Ataques ganham jogos e defesas ganham títulos

Por Vicente Criscio

Fazia tempo que eu não escrevia. Já nem prometo mais a frequência de antes. Tempo escasso.

Igualmente fazia tempo que eu gostaria de discutir a performance atual do Palmeiras de Luiz Felipe Scolari. De verdade eu esperava um resultado não positivo. Talvez um empate contra uma Chapecoense fosse mais apropriado.

Não foi desta vez!

Mesmo assim aproveito uma brecha na agenda.

O título do post é sugestivo. Não sei quem disse isso. Um grande amigo meu de vez em quando repete, quando os palmeirenses começam a surtar com algum jogo palmeirense. Afinal de contas, Felipão é acusado por pragmatismo exagerado. Em partidas decisivas teria nos levado a derrotas. O caso mais citado é a partida contra o Boca em Buenos Aires na Libertadores de 2018. Perdemos por 0x2 porque, dizem os críticos, o Palmeiras abdicou de jogar para ganhar e só se defendeu.

Respeito mas discordo.

Após 61 jogos dirigindo o Palmeiras desde a sua volta, Felipão acumula números impressionantes. Entre 2018 e 2019, o Palmeiras de Scolari fez:

  • 61 jogos
  • 40 vitórias (a cada três jogos, duas vitórias)
  • Apenas 5 derrotas
  • 96 gols pró e 25 gols contra (um saldo de 71 gols)
  • 74,3% de aproveitamento dos pontos

Contra números, não há argumentos!



Ah o time joga feio! Será?

Talvez alguns não gostem do futebol apresentado. Não se discute isso. Mas não podemos afirmar que não há padrão de jogo.

Jogadas pelas laterais; lançamentos longos na recuperação de bola; triangulações na entrada da área do adversário com cruzamentos rasteiros ou aéreos; marcação forte; e uma incrível eficiência defensiva. Mérito dos jogadores mas também de uma excelente marcação feita pelo meio campo com ajuda dos atacantes. O time de Felipão (e Turra) apresenta uma consistência tática que pode não agradar a muitos palmeirenses. Mas é parte do mérito dos resultados que estamos experimentando há 61 partidas.

O Palmeiras irá perder em algum momento. Vai tomar gols. Faz parte do futebol. Mas a continuar assim é fortíssimo candidato ao título brasileiro pela enorme consistência que Felipão e Turra trouxeram para a equipe. Talvez o Flamengo venha atrás. E só ele.

E a Libertadores e Copa do Brasil? A vantagem do elenco grande diminui nesse caso. São 11×11 (ou 14×14). E um mata-mata tem sempre o fator “sorte” ou “azar”, além da vantagem ou desvantagem psicológica do mando de campo. O Palmeiras é também favorito, mas numa dose menor.

Talvez o palmeirense precise dar mais valor a esse momento que estamos passando, mesmo que não ganhemos por goleada em todos os jogos. Inegavelmente temos uma equipe competitiva, forte, elenco grande, aparentemente bem administrado dentro do vestiário. E com a consistência que vem apresentando, trará muitas alegrias aos palmeirenses nesse ano e nos próximos. Afinal de contas, ataques ganham jogos e defesas ganham títulos. E os títulos ficam para a história mais do que as vitórias.

Saudações Alviverdes!

77 Comments Added

Join Discussion
  1. Felippe 18/06/2019 | Responder

    Alguém já percebeu que as melhores contratações foram oportunidade de mercado? Isso mostra a capacidade desse verme mineiro como diretor esportivo.

  2. Felippe 18/06/2019 | Responder

    O Palmeiras não deixou o mercado da bola. Depois de efetivar a chegada do volante Ramires, o clube quer mais ativos para reforçar a equipe.

    O perfil do Twitter do CF Monterrey apontou que Alexandre Mattos, executivo de futebol do Alviverde, iniciou as conversas para contratar o atacante Funes Mori. Mattos e Walter Redondo, empresário do atleta, abriram de fato a negociação. Meu Dios, tira esse boçal do Palmeiras.

    • Fui ver o “dvd” desse Funes Mori. Digno de pena. Foi o mesmo dvd de Deyverson e Borja: o time faz toda a jogada, todo o trabalho, o cara apenas rola pro gol (e bizonhamente), as bolas que recebe.

