Brasileiro 2018 R35: empate inesperado e 5 pontos de vantagem

 

 

Faltando ainda uma partida pra concluir a R35 (Fluminense e Ceará) o Palmeiras manteve os 5 pontos de vantagem para o vice-líder. Agora faltam 9 pontos em disputa.

Além do inesperado empate contra o Paraná, a novidade da rodada foi o Flamengo passando o Inter. Os cariocas agora estão na vice-liderança, 5 pontos atrás do Palmeiras.

Vejam a tabela abaixo.

Analisando o desemprenho dos candidatos ao título (Palmeiras, Flamengo e Inter) o Verdão continua com melhor aproveitamento de pontos nas últimas 5 partidas: 60% versus Flamengo e Inter com 53% cada.

Surpresa tem sido o Grêmio nessa reta final. 67% de aproveitamento em 5 jogos, e 3 vitórias e 1 empate nos últimos 4 jogos. O Grêmio é o adversário do Flamengo na próxima rodada.

Palmeiras
América-MG (C) 21/11
Vasco (F) 25/11
Vitória (C) 2/12

Inter
Atlético-MG (C) 21/11
Fluminense (C) 25/11
Paraná (F) 2/12

Flamengo
Grêmio (C) 21/11
Cruzeiro (F) 25/11
Atlético-PR (C) 2/12

A tabela do Inter é mais fácil que a do Flamengo. Os gaúchos agora estão 6 pontos atrás do Palmeiras e saldo de gols bem mais distante.

A indicação é simples: vencer o América e ver o que acontece com os adversários.

Lembrando que a 4a feira será animada….

19:30 – Inter, desesperado ainda sonhando com o título, vai pra cima do Galo.
Galo, com o CAP nos calcanhares, se agarrando na Pré-Libertadores.

Resultado? Para nós, pouco importa.

21:30 – RGT-RJ: Transmitindo o Cheirinho ao vivo, desesperado pela vitória, contra o Grêmio, com os o time do Jardim Leonor na cola. Os dois disputando vaga de grupos da Libertadores.

RGT-SP: Mostrando CAP x Queridinhos 2 da Globo. Com os paranaenses lutando pela Pré-Libertadores e a torcida de lá ASSISTINDO AOS FLASHES DO ALLIANZ…

E para o Verdão? No Allianz, ‍remando rumo ao título contra o desesperado time do He-Man, que precisa ganhar o jogo para fugir da Série B.

Palestrino…. coloque o desfibrilador na tomada… Saudações Alviverdes!

55 Comments Added

Join Discussion
  1. Paulão 21/11/2018 | Responder

    Alguém já começou a ficar meio desesperadão por aí? Kkkkk. Já não tô mais conseguindo me concentrar direito no trabalho kkkk.

    • Matheus 21/11/2018 | Responder

      Nem fala, não consigo trabalhar. Tenho prova mais tarde e só consigo pensar se a gente consegue ganhar do vice-lanterna movido a mala branca.

  2. Paraiba 21/11/2018 | Responder

    Por isso que campeonato de pontos corridos é uma droga, o time fica campeão a taça será entregue só na última rodada.
    Se o inter ganhar hoje não tem título quem estudou o mínimo de matemática sabe disso.
    Prefiro o título no domingo, o barulho vai ser maior e a festa será melhor.

    • Reynaldo Zanon 21/11/2018 | Responder

      Esses dirigentes da CBF são uns incompetentes. Porque não deixam a taça em exposição à beira do gramado? Se não ganhar, leva a taça para o jogo seguinte, mas, se ganhar, tem de ter a entrega da taça e a volta olímpica com ela!!! Não sabem fazer o espetáculo. Dirigentes ridículos.

      • Paraiba 21/11/2018 | Responder

        Se tivesse ganhado do parana a CBF iria deixar a taça no Allianz Parque ,hoje .

    • Wilson 21/11/2018 | Responder

      Quer dizer se o Palmeiras ganhar hoje você acha que o Inter pode ser campeão? Me explica ai professor.

  3. Reynaldo Zanon 21/11/2018 | Responder

    As chances de sermos campeões hoje são boas. Acho que tanto o Internacional quanto o Flamengo terão muitas dificuldades para vencerem os seus jogos. Entraremos em campo já sabendo o resultado do jogo do Internacional. E o Palmeiras não tem o direito de não ganhar hoje!

