tempos do Bussunda conseguiria ser mais cômico…

    • Meu deus… O que os clubes precisam sofrer, pra finalmente, terem peito de se desfiliar da CBF, FPF, ignorar o poder desses tribunalecos, e formarem uma liga independente?

      • Primeiro, jogar uma bomba na RGT, depois mudar a sede da CBF pra Brasília e, por último (de todos os quesitos, o que realmente é impossível), unirem-se em torno do interesse coletivo abandonando o “Que vantagem eu levo nisso?”. É mais fácil nascer pé de jabuticaba no meio do Oceano Pacífico.

      • Gustavo Aroni 03/05/2018 | Responder

        Agora, se sou o presidente eu abandono o paulista, coloco a molecada sub-20, e levo o time principal pra fazer pré-temporada no exterior.

        • Tem que fazer assim mesmo, ano que vem tão logo o time for eliminado da Copinha SP já coloca pra treinar com meia dúzia de baciáveis que voltarão de empréstimos (todo ano tem isso) e põe o técnico do sub-20. Se faltarem três rodadas e o time estiver caindo, comprem os juízes sem remorso (o campeonato é uma pornografia, mesmo) e boa pré-temporada. E que a torcida se incumba de deixar os estádios vazios, nada de dar dinheiro pra quadrilhas.

          • Paulão 03/05/2018 | Responder

            KKKKKKK to rindo até agora. “tão logo” o time for eliminado da copinha…. como é duro torcer pra esse time, já sabemos que só ganharemos essa copinha uns vinte anos depois do maledeto “mundial”. Falando sério, tá certinho, o atlético paranaense vem mostrando como se faz em relação ao estadual.

            • Sinceramente, acho que essa “mini” obsessão pela Copinha é uma besteira, o objetivo das categorias de base é revelar jogador pra suprir o time principal, especialmente em fases de vacas magras. Só agora o SCCP, que já ganhou trocentas copinhas e está falido, passou a valorizar a molecada. O Palmeiras vem melhorando e vencendo várias competições de base, essa copinha não passa de grife que faz a festa de empresário e cuja final passa na RGT na manhã de um feriado.

            • Agora que a Fufa vai criar esse mundial exagerado, de 4 em 4 anos, com oito times da Europa e 4 da América do Sul, esquece, sulamericanos nunca mais vão ganhar mundial, quem ganhou, ganhou, quem não ganhou, não ganha mais. Como talvez ele entre em vigor só daqui 3, 4, 5 anos, digamos que o Palmeiras tem uma contagem regressiva pra levantar essa taça e acabar com a pirraça dos torcedores rivais. Sinceramente, essa brincadeira de não tem mundial, não me incomoda muito, temos a Copa Rio, que se vc analisar, foi muito mais difícil que 100% dos outros mundiais, e teve aceitação do público muito, mas muito maior que estes.

  6. Jango 02/05/2018 | Responder

    Dá pena da situação do Vasco. O Eurico acabou com o clube.

  7. Jango 02/05/2018 | Responder

    Eu nunca vi nada igual esse time do Corinthians. TODO SANTO JOGO eles são beneficiados pela arbitragem.

    E pior, são erros muito claros a favor deles. Só mesmo sendo muito oportunista pra falar que erros acontecem pra todos.

  8. Renato 02/05/2018 | Responder

    Egídio, quem diria.
    Três assistências e três gols do Cruzeiro.
    Vasco eliminado da libertadores 0x3 Cruzeiro.

    • Thom 02/05/2018 | Responder

      Ainda lembro dos 3 gols do Luan contra o SPFC.

      Cruzeiro tem dessas…

      • Pois é, assim como três gols de Obina e de Magrão em Dérbis… Quem assiste a cinco minutos desse Vasco jogando não vai se admirar nem sentir saudades do Egídio, ele continua sendo horroroso. E por falar nisso, contra os outros o Rodriguinho tropeça sozinho na bola, quando joga contra nós…

        • Philipe Frois 02/05/2018 | Responder

          É pq contra nós ele sente q a marcação ta se cag@ando de medo , além ter todo o espaço do mundo pra jogar.

  9. Philipe Frois 02/05/2018 | Responder

    Mais um gol legítimo contra os gambás anulado de forma vergonhosa kkkk….como é fácil jogar no Corinthians e saber que a arbitragem nunca vai te prejudicar, pelo contrário, vc sempre será favorecido. Por enquanto o Independiente já foi roubado tanto na Argentina como no Brasil.

    • Jango 02/05/2018 | Responder

      O time dos caras já é encardido e ainda anulam gols legais, aí fica difícil mesmo ganhar do time marginal.

    • Paraíba 02/05/2018 | Responder

      É Philipe, esse André Sanches voltou esse ano e todo jogo o curintia tem ajuda de arbitragem, até na Argentina deram uns troco pro bandeirinha e, hoje, anularam o gol legítimo do indepediente .

