Brasileirão 2018 Corinthians 1×0 Palmeiras: um time desastroso

 

O Palmeiras perdeu para o Corinthians por 1×0 no Itaquerão.

O time de Roger Machado jogou os primeiros 37 minutos. Depois nada mais fez. Ainda no 1o tempo, antes do gol deles, era um jogo equilibrado. Com um pouco mais de posse de bola do Corinthians mas com um time alviverde mais perigoso. Bruno Henrique era o melhor em campo e armava o time. Keno era acionado pelo lado direito do ataque e levava perigo. Borja e Keno tiveram chances. E Thiago Santos, num lance em que estava um pouco adiantado mas chutou na trave. O bandeira mandou seguir.

Na sequência, no único contra-ataque deles, o gol. Sempre pelo lado direito. Sempre sem cobertura. Pior: a jogada começou com um drible no meio campo onde o jogador deles passou limpo entre dois palmeirenses.

A partir daí acabou o jogo. O Palmeiras se perdeu.

No 2o tempo Bruno Henrique já não conseguia mais criar. A marcação corintiana começava um pouco mais acima. Roger não viu isso. Ou viu e tentou mudar mas não acertou. Entrou Guerra. Acabou de vez. O venezuelano não conseguiu criar uma jogada de gol. Saiu Borja para a entrada de Willian. Inútil. Antes Roger tentou Tchê Tchê no lugar de Thiago Santos. Nada!

Jaílson foi o melhor em campo. Evitou uma goleada. Ainda tivemos duas chances: um contra ataque com Keno que ou faltou no treino ou realmente não sabia o que fazer com a bola. E depois numa bola alta na área Antonio Carlos cabeceou na trave.

O badalado elenco está mostrando que não é bem isso. Roger quase no final do semestre mostra ainda limitações sérias para mudar o time quando precisa furar um esquema bem montado como a do adversário de hoje.

E pra piorar o enredo: na semana do dérbi o que mais se viu na imprensa era assunto sobre mudança de mandado do Presidente. Sinal que quem anda nas alamedas hoje em dia ainda não aprendeu bem o que significa uma semana pré dérbi.

Ne a semana pós dérbi após uma derrota. E olha que é a quarta nas últimas cinco partidas. Uma vergonha!

Saudações Alviverdes! Indignadas….

355 Comments Added

Join Discussion
  1. Renato 16/05/2018 | Responder

    A próxima fase da libertadores ninguém sabe com quem jogará porque será sorteio.
    Com a incapacidade tanto de Palmeiras e Júnior Barranquilla de eliminar o time do Boca, hoje iremos classificar o time argentino.
    Corremos o risco a partir de hoje mesmo pegarmos o Boca já nas 8as da Libertadores.
    É o futebol !!

  2. Renato 16/05/2018 | Responder

    3VV está atrasado.
    Daqui a pouco outro jogo do Palmeiras e nada de post novo

  3. Jango 16/05/2018 | Responder

    O torcedor palmeirense precisa parar de levar a sério as “subidas de moral” que a imprensa faz.

    “Estamos 100%” e “melhor visitante do Brasil”, não quer dizer absolutamente nada. O que importa são títulos e jogos importantes como contra o Boca.

  4. Reynaldo Zanon 16/05/2018 | Responder

    Eu curto Copa do Mundo, inclusive gosto de assistir jogos de outras seleções, como um jogo entre Peru e Dinamarca (que vai ocorrer nesta Copa). Assisto o que posso, mas torcer, torcer mesmo, a ponto de ficar tenso e muito feliz nas vitórias ou bastante chateado nas derrotas, só em jogos do nosso Palmeiras. Da seleção brasileira sou mero simpatizante e olhe lá – no caso dessa seleção “corintiana”, talvez nem isso.

    • Renato 16/05/2018 | Responder

      A última grande seleção brasileira de verdade foi 1982.
      Aquela eu chorei. Eu tinha 9 anos de idade.
      Hoje, não torço mais a favor da seleção.
      Sou palmeirense e nada mais.

    • A primeira competição de futebol à qual assisti foi a Copa de 1974. Por ter gostado tanto comecei a acompanhar o Palmeiras pelo radinho de pilha no Campeonato Paulista daquele ano (tive “sorte de principiante”). Não dá pra negar que é um evento único, mas parafraseando o Reynaldo hoje não passo de um “simpatizante” da Copa.

  5. Thom 16/05/2018 | Responder

    Seria otimo se assim fosse

    Se ganhar de Bahia, Sport, SPFC, Ceará e Flamengo, pode tranquilo perder de Cruzeiro e Gremio.

    • “Tranquilo” uma vírgula. Vai depender do desempenho geral de Grêmio e de Cruzeiro, e é claro, do próprio Palmeiras contra os times mais fracos. O confronto contra um grande concorrente pode definir o campeonato. Ano passado, com toda a incompetência que foi mostrada, caso o Palmeiras tivesse vencido um e empatado outro jogo contra o Corínthians teria levado a taça.

Leave Your Reply