Brasileirão 2018 R38 Palmeiras 3×2 Vitória: é tudo festa

O Palmeiras encerrou o campeonato brasileiro e a temporada de 2018 com uma vitória por 3s2 sobre o Vitória no Allianz Parque.

Edu Dracena, Gustavo Scarpa e Bruno Henrique fizeram os gols.

Neste domingo foi dia de festa no Allianz. Já campeão, o Palmeiras jogou tranquilo. Abriu 2×0, podia ter feito mais, tomou um gol de pênalti inexistente (dá-lhe Heber Roberto Lopes) e depois o gol de empate (bonito gol deles).

No finalzinho em jogada de Dudu e Guerra, Bruno Henrique bateu de fora da área e coroou o título e sua participação no ano.

Na entrega da taça o Presidente eleito Jair Bolsonaro esteve presente. E houve muita festa, dentro e fora de campo.

Agora é celebrar… e esperar 2019. Perspectivas muito positivas….

Saudações Alviverdes!

 

103 Comments Added

Join Discussion
    • Gustavo Aroni 06/12/2018 | Responder

      Olha, Marin. O que mais fiz foi assistir jogos do Assaizão. Esse Igor Rabello é um zagueiro limitadíssimo, além de indeciso. Só dá bote errado e corre atrás de atacante. Não vale 1,7 mi., e o Erik custou 17. Mas que venha e seja o novo Luis Pereira.

  1. Gustavo Aroni 05/12/2018 | Responder

    O Palmeiras não pode aceitar esse Igor Rabello numa troca pelo Erik. Esse Igor Rabello, pra mim, é um dos piores zagueiros que vi jogar em toda minha vida. É ruim demais.

  2. lito 05/12/2018 | Responder

    Sinceramente Gustavo, acho que a vinda do Armani do River, seria o goleiro ideal para nós na Libertadores. Na minha opinião o Weverton não transmite segurança.. Sou até mais o Prass do que ele. Abraços.

    • Gustavo Aroni 05/12/2018 | Responder

      O Armani é ótimo. Aliás, falei dele umas três temporadas atrás na época do Nobre, mas além de me chamarem de louco, se dizia que não tínhamos dinheiro e que não podíamos fazer loucuras. Mas duvido que venha, com todos nossos goleiros com contratos renovados.

  3. lito 05/12/2018 | Responder

    Negociações na minha opinião:
    – Fabiano, Emnerson e Antonio Carlos, pelo Cuesta zagueiro do Internacional;
    – Érick pelo Gatito;
    – precisamos de um atacante para o lugar do Willian, quem sabe o Keno de volta, ou Goulart;
    – precisamos de um volante, mais um zagueiro para ser reserva com o Luan,
    – quem sabe mais um 9, Lucas Pratto,
    – ou melhor Guerra, Borja, Weverton pelo Pedro do Fluminense.
    Essa é minha opinião.

    • Poderíamos também mandar o Vitinho de volta pro Barcelona em troca pelo Messi e mais uma compensação financeira – pra nós, é claro…

      O pessoal acha que é só juntarmos as tranqueiras do elenco (as que já estão aqui e as que vão voltar), empacotarmos bem bonitinho e enviarmos para os outros clubes pra trocar pelos seus melhores jogadores e eles vão aceitar. Fácil…

      Gatito é goleiro comum, nada de mais. Se o intuito é vencer Libertadores e Mundial nos pênaltis que seja contratado pra entrar faltando um minuto, quem sabe damos sorte. Goleiro pra fazer diferença só o Fábio, senão coloca o Prass mesmo.

  4. Um resumo da campanha histórica do Palmeiras nesse Campeonato Brasileiro de 2018:

    Melhor ataque
    Melhor defesa
    Mais vitórias
    Menos derrotas
    Maior serie invicta da história
    Maior sequência de vitórias em casa
    Melhor mandante
    Melhor visitante
    Melhor elenco
    Líder de arrecadação
    Maior ocupação do estádio
    Três jogadores na seleção do campeonato
    Craque do Campeonato
    Melhor treinador do campeonato

    E isso tudo conquistado mesmo sendo o time mais prejudicado pela arbitragem, baseado em um estudo feito pela própria CBF. Por isso, só confirma a minha opinião de que o maior adversário do Palmeiras no futebol brasileiro chama-se má/fia do apito, que nos prejudicou nos outros dois campeonatos.

    ESTÁ MAIS DO QUE EXPLICADO O DESESPERO CADA VEZ MAIOR DOS ANTIS, PRINCIPALMENTE DOS CLUBISTAS DE SEMPRE DA IMPRENSA ESPORTIVA. KKKKKKKKKKK, QUEM TEM MAIS TEM 10, QUEM NÃO TEM CORRE ATRÁS!!!