      • Renato 02/05/2018 | Responder

        Essa erva daninha vende até a alma pro capeta se for necessário.
        Será difícil bater no time da marginal.
        Principalmente em decisões de campeonatos.

        • Pois é, mais um time que é garfado e mesmo assim vence os marginais. O mais evidente pouca gente escreve: se jogar um pouco de bola, ir pra cima deles e não borrar calções, não tem apito que dê conta, mas pra quem prefere se vitimizar…

          • Thom 03/05/2018 | Responder

            Você só esquece de falar que contra esses outros o Corinthians tb não joga tudo isso…

            • Não, qualquer um percebe que nós é que nos c@g@amos mesmo quando jogamos contra eles, e como diz o ditado (nesse caso, com trocadilho e tudo), a ocasião faz o ladrão…

              • João 03/05/2018 | Responder

                Depois daquela decisão que perdemos por 3×2 (muito graças ao Daronco), o Palmeiras nunca mais jogou com coragem contra o PTrinthians. Sempre entrou em campo com o rabo entre as pernas.

          • Gustavo Aroni 03/05/2018 | Responder

            Pois é. Dá raiva saber que os caras são sempre beneficiados por interesses externos às quatro linhas, mas, para mim, não tem maracutaia que resista a um futebol bem jogado, sem medo do adversário.

    • Paulão 03/05/2018 | Responder

      Ontem vi o carile dizendo que vai ter que rodar o elenco, o time tá cansado, essas coisas. Ta na hora da gente impor o melhor elenco e botar vantagem neles. chega de ter ca.ga.ço desses caras, é um time medíocre bem organizado. se apertar, mas apertar de acordo, eles espanam. mas repito, não pode entrar apavorado. no jogo da semana que vem eles estarão às vésperas de decidir a classificação na libertadores, a derrota de ontem foi excelente pra nós.

      • Jango 03/05/2018 | Responder

        O Independiente sacou o estilo de jogo deles, por isso buscou um gol logo de cara. Times retranqueiros se desorganizam quando precisam buscar o resultado.

        Por isso o Palmeiras ganhou o primeiro jogo da final. Tem que ir pra cima e marcar um gol logo de cara. O time fica mais tranquilo, mas não pode retrancar, se retrancar pode tomar a virada.

  10. Philipe Frois 02/05/2018 | Responder

    Sobre o jogo dos gambás: eles podem até virar o jogo mas o Independiente ta dando uma aula pro Palmeiras q não precisa respeitar tanto esse time de bost@ ….tem chegar e enfrentar, partir pra cima…os caras estão entrando tabelando na defesa deles… aprende aí RM. Enquanto eu comentava o Independiente fez 2×0 kkkkkk

    • Jango 02/05/2018 | Responder

      É impressionante como o time na mão do RM piorou. E não foi só com o Palmeiras, no Atlético-MG aconteceu a mesma coisa. Voava no começo e meio de seu comando, chegou no fim penava pra ganhar de times rebaixados.

      • É o que dá achar que um time é uma potência maravilhosa com base em campanhas com alta porcentagem de aproveitamento em campeonatos estaduais. A torcida também precisa aprender a parar de superestimar jogadores apenas medianos.

  11. Philipe Frois 02/05/2018 | Responder

    Olha , vou dizer uma besteira aqui rs…..com o empate do boca com o Barranquilla , o negócio é o Palmeiras entrar com tudo amanhã pra ganhar e chegar aos 13 pontos e depois botar o time reserva na última rodada contra o Júnior Barranquilla , perder de 1×0 no Allianz pra eliminar o Boca. Já cansei de ver o Boca classificar na bacia das almas e depois ser campeão. Esse time é do capeta , se não matar de uma vez e der bobeira ele te mata mais tarde. Prefiro ficar com a segunda ou terceira melhor campanha no geral do que chegar nos 16 pontos, ser a melhor campanha e depois pegar o Boca e ser eliminado por eles dentro de casa. Já vi esse filme heim kkkk

    • Renato 02/05/2018 | Responder

      Isso foi comentado na rádio Transamerica.
      Pode acontecer.
      Futebol tem disso.
      Tem a chance de eliminar o grandão, faça.
      O Júnior Barranquilla ressuscitou o time do Boca.

      • Concordo totalmente. Vamos ganhar amanhã, garantir o primeiro lugar do grupo e depois tratar de “eliminar” o Boca. Tanto faz ter melhor campanha ou não, até porque temos jogado melhor fora de casa que no Allianz.

    • Paulão 03/05/2018 | Responder

      Cara eu tenho arrepios terríveis só de pensar em entregar um jogo. Mas pra eliminar o boca eu tenho que engolir o orgulho…. o duro é ver o curica pegando o junior no sorteio e passando tranquilo pras quartas. Mas não vai acontecer. os gambás vão pegar gremio ou cruzeiro, o racing também tá encardido, quem sabe o river, que eles conhecem muito bem!!!

  12. Renato 02/05/2018 | Responder

    1 minuto de jogo e gol do Independiente.
    Chupa Gambás!!!
    Time fdp.