      Não fui ver o Dvd do Borja, quando o Palmeiras demonstrou interesse e iniciou negociação. Depois de acertado, fui assistir. Principalmente os gols contra o Bambi pela liberta que o Atlético Nacional levou. Após assistir, constatei como torcedor é uma coisa patética. Todos os gols, foram frutos de jogadas muito bem feitas, por todos os outros jogadores. O Borja só rolava pro gol, lances imperdíveis. Já sabia que ele ia fracassar aqui (pq também vi matérias mostrando que ele nunca conseguiu jogar bem fora de seu país). Mas foi bizarro ver o status de ídolo que o torcedor impregnou nele, parecia que não haviam feito nenhum tipo de análise. E nem a diretoria. 34 milhões em um baita de um caneludo, com personalidade fraca. Até torci, no começo, pra estar enganado, e tive essa sensação mesmo, já que ele marcou logo no primeiro jogo dele. Mas bastaram 3, 4 partidas, pra ter certeza que foi mal negócio.

      Mas tem certos “blogazzos” que tavam passando pano pra ele até ontem…

    • Thom 18/06/2019 | Responder

      Pois é.

      Agora 5 pontos de vantagem em cima do segundo colocado (de quem ganhamos de 4×0) e inacreditáveis 8 pontos pro terceiro.

      Demorou pra ganhar o Brasileiro, mas quando aprendeu a ganhar…

      Por isso, sou bem paciente com a Libertadores. Uma hora ou outra, vem. Sem obsessão.

  3. Felippe 17/06/2019 | Responder

    Se contratar ,’ presidente do Colo-Colo, do Chile, confirmou que o Palmeiras enviou proposta pelo meia Esteban Pavez, ex-Athletico Paranaense e que atualmente está no clube chileno.’ Só um milagre para ganharmos outra liber, é tanto dinheiro e tanta ‘incompetência’. Fora mineirinho e suas contratações de m.e.r.d.a. Não adianta ter dinheiro se o nosso diretor pensa pequeno. Cansei, não sou sapo para ficar engolindo taxinhas e comissões.

  4. Bianco 16/06/2019 | Responder

    Como não teremos jogos do Verdão por um bom tempo e para acalentar um pouco de debate (não de discussão), gostaria da opinião dos Palmeirenses colocando em ordem de preferência (não necessariamente de títulos) a camisa 7 do nosso time:
    – Jorginho Putinatti (anos 80)
    – Edmundo
    – Paulo Nunes
    – Dudu

    • ugo 16/06/2019 | Responder

      RAPIDAMENTE JULIO BOTELHO…..FANTASTICO ….CALOU O MARACANA….FOPI O MAIOR QUE EU VI JOGAR.

    • Paulão 17/06/2019 | Responder

      Pra mim indiscutivelmente Edmundo número 1, um monstro jogando bola, se tivesse cabeça teria sido titular da seleção muitos anos (pra mim jogava muito mais que Bebeto por exemplo). 2 Paulo Nunes 3 Dudu (ainda podendo ultrapassar o 2), e 4 Jorginho (era bom jogador mas jogava num time medonho, não pode mostrar seu futebol…)

      • Bianco 17/06/2019 | Responder

        Também coloco Edmundo em primeiro, mas ainda fico indeciso entre PNunes e Dudu para o segundo posto…. mas tb faço menção honrosa ao Jorginho, jogou muito, pena que tenha aparecido na época da fila…

    • Reynaldo Zanon 18/06/2019 | Responder

      Ainda o número 1 é o Edmundo, mas o Dudu está se encaminhando para ser um dos maiores da história do Palmeiras em todos os tempos (se continuar no clube ainda por vários anos e continuar conquistando muitos títulos como protagonista). Paulo Nunes é o número 3 e Jorginho (tinha boa qualidade técnica) o 4.

  5. Lito 08/06/2019 | Responder

    Hoje vamos de a Carlos ( meu Deus) e drascena. Valei nos são Genaro. Dá lhes general.

  6. Bianco 07/06/2019 | Responder

    Parabéns pela lucidez, LGO. Desmerecer as grandes conquistas do Palmeiras é inadmissível para os palmeirenses. A CB12 com gol de casquinha do Betinho tem o mesmo valor da CB15, onde brilharam Prass, Dudu, Robinho & Cia. Brasileirao 93/94 são tão grandiosos quanto Brasileirão 16/18 e 72/73. Os 22 paulistas, que foram muito importantes para forjar nossa torcida, desde o primeiro em 1917… Arrancada heróica de 1942, qdo morreu Palestra Italia e nasceu Palmeiras… Mundial 51, em cima da poderosa Juventus… Libertadores 99 conquistada nos pênaltis… tenho muito orgulho dos titulos do Palmeiras!
    Diferente das torcidas modinhas da maioria dos outros clubes, que só vão na boa, na simpatia, amo muito o nosso Palmeiras.

    • Gustavo Aroni 14/06/2019 | Responder

      Depois sou eu que semeio a discórdia, né. Por que não replica no meu comentário, fantasmão que só aparece quando o time ganha? E eu que só modinha?

  7. lito 07/06/2019 | Responder

    Precisamos de um zagueiro urgente. Só temos o Gomes.