    • O que nos prejudicou nos outros dois campeonatos foi o fraquíssimo futebol em 180 minutos contra o Cruzeiro e a postura covarde na Bombonera, não teve máfia nenhuma.

      O jornalismo esportivo é apenas mais um segmento que reflete a sociedade. Somos todos clubistas, nosso time é sempre o melhor do mundo quando ganha e roubado por máfias quando perde, e os jornalistas não seriam diferentes (com pouquíssimas exceções), a não ser que viessem de outro planeta.

  5. Thom 04/12/2018 | Responder

    Enquanto voces ainda perdem tempo criticando alguém que não governa mais há 10 anos, cujo o partido já saiu do governo há 2. Ou até perdem tempo falando pró ou contra alguém que só está onde está por falar bobagens… Tem gente rindo com seu dinheiro.

    Imbecis somos todos nós, principalmente se achamos que elegendo outro político com status de herói nós vamos parar em algum lugar.

    Melhor falar de futebol.

    • Como se esses que governaram de 2003 até 2016 não fossem responsáveis, juntamente com o seus aliados, pelo caos social, econômico, político e moral dessa nação com problemas gigantescos para serem resolvidos durante um bom tempo e que vai estourar no colo de quem foi eleito por dizer ”besteiras”. São vários desses que ainda não foram pegos e, por enquanto, ainda estão rindo das nossas caras. Realmente, é melhor falar de futebol, não tenho paciência para hipocrisia…

    • Bobagem por bobagem, quando o último presidente que não falava besteira foi eleito no Brasil eu ainda não era nascido, então…

  6. Allan Basso 04/12/2018 | Responder

    Porra…
    O Palmeiras foi campeão Brasileiro com uma campanha invejável.
    3 títulos nacionais em 4 anos.

    Corinthians está na draga.
    São Paulo há mais de década na draga.

    E vocês discutindo se o Bolsonaro devia ou não estar na entrega da taça?

    Façam-me o favor….

  7. Levi 04/12/2018 | Responder

    Tite, o hipócrita:
    ” Minha atividade não se mistura, não mistura (futebol e política) . Eu tenho opinião, mas não quero e não devo dar opinião (sobre o presidente eleito ter ido ao Allianz no domingo). Tem uma sériede valores éticos, morais e competitivos.”

    Ai vc vai na internet e encontra vários vídeo, fotos e reportagens do hipócrita junto do ex-presidente ladrão, que inclusive é amigo dele.

    • Toda e qualquer credibilidade eventualmente acumulada pelo Tite na sua carreira foi jogada na lata do lixo quando, depois de assinar o manifesto do “Bom Senso FC” e tendo a faca e o queijo na mão para fazer qualquer exigência para assumir a Selenike, simplesmente se vendeu recebendo beijo no rosto e camisa canarinho com o nome da mãe das mãos do Del Nero. Quando foi assistir Gambás X Santos e vibrou com o gol do clube que o levou ao estrelato não se preocupou com valores éticos ou morais. Isso sem falar nos seus critérios técnicos, pregando que “futebol é momento” e convocando constantemente sua patota de amigos Paulinho, Renato Augusto, Cássio e Fágner. “Faça o que eu digo e não o que eu faço” é seu único mantra.

      • Reynaldo Zanon 04/12/2018 | Responder

        É exatamente isso, Eduardo. Sem contar que o Lula inúmeras vezes associou o seu nome e a sua presença ao SCCP e eu não vi todo esse alarde que estão fazendo agora.

        • Thom 05/12/2018 | Responder

          Teve alarde sim, amigo. Principalmente nosso.

          • Bruno Santi 05/12/2018 | Responder

            Quando foi tirar foto com o molusco comunista lavador de dinheiro, após a conquista da libertadores… também nao ficou constrangido.

    • Mario Galhardo 05/12/2018 | Responder

      Tite, o homem ético, é da mesma laia do Juca Kfouri, que no programa de debates da ESPN em meio às críticas sobre o comportamento do Alexandre Mattos durante as comemorações do Deca, teve a ousadia de dizer que o SCCP tinha sido um campeão mais elegante que o Palmeiras nas comemorações. Sim, meus amigos, o curica de Andres Sanchez é mais elegante que o Palmeiras na visão do ilibado Juca Kfouri.
      Pergunto ao Tite sobre os valores éticos dele ao insinuar em sua biografia, sem nenhuma prova, que o Felipão (que incentivou e abriu portas no mundo dos treineiros para ele) teria jogado para perder contra o Fluminense para o alvinegro não ser campeão. Ou mesmo o fato inédito de técnico da seleção comemorar gol de clube no itaquerão como bem lembrou o Eduardo. O sujeito não me desce. Torço contra mesmo. #prontofalei

  8. Levi 04/12/2018 | Responder

    Se o novo presidente é um imbecil, mas quer um país mais justo e honesto …. imagina quem foi governado 16 anos por um analfabeto, corrupto comprovado, crápula , mentiroso e pinguço …..que cansou de ajudar nosso maior rival e por uma debilóide com Q.I de ostra.
    O nine fingers cansou de aparecer junto de taça e do lado do rival e ainda debochava, mas ficava todo mundo calado com o rabo entre as pernas.
    A inclusão digital é uma fratura exposta de nossa hipocrisia.

  9. Jango 04/12/2018 | Responder

    Se o Cruzeiro contratar o Rodriguinho, seria uma boa contratar denovo o Robinho.

  10. O campeonato da série B acabou há quase dez dias e agora que foram “descobrir” um gato no Goiás que também teria atuado uma partida pelo Ceará na Série A. Constatada essa irregularidade, acesso e descenso poderia mudar totalmente nas três séries.

    A CBF “descartou” punição aos clubes, mas isso tá com toda cara de trabalho bem organizado pelos advogados do Flu, caso o time caísse em campo. Como o serviço já estava pronto mas não foi necessário, pode ter caído no colo de outros interessados. Como só tem time pequeno envolvido (o Ceará cairia pra B e o Goiás pra C, o Sport ficaria na A e o Paysandu na B e a Ponte estaria na Primeira Divisão) a CBF aproveita a onda pra pegar uma carona e posar de hones

  11. Danilo Peressim 04/12/2018 | Responder

    Se existe discussão deveria ser evitado! F oda-se o Bozo ou o Lula, estamos ali pela S.E.P., apenas isto! O Palmeiras inovou com o Nobre levantando o caneco (já discordava), agora, ultrapassou todas as barreiras possíveis trazendo esse imbecíl travestido de presidente! Sem alongar, inclusive, em nosso estatuto existe algo bem claro quanto a posições políticas ….

  12. Paulão 03/12/2018 | Responder

    Acho que essa preocupação com a participação do Bolsonaro na entrega da taça não tem razao de ser… ele nem presidente é ainda. Se assumir e se revelar um mau presidente, ou mesmo corrupto (o que pode acontecer, mas pode não acontecer também) isso jamais vai marcar o palmeiras. O bolsonaro não arrumou centro de treinamento e estádio pra nós com empreiteiras corruptas em troca de favorecimento, não arrumou patrocínio ilegal com banco estatal, não conspirou com nosso presidente e com a cbf pra tirar a copa América do Morumbi e trazer pro nosso estádio… nós nunca usamos a presidência da república para nenhuma falcatrua, portanto ter um presidente palmeirense não pode nos prejudicar. Não devemos favor a minguem portanto essa conta nunca vai chegar…

    • Lucas 04/12/2018 | Responder

      O que O Lula tem a ver com Isso? Ele está preso. Achei descabido e arriscado. Descabido porque ele é carioca e já vestiu a camisa de vários times, logo como presidente vale o convite no camarote. Mas daí levantar a taça nada a ver. Arriscado porque ele é político. Nem precisa falar mais nada.

    • LGO 04/12/2018 | Responder

      Não vou transformar isso aqui em uma discussão política, mas o Bolsonaro está longe der ser um imbecil! Imbecil aqui só o Lula, e é bandido também, visto que fez tanto mal ao País que está preso e deve ficar por lá muitos anos.
      Bolsonaro não é carioca! Nasceu no interior de São Paulo e sempre foi palmeirense, aliás seu nome é em homenagem a Jair da Rosa Pinto.
      Também acho que o bom senso diz que ele não precisava ir ao campo, mas isso é que o torna um grande homem e o tornará um provável grande presidente. Não está nem aí para o que os outros pensam ou para como era a política até então. Se o que você faz não é errado ou contra a lei você está no seu direito.
      Vejam como Brasília esta fervendo por um presidente ter escolhido um ministério inteiro sem o toma lá da cá que sempre norteou esses momentos!!!!!
      E por fim, o Palmeiras não tem nada a ver com isso e deve fazer o seu trabalho como vem fazendo e nos garantir um 2019 cheio de títulos.
      Avante palestra!!!!

      • Danilo Peressim 04/12/2018 | Responder

        Mano, já transformou e em poucas linhas demonstrou que não conhece nada do assunto! Recomendo “Política, para não ser idiota” de M.Cortella. Abraços Minion.

        • LGO 04/12/2018 | Responder

          Esse indivíduo é aquele mesmo que falou “quem é de direita não quer o bem do povo” ou a “direita tem demofobia” e ainda é amigo do Haddad e participou do governo Luiza Erundina aqui em SP????????
          Então agradeço a dica, pois não leio livro de ignorantes que apoiam ladrões. E digo mais, por que será que ele não vai defender suas teses em Caracas ou Havana??????