  13. Thom 02/05/2018 | Responder

    Nem sempre dá pra ganhar de retrancas.

    E o pior que o Palmeiras ganhou. Mas tomaram.

    O time do Palmeiras não é ruim. Só não é e nunca será o Real Madrid de lugar nenhum. É o Palmeiras, um time tão bom quanto pelo menos outros 4 no Brasil. Perder desses não é problema pra mim.

    É futebol.

    Problema pra mim é tomar 6 do Coritiba.

    • Philipe Frois 02/05/2018 | Responder

      Tem horas que eu tendo a te dar razão Thom, mas aí vem o jogo do Palmeiras no outro dia , eu passo uma raiva da poha com aquele futebolzinho pobre e já mudei de idéia de novo kkkk

      • Thom 02/05/2018 | Responder

        Assim é ser Palmeirense. Hahaha Sei bem como é…

    • Jango 02/05/2018 | Responder

      Com o dinheiro que o Palmeias investe, tem a obrigação de ser o melhor ou pelo menos levantar títulos importantes todo ano.

      • Thom 02/05/2018 | Responder

        Dinheiro trás competitividade.

        Dinheiro que trás título, só em outro time.

      • O dinheiro investido gera recursos que fazem com que o Palmeiras tenha obrigação de se organizar dentro e fora de campo, tática e tecnicamente. Conseguir resultados positivos depende da junção dessa estrutura com gente competente pra administrá-la, e nem sempre dinheiro compra competência.

        • E com tanto dinheiro e tão pouca competência, problema pra mim é perder cinco de seis Dérbis. Considerando os times que tínhamos quando levamos de seis de Coritiba e Goiás, é pior.

  14. Renato 02/05/2018 | Responder

    Atlético Mineiro 0x0 Chapecoense
    Que time chato esse de Chapecó.
    Eles abdicam do jogo.
    É só defesa.

  15. Renato 02/05/2018 | Responder

    Futebol tem disso, quando você tem a oportunidade de eliminar um grandão, faça!
    Júnior Barranquilla foi incompetente e ressuscitou o time do Boca.

  16. Renato 02/05/2018 | Responder

    Boca Jrs empata o jogo.
    10 minutos do segundo tempo

  17. Renato 02/05/2018 | Responder

    40 minutos do primeiro tempo
    Júnior Barranquilla 1×0 Boca Jrs.
    Nesse momento, Boca Jrs eliminado na fase de grupo da Libertadores.

  18. Thom 02/05/2018 | Responder

    Só pra lembrar que estamos num grupo muito mais difícil e com mais pontos que o Grêmio.

    Que eles golearam Cerro Porteno em casa.

    E que ganhamos fora do Boca.

    Obrigado.

    • O que torna um grupo ou um confronto de mata-mata fácil ou difícil é a competência (ou a falta dela) de um time. Não há comparação entre o nível de adversários dos grupos de Palmeiras e Grêmio nessa fase da Libertadores. O Palmeiras fez um jogo de campeão na Bombonera, mas não tem apresentado futebol que o credencie a ser favorito a nada no ano até aqui, ao contrário do Grêmio. Se algum deles vai ser campeão da América é outra discussão, mas quem não quiser ver isso vai continuar procurando desculpas até dezembro. Boa sorte.

  19. Renato 02/05/2018 | Responder

    SP, 02/05/2018
    19:30 horas
    15 minutos do primeiro tempo:
    Júnior Barranquilla 0x0 Boca Jrs.
    Uma vitória do time colombiano e o time argentino estará eliminado.

    • Paulão 03/05/2018 | Responder

      Coube a nós classificar o boca na última rodada, vencendo o junior no allianz. só peço a deus pra não cair com eles no sorteio das oitavas, seria uma ironia dos infernos cair fora de novo contra eles.

  20. Renato 02/05/2018 | Responder

    SP, 02 de Maio de 2018
    Quarta-feira – 19:20 horas
    Daqui a pouco irão jogar
    Atlético Mineiro x Chapecoense.
    Jogo de ida das 8as de final da copa do Brasil.
    Só quero ver o resultado.

    • Paulão 03/05/2018 | Responder

      Pois é Renato, o galo também não conseguiu bicar o retrancado índio condá. Na volta provavelmente goleia lá na aldeia em chapecó, afinal o índio vai ter que tentar umas flechadas e a retranca vai se abrir.

  21. João 01/05/2018 | Responder

    Grêmio goleou o Cerro Porteño por 5 a 0. Time organizado com padrão tático é outra coisa.

