Números do Brasileiro 2018: a velocidade dos gols

 

Acabando o Brasileirão 2018 – faltando uma rodada – já podemos analisar alguns números desse campeonato. E o 3VV vai publicar aqui uma série de análises ou curiosidades sobre esse campeonato.

Hoje vamos falar dos gols. Até a R37 foram feitos 810 gols. Média de 2,19 por partida. O Palmeiras está com 61 gols (média até aqui de 1,65 gol por partida).

Vejam os números desde 2015 de gols no Campeonato Brasileiro e do Palmeiras:

2015 Total de gols Brasileiro: 896; Total Palmeiras: 60 (classificação da SEP 9o lugar no Brasileiro e 3o melhor ataque)
2016 Total de gols Brasileiro: 910; Total Palmeiras: 62 (SEP campeã e melhor ataque no Brasileiro)
2017 Total de gols Brasileiro: 923; Total Palmeiras: 61 (SEP vice campeã e melhor ataque no Brasileiro)
2018 Total de gols Brasileiro até a R37: 810; Total Palmeiras: 61 (SEP campeã e melhor ataque no Brasileiro)

Veja a a tabela abaixo.

Desde 2016 somos o melhor ataque do Brasileiro. Em 2015 o Palmeiras foi o 3o melhor ataque. A defesa faz toda a diferença (sobre isso falaremos em outro post). Curiosamente nos últimos 4 campeonatos ficamos na marca dos 60 gols.

Mas e qual a velocidade desses gols? Em que período do jogo marcamos nossos gols? Isso reflete a intensidade do time durante a partida?

Analisando o campeonato brasileiro como um todo em 2018 temos o seguinte quadro de “gols por período”. Para entender melhor: separamos o período do jogo em intervalos de 15 minutos. Por isso temos 6 intervalos (3 no primeiro tempo e 3 no 2o tempo). Dividimos ainda entre Mandantes e Visitantes.

Veja abaixo:

Dos 810 gols marcados no campeonato brasileiro, 58% ocorreram na segunda etapa. Desse total de gols, 24% ocorreram nos últimos 15 minutos da partida ou em seus acréscimos (intervalo 6).

Notem que de maneira geral os gols vão saindo quase que num crescendo para os Mandantes. 7% dos gols dos “locais” ocorrem nos primeiros 15 minutos, depois 8% entre 15 e 30 do 1o tempo. Depois quase que combinado, 11% dos gols dos mandantes ocorrem nos intervalos 3, 4 e 5. E no último intervalo eles intensificam o esforço (ou a sorte?) e fazem mais gols (15% dos gols).

O desempenho dos visitantes é um pouco mais errático. 6%, 5%, 5%, e no 2o tempo 7%, 5% e 9%.

E o Palmeiras? Veja abaixo:

O Palmeiras difere um pouco do padrão do Brasileiro. Faz gols logo no início da partida (15% nos primeiros 15 minutos do jogo). Mas vejam como o desempenho sobre nos últimos 15 minutos de cada tempo. Nos intervalos 3 e 6 são onde o Palmeiras tem, respectivamente, maior desempenho de gols (20% e 26%).

Ou seja, já sabe que se precisar ir no banheiro, esses intervalos de tempo não são os mais recomendáveis.

Curtam aí e comentem amigos. Vamos mostrar mais dessas análises ao longo das próximas semanas.

E se você tiver alguma sugestão de análise manda aí. Nossos estagiários ganham muito e trabalham pouco. Logo, vamos dar trabalho pra rapaziada….

Saudações Alviverdes!

 

5 Comments Added

Join Discussion
  1. Lito 02/12/2018 | Responder

    Esse vitória um dia nos rebaixou graças aquele ser que sempre prejudicou o verdão. O tal de Mustapha. Por isso hoje 8 a 0 para nós com 4 de Dudu e 5 de dayvdson

  2. Lito 02/12/2018 | Responder

    Obrigado aos dois maiores responsáveis: Belluzzo e Paulo Nobre.

  3. Lito 02/12/2018 | Responder

    Obrigado Felipão. Obrigado a Mattos. Obrigado Dudu e todo elenco. Obrigado galliote, obrigado Leila e Crefisa. Obrigado por mais essa alegria. Dá lhes porco.

  4. ALEX CEREDA 30/11/2018 | Responder

    Alguma informação relevante sobre a renovação ou não de contrato com a RGT?
    A Turner cobre eventual prejuízo que o Palmeiras tenha?

Leave Your Reply