          • Lucas 04/12/2018 | Responder

            Segue o Conselho do cara e vai ler sobre política… provavelmente você conheceu a família dos Bolsonaro há alguns anos quando eles mamam do poder público há 30 anos… chamar um político que você nem conhece e que nunca fez nada relevante pelo país de grande homem é demais… grande homem é meu pai e poucas pessoas… fanáticos…

            • LGO 04/12/2018 | Responder

              Como não fez nada relevante??? Já fez demais! Só de iniciar a limpeza do País e colocar o Juiz Sergio Moro como ministro já fez mais que todos os políticos juntos que conhecemos.
              Dizer que ele mama do poder público só pode ser por total desconhecimento!!!!!
              O tempo vai dizer quem está certo!!!!
              Do mesmo jeito que a maioria aqui não queria o Felipão.

          • Lucas 04/12/2018 | Responder

            O Palmeiras não precisa de político vagabundo parasita como alguns clubes por aí… Não misturem as coisas!! É a chance do clube evoluir agora

            • LGO 04/12/2018 | Responder

              Bolsonaro passa longe de ser um político parasita, mas concordo com você que não devemos misturar as coisas!!!!

              • Bolsonaro não é parasita… Só ficou 30 anos mamando nas tetas do estado, votou junto com todos partidos que ele detona hoje, nunca passou uma lei que preste.

                Todo político, é por definição, parasita, pois o estado você basicamente, de uma relação parasitária com o povo…

        • Bruno Santi 05/12/2018 | Responder

          Danilo, sugiro “O minimo que você precisa saber para não ser um idiota” de Olavo de Carvalho. Abraços Mortadela.

      • Lucas 04/12/2018 | Responder

        Quem falou de Lula? O Lula está preso… grande homem ? Parei aí

        • LGO 04/12/2018 | Responder

          Quem falou de Lula foi o amigo que me indicou o livro de um apoiador desse ladrão!!!!
          Ta preso sim e vai ficar muito tempo, mas nós, mesmo que quiséssemos não vamos conseguir esquecer tão cedo devido ao enorme mal que ele fez ao Brasil!!!!

          • Lucas 05/12/2018 | Responder

            Acho que o que estamos querendo te dizer é que somos nós contra eles e não nós contra nós. Pode ser o super herói favorito na presidência, ainda temos que ser ultra críticos E unidos. E fomos unânimes no que diz respeito não misturar futebol com política. Portanto vamos ficar unidos e atentos. Estamos de olho.

            • Bruno Fera 05/12/2018 | Responder

              Creio que o Palmeiras quis mostrar para os gambás que agora acabou a mamata que eles tinham quando o Lula roubava junto com eles… pronto, já era, chega de falar de politica, vamos pensar já em reforços, não deixar passar nada, nem o paulista que o presidente quer boicotar.. eu como palmeirense chato que sou acho que temos a obrigação de atropelar todo mundo ano que vem.. kkkkk golear todos os jogos e mostrar quem manda nessa porraaa aqui eh nois…. ansioso para 2019!!!

  13. Mario Galhardo 03/12/2018 | Responder

    Bonita festa, mas a dona Globo preferiu mostrar o importantíssimo e eletrizante Chape x Bambis. Ignorou o jogo da taça, o jogo do campeão, para mostrar um moribundo São Paulo. No sportv outro moribundo, o gambá. Festa reservada apenas para quem paga o Premiere. Imagina se isso aconteceria com os outros 2 co-irmãos…duvido. A TV aberta encerrou a transmissão antes da volta olímpica. A Globo brinca com fogo ao desrespeitar o Palmeiras em detrimento de Flamengo, Corinthians e São Paulo. Eventos ao vivo são a última fronteira da Televisão. Na época do streaming, nada que não seja ao vivo faz sentido para o formato Televisão. Vamos ver até quando eles terão força para esticar essa corda contra umas das maiores marcas do futebol brasileiro. Os custos de transmissão ao vivo caem a cada dia e plataformas para veiculação em massa evoluem. O futuro está reservado às marcas que tem seguidores apaixonados, como os times de futebol. Na Europa já existe um movimento dos grandes clubes de fazer um campeonato próprio e não acho insanidade imaginar que isso se espalhe. No momento precisamos da Globo, mas nessa quebra de braço as mudanças que se avizinham aparentemente são favoráveis a nós.
    Sobre o presidente eleito, particularmente não gostei de uma mistura tão grande com a festa dos jogadores. Acredito que ele estava lá pq estava curtindo estar, e não para aparecer, já que politicamente seria melhor ficar mais neutro. Independente das posições político-partidárias poderíamos ficar sem essa. Para mim, até a presença de dirigentes palmeirenses ao lado da entrega da taça é constrangedor. Ali no campo a festa deve ser apenas dos jogadores, como é na Europa. Futebol é futebol.

    • Quanto a dispensar a Globo, é complicado, por causa da lei que tem no Brasil, onde você ainda com o time, tem direito sobre os jogos como mandante e visitante. O certo seria, só poder assinar como mandante ou como visitante. Assim abriria a livre concorrência, para os clubes assinarem com quem quisessem. Assim, poderíamos ter o SBT passando os jogos do Bambi como mandante por exemplo, sem precisar da autorização de quem assinou com o rival deles na partida em questão, e vice versa.

      E concordo com o aspecto político, desnecessário. Suponhamos que o Bolso se revele péssimo administrador, corrupto, e acabe preso no fim de sua gestão, teremos na foto do Deca, pra sempre, um político corrupto estampado. Imagina como se sentem os gambás, vendo o Lula em tudo quanto é foto referente a inauguração da impressora.

    • Na final da Copa do Mundo, a bela presidente croata, o péssimo Macron e o fas/cis/ta sociopata Putin foram ao gramado entregar as medalhas e a taça aos jogadores. Lá na Europa, em alguns momentos, acontece a mesma coisa, sem o mimimi lacrador de adoradores de cor/ru/ptos.

      • Mario Galhardo 05/12/2018 | Responder

        Sim, isso é verdade. Mas nenhum deles levantou a taça, se misturou com jogadores e deu a volta olímpica e apareceu na foto. Concordo que é mimimi de perdedor, mas essa mistura política deveria ter sido evitada, só nos prejudica.

  14. lito 03/12/2018 | Responder

    Olho neste Luan, o menino mostrou ter futuro. Agora A Carlos……Esse Juizão é um ….

  15. Cássio 02/12/2018 | Responder

    É campeão. Mais de 70% de aproveitamento. Disparado na frente. Melhor ataque, defesa, saldo de gols,vitórias, melhor estádio, melhor mosaico, melhor…melhor…melhor…já nem sei mais no quê. Rsrsrs

    Meus “sinceros” parabéns ao ou aos “jenios” da Adidas que resolveram trocar o Palmeiras pelo SPFC neste exato momento!! Olha…que visão de marketing…”ceis tão de parabéns viu.” Imagino o seo Adidas na Alemanha olhando isso e pensando: ” o time não para de crescer, arrecadar, 3 títulos nacionais em 4 anos, um estádio de primeiro mundo, um centro de treinamento e hotel idem, disputou pra ganhar todos os campeonatos esse ano… é…acho que essa era a hora certa pra sair.” :)😎✌

    • Leozao 03/12/2018 | Responder

      Exatamente, Cássio!
      Essa da Adidas realmente não deu pra entender… Isso só tem explicação se realmente a Adidas quiser diminuir demais o investimento em clubes de futebol aqui no Brasil. E como não iriam abrir mão do cherinho resolveram diminuir tirando de nós! Como não aceitamos aconteceu isso!

      • A sua tese é interessante e bastante plausível. As empresas em contenção de despesas costumam fazer dessas. Mas por outro lado, por alguns dos últimos modelos de camisa que a Adidas fez, já vai tarde.

  16. Queria ver a cara do Lularápio assistindo o Bozzonaro levantando a taça do Deca. Tomara que tenha se suicidado.

  17. Levi 02/12/2018 | Responder

    É muito importante um time ganhar sempre título…não importa como eles sejam, com times maravilhoso como os de 93/94 ou como 2016/18.
    O que fica é o título.
    Isso é muito importante para uma geração de garotos que ainda não torçem para ninguém…pois passam a gostar do time campeão do momento.= + torcedores.
    Foi assim que a torcida dos bambis cresceu.
    É por isso, que a torcida do Palmeiras tem muita gente na faixa à partir de 35 anos por diante.
    A Grécia foi campeã da Europa com o time todo atrás, a Alemanha do mundo, jogando um futebol envolvente.
    Para ambos, os títulos tem o mesmo valor.
    O Brasil de 70 era diferente do Brasil de 94.
    Tudo tem sua época, depende do nível do futebol naquele momento, do nível dos jogadores.
    Mas todos titulOs tem o mesmo valor.

    • Concordo. Acho apenas que conhecer a história e o contexto de cada conquista ajuda muito a entender o que acontece antes e depois dela. Usando um de seus exemplos, saber que a Grécia foi campeã europeia na base de retranca e chutão em 2004 esclarece os motivos de sua eliminação ainda nas eliminatórias para a Copa de 2006. Um time ruim pode ser campeão, mas o trabalho sem consistência dura pouco. Todo título tem o mesmo valor, mas cada qual com seu contexto.

    • Levi 02/12/2018 | Responder

      Assim como o Brasil de 86 jogava um futebol de encher os olhos e não ganhos nada.
      O Brasil de 2002 tinha craques como 86, mas jogou por resultados.

      • Acho que você quis dizer “o Brasil de 1982”, né?

        O meio de campo daquele time era fantástico e a equipe jogava sempre para fazer gols, mas com o tempo passei a achar aquela seleção um tanto quanto superestimada. Quem conhece a história apenas pelos registros e não viu o que aconteceu pode acreditar que a Itália era uma porcaria cheia de grossos com sorte, mas além de alguns talentos individuais que jogavam muito, do ponto de vista tático foi uma das melhores seleções da história.

        Acredito que resultados e conquistas são incontestáveis, só não podem maquiar algumas realidades. Caso contrário, será preciso considerar Ânderson Polga melhor zagueiro que Luis Pereira, afinal um ganhou Copa do Mundo e o outro, além de perdê-la, foi expulso numa partida decisiva.

  18. Thiago Souza 02/12/2018 | Responder

    Se o convidado de honra pra entregar a taça fosse um ex-presidente com qualidade e retidão já comprovada, ia ser legal e ficaria marcado positivamente.

    Agora essa do Bolsonaro pode ser um tremendo tiro no pé. Se o governo dele for uma merda essas imagens vão nos perseguir pra sempre. O Corinthians por muito menos quebrou a cara bonitamente querendo ser o “time do Lula”.

    Mas foda-se também, Dudu ficando pro ano que vem é o que importa.

    • Signorini 03/12/2018 | Responder

      meu Gêzuis kkkkkkkkkkkkk vomitar pelos dedos não pode kkkk

    • ”Por muito menos”??? Porr@, os caras ganharam um estádio ás custas do dinheiro suado do contribuinte, não pagaram praticamente nada até hoje e você acha isso pouco. Está de sacanagem, não é mesmo???

    • Se o Bolsonaro é palmeirense ou não, é irrelevante. Isso não o tornará melhor ou pior presidente, assim como ser corintiano não fez com o hoje presidiário. É preciso separar as coisas e evitar confundi-las. Oportunistas sempre existirão na história da humanidade, e em especial na da política.

      • Thiago Souza 03/12/2018 | Responder

        Se ele foi apenas um oportunista nesse caso, burro é o Palmeiras de servir de escada.

        Se um dia esse cara for preso/sofrer impeachment/for um péssimo presidente, essa imagem vai nos perseguir para sempre. Seremos o clube puxa-saco de presidente-que-finge-ser-palmeirense, como se precisássemos de favores. Não basta ser honesto, tem que parecer ser honesto também.

        Podiam ter colocado o garoto cego com a mãe narradora pra entregar as medalhas e o troféu, seria muito mais inteligente, algo que até nossos rivais aplaudiriam.

        • Tenho minhas dúvidas se o oportunismo foi maior da parte do Bozonaro ou da parte de quem o convidou para ver a partida e depois pra entregar a taça.

        • Reynaldo Zanon 04/12/2018 | Responder

          É uma questão de inteligência para avaliar, Thiago. O Bolsonaro já está eleito. Não havia nenhum motivO para ele querer fazer média com a torcida do Palmeiras. Pelo contrário, agora que está eleito, um político comum não vestiria camisa de clube algum. Essas fotos com camisas de clubes cariocas, essas sim, podem ter sido tiradas para agradar a todos, mas o pai do Bolsonaro era palmeirense, o registrou como Jair por causa de Jair Rosa Pinto e ele é sim verdadeiramente palmeirense, inclusive todos os seus filhos também são. Não há falsidade nenhuma na comemoração do título do Palmeiras pelo Bolsonaro.

  19. Gostaria de ver o Palmeiras atuando mais vezes assim. Procurando o gol o tempo todo, tentando jogadas de linha de fundo, transições, triangulações, indo pra cima com consciência e bola no chão mesmo após tomar gols dignos de partida entre solteiros e casados (sem considerar o pênalti inexistente). Pena que essa utopia só existe em jogo festivo.

    Menção honrosa à recuperação do Mayke. De um lateral meia-boca tornou-se um dos melhores da posição no país, independentemente do baixo nível que temos por aqui. Mérito do Felipão.

    E parabéns ao Gru. Deixou os verdadeiros protagonistas (os jogadores) levantarem a taça primeiro. Papagaios de pirata brotam do nada nesses momentos, sem falar de políticos oportunistas, mas ele comprovou que ao contrário do que muita gente achava está a anos-luz de distância do verdadeiro “pior presidente da história do Palmeiras”.

  20. Reynaldo Zanon 02/12/2018 | Responder

    O Bolsonaro é polêmico sob qualquer parâmetro. Enquanto historicamente todos os políticos sempre fizeram media quanto ao time do coração (hipocritamente, apenas para não melindrar eleitores de times adversarios), ele vai à arena com a camisa do Palmeiras, levanta a taça junto com os jogadores, comemora mesmo e assume explicitamente que é palmeirense sem se importar com opiniões alheias. Nesse sentido ele é mesmo mito.

    • Levi 02/12/2018 | Responder

      O nine fingers, o larápio da alma mais honesta do Brasil, torcia, deu estádio, influenciou resultados, patrocínio para os gambás e ainda se gabava disso.
      O nome do novo presidente foi em homenagem de seu pai a um ídolo palmeirense….Jair Rosa Pinto
      Até nisso somos diferentes deles.