    • E olha que o time do Grêmio tá cheio de refugo, pé de rato e semi-aposentado (Jael, Cortez, Cícero, Léo Moura), mas zagueiro não tenta ser armador, goleiro não dá bicão pra Deus dará, não tem pitbull decadente jogando pra galera nem “craque” contratado a peso de ouro que é engolido pela marcação quase todo jogo. Padrão tático eficiente, perfil psicológico equilibrado, talento e treinador competente que sabe trabalhar com o material que o dinheiro do clube lhe proporciona. Vai ganhar tudo? Não, mas a chance de beliscar pelo menos uma taça é grande. Dá show? Não, mas pro padrão sofrível do Brasil é um banquete. Renato Gaúcho é a solução? Aqui, talvez nem Guardiola seria, mas joga junto com seu time.

      • João 01/05/2018 | Responder

        Palmeiras vai passar em branco outro ano. Se ganhar alguma coisa, vai ser Copa do Brasil que é mata-mata. Nosso técnico é fraco e o Mattos não percebe nossa deficiência defensiva. Dracena não vai dar conta quando começar a maratona de jogos importantes.

  22. Fábio Protti 01/05/2018 | Responder

    Independentemente do futebol muitas vezes pífio que o time joga, o fato é que o Palmeiras não tem cultura de pressionar árbitros durante o jogo. Talvez porque os jogadores pensem que não faz diferença , que vão ganhar na bola. Só que não. Não há futebol suficiente para pensar assim. Os gambás já sabem disso, um único lance faz a diferença em muitas partidas. Até os caras do Real Madrid pressionam juiz. Quanto mais o Palmeiras. Quando o futebol não aparece, temos que garantir que não seremos prejudicados pela arbitragem. E quando o futebol aparecer, idem!

  23. Paulão 01/05/2018 | Responder

    E não é que aquele fidumaégua do Simon finalmente confessou que garfou a gente em 2009? Foi naquele dia que perdemos a liderança….

    • Reynaldo Zanon 01/05/2018 | Responder

      O Simon disse nas entrelinhas que “compensou” anulando o gol pelo fato de ter marcado erroneamente o escanteio. O gol se originou do escanteio. Perdemos o título naquele lance. O Palmeiras já foi “milhões” de vezes prejudicado. Sempre somos fracos nos bastidores. Isso precisa mudar. O Palmeiras tem de impor todo o seu peso também fora de campo!

      • Não dá pra aliviar pro Simon, mas aquele gol anulado na verdade serviu pra salvar o Flu. O Palmeiras perdeu o título quando trouxe Muricy (péssimo gestor de pessoas) e o Love ganhando mais que todo mundo, quando perdeu pra Náutico e Santo André (rebaixados) e empatou em casa com Sport e Avaí depois de abrir 5 pontos de vantagem. Mais que tudo, o Palmeiras perdeu o título naquele gol olímpico do Pet no Palestra Itália. Enfim, perdeu o título (como invariavelmente acontece) para a própria incompetência, não se deve perder isso de vista, o resto é cobertura de bolo.

      • Paraíba 01/05/2018 | Responder

        Teve também pênalty claríssimo do Gum no zagueiro Danilo .
        Esse crápula operou o brasiliense na final da copa do Br 02 no Morumbi beneficiando os de sempre o curintia.
        Br 09, não acredito até, hoje, o Palmeiras perdeu aquele título.
        2010 com Tinganei e Judas 30, em noite inspirada entregando todas pro jogadores do goias no Pacaembu era pra ter conquistado a Sula Miranda em cima do independiente da Argentina.
        2012 copa do Brasil no Alto da glória
        2015 copa do Brasil no Allianz Parque
        2016 campeonato brasileiro no Allianz Parque
        2018 ???????

  24. João 01/05/2018 | Responder

    O Bayern provavelmente vai ser eliminado porque desperdiçou muito gols, mas o Palmeiras precisa se espelhar nesse esquema de triangulação e noção de espaço que o ataque alemão tem.
    Não é só por causa da qualidade dos jogadores, como nossa diretoria amadora acredita, que esse time massacra os adversários no campeonato nacional, o esquema de jogo do Bayern é de VERDADEIRO volume de jogo, não só posse de bola e chuveirinho na área.

    • Concordo, mas não dá pra comparar os elencos. Aqui sai Borja entra Deyverson, em que mudança qualitativa isso pode resultar? Lá paga-se caro e há qualidade, aqui paga-se um absurdo pra jogadores nível série B.

      • João 01/05/2018 | Responder

        E por que o Borja desandou de fazer gols no Atlético Nacional?
        Por que o Jô, que é de mesmo nível do Borja, foi artilheiro do campeonato passado?

        Nosso time não tem padrão tático. Não sabe atacar com eficiência. Fica com a bola e não sabe levar perigo pro gol adversário. O RM precisa aprender a bolar esquema de jogo ofensivo, mas que saiba atacar, senão vamos fracassar mais um ano.

        • Sim, mas um cara grosso num time organizado, bem treinado e com material humano de qualidade pode render muito, assim como um craque sozinho não faz milagres num catado (como o Messi na Argentina). O Atlético Nacionalt era muito bem treinado e tinha talentos, aí chegou um caneludo em estado de graça e deu certo. No Mundial daquele ano o Borja já não era mais tudo isso. Aqui não temos organização tática, temos pouco talento e somos muito mal treinados. Se não houver equilíbrio nesses três aspectos, dificilmente vai dar certo.