  4. Wilson 21/11/2018 | Responder

    Se ganharmos hoje e o flamerda empatar, o grito de campeão pode ecoar, digo que o cholorado não chega mais porque o Palmeiras tem que perder as suas últimas e eles tem que golear, praticamente impossível de acontecer.

    • Wilson 21/11/2018 | Responder

      Bom dia galera, meu nivel de empolgação não esta muito alto, deve estar com reflexo do fim de semana, mas vamos lá, se ganharmos hoje o Inter já era independente do resultado deles, essa é a minha opinião.

  5. lito 21/11/2018 | Responder

    General, Weverton não dá mais. Coloca o Prass. Esse goleiro não transmite confiança. Graças a Deus Antonio Carlos e Drascena estão fora. Outra coisa, o Mattos é o cara. Ele tentou trazer o Richarlyson do Fluminense para o verdão, mas por causa do presidente deles ele não veio. O cara joga muito, está fazendo sucesso lá fora. Não é só por causa do gol de ontem, é que o menino é fera. Fica Mattos. Fora Weverton.

    • Paulão 21/11/2018 | Responder

      Pô Lito, o Mattos NÃO trouxe o richarlyson e trouxe Weverton Antônio Carlos e companhia… kkkk

      • Philipe Frois 21/11/2018 | Responder

        O Richarlysson viria no início de 2018 mas o Mattos foi dar de esperto e pedir pra ele nao jogar contra o Palmeiras aí o Fluminense resolveu negocia-lo com o clube inglês na janela de 2017 mesmo. Pelo menos foi o que disse o Abel Braga na ESPN. O Richarlysson não virou nosso centroavante por c.a.g.a.d.a do Sr. Alexandre Mattos. Aí o C.u.c.a teve a brilhante ideia de indicar o Deyverson kkkkkkkkk

        • E o Antonio Carlos foi indicação do genial e multicampeão Bap, aquele que o Gru e o Nobre escolheram depois do título brasileiro de 2016 pra ser o apitador de treinos, afinal éramos o Real Madrid das Américas e não precisávamos de técnico pois ganharíamos tudo.

          Como qualquer profissional (incluindo o Felipão, a quem algumas pessoas não admitem críticas apesar de duas eliminações ocasionadas por futebol tosco), o Mattos precisa ser valorizado pelo que faz de certo e criticado pelo que faz de errado. E no caso do Richarlyson, errou.

          • Philipe Frois 21/11/2018 | Responder

            Concordo. O Mattos já acertou em cheio com Dudu , Moisés entre outros que foram importantes nos 2 títulos que ganhamos desde a chegada dele ( junto com a crefisa) em 2015. Mas tbm teve cada c.a.ga.d.a que vou te contar heim kkķkkk. É Jackson, Leandro Almeida, Amaral, andrei Girotto, Fabrício, Antonio Carlos…. e tem muito mais kkkk

  6. Marcelo 21/11/2018 | Responder

    Mesmo em caso de título amanhã, o troféu só será entregue na última rodada, que droga. E lá se vai mais grana para ingresso, etc.

  7. Se eu ganhasse o que esses caras ganham eu moraria na balada. Pra mim o cara faz o que ele quiser, desde que tenha comprometimento com o clube,

    • Paraiba 20/11/2018 | Responder

      O Sérgio jogador de futebol de hoje tem comprometimento com dinheiro e as raparigas que eles andam

    • Paraiba 20/11/2018 | Responder

      O João Victor chegou na Academia de futebol pra treinar com bafo de pinga e tinha muito compromentimento com o Palmeiras chegou no final daquele ano (2012) lá vai nós pra série B de novo .

    • Eu não gosto, mas entendo esses jogadores: maioria vem de família pobre, sempre tendo vontade das coisas e não conseguindo. De repente, tá ganhando 200 mil por mês, pode frequentar os lugares mais top da cidade, entra na balada, é uma filha sem fim de loiras, morenas, ruivas, mulatas, uma mais gostosa que a outra, querendo beber com o cara e dar pra ele… O cara pira, e daí para começar a ver o trabalho como um empecilho para a vida de diversão e azaração é um segundo. Quem paga o pato é o clube e a torcida, que tem uma expectativa em relação ao jogador, e ele não está nem um pouco focado. Tenho pra mim, que é por isso que o cheirinho não ganha nada, pois time eles tem, dependendo da escalação, até mais que a gente. Mas as cabeças estão no lugar errado (dentro das calças…)

      • É por isso que eu acho que se o Renato Gaúcho for para o Flamengo acontecerá uma das duas: ou ele queima a carreira ou os urubus começarão a ganhar um título atrás do outro.

