Brasileiro 2018 Palmeiras 3×0 Paraná: bela vitória e um novo recomeço

 

Arre! Finalmente o pós jogo. Esse estagiário…

E o Palmeiras venceu e bem o Paraná no Allianz Parque. 3×0. Os gols foram de Bruno Henrique (#2) e Lucas Lima.

O treinador Wesley Carvalho veio a campo com Weverton, Mayke, Antonio Carlos, Thiago Martins e Diogo Barbosa; Bruno Henrique e Moisés; Arthur, Scarpa e Dudu; Willian.

E funcionou. Com uma boa cobertura nas laterais – ponto falho do time nos últimos jogos -, Bruno Henrique e Moisés se revezavam na função de primeiro e segundo volantes. Bruno Henrique ia mais ao ataque e fez o primeiro gol em chute de fora da área.

Logo depois em jogada de Scarpa pela esquerda, num rebote do goleiro Bruno Henrique novamente de dentro da área fez o segundo.

Arthur se destacava pela direita do ataque. E foi muito aplaudido quando foi substituído pelos 35 mil palmeirenses no Allianz. Hyoran entrou. Logo depois entrou Lucas Lima no lugar de Scarpa. E num lindo chute de fora da área, de sem pulo, completou o placar.

O adversário era fraco? Sim… da mesma forma que eram Sport, Ceará, Fluminense, ….

Bela vitória em um novo recomeço.

Agora é esperar a nova comissão técnica assumir.

Saudações Alviverdes!

103 Comments Added

Join Discussion
  1. Agora a turma do Mustafá está tentando tumultuar a votação do próximo sábado, na qual será aprovado (ou não) mandato de três anos para a presidência do clube. A alegação dessa corja é que o Gru estaria usando a “máquina administrativa” para forçar os sócios a votarem no “sim”. Quando o Jabba apoiava a reeleição do pi.lo.to de rally enquanto quase caíamos pela terceira vez em 2014 usando toda sua influência com os sócios, aí valia tudo. Volto a lembrar aos que consideram o Galiotte “o pior presidente da história do Palmeiras”: ele está longe de ser uma maravilha, mas neste momento (considerando que o Nobre não concorra) a opção para os próximos (se aprovada a mudança) três anos é algum fantoche do Mustafá, o que significa ter “Avanti” estampando a camisa e times com Misso, Rovílson, Pardalzinho e Adriano MJ (daí pra baixo). Enquanto discutimos se currículo ganha ou não campeonato, o tri da Série B vai sendo arquitetado.

    • Jango 02/08/2018 | Responder

      Tinham que matar esse cara junto com todos os velhacos aliados dele.

  2. LGO 02/08/2018 | Responder

    Estou mudando de opinião! Realmente currículo de técnico não é importante, ate porque vi muita gente aqui defender o RM como técnico e quando ele saiu a maioria indicou Fernando Diniz, Jair Ventura, Ze Ricardo, Valentim, Rogério Ceni, Vagner Mancini e Gilson Kleina ( esses últimos dois já um pouco mais antigos ). É, CV não é importante mesmo!!!

  3. Jango 01/08/2018 | Responder

    Romero marcou mais um gol, dessa vez de cabeça.

    Enquanto isso nossos técnicos medíocres não conseguem fazer um jogador de 30 milhões ser artilheiro.

Leave Your Reply