          • João 02/05/2018 | Responder

            Jô é caneludo ruim igual o Borja. Típico centroavante que só empurra bola pro gol.

            Mas poderia colocar o Cristiano Ronaldo no Palmeiras que não ia fazer gols. Com esse técnico medíocre e Dudus da vida que se acham o Ronaldinho Gaúcho, nada vai dar certo ali.

  25. Renato 01/05/2018 | Responder

    3a rodada e já cometemos o mesmo erro de 2017.
    Time grande ou considerado grande como o Palmeiras tem que vencer , porque é obrigação vencer times pequenos ou fracos tecnicamente.
    Inadmissível perder pontos para Botafogo e principalmente Chapecoense.
    A estrutura que o Palmeiras tem hoje não me permite pensar de outra forma.
    Contra times pequenos ou fracos tecnicamente tem que vencer , é obrigação !!!
    Até agora em 3 rodadas 4 pontos perdidos , é MUITA coisa.
    E domingo , se continuar sem praticar futebol , vai perder mais 3 pontos.

  26. Jango 01/05/2018 | Responder

    Não estou exagerando, mas com essa bolinha que o Palmeiras está jogando, não me surpreenderia se lutasse contra o rebaixamento igual o Flamengo em 95.

    • Mauser A Zago 01/05/2018 | Responder

      Acho um tanto exagerado, mas criaram (nossa diretoria + os jornaleiros esportivos) um estigma que somos o melhor elenco, visto que não passamos apenas de um bom time, mas muito previsível.

      • É exatamente isso, Mauser. Um bom time e absolutamente previsível, que já jogou quatro vezes com a Chapecoense depois da tragédia com o avião da Lamia e não ganhou nenhuma. Ah, mas o que isso tem a ver? Um clube tido como milionário, com elenco estelar e quiçá “melhor das Américas” não consegue derrotar (não uma, mas quatro vezes seguidas) sequer outro que foi praticamente destruído e precisou recomeçar do zero. Sem falar que perdemos cinco dos últimos seis Dérbis, façanha que os times patéticos das Taças de Prata 81/82 enfrentando Sócrates & Cia. ou as porcarias deste século pré-Crefisa não alcançaram.

        Não vamos cair e vamos pra Libertadores de 2019 (pouco provavelmente como vencedores de 2018), mas se for pra gastar rios de dinheiro pra terminar o ano comemorando apenas vaga em torneio internacional e começar a temporada seguinte com estagiário cheio de teorias maravilhosas que não sabe colocar em prática, melhor repensar a estratégia.

    • Philipe Frois 01/05/2018 | Responder

      Aí eu já acho demais heim …hj tem muito time ruim q vai fazer de tudo pra cair…mas não descarto nada q no fim do campeonato esse oitavo lugar que estamos atualmente seja a nossa realidade .

  27. Mauser A Zago 01/05/2018 | Responder

    O Palmeiras jogará bem contra times que não formam ferrolhos defensivos, o Boca foi pra cima, o Palmeiras aproveitou. Está mais que claro que o time do Roger não varia posições automaticamente em campo, não muda esquema tático e tem um medo danado de sair da defesa, como fez nos últimos 5 minutos. Se fizesse a pressão que fez faltando 10, 15 minutos, o Palmeiras teria feito um ou dois gols. Mas vejo nesse time uma passividade enorme e desculpas formadas para esses jogos. Borja e Deyverson, meu Deus… William tb não resolve. Não podemos nos iludir, é preocupante o desempenho do Palmeiras, quiçá nos mata-mata com adversidade.

  28. Lito 01/05/2018 | Responder

    Simon confessou que o gol do Obina foi legal. Sera que vai devolver o dinheiro do Belluzzo? Por isso não assisto mais esses programas esportivos. Alguém sabe dizer se nosso presidente tomou duas atitudes, primeira responder ao cara de bolacha, e segunda mandar o Roger morto embora. Chega de trocar seus por meia dúzia. Traz o abelao , o Scarpa de volta, mais dois zagueiros é um atacante, aliás dois, porque os nossos …

  29. Lito 01/05/2018 | Responder

    Simon confessou que o gol do Obina foi legal. Sera que vai devolver o dinheiro do Belluzzo? Por isso não assisto mais esses programas esportivos. Alguém sabe dizer se nosso presidente tomou duas atitudes, primeira responder ao cara de bolacha, e segunda mandar o Roger morto embora. Chega de trocar seus por meia dúzia. Traz o abelao , o Scarpa de volta, mais dois zagueiros é um atacante, aliás dois, porque os nossos …

  30. Renato 30/04/2018 | Responder

    Os 4 pontos perdidos até agora já começam a fazer falta.
    América Mineiro está nesse momento em 3o lugar no campeonato, enquanto que o Palmeiras ocupa o 8o lugar.

