Libertadores 2019 San Lorenzo 1×0 Palmeiras: faltou o instinto matador

O Palmeiras perdeu a primeira partida na Libertadores. 0x1 para o San Lorenzo.

O time de Felipão jogou bem o 1o tempo. Propôs o jogo e foi pra cima. Moisés de bicicleta mandou uma bola no travessão.

No 2o tempo Felipão trocou. Colocou Felipe Melo e Lucas Lima. Não funcionou. O time perdeu a força da 1a etapa.

Aos 6 minutos numa falha de Antônio Carlos (e Weverton?) o San Lorenzo com um chute de fora da área Fez 1×0.

Aí o time não teve forças para o empate. Foi pra cima mas faltou algo. Talvez aquela pegada de matador. Talvez a qualidade de criar e chutar que Goulart e Scarpa têm.

Enfim, primeira derrota. Para um time muito pouco qualificado e que tinha ganhado até agora duas partidas no ano.

Que fique de lição. Não basta ter elenco ou estrutura ou grana. Precisa de capacidade de matar o jogo.

Agora é pensar no clássico de domingo.

E hoje não tem votação de melhor em campo.

Saudações Alviverdes!

***

[ atualizado às 18h16 ]

Está na pedra. Escalação do Palmeiras: Weverton, M. Rocha, A. Carlos, G. Gómez, Diogo Barbosa; T. Santos, B. Henrique, Moisés; Felipe Pires, Deyverson, Dudu.

***

Pré Jogo

O Palmeiras pega o San Lorenzo em Buenos Aires nessa noite de 3a feira.

O jogo será transmitido pela FOX.

O time argentino passa por fase difícil no Campeonato Argentino. Está entre os últimos e venceu apenas duas partidas em 2019 (uma delas na Libertadores). No fim de semana seu treinador poupou os titulares para a partida desta noite.

Do nosso lado, Felipão não terá Goulart nem Scarpa. O primeiro está aprimorando o condicionamento físico e nem viajou. O segundo teve que voltar ao Brasil pelo falecimento da avó.

O time que vai a campo? Dudu, Felipe Melo e Bruno Henrique parecem ser as figurinhas carimbadas. Os demais, não sabemos:

Weverton, Mayke, Luan ou A. Carlos, Dracena ou Gómez, Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Lucas Lima; Hyoran ou Felipe Pires, Deyverson ou Borja, Dudu.

Arbitragem

O árbitro será o chileno Julio Bascuñan. Apitou apenas uma partida do Palmeiras na história, em 2016 contra o River Plate do Uruguai, empate em 2×2 lá.

Retrospecto

Palmeiras e San Lorenzo já se enfrentaram 5 vezes.
Vitórias do Palmeiras: #2
Empates: #2
Derrotas: #1

Curiosamente a única derrota foi em 1999, ano em que fomos campeões. 0x1 lá. Na volta o Palmeiras meteu 3×0 no Palestra.

É isso! Acompanhe aqui. E comente. Este será o post do pós jogo.

202 Comments Added

Join Discussion
  1. lito 05/04/2019 | Responder

    Olha ai Mattos, o Jonas está com a situação um pouco complicada no Benfica. Traz o homi, o cara é artilheiro, já que você não traz o Pedro do Fluminense. E o zagueiro? Antonio Carlos, Felipe Pires, Vovô Drascena, F Mello, Weverton não !!!!!!!!! O Prass tem que ser titular porque se formos para penalti, temos chances, porque o mão de pau do Weverton ………

  2. E os argumentos pífios continuam. “Palmeiras não tem tradição na Libertadores”. Independiente, Peñarol e Nacional são tradicionalíssimos, mas já estão entrando na quarta década de fila. O que é ter tradição? O Brasil é o país mais tradicional em Copas e levou 7×1 em casa. De que valeu a tradição naquele vexame histórico?

    O próximo passo é sugerirem dispu.tarmos apenas Torneio Início, já que com o vasto repertório desse time muitíssimo bem treinado é mais fácil conseguir escanteio que gol. Será um título atrás do outro, pra aumentar mais ainda o “currículo” e valorizar a “tradição”.

    Aliás, essa história de currículo é outra piada. Geninho tem título brasileiro, Celso Roth já ganhou Libertadores e Oswaldinho foi campeão mundial. Então, quem contratá-los sai na frente para vencer os respectivos torneios porque eles têm “tradição”?

    Tradição e currículo não sustentam mais ninguém quando o trabalho é mal feito. A enganação já está acabando em outros lugares, uma hora vai acabar por aqui também.

    E viva a mediocridade dos argumentos!

  3. Felippe 04/04/2019 | Responder

    Bom, agora que passou a raiva, é só ganhar do sub 20 das b a m b i s e pronto ou não? Elas pelo menos estão jogando com base no rosto e base no time. Uma eliminação no Allianz seria mais uma vergonha dessa diretoria que acha que somos idiotas. Domingo é vitoria ou Mattos e Felipão tchau.