  8. Gustavo Aroni 07/06/2019 | Responder

    Bom futebol não tem estatísticas. Bom futebol é bom futebol. Não se mede em números, e sim em emoção. Temos mais títulos do assaízinho que qualquer outro, mas menos Libertadores, cdb’s e paulistinhas que alguns outros. E daí? Muda o quê? Nosso título mais importante, o maior de todos, o de 51, nem considerado título é. Mas o bom futebol daquele time existiu, isso ninguém apaga da memória de quem viu. Mas do futebol de 93, 94, 96, as jogadas, os craques, os dribles (nosso principal atacante não sabe dar um drible) os gols de falta (sumiram), gols de centroavante, jamais me esquecerei, e pelo jeito não veremos mais, pois nos contentamos com pouco, com números. Isso não é futebol bonito, é bom futebol.

    • LGO 07/06/2019 | Responder

      Como podemos chamar o campeonato brasileiro tão importante para todos de assaizinho. Um campeonato tão difícil de ganhar e que muitos aqui defendem que deveria ser a prioridade e que ainda ficamos duas vezes mais de 20 anos sem ganhar (73 ate 93 e 94 ate 2016). É querer desmerecer nossa história e nossas conquistas. Queria que alguns aqui pudessem torcer por algum tempo para o cheirinho que não ganham esse titulo faz 10 anos e só ganhou numa entregada nossa senão estariam 27 anos sem ganhar. Ou torcer um tempo para o Botafogo que só ganhou uma vez e roubado 24 anos atrás. Ou para o Galo que não ganha faz 48 anos. Ou para as sardinhas que não ganham faz 15 anos. Ou então para o Grêmio que muitos não cansam de elogiar aqui, mas também ganhou o ultimo fazem 23 anos. Talvez na pele do Inter sintam mais felicidade sem ganhar um brasileiro em 43 anos.
      Alguns dias atrás um amigo aqui do blog disse que não aguentava mais algumas discussões. De fato elas são bem chatas, pois falar em bom futebol eu também falo, só que não desmereço os resultados obtidos com o pragmatismo do Felipão, criticar a teimosia do Felipão também faço, mas não vou ficar elogiando Renatos e Sampolis da vida, falar que é mais torcedor quem vai no estádio também acho uma baita besteira, apesar de eu ser um dos que não costuma deixar de ir.
      A única coisa que de fato eu não abro mão como muitos aqui fazem é pelo AMOR ao clube e as suas tradições. Mesmo quando eu fico em desespero como quando perdemos pro Boca no ano passado e quero que mandem todos os jogadores e o técnico embora, eu não deixo isso passar por cima do amor e respeito que tenho pela tradição e glórias do nosso amado clube. As vezes minha esposa me vê chateado e ela também fica brava com o Palmeiras, e depois ela fica indignada em ver que aquela derrota não muda em absolutamente nada o que sinto pelo clube. Meu avô morreu quando meu pai tinha apenas 6 meses de vida e ele me ensinou que ele e o meu tio (eles eram apenas em 2) escolheram o Palmeiras porque era o clube mais correto e na sua maioria de pessoas de caráter e que mais representavam a estirpe da nossa família.
      Desculpem amigos por ter escrito demais, mas a única coisa que eu discordo aqui no blog é a falta de AMOR ao Palmeiras. Eu sou 100% verdão e zero por cento o resto!!!!!!!

      • Gustavo Aroni 07/06/2019 | Responder

        Não tem desmerecimento algum pelas conquistas passadas. A nomenclatura “assaízinho” e pelo fato de quem o administra, não porque não é importante. Assim, como o Gagliote chamou o estadual de “paulistinha”. Eu não tenho amor pelo Palmeiras, eu torço para Palmeiras, diferente. Amor tenho pelos meus pais, minha esposa, meu filho. Pelo Palmeiras, tenho simpatia. Fanatismo zero. Outra coisa que precisa ficar bem claro, e que o povo aqui adoro se fazer de desentendido, é a diferença entre bom futebol (que é jogar bem, e é o que pedimos) e futebol bonito (que é o que vocês não gostam: chapéu, caneta, bicicleta, e que não existe mais). E gosto (ainda) mais do Palmeiras do que de bom futebol, mas por pouco tempo, pois vamos ganhar esse bendito mundial (o que eu verei ao vivo com meus olhos), a la Tite Scolari mesmo, esse ano. Eu sou 50,0000001% Palmeiras, 49,9999999% bom futebol. 2020, se Deus quiser, será 100% bom futebol.

        • LGO 07/06/2019 | Responder

          Ok. Não quero discutir com o amigo, mas estou começando a achar que tem diferença sim entre os que são mais palmeirenses e menos, pois eu posso ser simpático por algo e apenas isso. Quando há amor você se dedica, se precisar esforço seu você vai fazer. Se existe apenas simpatia que fique por isso mesmo.
          Não quero levar para o lado político, mas o exemplo é tão pertinente que tenho que fazê-lo.
          Eu amo o Brasil e por isso quando precisa vou as ruas protestar, sempre tento fazer meu papel como cidadão de várias maneiras, desde fazendo doações ou quando não tenho condições ofereço-me para trabalhos voluntários entre outras coisas. Seria muito mais fácil eu ter apenas simpatia pelo Brasil e virar as costas para o resto com a consciência tranquila de que fiz a minha parte.
          Se um dia o Palmeiras sumir eu sofrerei muito e irei parar de torcer, pois tenho amor a esse clube. Se fosse simpatia eu logo acharia outro clube que também tenho um pouco de simpatia e seguiria torcendo.
          É claro que é um amor diferente do que o que eu tenho pelos meus familiares, mas é amor, e o amor é que move o mundo para o bem. Simpatia é outra coisa.

          • Gustavo Aroni 07/06/2019 | Responder

            Como já disse por aqui, cada um é palmeirense a sua maneira. Não quer discutir, mas replica o comentário? Não quer discutir, mas dá a entender que viro as costas para o Palmeiras apenas porque torço, e não amo? Não quer discutir, mas dá a entender que devo torcer para outro clube, só porque sou obrigado a amar? Pelo Palmeiras, apenas simpatia.

            • LGO 07/06/2019 | Responder

              Entendeu tudo errado!!
              Que seja! Servirá pelo menos para refletir!!!

                • Adilson 08/06/2019 | Responder

                  Bom dia amigos..permitam um comentário.. ex mulher, ex gay, existem, agora ex palmeirense eu não conheço nenhum.. então independente da forma de sentir..paixão, amor.. todos somos palmeirense e jamais deixaremos de ser.. que bom que as discussões aqui estão sendo filosóficas, isso mostra que mesmo bonito ou feio nosso palmeiras está nos dando muitas alegrias..se não fosse assim, as cornetas já estariam a muito acionadas.. bom sábado a todos e hj 3 a 0 para o verdão..

        • Paraiba 07/06/2019 | Responder

          Aquele Campeonato brasileiro de 2009 foi o ano que eu fui muito fanático pelo Palmeiras, 11 pontos na frente ,nem libertadores o Palmeiras conseguiu , teve aquele pilantr@ do Simon anulou o gol do Obina pra livra o fluC da série B, Vagner Love, Muricy, contusões do Pierre e Cleiton Xavier. Mas pra mim o erro maior foi demitir o Luxapoker, por imposição da mancha verde, o time tava bem com o Luxemburgo.
          Tinha pressão arterial alta, trabalhava que nem louco e o título brasileiro de 2009 não veio. E da lhe hemodiálise.
          No dia que alguém perder os rins por causa de excesso de trabalho e do Palmeiras pode deixar o comentário. Eu perdi.

        • ugo salvoni 14/06/2019 | Responder

          Caro Sr. Aroni, o senhor esta em pagina errada, va ter simpatia por outro time, deixe de ser do contra, …..ja encheu.!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Eu tenho amor sim pelo Palmeiras pelas suas lutas pelas suas glorias pelo que representa e representou por uma colonia que sofrida , trabalhou e lutou pelos seus ideais e um deles foi o Palestra Italia desde 1942 S.E. Palmieras, obrigada que foi a mudar de nome , EU TENHO AMOR SIM AO PALESTRA/PALMEIRAS e na minha opiniao a S.E.Palmeiras nao necessita de torcedores simpaticos como o senhor . VA TER SIMPATIA PELO JABAQUARA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  9. Bianco 06/06/2019 | Responder

    Camp Paulista 93: quantas tabelinhas fizamos no campeonato?
    Camp Brasileiro 94: qual a média de passes certos tivemos?
    Copa do Brasil 98: quantos gols de falta fizemos? e de cabeça?
    Copa Mercosul 98: quantas vezes tivemos o craque da rodada?
    Copa Libertadores 99: qual a média das notas dos nossos jogadores?
    Camp Brasileiro 16/18: quantas triangulações em cada um dos campeonatos? e a média de passes de calcanhar?
    Pois é… o que fica para história são os títulos, os jogadores, os times…
    Vou com o Big Phill: jogo bonito? interessante… ser campeão? é muito melhor!!!

    • Esse é o problema dos números descontextualizados. Não importa lembrar quantas defesas o Marcos fez contra o River. Mas importa lembrar do jogaço que ele fez, dos golaços. E isso, as pessoas lembram sim. Agora, do título brasileiro do ano passado, juro, tenho dificuldade de lembrar qualquer partida memorável.