    • Renato, em 2016 o Inter chegou a liderar o campeonato por duas ou três rodadas, passou várias delas sem levar gols e terminou à frente de apenas três times, sendo que um deles hoje está na Série C. Não é a liderança provisória do Flamengo ou o “pódio temporário” do América MG que me preocupam, mas o fato do Palmeiras enfrentar timecos que têm zagueiros de quase dois metros de altura abusando do jogo aéreo (ainda reflexo do Cucabol), contar com jogadores do nível de Deyverson e William Bigode pra tentar mudar o rumo de uma partida e manter intocáveis na equipe atletas que só jogam para eles mesmos e não para a equipe. Em lugar algum do mundo isso dá certo, muito menos resulta em títulos. Se alguma coisa nova não acontecer logo e não mudar os rumos do futebol praticado pelo Palmeiras, 2018 será mais um ano frustrante.

  31. Renato 30/04/2018 | Responder

    Futebol brasileiro virou um verdadeiro engodo. É de dar nojo.
    Perdemos tempo em debater erros de arbitragem, interferência externa e futebol em si não.
    O Palmeiras não está jogando bola.
    Faz tempo.
    Contra o Boca foi uma exceção.
    Fato.

  32. Milton Burrao 30/04/2018 | Responder

    um “simples” detalhe que temos que bater palmas para os jogadores da marginal sem numero. Qualquer lance duvidoso o time inteiro + comissão técnica ( e os jornalistas) partem para cima do árbitro que pressionado passa a consultar seus informantes. Vejam no próprio jogo que o dito cujo anulou o penalty, o zagueiro enfiou o braço na bola e a mesma saiu pela lateral e nenhum dos nossos partiu para cima do dito cujo. Ontem, no gol do Antonio Carlos, após o impedimento, a reclamação de limitou com o arbitro da linha de fundo que não tinha nada a ver com o lance. Em MG , após a confirmação do gol, o time todo partiu para cima da arbitragem que após 3 minutos invalidou o gol. Porquê essa diferença de comportamento?????

    • Um pouco disso se deve à postura dos treinadores. Não que alguém goste de perder, mas o Carille já demonstrou que tem pavor da derrota, então como comandante de um time tecnicamente limitado ele já deve orientar seus jogadores a não perderem a chance de chorar ao máximo por um lance duvidoso. Quando você olha o Axe nos piores momentos do Palmeiras ele está lá, sentado no banco com cara de paisagem com sua pranchetinha na mão, conversando com o auxiliar dele que parece o Zidane, trocando meia por meia, zagueiro por zagueiro e atacante por atacante, pedindo pro time tocar, tocar, tocar e tocar. Lance duvidoso pra gente? Ah, é, acho que não sei, talvez tenha sido, sei lá, não deu…

    • Gustavo Aroni 30/04/2018 | Responder

      Sei lá, eu acho que as coisas têm que ser corretas. Não é porque os caras choram (e com isso mamam) através de artifícios proibidos, que o Palmeiras deva fazer o mesmo. Quando o VAR estiver (oficialmente) funcionando por aqui, tudo bem. Acho ridículo jogadores cercando a arbitragem a todo lance. Coisa de várzea.

  33. Renato 30/04/2018 | Responder

    Deyverson é de lascar.
    E o Fernando que é da base?
    Ele é pior que Deyverson?

    • Felipe 30/04/2018 | Responder

      Comentário em um site em resposta a entrevista do Cel. Marinho – CBF Arbitragem
      O excelentíssimo está enganado! Nós já temos o VAR Tabajara. Funciona assim: um quinto árbitro fica escondidinho vendo a transmissão da RGT. Quando o comentador do canal disser: não foi pênalti contra o Corinthians, este quinto árbitro avisa o quarto, que avisa o auxiliar, que avisa o árbitro. Este, então, volta atrás e fica o apitado pelo não apitado. Segue o jogo. Quem ainda não entendeu foram os jogadores, exceto os do Corinthians, que são bem instruídos por quem entende como funciona as coisas nas Organizações Tabajara. Portanto, os demais tem que aprender: como disse o tal coronel: tem que fazer muita gritaria… interromper a partida… peitar o árbitro… para dar tempo das organizações fazerem o papel dela!!

      • Pois é, mas tem um detalhe que faltou comentar: se o time adversário jogar um pouco de bola e não deixar os calções marrons dá pra ganhar deles mesmo com todo esse aparato tecnológico a favor (que a gente sabe que vai continuar). O Atlético Mineiro fez isso ontem, e olha que eles têm um estagiário de técnico.

  34. Tem torcida (e jornalista-torcedor) já falando em “cheirinho” por aí. A despeito do paupérrimo futebol e da criatividade zero, gostaria de ver como estaria o campeonato caso o Palmeiras tivesse enfrentado, nos três primeiros jogos, Vitória, América MG e Ceará, claríssimos candidatos à degola.