    • Roberto 03/12/2018 | Responder

      Perfeito, o cara é palmeirense é a personalidade do ano tem todo o direito de comemorar e participar da festa, foi lindo ver ontem o estadio inteiro gritando ” Mito “, o resto é chororo de antis e de Ptralhas.

  21. LGO 02/12/2018 | Responder

    Se o Curica tivesse empatado o jogo com o Vasco teria ido para a segunda divisão!!! E olha que o Vasco foi muito prejudicado!!!
    De resto a vitória ainda corou o recorde de melhor turno da história batendo o Curica no primeiro turno do ano passado!!!

    • Sei que você vai dizer que sou mais condescendente com os outros clubes que com o Palmeiras, mas não vamos esquecer que os gambás foram prejudicados contra o Inter e o SPFC em casa, então não foi exatamente aquela vitória “no apito” sobre o Vasco que os salvou.

      Prefiro ver da seguinte forma: se tivéssemos vencido o jogo do primeiro turno em Itaquera (e tínhamos time pra isso) teríamos batido todos os recordes da era dos pontos corridos com 20 clubes e de quebra rebaixado o rival, por isso que acho que temos de entrar sempre pra vencer todo e qualquer partida, desde jogo de festa até final.

      • LGO 02/12/2018 | Responder

        Quanto a avaliação você até tem razão, pois o Curica realmente foi prejudicado nesses jogos, mas jogos de meio de campeonato não definiríam isso!!!
        Os jogos decisivos é que pesam!!!!
        E o jogo com Vasco tinha esse perfil!!!

        • Em campeonatos por pontos corridos o jogo da primeira rodada vale o mesmo que o da última, pra quem quer ser campeão ou pra quem não quer cair. Todo jogo é decisivo, por isso fiz questão de salientar uma partida “perdida” lá no meio da tabela. Fez toda a diferença para eles.

          Talvez haja um ou outro jogo que evidencie mais uma conquista ou um fracasso, mas o resultado final é fruto de todas as partes e não apenas de uma.

          Vale o mesmo princípio para aquele aluno de faculdade preguiçoso que passou o ano inteiro no “come e dorme” e precisa de nota máxima no final do ano. Se tivesse se dedicado desde o início não haveria “prova decisiva”, quando a falta de competência manda a sua conta fica tudo mais difícil.

          • LGO 02/12/2018 | Responder

            Matematicamente sim, mas na prática obviamente não!!!
            Consigo dar mil exemplos:
            Se o Flamengo tivesse ganho no Maracanã do Palmeiras mesmo que roubado, então seríamos campeões com 79 pontos e eles vice com 74!!!! Óbvio que não!!!! Se o jogo Paraná e Palmeiras fosse decisivo e definitivo e o Palmeiras dependesse só da vitória para ser campeão teria sido 1×1. Provavelmente não!!! Se tivéssemos ganho do Curica pode ser que o Roger tivesse ficado mais tempo ou até o fim e nós passaríamos o ano sem título!!! Se o Flamengo tivesse ganho do Ceará, Atlético-PR e Vasco em casa pela matemática seria campeão! Mas na prática tenho certeza que não!!!
            Jogos de começo de campeonato valem os mesmo três pontos, mas não tem o mesmo peso dos decisivos, muito menos se compararmos com a três últimas rodadas!!!

            • Se o Flamengo tivesse vencido o Palmeiras o campeonato terminaria exatamente como você descreveu: 74 pontos para um, 79 para outro. Se tivesse vencido Ceará, Atlético PR e Vasco seria campeão.

              Em 2016 o Palmeiras foi mal contra seus mais diretos perseguidores, mas fez uma campanha praticamente perfeita contra os times da “segunda página” da tabela. Não precisou se preocupar com duas ou três “decisões” porque havia vencido outras dez.

              É bem simples, não se trata de opinião nem apenas de matemática, mas de informação, de fato. Enxerga quem quiser.

              • LGO 02/12/2018 | Responder

                Ok Eduardo!!!
                Eu sou teimoso, mas você me supera!!!!
                Se tivéssemos perdido do Flamengo o título já era!!!! Esqueça a matemática!!! Futebol não funciona assim!!!!
                Se tivéssemos ganho do Curica o ano passado quando a diferença estava em 5 pontos seria outra história!!!
                Mas ainda bem que a maioria não pensa como você!!! Só faltava os times que perderam o título por dois pontos saírem falando que perderam o título na ou na primeira ou na segunda rodada…

              • Carlos 03/12/2018 | Responder

                Eduardo, nessa não dá pra amenizar. Jogos decisivos mexem com os brios! Seu resultado afeta os resultados seguintes!
                Por exemplo, se o Palmeiras não tivesse ganho do Vasco, tenho certeza que o Flamengo não perderia do ventinho e teríamos toda a carga em cima de nós para vencer o Vitória (ou empatar) no último jogo.

  22. Gostaria de ver o Palmeiras atuando mais vezes assim. Procurando o gol o tempo todo, tentando jogadas de linha de fundo, transições, triangulações, indo pra cima com consciência e bola no chão mesmo após tomar dois gols dignos de partida entre solteiros e casados (sem considerar o pênalti inexistente). Pena que essa utopia só existe em jogo festivo.

    Menção honrosa à recuperação do Mayke. De um lateral medíocre tornou-se um dos melhores da posição no país, independentemente do baixo nível que temos por aqui. Mérito do Felipão.

    E parabéns ao Gru. Deixou os verdadeiros protagonistas (os jogadores) levantarem a taça primeiro. Papagaios de pirata brotam do nada nesses momentos, sem falar de políticos oportunistas (discussão para outro momento e contexto), mas ele comprovou que ao contrário do que muita gente achava está a anos-luz de distância do verdadeiro “pior presidente da história do Palmeiras”.

  23. Wagner 02/12/2018 | Responder

    Golaço do BH. Esse merece uma convocação há tempos.

      • Principalmente porque precisou vencer a rejeição da maioria da nossa torcida. O presida mandou bem, “deixando” o BH levantar a taça sozinho como capitão.

    • LGO 02/12/2018 | Responder

      É!!! Mais um foi roubado de novo!!!!

  24. Wagner 02/12/2018 | Responder

    Tudo bem que não foi pênalti, mas o António Carlos hein.

  25. Zek 02/12/2018 | Responder

    Abriu a porteira…LL e Scarpa domindo..da chance pra Vitinho e depois Hioran..

  26. Wagner 02/12/2018 | Responder

    Time dos como esse América tem mais que ficar na série B. Teve penal e chances claras de gol. Não aproveitou, taí o resultado.

    • Verdade, mas como até os deuses erram, não vamos esquecer quem praticamente “exigiu” sua contratação pelo Palmeiras há oito anos…

      • LGO 02/12/2018 | Responder

        Outros tempos!!!
        E pior que naquele time ele era um dos melhores!!!

          • LGO 02/12/2018 | Responder

            Não me lembro de jogadores melhores que ele. Não se você lembra…
            Fui a muitos jogos em 2011. Talvez o Henrique zagueiro que também não é grande coisa…

              • LGO 02/12/2018 | Responder

                Não pesquisei, mas se não me engano o time era:
                Bruno, Arthur, Henrique, Mauricio Ramos e Juninho. No meio Marcos Assunção, João Victor, Wesley e Daniel Carvalho. Na frente Luan e Maikon Leite. No banco tínhamos Patrik, Felipe Menezes, Mazinho, Leandro Amaro.
                Acho que fora o Assunção não sei não…

            • Daquele time que perdeu para o rebaixado Goiás no Pacaembu na semifinal da Sula 2010 pelo menos Danilo (zagueiro), Marcos Assunção, Lincoln, Ewerthon e Kléber Gladiador eram melhores que ele. Não estou discutindo o que jogaram com a camisa do Palmeiras, mas o que conseguiram na carreira como um todo. O Luan não jogava nada naquela época, não jogou nada depois e não joga nada até hoje, em lugar algum.

              • LGO 02/12/2018 | Responder

                Danilo, Marcos Assunção e Kleber até concordo, os outros dois estavam em fim de carreira e não apresentaram nada!!! Naquele tempo Luan era mais importante que eles!!!!
                E num elenco de 25 ter só três ou quatro melhores que ele então ele era mesmo um dos melhores!!!

                • É seu ponto de vista, e gosto não se discute.

                  Como eu salientei, não questionei momento mas carreira dos jogadores citados. Ewerthon e Lincoln foram campeões e se destacaram na Europa, vieram pra cá em fim de carreira. Luan sempre foi ruim, e tenho certeza absoluta de que se analisarmos atenciosamente todos os elencos que o Palmeiras teve enquanto ele foi jogador do clube encontraremos gente no mínimo mais útil que ele.

                  É preciso observar ainda que naquele momento ele era tratado como “protagonista”. Pelos resultados do time dentro de campo dá pra se ter ideia do que acontece com times que têm protagonistas desse nível. Luan não é, nunca foi e jamais será importante no futebol. Por mais que ainda apareçam alguns perebas hoje em dia, dá até calafrio lembrar dos tempos em que o Palmeiras só conseguia jogar dinheiro fora com essas porcarias.

                  • LGO 02/12/2018 | Responder

                    Não estou dizendo que o Luan é bom!!!
                    Concordo com você!!!
                    O que discordo e acho um baita absurdo é na situação que estávamos e do time que tínhamos querer criticar o Felipão por isso…

Leave Your Reply