  8. Thom 20/11/2018 | Responder

    Estamos bem aquém do que podemos chegar. Só acho besteira entrarmos na mesma noia do SPFC de 10 anos atrás.

    Se ficar os uns 3 ou 4 anos ainda só beliscando Brasileiro e CdB ainda é bom. O que não pode é voltar a não disputar de vdd nenhum título no ano e se ganharmos algo, ser numa sorte absurda (como em 2012)

    • Já estamos na noia de mundial há três anos, e em 2019 não será diferente.
      Também acho ótimo continuarmos ganhando ou dispu.tando pra valer os campeonatos nacionais. O que não pode acontecer (mas pelo andar da carruagem, a possibilidade existe) é sermos eliminados por causa de atuações toscas e covardes. Isso eu não aceito e jamais aceitarei, em situação alguma.

  9. Renato 20/11/2018 | Responder

    Olhando de longe , esse time do Palmeiras está cansado e com medo de ser campeão.
    Outro resultado que não seja os 03 pontos contra o América-MG , teremos mais um vexame histórico.
    O time não mostrou em nenhum momento desse ano de 2018 , alma de time campeão.
    Em todas as competições que participou.
    Que tenham aprendido com os erros desse ano e que 2019 seja realmente um ano de títulos importantes para o Palmeiras. (Libertadores e Mundial).
    Olha o reflexo que se dá em jogar campeonato paulista com uma pré temporada curta.
    Hoje o time está extenuado fisicamente , e por consequência , psicologicamente também.

    • Paraiba 20/11/2018 | Responder

      Pra que ignora o campeonato Paulista? Esses jogadores são todos cachaceiro baladeiros, quando a temporada termina vivem fazendo joguinho dos amigos e sócios, e o meio milhão de reais caindo na conta?
      Tinha que ser igual os anos 90 parar dia 23 de dezembro e voltar a treinar dia 3 de janeiro.
      Quando tá acabando o ano é desgaste físico, quando começa a temporada é falta de ritmo . Muita viadajem.
      Tem que fica em cima desses jogadores a torcida paga ingresso caro pra ver baladeiro fazer corpo mole , chega no final do ano fica fazendo joguinho de amigos e sócios.
      No ganhou o Paulistão desse ano por que tá cheio de Antônio Carlos no elenco jogador de terceira categoria .

      • Temos que ignorar quem nos ignora. A FPF sacaneou o Palmeiras, deveria manter-se neutra na questão das investigações sobre a final no Allianz e ficou descaradamente a favor de um de seus filiados, em detrimento de outro. Valorizar essa competição é o mesmo que ser traído pela mulher, deixar a casa que é sua pra ela morar com o amante e ainda continuar pagando as contas.

        O futebol até os anos 1990 era muito mais técnico que físico, quem corria era a bola. Hoje em dia um garoto da base que seja veloz leva vantagem sobre outro que tenha técnica e habilidade. O Palmeiras fará amanhã sua 72ª partida oficial no ano (fora aquela excursão inútil para a América Central). Sem o Paulista, seria a 54ª, média dos clubes europeus que avançam nas competições de mata-mata. Se o atleta não se preparar adequadamente para uma temporada, depois sobrarão desculpas como choque térmico e vento para justificar seu desempenho insatisfatório.

        • Paraiba 20/11/2018 | Responder

          Vc quer dizer que o elenco do Palmeiras tem fazer pré temporada de 2 meses e não joga o campeonato Paulista pra mim não vai adiantar nada.
          Lembra quando o calça vinho reclamava que não tinha uma semana pra treinar, chegava no domingo de jogo a miséria continuava.
          Pode ter pre temporada de 4 meses que o futebolzinho praticado não mudara nada.
          Essa pré temporada de 2 meses são aumentara os caixa dos cabaré e boates de SP.

          • Paraíba, se não houver responsabilidade e competência por parte dos gestores dos clubes, jogar toda quarta e domingo de 10 de janeiro a 23 de dezembro (como era antigamente) não vai diminuir em nada as filas das boates e das “zonas de lazer” das grandes cidades. Os jogadores vão começar a estourar em abril e só voltarão em outubro, você acha que eles ficarão em “tratamento” esse tempo todo?