  4. LGO 04/04/2019 | Responder

    Para mim o jogo de domingo é crucial para a temporada. Não pela possível passagem a final do campeonato e sim pela extrema necessidade de jogar um bom futebol.
    Não poupo críticas ao Felipão. Acho que ele está chegando no fim da linha no nosso clube. A única diferença é que só o questiono pelo resultado pífio e pelo mal futebol de 2019. Não o desmereço e nem sou ingrato por tudo que fez por nós que não foi pouco. E pela seleção também…

    • Não espero e jamais esperarei bom futebol vindo desse treinador. Com ele, é só resultado. Quando ele não vem, o que sobra é nada ao quadrado.

      Podemos perfeitamente vencer por osmose, chegar à final, levar o título paulista e continuar com esse futebol horroroso o resto do ano. Aliás, é exatamente a expectativa que tenho hoje.

      O treinador serve de escudo pra incompetência da diretoria, e não existe no mercado hoje um profissional que pode fazer o que quiser com toda liberdade (esteja certo ou errado) sem ser questionado. O Gru e o Mattos não querem dor de cabeça com futebol e cobranças de torcida, só querem contar dinheiro, então a chance de troca agora é mínima. O Felipão só sai se for eliminado de forma vexatória na Libertadores ou se lá pra outubro estiver longe do título brasileiro.

  5. tradição em participar, Vitória, Bahia Sport recife também tem no brasileiro da série A. Só que não ganham nada, bela me r d a esse tipo de tradição.

  6. Reynaldo Zanon 04/04/2019 | Responder

    O Palmeiras tem muita tradição sim na Libertadores. Fomos vice-campeões já em 1961. Estamos entre os clubes que mais participaram da Libertadores no Brasil. Perdemos duas para o Boca Juniors nos pênaltis. Tivesse ocorrido o contrário, eles teriam 4 e nós 3. Sem contar as várias Libertadores que nos escaparam pelas mãos por detalhes. Não dá para comparar o Palmeiras com o Flamengo (esse sim não tem tradição). Mas está na hora de ganharmos várias Libertadores para colocar o Palmeiras no seu devido patamar também na América do Sul.

    • Das 17 Libertadores que perdemos (por enquanto), dá pra se questionar as duas primeiras, em que fomos vices perdendo pra times iguais ou melhores, e as dispu.tadas em 1973 e 1974, quando o Palmeiras era a base da seleção do Zagagallo e era obrigado a jogar com reservas (em 1974 o goleiro era Tonho, a zaga tinha João Carlos e Polaco e no lugar do Da Guia jogava De Rosis…) já que não existia “data FIFA”. Nas outras 13 eliminações, não foi questão de “detalhes”, simplesmente fomos incompetentes, psicologicamente despreparados ou covardes, como em 2018.

      Ninguém vai ganhar “várias Libertadores” nos próximos anos. Aqui na América do Sul não existe espaço para que o poderio econômico se sobreponha, como acontece na Europa. A desorganização, o amadorismo e o despreparo técnico, tático e psicológico impedem que os clubes mais ricos sejam predominantes.

      E o “devido patamar” do Palmeiras é jogando bom futebol, como manda sua “tradição” (que é tão valorizada dependendo do argumento que se coloca). Temos que voltar a fazer isso, o resto será consequência.

  7. Jango 04/04/2019 | Responder

    Enquanto o Palmeiras tem Borja e Deyverson, os Athleticos têm Marco Ruben e Pastor Oliveira. Esquemattos caprichou bem nas contratações desse ano. Conseguiu ser muito pior do que 2017.

  8. lito 04/04/2019 | Responder

    Concordo com o Alexandre. Tirar o Felipão e colocar quem? Na minha opinião o Cuca voltou para o verdão meio a contragosto, porque sabia que no elenco tinha o F mello. Tanto que durou pouco.
    está na hora do time baixar um pouco a bola e mostrar vontade. Agora com Antonio Carlos de zagueiro não dá. Não só ele, como Weverton, Vovô Drascena, Felipe Pires não dá. Acho também que não deveria renovar com o F Mello. Se ganharmos dos bambis fizemos a obrigação, se perder o mundo cai.Tá na hora do Matos mostrar serviço como fez com o Goulart. Precisamos de um goleiro (Vanderlei dos sardinhas), um zagueiro (Balbuena, Miranda, Gil), um lateral esquerdo (Felipe Luis), um volante (precisa dar chance ao Mateus que veio do Botafogo) e um 9 (Pedro do Fluminense ou Lucas Prato). Moeda de troca temos aos montes. Eu confio no Felipão.

  9. Alexandre 04/04/2019 | Responder

    Tenho lido muitas críticas justas ao Felipão. Mas trocar técnico não resolve nosso problema, Nem o Cuca deu jeito nesse elenco. Na minha opinião, o nosso problema é falta de liderança técnica, nos momentos decisivos. Nem falo de Antonio Carlos, Felipe Pires e outros enganadores contratados a peso de ouro. Me refiro aos nossos badalados jogadores que não têm estrutura emocional para suportar a pressão de jogar no Palmeiras e somem nos jogos decisivos. Abraço a todos.

    • Concordo contigo Alexandre. Falta aquele cara que chama o jogo pra si, ou até mais de um jogador com essa postura. Quando o baixola chama a responsa, geralmente corresponde. Problema que ultimamente ele não tem feito isso.

    • Thom 04/04/2019 | Responder

      Acho que temos jogadores assim. Dudu, Goulart, Bruno Henrique (o de 2018), Scarpa, Lucas Lima (o do Santos, não esse)…

      O ruim é que não é equilibrado.

      Pra cada Dudu, temos 3 Carlos Eduardos. Aí fica difícil

    • Gustavo Aroni 04/04/2019 | Responder

      Jogador bom (e pelo cheiro da mortadela só temos o Goulart) ajuda o time a vencer. Treinador só ajuda o time a perder. Eu sou a favor de que esse cargo seja extinto. Coloca um boneco de cera sentado no banco e pode ter certeza que o futebol, no mínimo, será o mesmo.

      • Boneco de cera sentado no banco a gente já tem.

        Treinador bom ganha jogo e faz diferença, sim. Em qualquer lugar do mundo, inclusive onde o futebol é atrasadíssimo como aqui. O que não pode acontecer é ele ser a estrela maior da companhia, o cara incontestável.

        Futebol é jogo e como tal apresenta diferentes estratégias para vencê-lo. Alguns preguiçosos e ultrapassados adotam a estratégia do “relógio quebrado”, que tem pouca utilidade mas que vai mostrar a hora certa pelo menos duas vezes ao dia, e muita gente se contenta com essa ninharia.

    • O Cuca também não é tudo isso. Só que ele joga pra frente, sem medo de perder, o que é um estilo que casa bem com nosso elenco (que não é grande coisa, mas ainda é um dos melhores, senão o melhor, do Brasil). Mas na volta dele, pegou um pitbull no caminho, voltou com o time enfraquecido, e acomodado, daí não virou. Eu realmente queria ver um Sampaoli no Palmeiras. Acredito que ia encaixar com perfeição, desde que ele conseguisse ganhar a confiança do elenco.

  10. Tava aqui, analisando. O gamba tá com um pé na final já. Em teoria, vamos pra oitava vitória contra os bambis, no Allianz Parque. Teríamos o Derby na final de novo. Com a pontuação atual do Palmeiras, jogariamos a segunda partida no Allianz Parque. No começo do Paulista, jogamos em casa, contra o gambá, que estava se reformulando depois do milésimo desmanche, todo desentrosado, com o time que foi Deca Campeão brasileiro, e perdemos de 1 x 0. O gamba, agora está bem mais entrosado que naquele jogo, ainda que não esteja jogando o fino da bola.

    Prevejo mais uma baita celeuma em breve, caso o Palmeiras e seu técnico ultrapassado, não conhecem a jogar bola, muita bola, já no domingo.

    • Gustavo Aroni 04/04/2019 | Responder

      Sei não, hein? Os gambás vão pegar o Santos com mais de 40 mil torcedores no Pacaembu. Vão ter dificuldades.

      • Não que o Santos não tenha chance, mas em 3 clássicos, o Curica encaixou o jogo dele contra o Santos cada vez mais a cada jogo: no primeiro, o Santos dominou. No segundo, o gambá foi melhor, mas foi empate de novo. No último, o gambá encaixou bem, foi melhor e ganhou. Não que esse gambá seja aquela coisa, mas o Santos também não, é um time muito bem treinado, mas com elenco fraquíssimo. É o contrário da gente.

        • O Corínthians vai pra final com facilidade e, se pegar o Palmeiras, teremos dois jogos horrorosos de dois times que não vão querer a bola. Não é preciso ser gênio pra imaginar o desfecho desse enredo já visto à exaustão.

    • Isso não é argumento. Felipão ganhou a copa, isso não impediu de perder outra, com o pior resultado da história da seleção. Épocas e situações diferentes.

    • Thom 04/04/2019 | Responder

      Então manda vir o Celso Roth. Manda vir o Carpegianni. Manda vir o Paulo Autuori.

      Não precisa treinar um time pra jogar bem, precisa ter libertadores.

  11. O desespero de algumas pessoas pra defenderem o indefensável beira o cômico e passa do ridículo. Já perceberam que o comandante do time não tem competência pra conduzir a equipe para vencer o principal torneio do hemisfério (e não estou falando da organização, digna de várzea, mas da importância), então o negócio é largar mão e partir pro campeonato caseiro (o mais importante do país, diga-se de passagem, mas cuja organização mambembe não deixa a Conmebol muito longe…) mesmo, quem sabe temos sorte e os outros são incompetentes mais uma vez…

    É o remake da velha história do marido traído que vende o sofá mas não larga a mulher, o amigo nem os “ornamentos”…

  12. Meu caro, participação não é conquista. Jogamos inúmeras vezes essa competição e só ganhamos uma,
    o cheirinho a mesma coisa. Infelizmente o time amarela nessa Copa.

    • Você falou tradição, não tradição em ganhar. Postei dizendo que não considero ganhar, o único argumento pra definir tradição. Caso contrário, não há times com tradição de libertadores no Brasil, uma vez que os maiores vencedores não tem metade dos títulos do maior vencedor.

    • Thom 04/04/2019 | Responder

      Isso. Então Juventus, Inter, M.United e Atlético de Madrid não tem tradição na Champions. Pq ganharam (ou não ganharam) muito menos que os outros.

      Tá certo. Nunca acreditei quando vc dizia que a gente não entendia nada de futebol, mas agora acredito.

      Para

      béns

      • Thom 04/04/2019 | Responder

        Holanda, Inglaterra, Espanha (entre outros) tb sao pouquíssimo tradicionais numa copa do mundo.

        • Gustavo Aroni 04/04/2019 | Responder

          A França. Ficou 58 anos sem ganhar uma Copa, e em 20 anos ganhou duas…

  13. Paraiba 03/04/2019 | Responder

    A rgt não existe mais no Japão, o Presidente Bolsonaro cortou a teta que beirava 700 milhões por ano.
    Devagarinho vão se evaporando.

    • Thom 03/04/2019 | Responder

      Não cortou não. Nem a execução da dívida foi autorizada.

      • Paraiba 04/04/2019 | Responder

        Essa teta que a rgt tinha a mais de 20 anos foi cortada sim senhor! O Bolsonaro disse na campanha dele que iria acabar com esse privilégio. E acabou ,bateu o desespero lá na Vênus platinada. Procure se informar melhor.

        • Thom 04/04/2019 | Responder

          Qual lei? Traga aí pra gente, pra eu poder comemorar feliz.

          Até agora 3 decretos foram assinados, nenhum relacionado a imprensa.

          • Paraiba 04/04/2019 | Responder

            O Major Thom, o Roberto Cabrini entrevistou o traficante Fernandinho beira mar dentro do presídio. Cabrini lhe Perguntou : ” Beira mar o que dá mais da dinheiro o tráfico de armas ou o tráfico de drogas “? Beira mar : Cabrini, Política que da dinheiro, Cabrini.
            Tem tanta gente que mama nesse dinheiro do povo que vc nem imagina, a grobo tinha essa tetinha há anos e o Bolsonaro que nunca foi a favor disso prometeu acaba e acabou cortou essa teta.

            • Thom 04/04/2019 | Responder

              Questione mais e confie menos, amigo. Ele não fez nada do que prometeu ainda. Muito menos cortar verba de emissora. Tem tempo pra isso, mas assim como no futebol, temos que cobrar, e não endeusar.

    • Não acho que tradição vem de títulos ganhos. Palmeiras foi o primeiro brasileiro finalista da libertadores (se ignorarmos o campeonato beta que o Vasco ganhou), é um dos times que mais finais disputou, é um dos brasileiros com maior número de participações, é o time que impôs a maior derrota do Boca na competição, etc… Sem tradição é o gambá, uma final na sua história e só.

    • Reynaldo Zanon 04/04/2019 | Responder

      O Palmeiras tem muita tradição sim na Libertadores. Fomos vice-campeões já em 1961. Estamos entre os clubes que mais participaram da Libertadores no Brasil. Perdemos duas para o Boca Juniors nos pênaltis. Tivesse ocorrido o contrário, eles teriam 4 e nós 3. Sem contra as várias Libertadores que nos escaparam pelas mãos por detalhes. Não dá para comparar o Palmeiras com o Flamengo (esse sim não tem tradição). Mas está na hora de ganharmos várias Libertadores para colocar o Palmeiras no seu devido patamar também na América do Sul.

  14. O Flamengo tá reclamando da catimba do Peñarol no Maracanã. Não sabem de nada, inocentes. E isso tudo porque os urubus não têm no elenco um jogador imbe.cil e marqueteiro que fica dizendo que vai “dar tapa na cara de uruguaio” achando que tal bravata passará em branco…

    • Paraiba 03/04/2019 | Responder

      Fora o coro que os pula catraca tomaram dos torcedores do penarol na praia de Copacabana.
      Essa Conmebol inventou final de jogo único, vai da merda.

    • Paraiba 03/04/2019 | Responder

      Fora o coro que os pula catraca tomaram dos torcedores do penarol na praia de Copacabana.

      • AugustoBH 03/04/2019 | Responder

        Que sapeca bem dado, viu!? Tomaram um sacode grande! Eu acho é pouco! Time pilantra esse do cheirinho. Versão carioca dos gambás do esquema Molusco Pilantra/Odebrecht.

  15. Lito 03/04/2019 | Responder

    Vamos ver se domingo contra os bambis nosso glorioso e caro time jogue com raça, respeitando nossa camisa e torcida. Antônio Carlos, Weverton, Felipe Pires e f Mello não.

    • O problema do Palmeiras atual é esse, ele não passa confiança. Ele pode tanto jogar uma partidaça e ganhar fácil, quanto ele pode jogar com uma feijoada na barriga e a cabeça na lua, não há consistência nas atuações, e os resultados bons ou ruins, independem da qualidade do adversário. É difícil fazer prognóstico de time bipolar.

    • O problema desse time não é raça, Lito, é falta de futebol, mesmo. E de inteligência da parte de seus dirigentes e comissão técnica. Tanto que conseguiram nos colocar numa sinuca de bico pra enfrentar um adversário inferior num campeonato ridículo.

  16. lito 03/04/2019 | Responder

    Concordo com o Eduardo. Também faz tempo que estamos pedindo um zagueiro e um 9. O cheirinho está trazendo dois belos laterais. Enquanto isso ficamos com Antonio Carlos (meu Deus), Luan, Vovô Drascena, Vovô Felipe Melo, Weverton, Felipe Pires. Olha que baciada que dá para trocar com o Pedro do Fluminense por exemplo. Enquanto isso Mattos zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

  17. Faz um tempo que não comento aqui.. sempre acompanho.. Essas brigas entre nós acho totalmente desnecessária. Temos ponto de vista bem diferentes, mas a paixão pelo Palmeiras é a mesma, seja torcedor de arquibancada ou de casa mesmo.

    Não sou de cornetar muito, mas sinceramente o futebol praticado pelo nosso time tá pra lá de sofrível. Uma das últimas vezes que vi Palmeiras jogar bonito e pra cima foi em 2016 com o cuca (primeiro turno do BR), algumas partidas na Liberta com o Roger Machado. Depois disso foi só resultados. Vieram títulos? Sim, mas com esse nível de investimento, nós DEVERÍAMOS estar olhando um time com um futebol vistoso. Do que adianta contratar Zé Rafael? Carlos Eduardo? Felipe Pires? Cheirinho fechou na lateral direta com Rafinha e anda de papo com Filipe Luis do Athletico Madrid. Os caras tão contratando jogadores pra chegar e vestir a camisa, jogar como titular. Nós estamos contratando jogadores pra ser segunda, terceira opção e formar o time “B”. Tirando o Ricardo Goulart, o que mais veio de bom nessa baciada de final de ano?

  18. Reynaldo Zanon 03/04/2019 | Responder

    O mais preocupante de tudo é o péssimo desempenho fora de casa. Em 2019 não me recordo de nenhum bom jogo como visitante. Para quem quer ganhar Libertadores, Copa do Brasil ou mesmo o Brasileiro, esse desempenho pífio fora de casa assusta.

  19. Philipe Frois 03/04/2019 | Responder

    Só mais uma coisa rsrs….esse jogo de domingo contra o SP tá com uma baita cheiro de carniça heim. Eles nunca sequer empataram na nossa casa , mas todos os jogos foram valendo apenas 3 pontos e nenhum com cara de decisão. Historicamente tenis que admitir que em mata mata somos mais fregueses deles do que eles nossos. Isso somado a diarréia que costuma bater nesse elenco em jogos eliminatórios, sei não viu…me parece o cenário perfeito pros bambis acharem um gol, Dudu, Felipe Melo e Deyverson darem chilique o jogo todo e a madre Palmeiras de Calcutá fazer mais uma grande açao de caridade. Enqto eu escrevia vi que o cruzeiro contratou o Pedro Rocha ex grêmio. Enquanto isso temos Felipe pires , Carlos Eduardo, Lucas Lima, Rafael Veiga , Zé Rafael, Deyverson, Borja e Arthur Cabral e somos tratados como o melhor elenco do país ķkkkķkk.

    • E lembrando que somos o time que gosta de reanimar os mortos… não tem time melhor nisso que o nosso amado Palmeiras.

    • Não adianta trazer o Messi e viver de chuveirinhos e casquinhas. Dá pra contratar melhor, mas dá pra treinar, escalar e jogar muuuuuito melhor que isso.

      Podemos ganhar o paulistinha, time pra isso não falta. Mas será só mais um resultado estatístico que vai reforçar uma filosofia tacanha de trabalho. A atuação pífia e vergonhosa na Bombonera em 2018 deveria ter ensinado muita coisa, mas absolutamente nada evoluiu, pelo contrário.

      O que não dá pra entender nem tem desculpa é ver um time bem organizado e nada mais como o Athletico Paranaense conseguir se impor de forma incontestável contra um Boca Juniors enquanto o Palmeiras com os melhores recursos deste lado do planeta não sabe o que fazer com a bola nem quando enfrenta o Mirassol.

      Compramos um “pacote” pra ganhar um Mundial e acabar com uma piadinha idi.ota. Parece que vale tudo pra isso, só que o resultado prático está mais para tentar ensinar equação do segundo grau pra quem ainda não passou da tabuada do quatro…

  20. Renato 03/04/2019 | Responder

    Fico imaginando quando o Palmeiras perder o maior patrocínio das Américas.
    Se isso um dia acontecer.
    O que será do Palmeiras?

  21. Philipe Frois 03/04/2019 | Responder

    Só uma coisa, não se iludam com o athletico PR. Esses times são leões em jogos de classificação, qdo chega no mata mata contra o mesmo time ( no caso o Boca ), viram gatinhos e tremem mais que vara verde. Que o diga o nosso Palmeiras no ano passado. E dá pra citar outros tantos exemplos .

    • A questão não é essa, Philipe. Se o Athletico não for campeão mundial em dezembro, duvido que alguém em Curitiba ou em qualquer outro lugar do planeta vai achar que o ano do Furacão foi um fiasco. Não me lembro de campanha “A inveja é rubro-negra” ou algo do tipo sendo lançada no começo desta temporada. A expectativa para o Athletico é diferente daquela que se tem para Flamengo e Palmeiras, por exemplo, coincidentemente dois clubes com pretensões gigantescas mas que contam com profissionais mega ultrapassados para conduzi-los a elas.

      Claro que futebol também é resultado, e como eu cansei de dizer ano passado fazer 18 pontos na fase de grupos não dá título de Libertadores a ninguém. Com tudo isso – e também por causa de tudo isso – não dá pra tirar o brilho dessa “conquista” do Athletico. Para eles, foi um feito histórico, heroico. Garanto pra você que o garoto que foi ontem à Arena pela primeira vez será atleticano até morrer por causa desse jogo, e caso o time seja eliminado no primeiro mata-mata que vier, dane-se. Faz muito tempo que deixei de ser garoto, faz tempo que não vou ao estádio (embora saiba onde ele fica…), mas também faz tempo que não vejo uma partida do meu time que me deixe com essa sensação. E por mais que isso possa parecer irrelevante, não é.

      • Philipe Frois 04/04/2019 | Responder

        Acho q a última partida q nos deixou com essa sensação foi Grêmio 0 x 2 Palmeiras na arena do grêmio no primeiro turno do brasileiro do ano passado . De lá pra cá , só resultadismos, com um futebolzinho pífio, patético e pragmático, como diria o mala do Mauro César Pereira kkkk

  22. Mauser A Zago 03/04/2019 | Responder

    Eu não ligo de perder, quando joga futebol. Agora jogar o que jogou ontem, me causa extrema irritação. Nosso recurso está tão fraquinho que confesso me deixar preocupado em todos os jogos q saimos atrás no placar. Nunca viramos UM JOGO na mão do Felipão. E o pior, não mostra nenhuma variação.

    Os jogadores estão Aquém, não só LL, Moises, BH… a grande maioria tá com o pé no comodismo tremendo. Dudu não veio em 2019, BH mesmo que melhor ainda não fez um jogo igual ao ano passado. Trouxemos só tranqueiras, exceto o Goulart.
    O Felipão é teimoso igual uma porta, espero não custar nossos titulos, inclusive o Paulista. Chega de só esticar bola na ponta e cruzar, este time mto mais capacidade do que isso!

    • Gustavo Aroni 03/04/2019 | Responder

      E derrota somada com péssimo futebol quadruplica os comentários. E é bom eliminar o São Paulo, senão baterá 300 comentários…

    • Thom 03/04/2019 | Responder

      Derrota quando joga bem é uma coisa. Faz parte do futebol

      Derrota jogando o futebol mais enjoativo dos últimos tempos que incomoda tanto

  23. Thom 03/04/2019 | Responder

    Seriamente preocupado com domingo.

    Nós da torcida sabemos e estamos tratando o Paulista como um torneio sem importancia nenhuma.

    Mas o Palmeiras está levando a sério. E vai contar como mais um fracasso se não chegar pelo menos na final.

    Perder na final é normal, acontece. Perder pra um time que nem sabe o que tá fazendo é que não dá.

    • Gustavo Aroni 03/04/2019 | Responder

      Se fizerem um gol no começo, 99% do Palmeiras ser eliminado. 1% graças ao Goulart, único jogador capaz de decidir algo. O resto é formado por arregões natos em mata-matas.

    • Aí depende do ponto de vista, Thom. Se o Palmeiras for campeão paulista com mais três placares de 0x0 e vitórias nos pênaltis, vai ter gente chamando o treinador de gênio e deus. Se perder pro SPFC domingo (neste momento, algo perfeitamente possível), a culpa será dos jogadores, da Globo, do choque térmico ou da FPF pois esse campeonato é uma farsa. Pra quem não consegue diferenciar vogal de consoante, será sempre assim.

  24. Esse tal de Veiga junto com esse Lucas Lima são 2 jogadorzinhos que não prestam pra nada. Deviam
    vender os dois ou trocar por alguma coisa no Mercado Livre. Ontem o Felipão pisou na bola. Trocar os 2 volantes no intervalor nem o Roger Machado faria pior.

  25. Não entendi culparem só o Antônio Carlos pela falha no gol deles. Pra mim a maior falha foi do enganador Felipe Melo. Eu fiquei pensando hoje numa lista dos jogadores mais superestimados que eu vi no futebol e ele está em 1o disparado. Não marca, não recompõe, dá um ou outro bom passe e cabeceia relativamente bem. Isso foi o suficiente pra jogar na europa e na seleção por anos e ser tido como um dos principais jogadores do nosso elenco. Sinceramente toda vez que ele tem uma punição ou é poupado eu comemoro porque significa que nossa defesa vai funcionar melhor.

    • Concordo totalmente, Vinícius, mas o cara faz média com torcida organizada e é astro da TV Palmeiras, então vira intocável. Mais enganador que ele só quem o escala, mesmo com a baita folha corrida de k@g@d@s que tem na carreira.

  26. lito 03/04/2019 | Responder

    Está na hora do Felipão chamar esses caras na “xinxa” como se diz aqui no interior. Outra coisa o Bruno Henrique depois que renovou o contrato sumiu, o Dudu, parece que está com biquinho, o Lucas Lima e o Moisés estão com a cabeça no espaço.
    Agora desde janeiro todos que aqui comentam, reconhecem que esse Antonio Carlos não tem a mínima condição de ser nosso zagueiro. Eu acho que o Luan e o vovô Drascena também não. Cadê o Matheus que veio do Botafogo? Cadê o zagueiro Mattos. O goleiro titular tem que ser o Jailson e não esse mão de pau do Weverton. Se aquela bola não bate na trave ele já tinha tomado o gol. Precisamos de um zagueiro tipo Balbuena, Gil, Miranda e um 9 como o Pedro do Flu, além do Keno. Se jogar com essa tirícia domingo, vamos ressuscitar os bambis, pois imaginem a vontade que o Cuca vem. Acorda Felipão, faz esses caras jogar. Por fim esse Filipe Pires, meu Deus.

    • Gustavo Aroni 03/04/2019 | Responder

      Não só o Felipão tem dar um choque nesses caras. O Mattos e o Gru também.Ou vão esperar a Mancha?

      • Philipe Frois 03/04/2019 | Responder

        Depois que o Gru virou presidente a mancha ficou mansinha mansinha ..não dá prensa em mais ninguém.

  27. Paraiba 03/04/2019 | Responder

    A Crefisa investiu no borra, Guerra e Lucas Lima não vai ter retorno nenhum nesses jogadores ninguem vai contratar esses caras.
    O Felipão insiste em Lucas Lima enquanto queima Zé Rafael e o Rafael Veiga, insiste nesse Deyverson quase tomou vermelho, ontem, queima o Arthur.
    A insistência nesse Antônio Carlos, a renovação de contrato de Jean e Dracena não tem cabimento.
    Só de ver o atletico pr ganhar de goleada do boca, mostra que esse time do Palmeiras vai enfartar muito palmeirense até fim do ano

    • Gustavo Aroni 03/04/2019 | Responder

      Agora, esse Veiga tá dando a impressão de jogador que só joga em time pequeno.

  28. Philipe Frois 03/04/2019 | Responder

    O futebol apresentado pelo Palmeiras está de doer e isso é inegável. As criticas sobre Felipão são justas e eu me incluo nelas. Mas a pergunta que fica na minha cabeça é a seguinte: será que vale a pena trocar o técnico novamente? Será que tem mesmo outro técnico no mercado capaz de fazer esse time a jogar mais bola? E se o Palmeiras encontrar esse treinador ( que poderia ser o Fernando Diniz por exemplo ) , a torcida teria a paciência necessária pra aguentar um período de adaptações, apoiando a cada resultado negativo e bancando o trabalho do treinador pensando num futuro melhor? Bom, eu acho que não. Então na minha humilde opinião o que tem de se fazer é o Sr. Alexandre Mattos consertar as c.a.g.ad.a.s que andou fazendo, dar um jeito de vazar com os bagres que afundam o time e trazer jogadores que realmente façam diferença. Tem que sumir com com Antonio Carlos, Lucas Lima, Carlos Eduardo, Felipe Pires, Deyverson e Borja. O Palmeiras graças a Deus caiu num grupo baba na libertadores e vai se classificar. O bicho começa a pegar do meio do ano pra frente com segunda fase da liberta, copa do Brasil e brasileiro. Tem que trazer o Gil pra zaga , um meia bom ( Rodriguinho já foi pro cruzeiro né Mattos ), um atacante de lado de campo ( vai deixar o keno ir pros bambis? ) e um centroavante de verdade. Acho que é melhor do que trocar o técnico de novo. O ideal seria trocar mas no mundo real não funciona assim. A pressão é grande, o Mattos gasta demais e precisa apresentar resultados, então trazer um técnico novo vai demandar muito tempo pra dar certo. Essa é minha opinião. Isso que dá ter um presidente que não Manja absolutamente nada de futebol, o gerente faz um monte de m.e.r.d.a e o cabeça de ovo de Páscoa não tem nem noção do que tá acontecendo.

    • Paraiba 03/04/2019 | Responder

      O Fernando Diniz tava num programa da TV gamba ano passado, e disse que o Palmeiras e o cheirinho são únicos clubes no País que garante um trabalho a longo prazo de um treinador, tem elenco , dinheiro e estrutura pra se trabalhar .Diniz jogou no Palmeiras na máquina de fazer gols em 1996.

      • Thom 03/04/2019 | Responder

        Acho Fernando Diniz (e A. Valentim) bons nomes pra depois que o Felipão sair.

    • Discordo totalmente. Se trouxerem Messi, De Bruynne, Hazard, Cavani, Godin, Neymar, Pogba, Marcelo e Daniel Alves o treinador continuará escalando Antonio Carlos, Deyverson e Felipe Pires pra usar “casquinha” e contra-ataque, afinal precisamos ganhar um mundial, só ele sabe o caminho e não há tempo pra jogar futebol.

      Por outro lado, tem treinador por aí que até outro dia tava procurando emprego mas que com um orçamento de quitanda dá trabalho pra Flamengo ou Boca Juniors. Imagine o que fariam com bons jogadores e estrutura de primeira.

      Torcedor fanático e conservador tem medo da verdade e do novo. O que deu certo há 20 anos e evoluiu zero por cento vai dar certo de novo e é a única solução. O que não teve chance pra mostrar seu potencial no último mês é uma porcaria que não serve porque “aqui é Palmeiras”. Estamos novamente com uma grande chance de fazer a vanguarda do futebol nestes lados do mundo (e isso tem seu preço, que pouquíssimos estão dispostos a pagar mesmo sedentos pelos resultados) mas vamos jogá-la fora por ignorância e imediatismo.

  29. Como já disseram, a derrota nem é o fator preocupante, pois nos dois jogos em casa podemos retomar a liderança do grupo e classificar sem problemas. Afinal, registre-se, os adversários são fraquíssimos.
    Agora, o que assusta, espanta e aterroriza é a pobreza de futebol. E há tempos vem sendo assim. Estamos jogando contra times miseráveis. Sinceramente, eu estou temeroso quanto ao jogo de domingo.

    • Gustavo Aroni 03/04/2019 | Responder

      Concordo. Futebol bem rasteiro e já vem de longa data, com os mais diversos técnicos e jogadores.

  30. Mário Luiz 03/04/2019 | Responder

    Na boa, jogo horroroso, medonho, pavoroso, escabroso, tenebroso, e por aí vai……. Ou o Felipão coloca a “turma” no prumo ou no domingo a gente passa vergonha pois não é admissível perder para um time tão ruim, tão fraco e nada acontecer.

  31. Quanto a Carlos Eduardo, Felipe Pires, pro lugar do Keno… Palmeiras é o único time que compra pra se “desreforçar”. É impressionante. Nosso ataque é patético, esses dois mais Borja e Deyverson, me fazem sentir saudades de Osmar (que tinha média de quase 1 gol por jogo), Ceifador, Adriano Michael Jackson, finado Ananias… Preferia que tivessem trazido o Barcos, mesmo ele não rendendo bem no Cruzeiro, e a diretoria podia tirar o escorpião do bolso e repatriar o Kardec.

    • Gustavo Aroni 03/04/2019 | Responder

      Verdade. Quando deveria ao desfazer de um jogador trazer um de qualidade igual ou superior. Desresforçar foi demais! kkkkk Já entrou no meu dicionário.

      • Paraiba 03/04/2019 | Responder

        A grobo some do mapa na Ásia, o último dia no Japão foi de 31 de março. Aquela boquinha que a rede de esgoto tinha do governo de 500 a 709 milhões por ano o Bolsonaro cortou.
        Engraçado , essa emissora de merda quer a renovação de contrato com o Palmeiras lhe aplicando uma multa de 20% por ter fechado contrato com o grupo americano Turner.
        Só no Brasil a divisão de cota de TV é surreal, agora aonde essa rede de esgoto vai acha dinheiro pra banca framengu e curintia? Boa! Bolsonaro . O próximo passo é o Sergio Touro tomar o ITAQUERAO.

  32. Lito 03/04/2019 | Responder

    Faz tempo que venho falando desse Antônio Carlos. O cara é horrível. Esse Weverton é outro mão de pau. Agora a substituição do Felipão colocando o Veiga foi de matar. E o tal Felipe Pires. Cade o zagueiro, volta keno
    Só falta reabilitar os bambis.

  33. Moura 03/04/2019 | Responder

    É fácil falar depois que a cag.ada está feita, mas estava nítido que o Mattos contratou vários perebas por causa de conexões com empresários. O Palmeiras vacilou feio nas contratações desse ano. Foi pior que em 2017. Em 2017 faltou posições, em 2019 faltou jogadores bons mesmo.

  34. Thom 03/04/2019 | Responder

    Valdivia hoje? Não dá.

    Mas temos que admitir também que jogar nos times que ele jogou era dureza. Palmeiras só montava time triste ao redor dele. Quando teve bons jogadores ao redor, rendeu e foi bem.

    Não acho que ele foi um vagabundo, principalmente depois que o Marcos defendeu o cara várias vezes. Imaginem vcs jogarem em outro país num time onde o segundo melhor cara do time depois de vc tem a coordenação motora de uma batata. Com uma diretoria canalh.a, ainda por cima.

    Mas hoje, sem chance.

Leave Your Reply

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados