Categorias
Opinião

De novo a conversa sobre o fair play … ou de novo o choro de torcedor

 

Por Vicente Criscio

O texto abaixo foi publicado em 18 de janeiro de 2018. Nessa data eu explicava o tal Fair Play financeiro. Mas como alguns dirigentes de clubes (e jornalistas) voltaram novamente com a história sobre Fair Play, cabe republicar o post.

Lembrando apenas alguns detalhes que complementam aquele post de janeiro de 2018:

  • O Palmeiras foi o clube que mais arrecadou com bilheteria em 2018, mais de R$ 37 milhões (somente no campeonato brasileiro). Foram mais de 618 mil pagantes em 19 jogos em casa. Ticket médio disparado o maior do mercado. O Allianz Parque faz a diferença, e a torcida do Palmeiras também!
  • O Palmeiras não ganhou de graça seu estádio e nem a WTorre teve subsídios por conta de Copa do Mundo; foi feito um contrato ousado de ambas as partes mais de 10 anos atrás, estádio inaugurado no final de 2014 e operando hoje a pleno vapor, inclusive com shows que garantem a sustentabilidade financeira do negócio;
  • O Palmeiras tem um programa de sócio torcedor vitorioso, com 130 mil associados;
  • O Palmeiras não tem patrocínio de nenhum banco estatal; o patrocinador é uma empresa privada que tem seu retorno pela exposição gerada pelo clube;
  • O Palmeiras não é privilegiado no contrato com os direitos de transmissão na tv aberta; Flamengo e Corinthians são os maiores beneficiados;
  • O Palmeiras nem de longe é beneficiado por federações, confederações e comissões de arbitragem; nunca vamos esquecer 8 de abril de 2018.

Por outro lado, existem alguns mandamentos fortes no futebol do século 21.

  • Estádio próprio com capacidade adequada e gerador de receitas;
  • patrocinadores fortes que geram valor pro clube e conseguem retorno proporcional ao investimento;
  • Torcida engajada;
  • Contas em dia, assim pagamos em dia jogadores e seus benefícios sociais;
  • Governança e profissionalização;
  • E por último mas não menos importante: ganhar títulos.

O resto é choro de mau torcedor. Recomendo aos dirigentes de clubes, antes de falarem bobagens sobre fair play, trabalharem pra conseguir o que o Palmeiras conseguiu por seus méritos próprios.

Saudações Alviverdes!

***

Fair Play Financeiro e o Choro de Torcedor

Por Vicente Criscio
18/01/2018

A contratação de Gustavo Scarpa no Palmeiras despertou em parte da imprensa um assunto que estava esquecido havia algum tempo: o tal do Fair Play Financeiro.

Alguns jornalistas menos atentos aos detalhes dessa prática instituída na UEFA em 2010 travestiram o termo “Fair Play Financeiro” para “abuso de poder econômico da Crefisa”.

Pura bobagem.

Primeiro vamos esclarecer. O Fair Play Financeiro foi criado na Europa para se evitar exatamente o que a enorme maioria dos grandes clubes brasileiros – exceto o Palmeiras – pratica: o não pagamento de dívidas com jogadores, outros clubes e afins. Digo exceto o Palmeiras porque hoje o Palmeiras tem sua dívida equacionada e não dá calote nem em marmiteiros nem em conta de energia. Salários estão em dia, diferente por exemplo do Fluminense, que perdeu exatamente o Scarpa por não pagar salários e 13o. E ainda assim o Fluminense tenta provar na justiça que a lei não se aplica para ele. Outro assunto….

Então o Fair Play Financeiro visa em primeiro lugar impor regras para que os clubes não criem dívidas acima de sua capacidade de pagamento. Quer ver mais detalhe sobre isso clique aqui e leia.

Em segundo lugar, aí sim, aparece a auditoria que a UEFA faz para evitar que bilionários pelo mundo comprem um clube e deem uma turbinada no time através de injeção de dinheiro fora do contexto do futebol. Por exemplo, no PSG o xeque catari meteu uma grana alta para Neymar mudar de Barcelona para Paris. Como entrou esse dinheiro? Foi patrocínio? Aporte? Empréstimo? O investimento fazia sentido? Há retorno? Lá o investimento em apenas um jogador foi de R$ 823 milhões, quase duas vezes o faturamento anual do Palmeiras.

O Presidente do clube parisiense e dono, entende (e com certa dose de razão) que com Neymar vai aumentar suas receitas de marketing e com isso valia o investimento (leia mais no Estadao.com clicando aqui). Aparentemente ele quer o PSG ganhando uma Champions League e isso não tem preço, como diria a propaganda. Nesse contexto a UEFA tem a preocupação com o desequilíbrio do investimento mas também tem outra questão: como evitar a lavagem de dinheiro no milionário mundo do futebol. Por isso a UEFA vem impondo auditorias cada vez mais pesadas nos clubes, principalmente aqueles que eram “não tão grandes” e se tornaram milionários (PSG, City, Chelsea e outros). Problemas deles lá….

