Libertadores 2018 Palmeiras 2×0 Colo Colo: na semi-final

 

O Palmeiras venceu o Colo Colo na 2a partida das quartas de final da Libertadores. 2×0.

Dudu fez um lindo gol aos 36 do primeiro tempo.

No 2o tempo, o árbitro colombiano marcou pênalti também em Dudu. Borja converteu.

A partida foi totalmente controlada pelo Palmeiras. Com a vantagem construída na primeira partida, o Palmeiras de Felipão jogou de forma concentrada mas fria, esperando o Colo Colo vir para cima e partir para o contra-ataque.

Weverton foi exigido apenas uma vez na primeira etapa. Do lado palmeirense, Thiago Santos e Dudu os melhores em campo.

Fim de papo. Estamos nas semi finais e agora o Cruzeiro em Minas ou o Boca em Buenos Aires serão os adversários nos dias 24 e 31.

Até lá, pensar no Campeonato Brasileiro.

Saudações Alviverdes!

 

75 Comments Added

Join Discussion
  1. Inter derrotado de virada pelo Xporti. O Palmeiras está com faca, queijo, goiabada, salame, vinho e tudo mais na mão pra abrir vantagem na reta final, é só jogar futebol (que não precisa necessariamente ser gourmet, seja lá o que isso for…).

  2. Gustavo Aroni 05/10/2018 | Responder

    A arbitragem pode nos eliminar da Libertadores e até da Assaí League. Mas o maior adversário do Palmeiras se chama “Doença do Jeca Tatu”. E se os sintomas persistirem em jogos decisivos, já contra o São Paulo, e depois com o Grêmio, a turma do Assaí, olhará a Libertadores com outros olhos.

    • Também existe a chance do Palmeiras ser eliminado na Libertadores e não vencer no Brasileiro pura e simplesmente por não jogar bem e perder jogos, possibilidade que a maioria quase nunca considera porque sempre há um “fator externo” mas que na vida real acontece mais do que a gente gostaria.

  3. Renato 05/10/2018 | Responder

    Cera
    Catimba
    Milonga
    Arbitragem
    Conmenbol
    Essas são as armas a favor do time do Boca Júnior.
    Para avançarmos a final, o Palmeiras terá que jogar muito futebol, doar 120% nos dois jogos e fazer gols.

    • Quem lê seu post vai achar que o jogador brasileiro é coitadinho, uma vítima inocente num ambiente repleto de cobras venenosas. Assista a qualquer partida das nossas Séries A e B, vai estar repleta de cera, catimba, milonga e arbitragem ruim. Parodiando o que muita gente gosta de escrever aqui, não vamos cair na pilha dos teóricos das conspirações, vamos usar os olhos e principalmente o cérebro.

  4. Thom 05/10/2018 | Responder

    O que eu exijo agora é o Brasileirão.

    A Libertadores agora é contra a Conmebol. Ganhar não depende só do Palmeiras. Chegar na Semifinal, aparentemente, é o máximo que chegamos sem precisar jogar contra a arbitragem.

  5. Paulão 05/10/2018 | Responder

    Assistindo ao jogo do mineirão fiquei com a nítida impressão de que, para o Palmeiras, no futebol, o adversário mais difícil na semi seria o Cruzeiro. Mas jogar contra o boca, como sabemos, nunca é somente futebol. O time do Cruzeiro saiu revoltado, a condução do jogo pelo juiz pode levar um time à vitória mesmo sem pênaltis inventados ou gols mal anulados… o Dedé disse textualmente que o juiz falava que o Cruzeiro não passaria porque o time é ruim. Não é possível que ele tenha inventado isso, e se for verdade não adianta torcer porque seremos eliminados no apito. Tenho certeza que temos time para passar à final no 11×11 (o boca também tem), mas se tivermos 14 adversários aí não vai dar…resta torcer pra que a arbitragem seja correta, que ganhe o melhor, e que o melhor envergue o manto verde. No jogo justo, eu acredito que da pra passar. Avanti palestra!

    • Paulão 05/10/2018 | Responder

      A arrogância desse cara é repugnante. Quando ganha roubado é uma pu. ta vitória, quando perde roubado é complô. Que raiva desse me . r … da . Só torço pelo Cruzeiro na final da copa do brasil por motivos óbvios e mesmo assim torço contrariado kkk.

      • Carlos 05/10/2018 | Responder

        Esse é um técnico que nunca aceitaremos no Verdão!!!! Que isso fique bem claro à Diretoria toda!

  6. Cássio 05/10/2018 | Responder

    Só lamento que o Felipão e o Paulo Turra não poderão orientar o Mayke e o grupo a dar o devido tratamento que o covarde do Sassa merece no Allianz.

  7. Cássio 05/10/2018 | Responder

    Agora é a hora da verdade. Eu particularmente prefiro que cheguem os grandes. Se ganhar ganhou dos grandes , se perdeu idem. Obriga o Palmeiras a subir de nível. É aquela história, subiu o sarrafo. Só vão participar aqueles que têm capacidade. Os times inferiores ficaram pra trás. Talvez sejam as semifinais com o melhores times tecnicamente dos últimos 10 anos ou mais. Não tem um Once Caldas, ou um Lanus. 4 gigantes chegaram. Valoriza os jogos e ainda mais o título. Como eu falei, agora todos os 4 times tem que subir um degraupra ser campeão. Técnico,tático, físico e etc.

  8. Cássio 04/10/2018 | Responder

    Enfim, os 4 melhores times das Américas estão nas finais. As semifinais não poderiam ser mais perfeitas.

    • Concordo, serão jogaços principalmente se a arbitragem não atrapalhar, mas ao mesmo tempo que pena que na nossa vez de chegar numa semifinal após tanto tempo não sobre um Suco Del Valle da vida…

    • O Dedé tem técnica e raça, mas tem horas que é tão estabanado quanto o Vitor Hugo, exagera na vontade. E se o Boca nos enfrentar com esse goleiro vão precisar de uns cinco árbitros apitando a favor pra passar, é só caprichar que ganha lá de novo.

  9. Thom 04/10/2018 | Responder

    Eu acho, particularmente, que time brasileiro tem 0 obrigação de ganhar mundial.

    Se vier, é heróico. Senão, paciência.

    Por isso essa história de “sem mundial” não me incomoda nem um pouco.

  10. Dúvida do que eu não sei, voadora é falta. Aliás, esse Dedé não era nem pra estar jogando, foi expulso e arrebentou o goleiro do Boca. O árbitro acertou

    • Também achei falta do Dedé, mas o lance da semana passada foi acidental. Se ele não deveria estar jogando hoje, o FM deveria estar banido do futebol.

      • Carlos 05/10/2018 | Responder

        Não é uma má ideia essa sobre o F Melo…..

  11. Cássio 04/10/2018 | Responder

    Tá vendo porque falo que contra o Boca não dá. Na dúvida é pró Boca.

  12. Jango 04/10/2018 | Responder

    Tá muito na cara que esse time do Cruzeiro vai perder a final pros gambás. Esse time simplesmente não consegue fazer gols sem for na base de contra-golpes.

  13. Cássio 04/10/2018 | Responder

    Pra mim a 2 anos já, o melhor, mais técnico e mais regular atacante do Palmeiras é o Willian. É que ele não arruma confusão à toa. Não faz beicinho. Não resmunga, não toma cartão idiota. Enfim, se preocupa apenas em ajudar o time com marcação o tempo todo, assistências e gols

  14. Cássio 04/10/2018 | Responder

    Pra mim a 2 anos já, o melhor, mais técnico e mais regular atacante do Palmeiras é o Willian. É que ele não arruma confusão à toa. Não faz beicinho. Não resmunga, não toma cartão idiota. Enfim, se preocupa apenas em ajudar o time com marcação o tempo todo, assistências e gols.