    • LGO 07/06/2019 | Responder

      Estou com você Bianco. Claro que é bom jogar bem, ate porque isso aumenta as chances de sucesso, mas o que vale é título. Vejam com a torcida do Santos está feliz em jogar bem…kkkkkkkk
      Vou lembrar aos amigos então algumas partidas memoráveis do título do ano passado. Que tal ganhar de 2×0 do Grêmio em Porto Alegre quando eles tinham sido campeões da libertadores alguns meses antes e estavam em belíssima fase??? Aliás não demos a menor chance para eles nesse jogo. Ou podemos lembrar do show que demos no São Paulo líder do campeonato dentro do panetone ganhando por 2×0 um jogo que poderia ter sido 4×0 fácil. Também podemos lembrar da vitória duríssima contra o Athletico por 2×0 no palestra quando o adversário vinha de uma séria invicta de 9 jogos na competição e também em ótima fase. Vou parar por aí, pois nem quero comentar que ganhamos e bem o três clássicos no nosso estádio nesse mesmo campeonato.
      Realmente não entendo a vontade de desmerecer nossa história e nossas conquistas que acontece as vezes aqui nesse blog…

    • Ontem depois de assistir o intrépido Sampaoli e suas sardinhas amestradas serem eliminadas mais uma vez (a 3 no ano) jogando bonito, eu realmente fico com o futebol pragmático e objetivo do mestre Felipão, simplesmente porque o que fica na história são as vitorias, as conquistas, desde que estas venham de maneira honrosa. E ninguém é mais honrado que o Felipão.

    • Mauser A Zago 14/06/2019 | Responder

      Cara, meus parabéns pelo comentário.. É isso, eu as vezes fico puto de ver o Palmeiras jogando “mal”, toques de lado, sem infiltração e ganhar com um gol de escanteio, mas é isso…. o que vale são os 3 pontos e o título.

  10. Levi 06/06/2019 | Responder

    Keno chegando, Ivan Angulo será comprdo e treinará no time de cima……será o fim de C.E e F.P?
    Pena que gastamos uma fortuna nesses 2 perebas.

    E…… Willian voltando.
    Excelente notícias.
    Gosto muito do Willians, sem griffe…mas esse sim, vale muito mais do que jogador caranguejo e que cita 1 bola ao gol adversoarioem 6 meses.

    A má ntícia……vamos nos 2 últimos jogos com a zaga “chame, chama, atrai, puxa, pede…para tomar gol”.
    AC.

  11. Gustavo Aroni 06/06/2019 | Responder

    E ontem, no lance de um dos gols do jogo da seletite, a grobo liberou as imagens do var antes do árbitro em campo tomar a decisão, sendo que ela era a geradora das imagens. Não pode passar em branco, senão vira rotina.

  12. Bianco 05/06/2019 | Responder

    Patético julgamento do STJD adiado desta semana para o final da próxima… por que será hein?
    Será por que esperaram o Palmeiras perder pra Chape, para daí devolverem os pontos e assim não deslanchar?
    Como ganhamos, irão agora esperar o resultado das duas últimas rodadas para ver se o Verdão tropeça e não dispara? Daí fica fácil devolver, afinal ainda dá para os outros alcançarem.
    Agora se acontecer o mais provável e o Palestra ganhar as duas, irão adiar mais uma vez para depois da CAmérica… daí dá tempo para os demais se prepararem melhor, inclusive o Bostafogo que terá um novo jogo conosco. Quando se trata de STJD/CBF/RGT, sabe-se que existem muitos interesses em jogo.

    • Reynaldo Zanon 06/06/2019 | Responder

      É estranho mesmo esse adiamento do julgamento. O Palmeiras tem de ficar muito atento. Podem estar armando uma trapaça contra o clube (pela enésima vez).

  13. Ed 05/06/2019 | Responder

    Gambás eliminados e a imprensa é só elogios,inclusive dizendo que são sérios candidatos a vencer o Brasileirão.

    • A imprensa sempre vai dar uma puxada de sardinha pra eles, mas, pelos melhores momentos, a sensação que eu fiquei é que eles realmente jogaram muito. O que pode não dizer nada, já que o cheirinho também, não está lá essas coisas. Só sei que, no Derby, se entrarmos de salto alto pra variar, já entrarmos irritados, achando que o juiz vai nos roubar, as chances de quebrar a cara são grandes. Foco, seriedade e respeito, são a chave pra vitória. No papel, somos muito melhores.