E no Brasil?

Em 2015 a ex-Presidente Dilma Roussef sancionou a lei do Fair Play Financeiro, que basicamente foca nas dívidas dos clubes ou seja …

“determina que os clubes cumpram uma série de pré-requisitos, tais como comprovar o pagamento dos vencimentos acertados em contratos de trabalho e dos contratos de imagem dos atletas, apresentação de Certidões Negativas e de certificado de regularidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O não cumprimento de tais leis pode acarretar no rebaixamento da equipe. Em 2015, a CBF incluiu nos regulamentos das Séries A, B, C e D o “Fair Play Trabalhista”, que prevê punições aos clubes que atrasarem salários. No entanto, a lei se mostrou ineficaz nesta temporada. (fonte: globoesporte.com; leia mais clicando aqui).”

No regulamento do Campeonato Brasileiro de 2016 essa lei foi incluída. Claro que sabemos que não pegou, como muitas que não pegam no Brasil, caso contrário, alguns clubes, dentre eles o campeão brasileiro de 2017, teria sido rebaixado no final de 2016 porque atrasou pagamento de salários.

 

Então volta pro tema atual: quando um jornalista da Fox, da ESPN, da Globo, do Lance, vem falar em fair play financeiro e cita o Palmeiras como anti-exemplo, estão sendo levianamente parciais na análise  ou desconhecem a lei que estão tentando explicar.

Quando focam apenas na Crefisa, olham parte do assunto, aquele que lhes é mais conveniente. Mas a Crefisa não é problema. O seu investimento no Palmeiras está retornando. Basta olhar seus resultados econômicos e financeiros. E mesmo do ponto de vista de imagem. Ou alguém falava na empresa e nas suas faculdades antes do Palmeiras?  Na apresentação de Mina no Barcelona, mais de 100 milhões de seguidores do clube catalão viram a marca Crefisa. Subjetivo? Pode ser. Mas o retorno de imagem é um fato.

Outro ponto que precisa ser discutido: a maioria que hoje vem cobrar o tal fair play ignora por completo a perversa disparidade entre o que a Globo paga a Flamengo e Corinthians versus o que paga a Palmeiras e outros grandes clubes para ter o monopólio do campeonato brasileiro. Esse sim está errado. A Globo não só induz a quem ela quer que seja grande (pagando mais) como valoriza a marca mostrando mais jogos em horário nobre (em 2018 prometem uma regra que deve dar mais equilíbrio à grade; a conferir).

Portanto se querem discutir o fair play do ponto de vista de receitas, deveriam começar por aí.

Mas nem tudo são trevas na imprensa. Alguns poucos jornalistas mostraram o outro lado da moeda.

Rica Perrone: www.ricaperrone.com.br/a-patrocinadora/

Alexandre Praetzel: blogdopraetzel.uol.com.br/…/palmeiras-nao-e-apenas-o-time-mas-o-clube-a-ser-batido

Conclusão! Conclusão?

História, maior campeão nacional, 3a maior torcida do país, melhor estádio da América Latina, melhor contrato de estádio do Brasil, sócio torcedor, contas em dia, e um patrocinador que aporta e extrai valor de uma parceria que  já rendeu e vai render muitos frutos mais para todos. O resto é choro de mau jornalista-torcedor.

Saudações Alviverdes!

 

72 respostas em “De novo a conversa sobre o fair play … ou de novo o choro de torcedor”

Vamos de Junior Barranquilla, San Lorenzo e um time que vem das fases preliminares, que possivelmente seja a Universidad de Chile. Não é moleza nem o grupo da morte.

E o Pablo vai pro SPFC. Ninguém sabe se vai dar certo, mas assim como aconteceu com o Pratto em 2017 a impressão que fica é a de um bom atacante sendo desperdiçado num time ruim. Tomara que a nossa diretoria se dê conta de que ser campeão da América com Borja e Deyverson será difícil.

Esse sorteio da Libertadores é mal feito… colocam os times da pré libertadores no Pote 4 que, teoricamente, deve ser o dos times mais fracos. Mas os times da pré não são fracos assim, tem atlético nacional, atlético mineiro, são paulo, libertad, barcelona etc. Pra mim o certo era fazer o sorteio dos grupos depois de definidos todos os classificados e de acordo com o ranking. Do jeito que está pode dar problema, tipo um “grupo da morte”. Dessa vez só cruzamos com o boca nos mata-matas kkkk.

O ranking considera o desempenho recente dos clubes nas competições sul-americanas, não o histórico deles. Podemos ter um grupo da morte, mas acho mais justo que seja assim, dinâmico.

Vamos lembrar que nos últimos 17 anos o Palmeiras chegou uma vez às quartas e outra às semifinais, embora seja um dos recordistas brasileiros em participações.

E que em 2019 o Palmeiras faça uma primeira fase mediana jogando o suficiente pra se classificar. Está mais do que comprovado que a partir das oitavas de final a competição é totalmente diferente, e que o bicho pega pra valer daí por diante.

Claro que sim, concordo com vc totalmente. O problema é não passar… no nosso grupo seria uma vergonha, mas imagina o que estão pensando river inter e bambinas??? Kkkkk

Se mantivermos essa filosofia de dar bicão pro lado que o nariz estiver virado fora de casa pra decidir em SP, com obrigação de vitória, uma eliminação pode ser não uma vergonha mas nada mais que a colheita do que se plantou.

Nossa pessoal!!
Acho muito pessimismo da parte dos amigos!!!
Temos tudo para ir melhor que 2018!!
Eu acredito e prefiro o otimismo pelo deca!!!!
Avante palestra!!!!

Hoje tem sorteio dos grupos da Libertadores, para mim, disparado o torneio mais importante que o Palmeiras disp.u.tará em 2019. Será que teremos um post sobre o assunto? A NFL (com excelentes posts, diga-se de passagem) está uns três touchdows à frente nas informações sobre futebol no 3vv.

Será o mais importante até eventualmente cairmos fora, aí vira “torneio arranjado pela Conmebol” e outras pérolas.

Todas as competições serão importantes em 2019, exceto essa várzea organizada pela FPF. É preciso dar a cada uma sua relevância sem menosprezar as outras, e principalmente apresentar maiores recursos técnicos, táticos e psicológicos para chegar o mais longe possível, senão teremos vento e choque térmico levando mais uma vez a culpa pelo futebol fraco.

Hoje tem sorteio dos grupos da Libertadores, para mim, disparado o torneio mais importante que o Palmeiras disputará em 2019. Será que teremos um post sobre o assunto? A NFL (com excelentes posts, diga-se de passagem) está uns três touchdows à frente nas informações sobre futebol no 3vv.

E afinal, chegou alguma proposta pro ‘craque’ do Assaizão, Dudu?

Está com pressa de vê-lo longe? Enquanto isso, caras que só latem e decidem jogos apenas a favor dos adversários vão ficando…

Não, só estou achando estranho a demora. Achei que nesta época a Europa já estaria em peso, disputando nosso craque a tapas, mas não ouvi nenhum rumor.

Europa pra ele só se for do segundo escalão pra baixo, que aliás foi exatamente o patamar no qual o “craque” Gabigol fracassou de forma retumbante por lá. E dificilmente ele fará a diferença nesse hipotético time como faz no Palmeiras.

Vale lembrar que dos últimos “Bola de Ouro” só o Jesus foi pra Europa, os demais (Goulart, Renato Augusto e Jô) foram parar na China arrumar a vida financeira de suas próximas gerações.

Nunca disse que o Gabigol era craque, e sim que é artilheiro. Não acho que tenha fracassado na Europa. Simplesmente ele não jogou. Tenho certeza que se visse, faria mais gols que Dudu, Borja e Deyverson juntos.

Promulgada a Lei 13756/18, que permite site de apostas de serem patrocinadores de times brasileiros.

E sobre esse caso da Vivo, hein? Claro que brincadeiras incomodam, mas porque que qualquer manifestação inofensiva, apesar de “zoeira”, é tratada como fim do mundo e motivo de boicote?

Só somos alvo de “sem mundial” e questionamentos dos Brasileiros porque estamos em evidencia. Ninguem ligava que não tinhamos mundial até 2015.

É, mas o boicote partiu do próprio torcedor, que se sentiu ofendido, nada partiu da intituição Palmeiras (até este momento). E se grande parte do torcedor se sentiu ofendida e quer cancelar seu contrato com a Vivo, acho que tem todo o direito. Foi uma piada maldosa e consciente, visando debochar do Palmeiras.

Tô falando de torcedor mesmo, que não sabe mais aceitar brincadeira na esportiva. Que fica ofendido com tudo e não entende que é um esporte só. Que esse tipo de brincadeira é o que dá graça no futebol.

Não tô dizendo que não tem direito, tô só dizendo que dá bem mais saudade da geração que entendia a zoeira e devolvia na brincadeira do que essa geração mimada que não aceita uma piada sobre futebol.

Aí reclamamos que futebol virou negócio. Quem tem mais idade sabe que não era só os times que faziam o futebol dos anos 90 serem melhores. Mas todo o ambiente futebol, bem mais leve, divertido e família.

Diga-se de passagem, Thom, não é só piada que essa geração mimada não aceita. Não se permitem mais opiniões diferentes, principalmente por conta da pobreza da contra-argumentação. Eu posso não gostar de ver o Palmeiras jogando um futebol pragmático e vertical, sem maior elaboração e qualidade no trato com a bola, porque acredito que mesmo com os “recursos humanos” limitados que temos no país dá pra se produzir algo muito melhor, mas aí quem só analisa placar e números diz que isso é “coisa de gambá”.

De resto, infelizmente não há muito o que se discutir quanto ao fato de que o futebol, já há algum tempo, é antes de tudo um baita negócio.

O mais rico das Américas: Zé Rafael, Cabral, Matheus Fernandes, Carlos Eduardo…e por ai vai. Os marmiteiros estão reforçando.

O Palmeiras está no minimo 3 anos na frente dos marmiteiros e você já está preocupado….Ramiro??

No início de 2017 o papo era o mesmo, aqui era o “entreguem as taças” e lá era a “quarta força”, e todo mundo sabe como o ano terminou.

O que me preocupa mais não é o nível dos “reforços” dos rivais, mas a maneira pela qual temos encarado cada conquista. O título da CB 2015 meio que nos “obrigou” a manter o Gargamel, mesmo com um trabalho fraquíssimo, e acabamos eliminados na primeira fase da Libertadores de 2016. Depois do BR 2016, parecia que tínhamos um super time que qualquer pangaré (e foi contratado um) poderia treiná-lo, e deu no que deu. Não se pode perder de vista que apesar dos resultados surpreendentes no BR 2018, o Felipão foi contratado para levar os mata-matas, onde fracassou de forma inquestionável.

Vejo o Palmeiras hoje à frente (em alguns casos, bem à frente) dos outros clubes, mas não tem essa de “três anos”. Essa distância só vai ser efetiva mesmo quando o time conseguir impor, aliado aos resultados, um estilo de jogo muito superior aos demais. Embora acredito que isso seja possível, não consigo vislumbrar nada parecido para a próxima temporada, principalmente se essa obsessão por ser campeão mundial continuar.

Eduardo vou ser o mais simples possível, Jean, A.Carlos, T.Santos, Dracena, Jailson, Prass, Borja, Deyverson, Bigode, Guerra…não cabem mais em um time que almeja ser o melhor das Américas. Sem loucura é uma Copa do Brasil ou Brasileiro a cada 2 anoz, para mim é pouco.

Essa hegemonia nenhum time nunca conseguiu nem aqui no Brasil e nem na Europa!!! Nem o Santos de Pele!!!!
Falar assim do Bigode, do Prass, do Jailson e do T. Santos é de uma ingratidão sem limites!!!!

Pois é.. falar de Prass, Bigode, T. Santos e Jailson é sacanagem. Prass pra mim é ídolo, o cara ficou quando o Palmeiras tava na pior. Nada mais justo que ter seu contrato renovado, mesmo que fique no banco.

Palmeiras está sim três anos na frente. Hoje.

Em maio do ano que vem, dependendo de como encararmos o Paulista (nós e o time tb), tudo muda. Como o Eduardo lembrou, terminamos 2016 pensando em 2020. Na metade de 2017, estávamos em 2014….

Eta Parmera, ou melhor, eta mandatários. Quando tudo parece caminhar para paz nos bastidores, agora vem essa intenção de novo patrocínio bagunçar o coreto.
Tomara que dê tudo certo, que a Crefisa continue e se esses caras realmente quiserem botar dinheiro, que coloquem placas de propaganda no estádio e patrocinem as meias do verdão.
Outra coisa, o Galo quer explorar o verdão em relação ao Marcos Rocha. Manda uma meia dúzia de jogadores para lá, como Juninho, A Carlos etc.
Ei Mattos, cadê o zagueiro para jogar com o Gomes?? Deixa o Emerson e o Fabiano no Inter e traz o Cuesta. Se realmente os urubus quiserem o F Mello, pega o E Ribeiro em troca.

Rubnei Quicóli, é o nome do estelionatário que representa a Black Star.

CGN Blog do Nassif.

Esta no blog do Nassif, um dos mais coceituados jornalistas do Brasil: Este Rubney Ancióli é estelionatári, e ja foi preso em 2010, por estelionato.. Foi ele que apresentou a proposta, e reuniu-se com a diretoria do Verdão nessa terça feira. Leiam no CGN Blog do Nassif, estâ tudo . Esse cara tem muita sujeira, leiam la.

Os gambás estão montando um time bom pra 2010. A diretoria palmeirense precisa ficar esperta.

E mais, o moço justifica o interesse dizendo que trabalhou para a eleição do Capitão e que prevê que novos investimentos virão porque o país deve ficar sem corrupção por uns 10 anos. O mercado vai ficar mais seguro para investir.

Vale um Post Vicente, você que conhece os meandros das empresas que estão a caminho da UTI.:)

A Black Star é a dona da grana. Tem participações ou é dona de empresas em diversas áreas estratégicas. Lindas palavras do diretor financeiro dela que parece que já esteve preso em alguma mutreta envolvendo a Petrobrás. Tem que seguir o dinheiro de ponta a ponta para não sujar o nome do Palmeiras. Afinal, se é tudo lícito e o rapaz é palmeirense mesmo, não vai se importar se o Palmeiras contratar uma KPMG, Delloite ou Price para auditar tudo bem direitinho. Não tenho dúvidas que Flamengo e Corinthians assinariam sem fazer perguntas. Mas a posição do Palmeiras é privilegiada ,pode e deve se permitir investigar a origem de tanto dinheiro generoso e disposto a dividir a camisa com outro patrocinador. No mundo dos negócios que não envolve emoções, nunca vi tamanha disposição e humildade de alguém que visa lucros.

Em reunião com o Palmeiras, diretor da Blackstar disse que a Crefisa pode também continuar como patrocinadora do clube. Que não haveria problema algum. Nessas condições seria magnífico para o clube. O Palmeiras tem de passar “um pente fino” nessa empresa, verificar tudo nos mínimos detalhes e ter certeza absoluta de que a empresa é idônea. Caso seja, será um negócio sensacional. Aguardemos os próximos capítulos.

Gostaria de tecer um comentário sobre a falta de respeito com o sócio avanti. Estão nos obrigando a trocar de carteirinha. Mandam emails para alguns – meu pai é avanti e não recebeu – no email diz que indo em sp retira gratuitamente mas se solicitar pelo correio tem taxa. Liguei pra lá e fiquei sabendo que troca é obrigatória, pretendia pegar de meu pai que reside no interior mas não é meu dependente, mas ele teria que fazer carta autenticada em cartório. Minha irmã mora comigo, é avanti, mas como não é minha dependente tb terá que pagar a taxa. Uma vergonha, mudam a carteirinha e nos obrigam ir retirar no local ou ter que pagar taxa para entrega. Qdo se fica sócio a entrega é gratuita. Como não é segunda via e a mudança partiu do avanti a entrega tinha que ser gratuita. Isso sem contar os problemas e a falta de transparência na venda de ingressos nos últimos jogos do brasileiro. Apoiei Galliotte mas isso tem que melhorar.

Gostaria de tecer um comentário sobre a falta de respeito com o sócio avanti. Estão nos obrigando a trocar de carteirinha. Mandam emails para alguns – meu pai é avanti e não recebeu – no email diz que indo em sp retira gratuitamente mas se solicitar pelo correio tem taxa. Liguei pra lá e fiquei sabendo que troca é obrigatória, pretendia pegar de meu pai que reside no interior mas não é meu dependente, mas ele teria que fazer carta autenticada em cartório. Minha irmã mora comigo, é avanti, mas como não é minha dependente tb terá que pagar a taxa. Uma vergonha, mudam a carteirinha e nos obrigam ir retirar no local ou ter que pagar taxa para entrega. Qdo se fica sócio a entrega é gratuita. Como não é segunda via e a mudança partiu do avanti a entrega tinha que ser gratuita. Isso sem contar os problemas e a falta de transparência na venda de ingressos nos últimos jogos do brasileiro. Apoiei Galliotte mas isso tem que melhorar.

Essa empresa Black Star ninguém nunca ouviu falar… se o palmeiras pega essa grana e depois descobrem que é dinheiro ilícito estaremos em maus lençóis… eu prefiro ficar com a crefisa que é empresa nacional com patrimônio dentro da lei

Cheiro de MSI no ar. Um primeiro ano contratando estrelas milionárias e ganhando título, um segundo ano com Polícia Federal na porta da sede do clube e no terceiro ano Série B.

Não tenho a menor dúvida de que é o Nobre quem está agitando esse negócio e “deixando” vazar detalhes na imprensa. Típico de mau perdedor mimado que sabe que neste momento não tem a mínima chance na eleição de 2021.

E essa tal Black Star heim??? E esse novo patrocínio de 1,4 bilhões que tá batendo na porta do Palestra ??? Será q o cabeça de ovo de Páscoa vai ter coragem de meter o pé naquela b.un.dinnha magrela da dona Leila? Kkkkk ….Ei Aroni , se isso for mesmo verdade seu time com Benedetto e Ibrah no ataque pode virar realidade heim kkkk

Então, parece que é verdade mesmo. Uma excelente dor de cabeça pro nosso presidente.
E a imprensa já começa a colocar lenha na fogueira, dizendo que se não acertar com o Palmeiras vão procurar cheirinho ou gambás.

Por último, o Lucas Pratto cairia bem nesse time. Manda o Borja e o Guerra para lá.

Ei Mattos, cadê o nosso zagueiro?? Traz o Victor Cuesta e manda para o Inter o Fabiano, Emerson e Antonio Carlos.
O Flamengo quer o Gatito, com certeza seria meu goleiro titular com o Prass e Jailson. Mas fazer o quê não sou o Felipão (kakakakka).
Meu time para o ano que vem seria: Jailson (já que não ver o Armani ou Gatito), Mayke, Gomes, Cuesta e Vitor Luiz, Bruno Henrique, Matheus, Lucas Lima e Scarpa, Dudu, Goulart.
Cadê o zagueiro Mattos????

Armani; Rafinha, Gomes, Miranda e Alex Telles; Felipe Melo, Bruno Henrique, Goulart; Gabigol, Ibrahimovic e Benedetto.

Fábio, Daniel Alves, Gomes, Geromel e Marcelo; Bruno Henrique, Arthur, Scarpa e James Rodríguez; Dudu e Pratto (técnico Marcelo Gallardo).

Felipe Melo no Flamengo é reforço para o Palmeiras, de no mínimo um campeonato ele elimina o time pelo qual joga.

Com todo o respeito que o Felipão merece pela conquista do brasileiro, não será com ele que alcançaremos a hegemonia nacional. Sua performance é essa: não importa a forma do jogo, sinão a vitória. Não mudara nunca, e não quer.
Portanto acredito sim em um título em 3 ou 4 competições , sejam elas de pontos corridos ou mata mata, mas na hegemonia não.
Não importa ser o mais rico e ter a melhor estrutura , Felipão tem os seus critérios desde o primeiro time que treinou na vida , não vai ousar em nada!
Se isso basta para alguns torcedores ótimo , pra mim, é dar pérolas aos porcos.

Off topic, tava vendo os melhores momentos de River x Boca, olha, fiquei com inveja sim. Dois argentinos na final, enquanto a dupla Brasileira das semi encheu a pampers até vazar; final na europa, e as torcidas encheram o estádio; toda imprensa internacional só falando deles; sem contar a chance de ganhar o Mundial contra um Real combalido, o que torna a conquista viável, ainda que muito difícil (o último que teve essa sorte foi o gambá).

Por essas e outras que, eu fico muito feliz com o Deca, mas se sairmos da bolha um pouco e olhar a coisa de fora, tínhamos de ter sido gigantes na semi e papado essa liberta.

Espero que ano que vem o bigode não invente moda de jogar pra não perder.

O título brasileiro deve ser comemorado pela relevância que tem (competição mais importante do país), e precisa ser objetivo constante.

A partir do momento que o clube se propõe a ser uma potência internacional, precisa apresentar mais repertório técnico e preparo psicológico. O River Plate está longe de ser imbatível, mas em pouco mais de quatro anos ganhou tudo menos Mundial (pelo menos por enquanto) sem abrir mão de jogar bom futebol nem de buscar a vitória fora de casa, contra quem quer que seja. Temos condições e recursos pra fazer igual ou até melhor, é só ter vontade e colocar em prática.

Esses jornalistas e dirigentes não sabem fazer contas? O Palmeiras em 2018 ultrapassará 600 milhões em receitas e a Crefisa paga cerca de 80 milhões ao ano. Isso significa em torno de 15% da arrecadação do clube. Nós não dependemos dos patrocinadores! O que nos faz o clube mais rico do Brasil é termos uma moderna Arena que, atrelada ao programa de sócio-torcedores, faz do Palmeiras o clube que mais arrecada dinheiro diretamente da torcida (fechou 2018 com 79 milhões de bilheteria). Sem contar a venda de produtos licenciados e o pay-per-view. Portanto, a saída do patrocinador (embora importante) não reequilibrará o cenário nacional. Continuaríamos entre os dois ou três mais ricos. A vantagem competitiva do Palmeiras veio para ficar por causa da torcida que o Palmeiras tem: grande, nacional, apaixonada e consumidora da marca. Essa é a verdade que esses jornalistas e dirigentes não querem ver.

A maior hipocrisia da imprensa nos últimos tempos é esse tal de fair play financeiro. Não me lembro dessa conversa quando o Palmeiras contratava Max Pardalzinho, Adriano Michael Jackson, Ananias ( que Deus o tenha ), Jumar , Sandro Silva, Rozembrick, Gladstone, Gioino , Florentin ( que Deus o tenha tbm). Enquanto isso o São Paulo trazia Adriano Imperador, o Corinthians fechava com o Ronaldo traveco, fora os milhões de chapéus que o Palmeiras tomou de rivais depois de praticamente fechar a contratação de um determinado jogador e perder na hora da assinatura pq ofereceram um valor maior e o Palmeiras não tinha como competir. Sem contar as dezenas de vezes que jogadores diziam abertamente que preferiram fechar com time A, B ou C em detrimento do Palmeiras pq jogar no Palmeiras naquele momento não era nada vantajoso. Que vá a imprensa e o Fair play financeiro pra casa do Baralho ! Isso porque o Palmeiras só tá começando a ganhar títulos heim, imagina se ano que vem ganhar de novo o brasileiro e ainda papar a libertadores tbm? Vai ser um desespero sem tamanho nessa imprensinha ridícula!

Philipe, acabei de jantar e tô passando mal depois de ler esses nomes que vc listou. Vade retro!

Como já comentei, não me espanta ver jornalistas partirem para essa apelação, afinal a imensa maioria não passa de torcedores travestidos e mal-intencionados, então o melhor a fazer é ignorá-los. Mas os dirigentes deveriam seguir o exemplo e não querer manter o “quanto pior melhor”. Só evidencia o quanto o futebol brasileiro está atrasado e o quanto o Palmeiras pode se estabelecer no topo dentro e fora de campo se souber aproveitar.

Enquanto a grande maioria dos times precisam do bolso da Viúva pra sobreviver, o Palmeiras anda com suas próprias pernas há tempos, seja estes de vacas magras ou gordas.

Além desses dirigentes e jornalistas demonstrarem muita inveja ainda mostram muita burrice. Esse pessoal não sabe fazer conta? É muito simples. O Palmeiras em 2018 ultrapassará 600 milhões de reais em receitas. A Crefisa nos paga cerca de 80 milhões de reais ao ano. Isso significa que o patrocinador – mesmo sendo o maior do Brasil – gera em torno de 15% das receitas. Portanto, não é o patrocínio que está fazendo do Palmeiras o clube mais rico do Brasil. A sua saída não deixaria o clube de “pires na mão”. Continuaríamos como um dos clubes mais ricos do País. Com a Arena atrelada ao programa de sócio-torcedor, somados ao tamanho da nossa torcida (engajada, apaixonada e, sobretudo, consumidora da marca), a situação amplamente favorável ao Palmeiras veio para ficar, com ou sem patrocinador! Esses jornalistas e diretores ou são mal informados ou preferem iludir-se que com a perda do patrocinador tudo se reequilibraria. Não reequilibrará. Não tem mais volta. Essa é a verdade que muitos não querem aceitar.

Sempre preciso e coeso em seus comentários. Sempre tentarão dominuir nossas conquistas mas nunca conseguirão.

E o tal fair-play financeiro, o Atlético só querem no Assaizão? E no Sicoobão (de Minas Gerais) 19, nada? Como o Guarani de Divinópolis, ou o Tupynambás de Juiz de fora vão poder competir de igual pra igual, hein? Mimimi é bom quando convém.

No Brasil, o sucesso incomoda as pessoas. Ninguém fica feliz pela vitória de ninguem. Não adianta nos munirmos de argumentos, as pessoas não racionalizam. É só continuarmos nesse caminho que o tempo dirá

Do mesmo jeito, mesmo comprovadamente não tendo interferência de arbitragem, clubes como Flamengo e SCCP sempre serão acusados de ganhar tudo no roubo. E muitos dos títulos q ganharam nesse século foram legítimos, mesmo que alguns não tenham sido. Aqui, infelizmente, inventamos mais desculpas pra justificar fracasso e culpar vitórias do que assumimos erros e tentamos melhorar

Nós ganhamos uma Copa do Brasil roubada, mas esquecemos disso quando achamos que nosso maior problema é arbitragem…

O senhor se lembra do lance da expulsão do valdivia? Não , né. O jogador do coritiba pisa sem dó no valdivia que tava no chão após uma falta violenta , el mago revida e o árbitro pra variar só expulsa o chileno, cuidado com o narrador da sportv que narra torcendo contra o Palmeiras , e fazendo lavagem cerebral em que assisti, o jogo já tava 2 a 0 pro verde e no final teve um penalty do marcio araujo no Tcheco que o soprador de apito não marcou , compensou o erro da não expulsão do jogador do coritiba.
O senhor se lembra do rebaixamento nesse mesmo ano , o Palmeiras foi operado em 6 jogos dos 10 finais , então presta atenção no que escreve pra não desmerecer a conquista no alto da glória que eu comemorei pa karai.

O Palmeiras ganhou uma CB roubada!!!!!! Na boa, muda a droga que você tá tomando porque essa aí tá estragada……. Eu fui a todos os jogos da CB-12 e te garanto que se teve alguém roubado fomos nós. Isso se falar no que nos fizeram no Brasilerão de 2012, onde fomos roubados até sermos rebaixados………………

Como os amigos também não entendi!!!
Não houve absolutamente nada na CB2012 ou será que ele está falando de 2015. 2015 também não teve nada!!!! Delírio total mesmo!!!
Querer defender curica e cheirinho aqui no Blog em vez de comemorar o Deca só pode ser piada de mal gosto!!!

Ahn, se aquele pênalti ABSURDO do M.Araujo na cara do Juiz fosse contra nós, estaríamos até hoje dizendo que garfaram uma Copa do Brasil da gente.

E não tô defendendo ninguém não. Só dizendo, como vcs bem comprovaram (obrigado), que nós passamos muito mais tempo só prestando atenção quando erram contra nós. Os erros a favor são ignorados, mesmo quando mudam o resultado de uma final.

Admitir que erram a favor e contra não é nenhum demérito. É só honestidade, coisa que nós cobramos muito de tudo e de todos.

Você é daqueles que acha que fomos beneficiados no BR-16 também? Em 7 das 10 primeiras partidas tivemos erros absurdos contra nós. Depois, em 2 jogos seguidos no início do 2o turno tivemos erros a favor, aí virou esquema crefisa e outras besteiras mais. Por que na 10a rodada ninguém falava em esquema inter, esquema gambá ou outra coisa? Não teve absolutamente nenhum roubo pro Palmeiras na copa do Brasil de 2012. Foram erros contra e a favor. Não teriam mudado o resultado do jogo ou se tivessem mudado, nada que mudasse o vencedor do campeonato.

Pessoal, já tive uma série de divergências de opinião com o Thom por isso estou à vontade pra escrever. Ele não está defendendo ninguém nem falando em ROUBO mas em ERROS, esta apenas citando fatos e informações, aceita quem quer.

Vamos parar com essa cretinice de afirmar que o Palmeiras sempre foi perseguido desde sua fundação, que só perde os campeonatos que já estão “encomendados”, que as conquistas das outras equipes são SEMPRE no apito, que as tabelas são montadas pra que vento e choque térmico nos tirem pontos, que jornalista faz lavagem cerebral em torcedor e outras loucuras. Não existe lobotomia mais eficiente que o fanatismo cego.

O Palmeiras tem a terceira ou quarta maior torcida do país, já foi prejudicado (mais) e ajudado (menos) em partidas contra praticamente todos os adversários. Dos erros contra todo mundo lembra com detalhes, os erros a favor a imensa maioria apaga da memória. E falo do torcedor de todo clube, sem exceção.

Sei que é pedir demais, mas quando o Palmeiras perder jogos ou campeonatos comecem procurando os motivos dentro de campo, na qualidade do futebol apresentado. A maior parte das respostas serão encontradas ali.

“Nós ganhamos uma Copa do Brasil roubada”, copiado do comentário dele. Eu assisti nossos 3 títulos da copa do Brasil. Se temos um roubado, então somos tetra porque esse eu não vi.

Veja o vídeo do primeiro jogo da final em 2012 e me diga que não foi pênalti, e que não foi na cara do juiz.

Consegue?

Roubo, ajuda da arbitragem, graças a um erro do juiz, decida você como chamar. Não é demérito, pq erros acontecem sempre. Serve como lembrete pra pararmos de achar que existe um complô mundial pra que o Palmeiras não seja campeão. A maioria das nossas derrotas acontecem porque ainda temos muito que melhorar e nada mais. Abs

Se quando a arbitragem erra contra nós é “roubo”, quando erra a favor tb é. Escolham. Ou os dois são erros que não justificam derrotas, ou os dois são roubos. Simples assim

O conceito de Fair Play Financeiro no Brasil é usado para encobrir gestões incompetentes, amadoras e as corruptas. Utilizá-lo serviria para punir os competentes e apequenaria o futebol brasileiro. É um tiro no pé e um retrocesso enorme. O Palmeiras, de novo (como na Era Parmalat) está “subindo o sarrafo” , se os outros pelo menos tentarem acompanhar fará um bem enorme ao futebol brasileiro como um todo.

Os comentários estão desativados.