  15. Mario Galhardo 04/10/2018 | Responder

    Dudu e Moyses (que não foi bem ontem) e William (nem sempre), são os únicos que produzem algo diferente. O resto do nosso time (aliás, elenco) é normal Bom, mas normal. Dudu está longe do animal? Com toda certeza! Mas quem, hoje no futebol brasileiro, chegaria perto dele? A comparação justa para o Dudu é com os outros jogadores da geração dele aqui no Brasil, aqueles que nossa moeda pode comprar e manter. Não vamos esquecer da copa do brasil de 2015 e do brasileiro de 2016 onde ele teve papel preponderante. Não preciso lembrar quando foram os nosso títulos antes desses, certo? Dudu é o possível, a realidade. Deveríamos valoriza-lo. Fora isso, podemos sonhar com quem quisermos, e imaginar um Palmeiras com Salah e Hazard jogando a Champions League.

    • Reynaldo Zanon 04/10/2018 | Responder

      Além de ter sido fundamental nas conquistas da Copa do Brasil em 2015 e do Brasileiro em 2016, entre fases boas e outras nem tanto, o Dudu há 3 anos é o nosso melhor atacante. Se conseguir novas grandes conquistas, irá sim igualar-se a ídolos como o Edmundo, entre outros.

    • Endosso seu comentário como quem viu dentro do estádio caras como Jorge Mendonça, Jorginho, Mirandinha, Evair, Rivaldo, Edmundo e alguns outros que decidiam jogos grandes e que não existem mais no futebol moderno. Dudu não chega perto de nenhum deles, mas dentro da nossa realidade é diferenciado e decisivo. Prefiro aguentar 90 minutos de um Dudu errando e fazendo biquinho pois sei que dali a chance de sair alguma coisa boa é grande do que 5 minutos de Borja ou Deyverson apanhando da bola.

      • Thom 04/10/2018 | Responder

        Boa, penso o mesmo. Dudu não é 7% do Edumundo, por exemplo. Mas nunca fugiu de jogo grande, mesmo que jogue mal. Vai pra cima, não se machuca, não joga pra torcida. Faz o dele e, na nossa realidade (bom sempre lembrar) é bem mais “ídolo” que o Valdivia, por exemplo

        Já disse q digo de novo. Desde 2003, nosso melhor jogador.

    • Pra mim, o Dudu tem ótimo potencial, mas ele não consegue achar o equilíbrio. Demonstra várias vezes egoísmo exagerado (egoísta todo artilheiro e jogador habilidoso é), e descontrole emocional. Se ele passar a bola algumas vezes mais, em lances iminentes de gol, e ser menos birrento, cara, ele seria um jogador completo. Moisés foi 2016 e sei lá se ele realmente tem tanta qualidade, ou foi uma temporada excepcional. Ruim não é, mas muitas vezes fica devendo. Ontem errou quase todos os lances que tentou. William é grosso, mas é participativo, diferente do Dudu, não é egoísta. Não é ótimo mas é importante nessa equipe. Também acho o Prass diferenciado, mas é fato que a idade, infelizmente, chegou. Não tenho nada a reclamar do Jailson e Weverton, jogam muito também. Borja é o segundo erro recente de contratação, Deyverson é o principal erro e Barrios foi o primeiro desses erros. Não sei pq ficar insistindo nesses jogadores bizarros e não fomos atrás do Barcos, Kardec, Pratto. Se não são bola de ouro, por outro lado, tiveram carreiras e fases muito melhores que esse trio Barrios/Borja/Lacraia.

  16. Gustavo Aroni 04/10/2018 | Responder

    Confesso que não considero o Dudu nenhum craque, quiçá um ídolo. Anos luz disso, anos luz de um Edmundo, por exemplo. O considero um jogador mediano pra bom, nota 5, qualquer coisa, que de vez em quando decide um jogo, vez em quando faz um gol como o de ontem, enfim… Mas se ganhar a LA e esse bendito Mundial, que talvez seja minha última partida como palmeirense, onde passarei a torcer apenas pelo bom futebol, passará a ser meu eterno ídolo, junto com Deyverson, Borja, dentre outros.

    • Philipe Frois 04/10/2018 | Responder

      “….que talvez seja minha última partida como palmeirense, onde passarei a torcer por bom futebol…” kkkkk kkkkk…vc viaja!

        • Thom 04/10/2018 | Responder

          Respeito sua opinião. Mas depois fica difícil reclamar quando alguém diz que se acha mais palmeirense que você.

          Acho que quando se está num ambiente sem emocao (como acompanhar campeonatos internacionais) se torce pelo bom futebol.

          Com emoção, não consigo entender. Nenhum esporte tem como objetivo o perfeito desempenho em quadra/campo. O objetivo primário do esporte é vencer adversários. Qualquer um

          E pra mim, é o que eu quero em primeiro lugar do Palmeiras. Não significa que eu vou estar satisfeito com uma vitória jogando feio, mas feliz, ahn, isso com certeza.

          • Gustavo Aroni 05/10/2018 | Responder

            Podem ser meus últimos seis jogos como palmeirense. Sendo campeão em Abu Dhabi, todos do elenco desse serão meus ídolos, jamais craques, e serei 100% SE Bom Futebol, 0% emoção.

    • Entendo seu ponto de vista, mas sempre tomando como referência o futebol e os “craques” dos nossos dias atuais, se o Dudu é nota 5 nosso elenco inteiro está abaixo de 4,5.

  17. lito 04/10/2018 | Responder

    Quando tem que elogiar, tem que ser elogiado. Parabéns Galiotte e Mattos pela compra do Scarpa. Aliás não podem deixar o Mattos ir embora, o cara é fera. General está na hora do Luan e Gomez ser titular do time. Sábado é o jogo chave no brasileirão. Imagine a pressão que jogamos para o time da Vila Sônia. Dá-lhes general.

  18. Philipe Frois 04/10/2018 | Responder

    Grande Vitória, na verdade uma Vitória tranquila como teria de ser de um time superior que já contava com uma boa vantagem. Ótimo jogo do Dudu que quando tem esses lampejos de semi craque realmente encanta quem está assistindo, pena que não consegue fazer isso com frequência, se conseguisse acho que nem estaria mais por aqui. Temos time pra vencer os dois campeonatos, acho River e Grêmio os mais fortes da libertadores junto com o Palmeiras mas agora só vem pedreira de verdade, tanto boca como Cruzeiro serão durissimos. Quem sabe a sorte não sorri para o Palestra novamente e nos faça comemorar 2 grandes títulos em Dezembro, isso se não vier um terceiro no Oriente médio. Seria pedir demais?

    • Paulão 04/10/2018 | Responder

      Em relação ao oriente médio, acho que POR ORA é pedir demais sim…. estamos muito perto, mas ao mesmo tempo, ainda falta muito pro final feliz. Sinceramente acho que temos time pra ganhar de são paulo, flamengo, grêmio, cruzeiro, boca e river. Mas todos eles tem time pra ganhar da gente também. Sei que parece contraditório, mas vejo os títulos muito perto e muito longe ao mesmo tempo. Tudo pode acontecer, inclusive no oriente médio no caso de chegarmos lá …

      • Philipe Frois 04/10/2018 | Responder

        Eu penso exatamente como vc. Falo isso pros meus amigos, o Palmeiras tem um time Ok que dá pra ser campeão e dá pra não ganhar absolutamente nada tbm. Vencer no Oriente Médio seria algo épico e tbm acho que seria pedir demais. Antigamente era bem possível vencer a libertadores e encarar o campeão da Champions de igual pra igual, hoje em dia se vencer a libertas já deve ser comemorado como mundial.

  19. Volto a dizer, não devemos nada a nenhum desses times que se classificaram . As galinhas argentinas vão amarelar. Em 99 também eram favoritos , enfiamos 3 na guela dos caras.. .

  20. Você quer dizer terno e gravata vermelha né. Esquenta não Paraíba, esses ratos vermelhinhos estão por um fio, Dia 6 é Palmeiras, dia 7 é dezessete.,

    • Felippe 04/10/2018 | Responder

      Mas uma vez o time jogou a baixo do esperado, aquele entusiasmo do começo parece que acabou. Temos time e elenco igual aos outros adversários, mas a vontade parece que esta diminuindo. Sábado em um jogo para ver em que estágio esta realmente o Palmeiras, se já chegamos no nosso máximo e estamos em decaída ou temos ainda garrafas vazias para vender. A um passo do céu e outro do inferno. Não me iludo mais com jogos contra Colo Colo e Cerro, vez a obrigação de um elenco mais caro das Américas.

      • Acho que o Palmeiras fez o certo ontem, e olha que sou crítico desse estilo ponto morto em banho-maria desde os tempos do Axe. Era jogo pra carimbar a passagem pras semifinais e guardar forças pra sábado. Uma goleada ontem não mudaria nada, basta lembrar que demos show contra o Novirizontino e depois sofremos pra eliminar os moleques do Santos nos pênaltis. Ganhar bem sábado ratifica a liderança, acaba com um tabu de 16 anos (quase o período de fila sem títulos) e praticamente tira o rival da briga pelo título.

  21. Cássio 04/10/2018 | Responder

    Deixar o sangue em campo até o fim não é fraquejar. Pra ganhar terá que criar um fato novo. Um sistema que desmanche e surpreenda o sistema muito encaixado do River.

  22. Jango 04/10/2018 | Responder

    Daqui pra frente o Felipão vai precisar passar um espírito de guerreiro forte pros jogadores. Com exceção do River Plate, nenhum time que vamos enfrentar daqui pra frente é superior ao Palmeiras (Grêmio, Boca e Cruzeiro considero no mesmo nível) portanto temos time pra ganhar praticamente todos os jogos que temos pela frente. Estamos na reta final das duas maiores competições pra um time brasileiro, não há espaço pra fraquejo, nem nos pontos corridos e nem no mata-mata.

  23. Cássio 04/10/2018 | Responder

    Só pra agregar, a 17 anos não chegavamos a uma semifinal da Libertadores. O River se não me engano, com o mesmo treinador a 4 anos chegou as últimas 4. Sendo campeão de uma.
    Futebol é futebol, mas a continuidade de um bom trabalho costuma ser premiada.

  24. Cássio 04/10/2018 | Responder

    Chame como quiser. Sem a bola rolando eu tento ser mais racional, realista e tranquilo. Não preciso da imprensa para induzir o que penso nem pra mais e nem pra menos.
    A minha opinião foi clara. Vou torcer insanamemte com a bola rolando. Mas fora de jogo tento não ser alienado ou cego. Meu senso crítico não é torcedor. É frio, analítico, em tudo na vida.

  25. Que falta de ambição da p o r r a cara. Não devemos nada pra nenhum desses times. Ainda mais com o Felipão no banco. Sábado tem que matar a pau porque elas adoram.

  26. Cássio 03/10/2018 | Responder

    É isso, para um ano que eu considerava jogado fora. Uma eliminação na mão grande na Copa do Brasil. Liderança no brasileiro. No jogo de hoje o time deu a bola para os caras para não cansar muito e poupar pra sábado. Quando apertou ganhou de dois, podia ser 3, 4.

    Na Libertadores pra mim o Palmeiras bateu no teto.
    Contra o Cruzeiro, pra mim o Palmeiras tem futebol pra ganhar. Se for o Boca tem futebol mas a Conmebol não permitirá. Isso pra mim tá cristalino.
    Do outro lado acho que o Palmeiras está um degrau abaixo do Grêmio, mas daria jogo.
    Contra o River(embora o River tenha fama de amarelão) acho que não só o Palmeiras, nenhum dos outros times tem bola pra ganhar.
    O River joga um futebol a frente do que é jogado na América do Sul.

    Vou torcer Muito, mas acho que a campanha do Palmeiras já é digna de aplauso. Não tenho maiores expectativas. O que vier será épico.

    Agora com a semana inteira pra treinar, mesmo que não ganhe do SPFC, tem que se aprimorar e focar no Brasileiro porque as chances são bem grandes.

    É o primeiro ano em muitos que não término indignado com o Palmeiras. O time tem personalidade,joga bom futebol dentro e principalmente muito inteligente fora de casa. Tem formas e formas de se terminar uma temporada e a muitos anos eu não tenho tanto orgulho do papel que o Palmeiras vem fazendo.

    Campeão Brasileiro ou da Libertadores? Nao sei.Vou torcer demais.

    Mas pra mim, minha opinião, o Palmeiras se reergueu de um time que dava raiva para um time temido, respeitado e que joga bom futebol e de forma inteligente.

    Não entendam como conformismo ou falta de ambição, mas estou em paz.

    Para as peças que o Palmeiras tem esse é o topo. E o topo tem grandes chances de ser campeão brasileiro.

  27. Lucas 03/10/2018 | Responder

    Vitória fácil fácil. Agora é sábado! É uma chance de fazer história!

  28. Paraiba 03/10/2018 | Responder

    Felipão ponha Jean de novo?
    Para com isso, contra o cruzeiro quarta passada colocou esse morto hoje de novo
    Se entra com Jean diante do sp adeus liderança.

    • Thom 03/10/2018 | Responder

      Ele quer devolver a confiança pro cara. Faz sentido, ainda mais nesse jogo.

      • Paraiba 04/10/2018 | Responder

        O cara ganha 500 mil por mês , erra passes e anda no campo precisa de confiança?
        Imagine se ele ganhasse 1400 reais por mês, pagasse aluguel de 800 reais teria que ter muita confiança na vida e ainda é obrigado a vota nos ratos de terno e gravata que a cada ano que passa destrói esse País.

        • Thom 04/10/2018 | Responder

          Nossa cara, é tão absurda sua resposta que eu não vou nem comenta-la. Meus parabéns.

    • O negócio é vender ou emprestar no fim de ano. Se ficar vai acabar jogando. Tenho dúvidas se volta a ser o mesmo jogador de antes.

  29. Thom 03/10/2018 | Responder

    Fui injusto quando disse que o Deyverson era meio centroavante.

    Exagerei pra cima

  30. Cássio 03/10/2018 | Responder

    Felipão e Paulo Turra gritando o tempo todo pra ver se o Borja ainda tem pulso.rsrs

    Aliás, os centroavantes do Palmeiras são dois extremos.
    O Deyverson é ligado no 220v e meio maluco. E o Borja parece que está em outro planeta.

    • Thom 03/10/2018 | Responder

      Ou seja, temos dois meio centroavantes.

      Acho que é exatamente isso.

      Contratem o Boyverson

  31. Zek 03/10/2018 | Responder

    Agora colocar Guerra pra testar…LL não pode jogar domingo….e coloca LL tambem, tira Dudu e Moisès.

    • Pois é, mas tem quem não goste…
      O Palmeiras jogou esse primeiro tempo em ponto morto, quando engatou a primeira marcha praticamente decidiu o confronto. E já deu pra perceber que se apertarem essa defesa eles confessam, o Gomez precisa ser titular, não é uma maravilha mas não é inseguro como AC nem tá em fim de carreira como ED.

  32. Reynaldo Zanon 03/10/2018 | Responder

    Pelo que vi dos jogos ontem, o Palmeiras pode esperar só “pedreiras” na semifinal (seja Cruzeiro, seja Boca Juniors) e também na final. O bem conhecido Grêmio é um time de bom nível e o River Plate está muito bem. Se conseguirmos a Libertadores esse ano, será uma conquista épica. Hoje acredito em nova vitória.

    • Parece que é isso mesmo, todos os clubes chegando na disputa estão muito fortes. Se quisermos ser aquele que vai levantar a taça e pegar o freguês Real Madrid, vamos ter que mostrar aquele tantinho a mais que os outros. Os que mais me preocupam são o Grêmio e o River (além da arbitragem, lógico) .

      • Carlos 03/10/2018 | Responder

        Claro que futebol tudo pode acontecer e tem mesmo que jogar bola pra conquistar qualquer título, especialmente uma Libertadores. Mas este ano já batemos o Grêmio e o Boca na casa deles, por coincidência nos dois casos por 2×0! E lembrando que na Libertadores jogar o último jogo em casa é uma boa vantagem.
        Portanto, temos totais condições de chegar lá!

        • LGO 03/10/2018 | Responder

          Concordo 100% e ainda ressalto que no momento dessas vitórias contra Boca e Grêmio ainda estávamos praticamente sem técnico…

          • Carlos 03/10/2018 | Responder

            Obrigado LGO. Você sempre com posições muito bem balizadas e sensatas.

Leave Your Reply