    • Felippe 05/06/2019 | Responder

      Se Keno é tão importante pq venderam ano passado quando estava nas finais? Por que trazer um reserva do Pyramides? Por que contratar 2 volantes do Bota e eles nunca jogarem? Por que contratou A.Carlos definitivo? Por que não deu o Guerra e tinha pegado o Scarpa antes? Teríamos a segunda Liber com certeza se não fosse essa máfia que domina o Palmeiras, não vou falar quem tem amores por Minas e ganha para ferrar nosso time em contratações.

    • Três coisas. A primeira, é aconselhável evitarmos generalizar com esse papo de “A imprensa”. Um jornalista não é “a imprensa”. No caso de um Juca Kfouri, por exemplo (sei que não foi ele quem disse isso, mas vale a citação), é um erro duplo pois nem jornalista formado ele é. De resto, eles podem achar o que quiserem, no final isso representa apenas o ponto de vista deles mesmos. Aliás, aqui no 3VV é a mesma coisa, não me venham com a conversa de que determinado colega “representa o sentimento do torcedor” porque quem quer que seja representa apenas a própria opinião.

      A segunda é que o Corínthians, assim como Grêmio e Cruzeiro, tem jogado muito pouco em 2019, mas todos eles já conseguiram resultados (que é o que importa para a maioria, lembram?) no ano, além de terem treinadores competentes que estão muito integrados com seus elencos, e isso não é de se desprezar. O grande e declarado objetivo corintiano era a Copa do Brasil, e como foram eliminados precocemente vão focar no BR. Não acho que ganharão o título brasileiro, mas “encherão bastante o sa.co” de quem quer ganhá-lo, então antes de nos preocuparmos com declarações de jornalistas-torcedores deveríamos nos preocupar com o fato de que ganhamos três e perdemos SETE dos últimos dez confrontos contra esse “time horrível”.

      A terceira é que favorito não ganha nada antes da hora. Ser favorito é bom, mas desde o início de 2016 o Palmeiras tem se colocado como “favorito a tudo”, dispu.tou desde então treze competições e ganhou duas. Portanto, prefiro que continue como está (com um pouco menos de pragmatismo e mais futebol em determinados momentos, já que isso é possível) e que os favoritos sejam os outros. Na opinião de jornalistas, torcedores ou de quem quer que seja.

      • Ed 06/06/2019 | Responder

        Não foi apenas um jornalista, choveram elogios após a eliminação.Não vi ninguém criticar o Corinthians porque foi eliminado,o que a meu ver,seria natural.

        • Talvez isso tenha acontecido porque eles jogaram bem dentro das suas limitações e mereceram os elogios (sim, os outros times grandes do Brasil de vez em quando fazem isso…), mas daí a colocá-los como favoritos é exagero.

  14. Bianco 05/06/2019 | Responder

    E ontem hein… caiu a máscara do time (da) marginal, fora da CB… que seja assim também no Brasileirão, se os outros times não medrarem contra eles, logo estarão na 2a. página na tabela e de lá não sairão mais.
    Falando em Brasileirão, já temos Cruzeiro e Grêmio lá embaixo, Cheirinho patinando, Bambinos dando vexame… se o Palmeiras conseguir manter o ritmo após a CAmérica, mesmo com as copas intercaladas, dá pra levarmos o Bicampeonato consecutivo com algumas rodadas de antecedência… não dá pra enxergar outros times projetando uma grande arrancada.

  15. Gustavo Aroni 05/06/2019 | Responder

    Gosto dos 3 pontos, de números expressivos, dos resultados, vitorioso, desde que sejam oriundos de bom futebol. Se jogar mal, as cornetas do apocalipse serão estridentes e o amendoim será torrado, não adianta espernear, e nem sumir.

  16. ALEX CEREDA 04/06/2019 | Responder

    Bom ler as opiniões do Criscio, geralmente muito ponderadas.
    Tenho lido muita gente falando da parada da copa América, mas provavelmente o Palmeiras é o time que deverá ter a parada mais tranquila para trabalhar, já que a maioria dos times perderão jogadores para outros mercados e o time do cheirinho estará começando um novo trabalho.
    Enfim, as duas semanas paradas por conta da eliminação do paulista foram muito boas para o elenco, e esta parada próxima deverá ser também.

  17. Levi 04/06/2019 | Responder

    Palmeiras acerta a compra do Ivan Ângulo.
    Que comece a treinar com os profissionais e receba chances.
    Agora é devolver o F. Pires e resilver 2 problemas de uma tacada só.

    • Gustavo Aroni 04/06/2019 | Responder

      Isso! Tem que ter juventude também nesse banco, não só medalhões ganhando verdadeiras fortunas.

  18. Bianco 04/06/2019 | Responder

    Contra números, não há argumentos!
    Perfeito!
    Está mais do que provado que estamos no caminho certo desde o início de 2015, quando voltamos ao nosso verdadeiro lugar de protagonista.
    O que temos hoje é resultado de um trabalho iniciado lá atrás, que sigamos assim e que venham mais conquistas.
    Vitória contra Chape = vitória contra Flamengo = 03 pontos. É campeão quem tem mais pontos no final, doa a quem doer.

