3VV de olho no apito: um pouco da história dos erros recentes

 

 

 

Ainda estarrecido, sob os efeitos do “inacreditável”, ocorrido em 12/09/2018 no Allianz Parque, na primeira partida da semi final da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, o 3VV, arbitragem de Wagner Reway, dentro de sua política de resgatar colunas que atendam o interesse de nossos amigos palestrinos, está voltando com a coluna sobre análise de arbitragem que tivemos nos anos de 2008 e 2009.

E pra reiniciar essa coluna – desta vez chamada de 3VV de olho no apito – vamos traçar abaixo algumas linhas sobre o que tem ocorrido com a Sociedade Esportiva Palmeiras no que tange à arbitragem.

As conquistas da Copa BR 2015 e do Brasileiro 16, associados com os benefícios proporcionados pela Arena, o bem-sucedido plano de sócio torcedor, patrocínio forte, receita recorde, elenco competitivo, estrutura de primeiro mundo, etc., nos permitiu retomar o histórico papel de “protagonistas” do futebol brasileiro.

Há de se imaginar que, por conta disto, estaríamos “blindados” contra eventuais “danos” promovidos pelos “homens de preto com apito na boca”.

Esta tese até pode ser verdadeira, mas não funciona com a SEP.

Vamos começar pelo final de outubro-início de novembro de 2017. Após toda a conturbação que culminou nas eliminações do Paulista/Copa do Brasil/Libertadores, nos credenciamos a disputar o título brasileiro. Quando passamos a depender exclusivamente de nossas forças, coincidentemente, fomos prejudicados em dois jogos-chave consecutivos. Contra o Cruzeiro, onde tivemos um gol legítimo anulado pelo Sr. Heber Roberto Lopes e contra o SCCP, onde tivemos a validação, por parte do Sr. Anderson Daronco, de gol em impedimento e a não expulsão de jogador adversário. Para quem quiser relembrar tais fatos, segue abaixo os referidos links:

https://www.terra.com.br/esportes/lance/borja-faz-dois-gols-e-tem-um-anulado-e-palmeiras-so-empata-com-cruzeiro,b83f4693e3738d77e49f6ab68d6d771dsz8daqhh.html

https://www.torcedores.com/noticias/2017/11/opiniao-como-arbitragem-prejudicou-o-palmeiras-contra-o-corinthians

Estes erros, associados com outros erros de arbitragem que não relataremos aqui por economia de espaço, simplesmente nos custaram o Décimo Título Brasileiro.

Ano novo, vida nova.

“Só que não” (#sqn) quando se trata de comportamento de árbitros (ou será de Federações e Confederações?????) para com a SEP.

Ainda está viva em nossa memória, toda a confusão causada pelo Sr. Marcelo Aparecido (até no nome) de Souza naquele 08/04/2018, em pleno Allianz Parque. Fortíssimos indícios de interferência externa, para anular a marcação correta de pênalti sobre Dudu. O vídeo, no link abaixo, é auto-explicativo.

https://www.trendsmap.com/twitter/tweet/983448273057996800

A questão da interferência externa no Campeonato Paulista está em análise pelos tribunais da vida e pelo jeito vai longe, mas não adianta chorar sobre o leite derramado… O dano já foi causado.

Em relação ao escândalo que aconteceu nesta última 4a feira, dois acontecimentos prévios já deveriam ter colocado nossa direção em alerta.

1) O fato do Sr. Gustavo Perrella, filho do ex-presidente cruzeirense e deputado federal Zezé Perrella, ter sido nomeado diretor da área de Desenvolvimento e Projetos da CBF. No link abaixo um pouco da história do referido cidadão

https://oglobo.globo.com/esportes/dono-de-helicoptero-apreendido-com-cocaina-nomeado-diretor-da-cbf-22563965

 

2) A polêmica classificação cruzeirense diante do Santos Futebol Clube, em interferência da arbitragem muito parecida com o jogo de 4a feira – o árbitro simplesmente terminou o jogo quando o atacante santista estava em situação claríssima de gol. O link abaixo relembra o fato.

https://globoesporte.globo.com/sp/santos-e-regiao/futebol/times/santos/noticia/santos-protesta-contra-arbitragem-de-partida-contra-o-cruzeiro-erro-crucial-e-decisivo.ghtml

***

Coincidência ou não, fomos fortemente prejudicados em jogos chave e em três competições diferentes, em âmbito estadual e nacional. Tivemos prejuízo técnico (intangível) e financeiro.

É muito erro contra um lado só!!!!!

Não queremos ser ajudados. Não faz parte do nosso DNA conquistar troféus de forma ilícita. Mas também não queremos ser prejudicados sistematicamente, como tem ocorrido nestes últimos 12 meses.

Que nossa diretoria finalmente acorde para esta situação e tome todas as medidas cabíveis e eficazes para sanar de vez este tipo de problema.

Saudações Alviverdes

***

Marcos Evair Sampaio Fiúme é o nosso novo colunista de arbitragem. Óbvio que é um pseudônimo de nosso colunista que prefere se manter um pouco mais discreto, dada a sensibilidade do tema.