    • Renato 30/04/2018 | Responder

      Eduardo, eu opino sobre o que eu vejo e mediante à isso, eu sou um desses que vê o Flamengo como provável campeão esse ano.
      Quanto ao Palmeiras, difícil opinar.
      Parece que não enxergam os erros e assim a coisa vai indo.

      • Renato, não estou discutindo se o Flamengo é ou não favorito ao título brasileiro. É um deles, ao lado de outros três ou quatro times. A questão é que teremos um campeonato “de tiro curto” com doze rodadas agora, e quem conseguir um bom desempenho nesse período terá vantagem na “outra competição” de 26 rodadas que começará depois da Copa. Aí você pega a tabela do Flamengo e logo de cara ele enfrenta três dos principais candidatos ao rebaixamento. A crítica é pra quem faz a tabela, afinal já passamos por isso em 2016 (pegamos se não me engano Santa Cruz, América MG e Figueirense, todos times que acabaram caindo, numa sequência). Qualquer pessoa com um mínimo de imparcialidade e conhecimento de futebol faria uma tabela mais equilibrada e menos tendenciosa.

        • E só pra complementar, nossa tabela não foi nada ruim também, o problema é não ter competência pra ganhar de times cujo objetivo é permanecer na Série A. Considerando que o Flamengo foi garfado na estreia, poderia hoje estar com 9 pontos, ou seja, pelo menos eles pegaram tabela açucarada e aproveitaram.

          • Renato 30/04/2018 | Responder

            Não duvide que o time da Gávea erga a taça esse ano.
            Futebol carioca não conquista a alguns anos.
            E lembre-se que eles são protegidos da mantenedora do futebol brasileiro.

          • LGO 30/04/2018 | Responder

            O Flamengo não foi garfado contra o Vitoria. Tivemos erros para os dois lados, inclusive um gol em completo impedimento validado em favor do Flamengo.
            Agora dizer que os 7 pontos deles foram bem aproveitados e nossos 5 não é exagero!
            Só dois pontos e eles vão ser campeões e nós não!?!?!?!?

            • Opinião sua. Além de ter um pênalti inexistente marcado contra, na mesma jogada o Flamengo teve um jogador expulso de forma absurda, tudo isso ANTES do gol irregular a favor, portanto tudo o que aconteceu na partida DEPOIS disso poderia ser bem diferente caso a justiça prevalecesse. Não estou defendendo o time A nem o B, tampouco querendo distorcer FATOS com base em fanatismo patético. Se acontecesse com a gente, seria o fim dos tempos.

              Outro FATO (nada de exagero, portanto) é que os urubus cariocas ganharam de times contra os quais candidatos ao título têm OBRIGAÇÃO de fazer seis pontos. Quem não quiser enxergar isso, vai ficar arrumando desculpas até dezembro. Se vão ganhar o título por causa dessas duas vitórias é outra história – e ao contrário do Renato eu particularmente não acredito nisso, principalmente por causa da confecção dessa tabela (Fla enfrentando de cara três times que subiram da Série B e um que se livrou da degola na última rodada) de maneira totalmente bisonha.

              Por fim, outro FATO não menos importante: enquanto as linhas de defesa e de ataque do Palmeiras jogarem como se estivessem uma no Oiapoque e outra no Arroio Chuí com um deserto do Saara no meio delas, não vai adiantar nada nós torcedores nos digladiarmos por aqui tentando dispu.tar quem vai acertar mais previsões. Isso que estamos apresentando não é futebol decente nem digno de quem se habilita a ganhar títulos importantes, o que precisa mudar não sei, mas precisa mudar, e logo.

              • LGO 01/05/2018 | Responder

                Opinião minha mesmo.
                Apesar de não merecermos ganhar fomos muito mais prejudicados contra a Chape do que o Flamengo contra o Vitoria! Isso é fato e não opinião!
                Não é questão de degladiar, mas alguns Palmeirenses bravos aqui chegaram até a questionar e desmerecer nossos últimos dois títulos. Isso já é demais…
                De resto concordo com os amigos. Nosso futebol de fato não é nada promissor e precisamos melhorar muito se quisermos chegar a algum lugar.

                • O Flamengo poderia ter vencido um jogo que empatou por erros de arbitragem. Estaria com 9 pontos. O Palmeiras poderia ter empatado um jogo que venceu e vencido outro que empatou também não fosse a arbitragem. Estaria com os mesmos 5 pontos. Não é preciso ser PhD em Cálculo pra entender, qualquer pessoa coerente consegue. Se tivéssemos um time organizado, talentoso e psicologicamente equilibrado, possivelmente estaríamos nós com esses 9 pontos.

                  E não houve um palmeirense por aqui que não tivesse comemorado (e muito) os títulos de 2015 e 2016, só que enquanto uma parte ficou no “entreguem as taças” outros perceberam que o futebol meia-boca apresentado pelo time em boa parte dessas competições seria pouco pra alçar voos mais altos. Trata-se de bom senso e observação, não de desmerecimento.

                  • LGO 02/05/2018 | Responder

                    No futebol não tem se!!!!
                    Se isso se aquilo…
                    Além do mais cansei de falar de arbitragem. Quero falar de futebol!
                    Claro que é desmerecer, pois quando os adversários principalmente o Curica ganha em condições muito piores que as nossas em 2015 e 2016 aqui só tem elogios…por que dois pesos e duas medidas?????
                    O Grêmio que está atrás de nós na classificação da libertadores e no Brasileiro é só elogios aqui!!!!
                    E lá vem a turma falar que era time reserva…na libertadores também foi time reserva????
                    Sem contar que o grupo da libertadores do Grêmio é infinitamente pior que o nosso…
                    Sei e reconheço todos os nossos problemas e que as perspectivas não são boas se não melhorarmos, mas é tanto coisa ruim que lemos aqui que deixam todos mais pessimistas e menos confiantes ainda…
                    Continuo com a opinião que temos que agregar e não desagregar como a grande maioria faz!!! Isso sim é fanatismo cego!!!! E esse faz um mal absurdo!!!!

  35. LGO 30/04/2018 | Responder

    To achando que ocorrerão equívocos de previsão igual contra o Boca…
    Justifico porque. Times que propõe o jogo e não jogam como times pequenos têm dificuldades contra nós!
    Contra o Curica concordo que vai ser difícil, pois jogarão fechadinhos e como time pequeno que são!!!

    • O objetivo do blog não é promover concurso pra quem acerta ou erra mais previsões, fosse assim estariam todos na “zona de rebaixamento”. O cerne da questão é entender se só importa o resultado obtido na sorte ou na bacia das almas ou se precisamos de bom futebol pra que todo o resto venha como consequência.

      As péssimas arbitragens (que são sumariamente ignoradas quando vencemos) não podem servir indefinidamente como desculpa ao rendimento pífio de um time até aqui não mais que mediano. E independentemente do estilo de jogo do adversário, qualquer time organizado que pressione nossa defesa se dá bem porque ela é mal montada e mal protegida. É marca registrada do Axe desde que ele estava no Grêmio, não vai mudar e com os jogadores que temos a tendência é piorar.

      • Jango 30/04/2018 | Responder

        Minha paciência já se esgotou com o RM. O cara não sabe mexer no time, não tem estilo de jogo e é apático. E pior, não sei qual técnico conseguiria fazer esse time de estrelinhas jogar.

    • LGO 30/04/2018 | Responder

      Também acho que não temos que ficar fazendo previsões. Aliás concordo com relação a arbitragem, pois apesar dos roubos de ontem não merecíamos ganhar o jogo.
      Só que sair criticando e xingando a tudo e a todos sem raciocinar eu não vou fazer nunca.
      Esqueçam que times fortes jogando muita bola como tivemos em 93/94 não existirão mais no futebol brasileiro!!!
      Precisamos organizar o time e ter uma marcação mais forte com cobertura boa e dois meias preparando jogadas melhores para nossos atacantes…
      O resto é devaneio e fanatismo cego como já dito aqui no Blog…

  36. Eu 30/04/2018 | Responder

    Nem juiz incompetente ( ou ladrão ) consegue derrotar time bom de bola.

    Tá sobrando dinheiro e faltando futebol nesse time que aí está.

  37. Lito 30/04/2018 | Responder

    Que tiricia como diria Oswaldo Paschoal. Agora esse Roger morto troca seis por meia dúzia. Cade os zagueiros? Porque o Emerson não joga? Cade o atacante, cade o Scarpa? Cade o técnico. Acorda Mattos, acorda presidente.

  38. Atlético PR lá na sintética. Um time acostumado a esse gramado, jogando um futebol envolvente, dinâmico e rápido, contra um time modorrento, anêmico, previsível, que desmorona psicologicamente no primeiro infortúnio. O que eu quero dizer com isso? Que estou prevendo que será nesse jogo nosso vexame anual.

    • Felipão 30/04/2018 | Responder

      aposto 3 x 1 que o Fernando Diniz dará um nó no RM e acredito que será o limiar de uma nova fase.

    • Jango 30/04/2018 | Responder

      Vai tomar outro 3 a 0. E dessa vez vai ser pior.

  39. Philipe Frois 30/04/2018 | Responder

    Só pra não perder o costume: Meu Deus como esse Borja é grosso! Pqp!

  40. Renato 29/04/2018 | Responder

    Foi apenas a 3a rodada do campeonato e já deu para ver que passaremos muita raiva com esse Palmeiras.
    Sinceramente não sei imaginar o que essas pessoas que vestem a camisa e entram em campo na hora dos jogos , o que pensam , quais são os seus reais objetivos , o que eles realmente querem.
    Dá muita vontade como torcedor que eu sou , de largar definitivamente o futebol e essa paixão e esse amor que sinto pelo Palmeiras.
    O torcedor palmeirense não merece ver em campo jogadores como esses atuais.

Leave Your Reply