            O grande problema do treinador brasileiro (ou do estrangeiro que trabalha tanto por aqui que já adquiriu todos os defeitos) ter a semana livre para treinar é que nessas ocasiões ele passa a dispor de mais tempo pra mostrar sua incapacidade e seu atraso em relação aos profissionais de ponta no futebol. Para ficar apenas no exemplo do Palmeiras, o futebol que já andava escasso sumiu de vez a partir do momento em que só sobrou uma competição pra dispu.tar.

    • Paulão 21/11/2018 | Responder

      Fora o Boca, que tinha 21 jogos a menos no ano, os demais times que estão jogando com o palmeiras compartilham o mesmo calendário absurdo do Brasil. Portanto todos estão cansados. Perder pontos para Paraná e América mineiro na sequência significará merecimento pelo vice campeonato ou terceiro lugar. Cansaço psicológico é fila de hospital, dívida, problemas familiares. Ficar com frescurinha para ganhar do Paraná ou América mineiro é inadmissível. Acho que domingo eles aprenderam, tenho certeza que hoje é dia de uma boa vitória!!

  10. lito 20/11/2018 | Responder

    Não dá para entender. O Pracidelli que é um excelente preparador de goleiros, não está vendo que esse Weverton não tem condições de ser nosso goleiro titular?
    Esse goleiro não inspira confiança. Prass ou Jailson já!!! Quanto a A carlos e Drascena sem comentários.

    • Eu prefiro o Prass e o Jailson, mas do jeito que falam, dá impressão que tudo que vai no gol entra, e isso não é verdade. E o Weverton tem uma reposição de bola muito boa, acho que é o melhor dos 3 nesse quesito.

  11. lito 20/11/2018 | Responder

    Por favor General, tira esse Weverton mão de alface do gol. Prass já!! E o mesmo se aplica a Edu Drascena e esse A Carlos. Com esses caras corremos o risco de até perder o título. Chega desse revezamento. Agora é a hora de jogar os melhores.

  12. Jango 20/11/2018 | Responder

    Eu sinceramente não esperava nada menos do que vitória contra o Paraná. Eu esperava o Inter perder e o Flamengo empatar, mas não esperava o Palmeiras tropeçar contra o lanterna. Contava com o título contra o América-MG.

    Na minha opinião, o Palmeiras ganha do América-MG, mas Inter e Flamengo também ganham. O Palmeiras vai garantir o título num empate contra o Vasco e um tropeço do Flamengo contra o Cruzeiro.

  13. Reparei que não postei nada sobre o último jogo. Então lá vai:

    Time deveria voltar a usar aquela camisa amarela em homenagem a seleção. Condiz mais com o aspecto psicológico destes jogadores. E a premiação em caso de título, deveria ser um suprimento de fraldas Pampers pra toda vida…

  14. Claro que, o que passou, passou. Mas nos anos 90, ganhamos os títulos porque jogávamos muita bola. Tanto é, que os jogadores daquela época, ficaram eternizados, ídolos do verdão. Quando ganharmos o Deca, tenho certeza que não vou guardar com carinho as lembranças de Deyverson, Borja, Willian, Thiago Santos, Moisés… a sensação é que ganhamos, apesar deles, e não por causa deles. Bom para a instituição, o orgulho do torcedor, mas uma lástima como evento de entretenimento (que no fundo, é o que futebol é). No final das contas, esse foi um ano mais de fracassos do que orgulho. Vamos levar o campeonato que era terceira opção, o qual jogamos grande parte com o time B.

    • Aquilo jamais se repetirá, quem viu, viu. O futebol de hoje é outra coisa, pouco tem a ver com o que se praticava até meados dos anos 1990. Mesmo assim, como você bem disse, continua sendo antes de mais nada um entretenimento, e o que se exige de algo assim (seja no esporte, na música, no cinema e nas artes em geral) é que tenha um mínimo de qualidade. E o Palmeiras tem se estruturado para apresentar muito mais do que vem mostrando.

    • LGO 20/11/2018 | Responder

      Bom dia amigos!
      Concordo sim que o entretenimento deveria ser melhor e que muitos jogadores do atual elenco não ficarão guardados em nossa memória, mas discordo totalmente que se o deca vier será um ano de fracassos!!!
      Para mim o brasileiro era a segunda opção. Não a terceira como dito pelo amigo e nem a primeira como para o nosso amigo Eduardo por exemplo.
      Mas a segunda opção de extrema importância. Passamos tantos anos sem ganhar, ou melhor tantos anos sem nem disputar com chances de ganhar. Não consigo desdenhar assim de um campeonato tão importante e que sonhamos tanto com ele anos atrás!!!!

    • LGO 20/11/2018 | Responder

      Bom dia amigos!
      Concordo que muitos jogadores desse elenco não nos deixarão saudades, e que o entretenimento deveria ser melhor em termos de qualidade, mas discordo totalmente que se ganharmos o brasileirão o ano será mais de fracasso do que de orgulho.
      Para mim o brasileirão era a segunda prioridade, não a terceira como dita pelo amigo e nem a primeira como pensa nosso amigo Eduardo.
      Passamos muitos anos sem conquistá-lo e muitos anos sem sequer termos a chance de conquistá-lo. Muitos times “grandes” estão muitos anos sem conquistá-lo: Galo 47 anos, Bambis 10 anos, Santos 14 anos, Cheirinho 9 anos, Grêmio 22 anos, Inter 39 anos. Nem vou falar de Botafogo e Vasco por não saber se são grandes ainda…
      Portanto para mim se fecharmos o ano com o deca será ainda um excelente ano mesmo sabendo que poderíamos ter ido mais longe em outros campeonatos!!!!
      Entendo o Eduardo quando diz que temos que ser críticos e sempre cobrar um melhor futebol do nosso clube cheio de glórias, mas também não podemos esquecer os anos de seca que ainda estão tão perto e muito menos desmerecer as conquistas do nosso amado clube!
      Avante palestra!!!!

      • LGO, ninguém está desmerecendo (e nem vai) o título brasileiro. Pra mim, esse é o título, o resto é “bônus por produtividade”. Mas não aceito atuações pífias como as de domingo, jamais. Foi a incompetência e não o vento que nos atrapalhou, e não pela primeira vez neste ano.

        Sobre os anos de seca, é hora de olhar pra frente e não pra trás. O quanto antes deixarmos essa fase negra para trás, menores serão as chances dela voltar. Em meados de 2012 o River Plate estava na série B argentina sem saber se subiria, no final de 2015 estava enfrentando o Barcelona na final do Mundial, e desde então não parou de ganhar títulos, e o principal, sem abrir mão de jogar bom futebol. Essa deveria ser nossa referência, não estratégias usadas há duas décadas.

  15. Caro redator do 3VV: o resultado do jogo no Beira-Rio, que terminará por volta das 21h30min, interessa e muito. Caso o Inter vença, mesmo que o Flamengo perca de 4 e o Palmeiras ganhe de 8, o campeonato não estará MATEMATICAMENTE decidido.

  16. ALEX CEREDA 19/11/2018 | Responder

    O Eduardo é fã do Ralf, elogia o curintia. Relaxa. Sempre vai ter uma estatística, um jogo de 1997 pra justificar alguma coisa errada de hoje, mas o pessimismo é grande. Tem gente que escreve aqui que não consegue comemorar uma vitória, um título, tem sempre um senão.
    Desde que acesso o 3VV escuto que precisamos de um time pra brigar todo ano, e os títulos serão consequência. Temos isto agora, mas precisamos ser invencíveis e ganhar todo jogo de 4 a 0. E segue o jogo.

  17. Alexandre 19/11/2018 | Responder

    Penso que seremos campeões. Mas precisamos corrigir a falta de espírito de liderança, a grana de ser campeão que falta ao time nos momentos decisivos, desde o ano passado

  18. Philipe Frois 19/11/2018 | Responder

    Difícil é ligar a TV esperando uma Vitória pois jogaria contra o lanterna da competição, já rebaixado e saco de pancadas do campeonato e ver o líder do torneio perder a chance de praticamente garantir o título pq entrou displicente, de salto alto, achando que venceria a qualquer momento e não tem noção de suas próprias limitações, e depois ouvir que não venceu pq o vento e a chuva não deixaram. Isso que é Difícil, inclusive passa uma confiança danada pro próximo jogo.

    • Thom 19/11/2018 | Responder

      Um jogo cara. Já foi.

      Um jogo bom não e motivo pra achar que somos o real Madrid, e um jogo ruim não e motivo pra achar que somos ruins.

      Mais confiável olhar o ano no geral, e fomos mto bem.

      • Philipe Frois 19/11/2018 | Responder

        Um jogo bom? Faz tempo heim….seremos campeões, não tenho dúvida, mas esse time é ruim, pelo menos pra mim é!

        • Thom 19/11/2018 | Responder

          Aí é teimosia, e contra isso não há argumentos mesmo.

          A galera do “entreguem as taças” sofre do mesmo problema da do “nosso time é ruim”

          Brigar com a realidade.

          • Brigar com a realidade é achar que não vencemos o rebaixado Paraná sem seis titulares com mando de campo invertido por causa do vento. É estar convicto de que perdemos o paulistinha só por causa da influência externa, ou que não fomos à final da CB apenas por conta de um lance duvidoso.

            Não temos um time ruim, para o padrão medonho do futebol brasileiro o elenco é razoável e o time é bom. Vale o mesmo para o treinador. E seremos decacampeões brasileiros, temos três “match points” para isso, qualquer outro rumo que as coisas tomarem será de uma incompetência incalculável. Mas acreditar que dá pra levar tudo sempre apenas na mediocridade e sair ileso não é brigar com a realidade, mas com a inteligência.

            • Thom 19/11/2018 | Responder

              Concordo. Mas eu nunca culpei vento, nem lances de arbitragem. Acho que vacilamos, empatamos. Acontece. Um jogo contra o lanterna não serviria de parâmetro nem se goleassemos.

              Estou dizendo que o time não é ruim. É o melhor do país empatado com outros 4. Ora um, ora outro.

              E medíocres com certeza não somos, e isso ficou claro tanto no meu argumento quanto no seu.

            • Paraiba 20/11/2018 | Responder

              Jesse, Glaydestone , weldinho terceiro reserva dos gamba, Mouzart , Jumar , fabinho capixaba, Florentin , Ricardo Bueno .Imagine se o vento jogasse contra esses craques ?
              Cada coisa que passou pelo Palmeiras.

  19. Thom 19/11/2018 | Responder

    Deve ser muito dificil ser corneta em tempos como esses.

    2015 – Copa do Brasil é fácil, nunca ganharemos o BR jogando assim

    2016 – Ganhar o BR assim e fácil, não ganhou de ninguém dos 5 primeiros

    2017 – Era só fogo de palha, time lixo

    2018 – Ganhar assim é fácil, quero ver ganhar jogando todo jogo o fino da bola…

    Vamos aguardar quarta. Tá difícil

    • Tá difícil, mesmo. Ser vice-campeão ou parar em semifinais de campeonatos nos quais bastava termos nos concentrado em jogar futebol pra conseguirmos mais é difícil. Ver seguidos fiascos por falta de preparo técnico, tático e psicológico e achar que “fomos mto bem” é difícil. Saber que, no final da segunda década do século XXI, ainda tem gente achando que “jogar bem” é dar chapéu, fazer cruzamento de letra e gol de chaleira é difícil. Querer discutir a qualidade do futebol que se pratica no país e ler argumentos como “não conto passes, só taças” é difícil. Por outro lado, quando algo sai errado é fácil culpar a Globo, a CBF, o STJD, a comissão de arbitragens, o vento ou o choque térmico. Dói menos.

      • Thom 19/11/2018 | Responder

        Eu poderia falar que você procura argumentos pra ver o lado ruim. Até pq, sua revelação em 2015 é que, mesmo ganhando o Brasileiro, não ganharíamos o BR nunca jogando, pq pra isso seria necessário jogar bem.

        De lá pra lá, dois títulos e um vice.

        E vc continua apontando quando, ainda, falhamos.

        Não conseguiria argumentar com seu pessimismo, pq sou tão pessimista qto RS, mas nem tanto no futebol

        • ALEX CEREDA 19/11/2018 | Responder

          O Eduardo é fã do Ralf, elogia o curintia. Relaxa. Sempre vai ter uma estatística, um jogo de 1997 pra justificar alguma coisa errada de hoje, mas o pessimismo é grande. Tem gente que escreve aqui que não consegue comemorar uma vitória, um título, tem sempre um senão.
          Desde que acesso o 3VV escuto que precisamos de um time pra brigar todo ano, e os títulos serão consequência. Temos isto agora, mas precisamos ser invencíveis e ganhar todo jogo de 4 a 0. E segue o jogo.

  20. Pena que o Museu/Memorial não está pronto…. do contrário, era só reservar o lugar na taça…

    Na quarta, é comprar a faixa na Rua Palestra daqueles ambulantes e partir para o abraço…

    Que a Lei de Roberval não impere aqui no 3VV…. rsrsrs.

Leave Your Reply