    • Contra números não há argumentos, mas números frios descontextualizados são apenas números, que podem induzir a ideias incorretas. Analisar números e contextualizá-los requer um pouco mais de habilidade, que já não é pra qualquer um.

      Por falar em habilidade, conte-nos como foi que você descobriu que o campeão é quem tem mais pontos no final? Olha, não sei se você sabe, mas isso só vale pra Campeonato Brasileiro, viu? A Conmebol não dá taça pra quem faz mais pontos na primeira fase…

  19. Adilson 04/06/2019 | Responder

    Concordo..o time e regular e constante. Poucos times conseguem nos ameaçar e qdo atacamos dificilmente erramos a jogada até o gol adversário…para campeonato de pontos corridos, não vejo concorrentes hj..mas teremos a maledita parada.. espero q n percamos o embalo..abs a todos

  20. Marcio 04/06/2019 | Responder

    Parabéns pela lucidez do comentário. Vdd: contra fatos não há argumentos, embora os amendoins vips e a imprensa gambá sempre busquem.

  21. apenas e tão somente certeiro. No alvo, mais precisamente no centro do alvo.Porem e em acréscimo fiquem os palmeirenses preparados, Um dia poderá (espero que não) acontecer uma derrota e ai todos os ressentidos, de dentro e de fora, desopilarão o fel que armazenam, Nos preparemos para esse dia , embora espero que este dia nunca chegue, como os romanos que “Si vis pacem, para bellu” que desejavam a paz (gloria no nosso caso) por isso se preparavam para a guerra.

  22. Entre um time jogando bonito (como o próprio Palmeiras algumas vezes) e não ganhando nada, e um time jogando feio e ganhando (como o próprio Palmeiras algumas vezes), eu fico com a segunda alternativa, pois afinal a história nada mais é do que a versão dos vitoriosos, e só se é vitorioso ganhando………

    • Dos últimos quatro campeonatos dispu.tados (importantes ou não) jogando feio, ganhamos um. Priorizando a prática do bom futebol as chances de derrotas não chegam a zero, mas diminuem, então prefiro sempre acreditar, principalmente com a abundância de recursos que temos, que dá pra melhorar e que dá pra ganhar títulos jogando bem a maioria dos jogos (todos, é impossível pra qualquer um). De resto, cada um acredita no que quiser, mas não é coincidência que as mesmas pessoas que se conformam com resultadismo e não ligam pra futebol sejam as mesmas que nas derrotas e eliminações ficam procurando a culpa no lugar errado.

      • LGO 06/06/2019 | Responder

        O comentário do Eduardo é muito coerente só não dá para endossar desmerecendo nossas últimas conquistas. Será que esquecemos o quanto sofremos??? Quer dizer que dos últimos 3 brasileiros (prioridade para alguns aqui) ser campeão em 2 e vice no outro é pouco???? Ficar 30 jogos invictos nesse campeonato não vale nada então???

      • Eduardo, bom dia, honestamente depois de ver o time do Brasil jogando como jogou contra a poderosíssima seleção do Catar (!!!!!!!) juro que nunca mais vou reclamar do Palmeiras ou mesmo do Felipão.

      • Danilo 06/06/2019 | Responder

        Caro Eduardo, acho que a questão está na “abundância de recursos” citados por vc.

        Afinal, precisamos de 2 zagueiros e 1 centro avante, não é mesmo? F.Melo e Moises são lentos, Deiverson e Borja são cabeças de bagre, A.Carlos e Dracena são “Bressans” em potencial e não temos atacante que jogue pelas beiradas..

        Precisamos decidir se temos todo essa “abundância de recursos” e cobramos qualidade e resultado ou admitimos que nosso time não é tudo isso e nos “contentamos” com vitórias, 30 jogos de invencibilidade, título brasileiro e um futebol ainda assim questionável.

        Avante Palestra!

  23. Gustavo Aroni 04/06/2019 | Responder

    É mais ou menos o que estávamos falando no post anterior. O Palmeiras está num estágio tão elevado de consistência, que o adversário já entra se borrando para nos enfrentar, e não consegue jogar. Estamos que nem aranha, esperamos o adversário (que tenta nos surpreender e não consegue furar a defesa), jogamos a teia (armamos o contra-ataque), capturamos e damos a picada venenosa (deixamos o adversário letárgico, que não consegue mais jogar) e matamos no fim (fazemos os gols e ganhamos).

    • Gostei da analogia e concordo com ela. O problema ainda está em saber o que fazer quando a vítima da aranha já vier com a sola do sapato prontinha para esmagá-la antes dela jogar a teia e dar a picada. Colocar a culpa no inseticida ou no sapateiro não vai adiantar…

      • LGO 06/06/2019 | Responder

        Não dá para saber, já que nos últimos 30 jogos do brasileiro a vítima não conseguiu vir preparada…
        Cobrar futebol melhor, já que isso nos trará consequentemente melhores resultados eu compartilho, mas exigir só vitórias sem aceitar derrotas não. Isso é um esporte, e mais que isso é o futebol. Derrotas acontecerão…

      • Gustavo Aroni 06/06/2019 | Responder

        Então, Edu. Foi o que quis dizer no comentário logo aqui 👇 embaixo. Espero que não sejam os estrangeiros o tal sapato, e que a “têia do véio” continua fazendo sucesso.

  24. Cassiano 04/06/2019 | Responder

    Felipao e Turra estao implantando ajustes e variações sem perder a consistência devido sempre a base de tudo ser a defesa solida, a cada dia o time fica mais duro de ser batido, Scolari vem “estapeando” os criticos a cada rodada.

    • Gustavo Aroni 04/06/2019 | Responder

      A esperança é que toda essa consistência permaneça nos mata-matas (em especial da Libertadores), e quando pegaremos também adversários estrangeiros, que jogam num estilo diferente dos brasileiros.

    • Não se pode negar que o Felipão, um treinador ultrapassado em seus métodos e visão de futebol (isso é incontestável, se ainda consegue resultados por aqui – e consegue – é outra história), ao contrário de outros técnicos brazucas tem sabido delegar responsabilidades e utilizar informações fornecidas pela sua equipe de forma altamente positiva no time do Palmeiras. Isso tem feito a diferença em muitas partidas no Brasileirão. Mas em algum momento, quando a exigência for maior para alcançar um patamar acima, será preciso repertório que até agora não foi apresentado. Não é crítica, apenas constatação.

      • LGO 06/06/2019 | Responder

        Não concordo. E não sou só eu, visto que ontem ele foi eleito o sexto da lista no mundo por órgão que nem brasileiro é!
        Também tenho minhas críticas ao Felipão, mas dizer que lhe falta repertório é apenas preparar o discurso para uma eventual derrota futura e isso eu não faço!!!!

  25. AugustoBH 04/06/2019 | Responder

    Concordo com tudo, e não tem como estar insatisfeito diante destes resultados. O único porém q coloco aqui é: msm gastando milhões, não temos um camisa 9 de respeito (Deyverson é piada de mau gosto, e Borja tá cada vez pior); Carlos Eduardo e Felipe Pires são duas enganações q gostaria de saber como foram as contratações; e até hj temos A. Carlos e Juninho no banco pra zaga. Em resumo: na hora dum mata mata, podemos cair ao ter q depender de algum destes jogadores citados.

    • Pois é, xará, não dá pra entender algumas contratações que o Palmeiras faz, e o pior, por que mantém esses jogadores no elenco por tanto tempo mesmo sabendo que não têm condições de jogar aqui.

      A fase é ótima, os números são incontestáveis, mas existe sempre o “Imponderável de Almeida”, aquele cara que entra num jogo e põe tudo a perder, não por culpa dele mas das próprias limitações. Veja o Bressan, zagueiro que entrou no final da partida entre Grêmio e River Plate na Libertadores de 2018, com o time gaúcho classificado, e em poucos minutos ajudou a taça a ir pra Buenos Aires. Temos uns “Bressans” em potencial nesse elenco.

  26. Danilo Peressim 04/06/2019 | Responder

    Voltando após um longo período de ausência (essa vida adulta é um saco!) encontro logo de cara esse post cirúrgico, perfeito e completamente alinhado aos meus pensamentos. Felipão pode não ser o treinador dos sonhos mas seus métodos são eficientes e trazem resultados! Isso basta.

  27. Concordo , Felipão está surpreendendo, números expressivos e surpreendentes e tem muitos cornetas que ainda acha que não está bom!!! Vai procurar o que fazer seus!!!🎺🎺🎺 Aqui é Palmeiras, ele ganhando, ele perdendo!…💚💓
    #Avanti3VV
    #AvantiPalmeiras
    #3VVRaiz 🇳🇬👏🐭🐷🍷🍻

  28. lito 04/06/2019 | Responder

    Tá sumido em Criscio? Concordo plenamente com você. Apenas acho que precisamos de dois zagueiros de nível para jogar com o Gomes. Só temos o Luan,. A Carlos e Edu Drascena não dá. Precisamos ainda de um 9 para concorrer com o menino maluquinho. No mais está ótimo. Abraços.

Leave Your Reply

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados