Categorias
Pós Jogo

Copa do Brasil 2019 Internacional 1(5)x(4)0 Palmeiras: eliminado

O Palmeiras perdeu para o Inter no tempo normal por 0x1 pela 2a partida das 4as de final da Copa do Brasil.

E nas penalidades o Palmeiras perdeu por 5×4,

Jogo ruim do Palmeiras no tempo normal. Destaques negativos para Deyverson, Zé Rafael, Lucas Lima, Moisés. E outros. Weverton foi o único que se salvou.

Nas penalidades Gustavo Gómez perdeu um. Weverton pegou na cobrança 5. Mas Moisés perdeu depois.

A arbitragem confusa foi outra nota negativa da partida. Reverteu uma decisão de penalidade para o Palmeiras e um gol nos acréscimos do Inter.

Agora o Palmeiras se concentra no Brasileiro e na Libertadores.

148 respostas em “Copa do Brasil 2019 Internacional 1(5)x(4)0 Palmeiras: eliminado”

Mancha verde, também conhecida como braço eleitoral do inominável ex-presidente fazendo mais besteira. Alguém que acompanha o Palmeiras ainda acha essa “torcida” aceitável?

Pedro 1 a 0. Enquanto isso nos temos o menino maluquinho, que além de ator é cantor.

Vasco e flu o pau tá comendo. Será que o Luan pé de pano e o Lucas Lima estivessem jogando eles dividiriam a bola com raça?

Parece que vamos de time alternativo hoje. Tá certo os titulares precisam descansar. Não vamos ter Luan pé de pano para termos a Carlos (meu Deus) e drascena. Além de Carlos Eduardo etc. Na minha opinião o Felipão já perdeu o pique para continuar trabalhando no futebol. Não é mais o mesmo brigador de sempre. Descansem bastante Lucas Lima, Luan pé de pano etc. Vem outra desclassificação por aí. Cadê o 9 e o zagueiro Mattos?

Bastou uma eliminação para as criaturas do pântano que estavam ovu.lando e no ci.o, esperando por esse momento… voltarem a ofender outros aqui.
O mesmo papinho, o mesmo textinho jocoso chamando os outros de torcedores de resultados (vcs não são comentaristas esportivos, só enchedores de s.a.co.).
Chamam os outros de medíocres e repetem a mesma ladainha rasa de anos.

É uma vontade reprimida de dizer que tudo no Palmeiras não presta, só as abóbrinhas que eles escrevem aqui em toneladas é que sim.
Teve v.ag.a.bundo dizendo que fomos favorecidos pelo VAR???
De novo criatura?
Dessa vez a globo divulgou e julgou as imagens do lance do Felipe Melo….antes do árbitro ver o VAR.
E isso é proibido.
Não foi pênalti e o gol foi anulado corretamente.

E o Palmeiras amarelou, pq nano tem jogador decisivo., que chama a responsabilidade.

Scolari errou em escala o LL que não fez nada, mais uma vez.
A diretoria está escalando ele e Moises, para ver se vende…mas ninguém quer essas malas que não decidem nada.

A melhor fase do Palmeiras foi quando o LL ficou no banco e o Scarpa ganhou uma boa sequência.

Foi eliminado, sim. Pronto, segue o jogo.
Que disputem os 2 campeonatos restantes.

Tenho esperança que com Ramires e o Willian, nos ajudarão e muito, estando bem condicionados.

Mas falta aquele cara que decide jogo no meio de campo.
E aquele que coloca a bola na rede.
Os gols que o Dayverson perdeu no 1. jogo fizeram falta e nada aconteceu com ele.

Levi, eu nem comentei sobre isso pq o Palmeiras jogou tão mal, mas tão mal e eu fiquei tão p.u.t.o que nem tive coragem de comentar. Mas eu tbm reparei isso na hora do jogo, a Globo sempre mostra o replay depois da decisão do VAR e no lance do pênalti no Felipe Melo que realmente não foi, a emissora do Mal ( rsrs ) repetiu o lance muito rapidamente com o seu digníssimo comentarista de arbitragem já cravando que não ouve penalidade . Ok, o árbitro acertou em voltar atrás mas incomoda muito essa diferença de tratamento, pois no lance do segundo gol do Inter eles fizeram o procedimento correto , esperando o VAR decidir pra depois mostrar o Replay. Eu não sei se é o diretor que aperta o botão que é um baita corintiano ou se já está combinado previamente que em caso de lance que beneficie o Palmeiras eles mudam o procedimento, mas parece que os caras ficam totalmente pirados qdo veem que o Palmeiras vai conquistar algo . Pelo menos não vejo esse desespero todo qdo é com outro clube.

Levi, não disse nada diferente dissi. Falta um (ou os) jogador que decide uma partida para o Palmeiras, que chame a responsabilidade em jogos decisivos. Do Scolari nem quero mais falar…

Existem 2 tipos de derrota. Uma eu aceito tranquilamente, outra, não aceito e não arredo o pé da minha opinião. Uma coisa é cair jogando bem, agredindo o gol adversário, marcando com vontade, time desabando em campo no fim da partida, de cansaço, sendo superado, apenas porque o adversário foi maior.

Esse tipo, não aconteceu ontem. Ontem foi o tipo de derrota que se tem de cobrar os responsáveis. Que é o Felipão, mas também alguns jogadores. A desclassificação foi jogando mal, acuados covardemente, pra tentar ganhar o jogo em 1 contra ataque. SE fossemos o Novorizontino, o São Caetano, até faz algum sentido. Mas somos o Palmeiras, que além de gigante, está vivendo uma fase financeira esplendorosa. Não há desculpas para o futebol retrógrado, covarde, apático e blasé do Palmeiras atual.

Gamba e Peixe caíram assim esse ano, o Peixe contra o Gamba no Paulista, e o gamba contra o cheirinho na copa do Brasil: venderam caro a derrota. E ambos foram aplaudidos de pé por suas torcidas só final da partida, tendo seu esforço reconhecido.

Já o Palmeiras, jogou um futebol safado, time pamonha, sem vibração, sem vontade. Esse, tem de tomar chuva de pipoca sim senhor, levar xingo no 3vv, no verdazzo, no ptd, na clorofila, no nosso palestra, no AllTv Famiglia Palestra, etc…

Concordo com o “Primeiro Campeão Mundial 51.
O Galo tb foi eliminado em casa pelo rival e saiu aplaudido de campo.

Obrigado Eduardo Augusto Corrêa, você já disse tudo o que eu gostaria de dizer.
Desnecessário falar mais.

Weverton, Marcos Rocha, Gomez , Torugo e Diogo Barbosa ; Bruno Henrique , Ramires , Scarpa e EL Mago Valdivia; Dudu e Lucas Pratto. Esse seria meu time pra vencer a libertadores esse ano. E olha que não tá difícil de transformar em realidade não viu?! Se estalar o dedo o mago vem correndo e qto ao Pratto se não conseguir negócio com o River Plate , traz qualquer um melhor q o Deyverson, não deve ser tão difícil assim de achar.

Com Valdívia seríamos campeões invictos da Liga da Cruz Vermelha e da Copa SUS.

Não é à toa que os dinossauros fazem sucesso por aqui, nossa torcida adora viver de passado e de criaturas extintas ainda em atividade. Depois que acabar o contrato do Felipão, em dezembro do ano que vem, caso ele não queira renovar até 2030 poderíamos contratar o Steven Spielberg…

Eu tinha certeza que vc ia se manifestar Eduardo. Olha, não sou tão viúvo de ex jogadores assim , mas seja sincero . Vc acha mesmo que EL Mago faria menos que Lucas Lima, Raphael Veiga , Moisés e Zé Rafael? Eu sinceramente, não consigo nem pensar nessa possibilidade. Imagine só El Mago jogando apenas a libertadores, se poupando nos jogos do brasileiro, entrando 100% nos jogos de mata mata , onde se precisa de mais malandragem, mais catimba, mais domínio no meio campo, mais experiência Sul América. Fala sério amigo , ele cairia como uma luva num meio campo com Scarpa e Ramires, abastecendo Dudu e algum centroavante menos pereba que o Deyverson.

Realmente a desclassificação contra o Inter, contra os bambis no paulistinha foram um balde de água fria. Parece que no mata-mata o time amarela. Agora o que não dá para entender é a demora para trazer mais um zagueiro, pois na verdade temos apenas um, o Gomes. Todo mundo tá vendo também que falta um 9 matador. Poderia ter trazido o Lucas Prato. Essas insistências com Lucas Lima, e não colocar o Scarpa não dá para entender. Com a vinda do V Hugo pelo menos vamos ficar livres de A Carlos e Drascena. Outra coisa porque não coloca o menino Matheus que veio do Botafogo, pois Thiago Santos também é complicado. E o Arthur? Manter o Dayvdson é dose. Mas eu confio no Felipão. O que falta a ele é baixar um pouco a bola e quem sabe ouvir mais a comissão técnica, porque senão, sei não……….

Rinus Mitchel, Telê Santana, adoravam o futebol arte mas nunca venceram metade do que Felipão ganhou.

Tampouco tiveram em seus currículos vexames retumbantes e fracassos vergonhosos tão grandes quanto o bigode, mas como sempre nessa hora fala mais alto a indignação seletiva e sobram argumentos com a profundidade de um pires.

Você é engraçado, lembra do primeiro derbi mas não lembra dos gols importantes que ele fazia, Pro
esquema do felipão ele se encaixa perfeitamente, bola alta na área pro cara cabecear.

O “esquema do Felipão” já jogou fora quatro taças, e cada vez que uma vai pra lata do lixo alguém vem aqui dizer “Esse campeonato estava comprado”, “Essa competição é decorativa”, “Esse torneio é vaga.bundo” e outras pérolas. Para essas pessoas os únicos campeonatos que realmente valem são os que vencemos, mesmo não jogando nada, enquanto isso o tempo passa, o dinheiro vai pro moedor de carne e a evolução é zero.

Torço muito pelo Torugo, é gente boa e tem méritos, mas não dá pra fechar os olhos para suas limitações, que não são poucas. Gosto pessoal a gente usa pra se vestir, pra se alimentar e coisas assim, quando o assunto é profissionalismo e competitividade temos que escolher o que existe de melhor em termos de qualidade. E gols importantes Betinho, Fabinho e Deyverson também fizeram, daí a querer que eles vistam a camisa do Palmeiras por mais um minuto da vida deles é outra coisa.

Alguns aqui estão deslumbrados com o técnico do Flamengo. Não dou 3 meses pra ele abrir uma padaria no Leblon. Aí vocês podem ir lá pedir autógrafo pro cara. Sou mais um dinossauro campeão do que uma
besta que quer bestial.

Não li um elogio ao Jorge Jesus por aqui, acho que você errou o endereço do blog.
Sobre seu dinossauro favorito, como o Gustavo Aroni já escreveu certa vez, no momento certo o tempo cuidará de sua extinção, e a de todos de sua espécie.

Ouvi que ele estava acabado depois do 7×1. Conte quantos títulos ele tem depois disso.

“Ultrapassado” é subjetivo. Não tem um Guia do Futebol dizendo que agora o estilo de jogar é um e que o jeito do Felipão já passou.

O Palmeiras tem o melhor ataque dos campeonatos que participa. Não é 11 na defesa e chuveirinho na área.

Futebol é um esporte onde o objetivo é ganhar. Esse papo de “bom futebol” é opinião de cada um. Eu quero ganhar. Se der pra ganhar jogando bem, ótimo. Se não der, paciência. Ninguém vira pro Nadal e fala que ele ganha título jogando um “mal tênis” só no futebol tem dessas…

Mas contra o Inter os resultadistas não podem reclamar das críticas, pois o Palmeiras perdeu nos 90 minutos porque não jogou nada e ainda perdeu nos pênaltis.

Depois do 7×1 ele ganhou títulos na China, com o time de maior investimento por lá.
E desde seu retorno para o Palmeiras, disputou 5 competições e ganhou 1. Para quem é resultadista, o “maior de todos” está em débito…

Meu caro, como dizem por aí os números e as minissaias mostram muito mas não mostram tudo. Pelo seu “raciocínio” Daniel Alves é o maior jogador da história do futebol. Daqui a pouco alguém vai sugerir que fracassos retumbantes como os 7×1 ou o rebaixamento de 2012 devem fazer parte das lendas urbanas, ou que foram obras do “acaso”.

O termo ultrapassado não é subjetivo, isso o Felipão é e não há o que discutir. É fato. O que existe é a relatividade entre algo ultrapassado e sua eficiência em determinado contexto. Se eu levar um lote de máquinas de escrever manuais, daquelas bem antigas, a uma comunidade em que não exista tecnologia, elas poderão ser úteis pra muita gente. Isso não vai fazer com que máquinas de escrever manuais deixem de ser dispositivos ultrapassados, ainda que eventualmente sejam úteis e deem resultados.

Por fim, querer comparar o desempenho de um tenista (esporte individual) com um time de futebol (esporte coletivo) dá bem o tom (sem trocadilhos) da falta de argumento. Ninguém questiona o Nadal sobre bom ou MAU tênis simplesmente porque nesse esporte quem joga MAL normalmente perde, não dá pra sobreviver de mediocridade e de passado glorioso porque o nível exigido é alto. Simples assim.

Mas vamos combinar que, ganhou títulos do que? Do Chinezão e Brasileirão, dirigindo as equipes mais endinheiradas e com melhores jogadores. Não é querendo menosprezar a capacidade do Felipão, mas existem técnicos melhores atualmente pelo mundo. Um desses, está no Santos, tirando leite de pedra.

Então, Edu, reparou que do post do “melhor técnico das galáxias” que a popularidade do bigode já não é mais tão unanime por aqui? Seria o melhor técnico de todos os tempos da última rodada?

Eu me divirto bastante com a coerência de algumas postagens por aqui. Um surge do fundo do pântano das teorias conspiratórias (andava deprimido depois que suas últimas profecias malignas não se concretizaram), brigando com fatos e imagens só pra provar que está certo, e ainda por cima reclama de ofensas chamando os outros de vaga.bundos. Supimpa! Outro diz que jogador que vem da China é porcaria e afunda o time, mas acha que treinador que ganha título na China é o máximo. Sensacional!…

Pois é Eduardo, reclamou que chamar de “resultadista” é ofensa, sendo que vivem afirmando que o que importa é ganhar do jeito que for (e quem ganha 1 entre 5 disputados não está correspondendo a esse tipo de ideia) e, na mesma frase disparou um monte de impropérios contra quem pensa diferente.
É aquela história da “sensatez”…

O Vitor Hugo nem voltou e já tá criticando. Ótimo zagueiro mas pra você ninguém serve. Moisés indo
pra China, lá é o lugar certo pra ex jogador em atividade.

Não estou criticando, estou me baseando em fatos concretos e não em fanatismo esdrúxulo. Basta lembrar do primeiro derby que ele dispu.tou, ou da sua estreia na Libertadores contra o Atlético Tucumán. Você deixou a preguiça e a lista de argumentos pífios de lado e foi pesquisar como foi a sua última temporada pela Fiorentina? Eu ajudo: sua equipe ficou em 16º lugar entre 20 participantes (atrás de times como SPAL e Sassuolo), três pontos acima da zona de rebaixamento, levou 45 gols e ele participou de 33 jogos. Acho que no mínimo é pra ficar alerta.

E sobre o Moisés você tem razão, a China é o lugar certo pra ex-jogador e também ex-treinador em atividade, e a maior prova disso senta no nosso banco todos as partidas…

Parece que o Torugo tá voltando. A diretoria resolveu atender nossos pedidos por zagueiro e centroavante e foi logo atrás de um “combo”. Se ele continuar desastrado como zagueiro (ainda assim, é bem melhor que Antonio Carlos), pelo menos poderá quebrar um galho lá na frente nas casquinhas (também nisso é bem melhor que o Deyverson), já que o “maior jurássico de todos os tempos” não vai abrir mão disso.

Falando no jurássico, que fica bem nervosinho nas coletivas quando o resultado não vem, espero que ele seja coerente e não fale de arbitragem quando formos prejudicados, pois ontem não quis comentar o segundo gol do Inter tirado na mão grande pelo VAR. De indignação seletiva o Brasil já tá lotado.

Acho q ele vai voltar melhor. Duas temporadas no futebol italiano não podem fazer mal a um zagueiro que já era razoavelmente bom.

Vitor Hugo é um zagueiro nota 6.5, com alguns picos de 7.5 (pode ter evoluído depois desse tempo no país da bota). Se o AC nunca mais vestir a camisa do Palmeiras, é como se estivesse chegando o Franco Baresi em 1989.
Mas é bem capaz mesmo, do “maior de todos” preterir o cara em nome de sua panel… ops… de sua “família Scolari”…

Perfeito, Leo. Sua avaliação sobre o Torugo é a mesma que a minha. Talvez ele tenha evoluído taticamente na Itália, mas voltando à era paleozoica que impera na panela palestrina vai desaprender o que eventualmente adquiriu de conhecimento. Mas tenho esperança de que faça uma boa dupla com o Gómez.

Num futebol nível 6, tanto pode voltar um craque como um Antônio Carlos, porque para ser craque basta ser nota 6. E a distância do craque para um meia-boca nesse não futebol jogado por aqui é menor que um fio de nanofibra.

E a maior torcida organizada? Não se manifesta?
E o Vicente Criscio? Qual contribuição como conselheiro tem dado ao futebol profissional do Palmeiras?

Vitor Hugo voltando? Segundo o ptd palmeiras todo dia ele está voltando. Do jeito que o Felipão anda turrão vai deixar ele no banco do drascena e a Carlos. E o 9? Será que o Felipão vai pedir o Jardel?

Coincidência né? Palmeiras geralmente, só anuncia, quando fechou. Um dia depois desse vexame na Copa do Brasil, sai na imprensa, que o Palmeiras está negociando com o Torugo. Essa diretoria pensa que a gente é idiota…

Não Paraíba, você eu mando torcer pro Treze mesmo.

O 13 da Paraiba, anda mal na série C , vai cair pra série D. Acompanho futebol em geral, porque jogo na Loteca esportiva. ceará x Palmeiras jogo difícil ,2 times que não fazem gols, apostei no empate seco.

E se esse Palmeiras pacato pega o Treze num mata-mata, sei não hein?

Se o Palmeiras venceu só 3 imagine o também milionário Flamengo que não ganhou nenhum.

Mas o que tem o Flamengo a ver com a história? Tá parecendo desculpa de petista, do tipo “Eu roubo mas não sou o único!”, e petista eu sei que você não é. Os urubus pelo menos estão fazendo o possível (inclusive se livrando de dinossauros e seus métodos jurássicos) pra não ficarem só no “cheirinho”, se vão conseguir é outra história.

A questão mais importante aqui é perceber que esses três títulos vencidos com pragmatismo e pouco futebol poderiam ser oito, nove ou dez conquistas se a prioridade fosse jogar bem sempre (pelo menos na intenção, não necessariamente na execução), mas tentar explicar isso pra torcedor obtuso que só sabe ler (mas não necessariamente interpretar) placar é inútil.

Gênio ou mula, o segundo semestre vai mostrar. 12 latinhas no frio de ontem a noite, sem palavras, deixo os jogadores( se posso chama los assim) falarem: ‘serviu de aprendizagem para a liber’. Torço para o Bozo também vestir a camisa dos gambás, que zica em urubus!

Nem gênio nem mula, como já debatemos. Mas previsível e ultrapassado. Esse papo de “maior de todos os tempos” é devaneio desvairado.

Meu amigo torcedor, é minha opinião, acompanho esse treinador já faz muito tempo, desde aqueles jogos q o Marcão garantia nos penaltis. Como ‘eu’ disse o segundo semestre vai mostrar não p mim e sim quem sabe para você . Mas espero estar totalmente errado e que ele ganhe pelo menos um título e eu queime essa minha língua .

Acho que vc não entendeu meu comentário, mas deixa pra lá.

Resumindo, o Felipão pode ganhar a Libertadores e o Brasileiro invicto, não será gênio, assim como não é mula por ter perdido a CB. O que ele fizer nesta temporada não vai mudar o que ele sempre foi, para o bem e para o mal

E mesmo que ele fosse o maior de todos os tempos, ter sido o melhor não significa ser o melhor agora. E apesar de ter minhas dúvidas se deveríamos mandar o Felipão embora, eu preferia que o Palmeiras estivesse na mesma do Santos e Flamengo, arriscando contratar técnicos com conceitos mais modernos. Sérgio tá aí gritando aos quatro ventos “bom mesmo é o Flamengo né”, como se fosse justo, dizer que o estilo dele falhou, após 3 jogos em um time de um país do qual ele nunca trabalhou. Parece que ele não se esforça muito, ao criar argumentos…

Vou tentar expressar o que eu acho: Felipão, Tite e até Carille p mim são iguais, com uma só diferença os últimos dois tinham e tem arbitragem ao seu favor. Não acredito em títulos esse ano, deveríamos fazer uma limpeza no elenco e na comissão técnica e principalmente no diretor responsável pelas contratações. Num time sério é impensável renovar com Jean, Dracena, Jailson e Guerra, tão pouco provável contratar 2 volantes do Botafogo e nunca jogarem, ou mesmo trazer C.Eduardo e Pires. CPI seria muito forte, uma limpeza o mais correto.

Do tal “velho mestre maior de todos” não esperava mais do que isso, porque ele é isso aí mesmo. E desses jogadores detentores de todos os recordes possíveis e imagináveis, num futebol que hoje é nível 6, também não esperava muita coisa. O Palmeiras não joga bom futebol, e com quem não joga bom futebol, tudo pode acontecer, até ser eliminado pelo Godoy Cruz. O Dudu é o craque do futebol nota 6. E o melhor do futebol nota 6 é, no máximo, nota 6. São incapazes de mudar o rumo de uma decisão. Se o Inter faz 2, 3, 4, ontem, a postura anêmica seria a mesma. São todos recirdistas e meias-boca.

Escrevi ontem antes do jogo que considerava (e desconfio que todos no clube também) a Copa do Brasil apenas como um plus muito bem vindo. O foco total deve ser garantir o Brasileiro e tentar a Libertadores. Na fase de vacas magras (como em 2012 e até em 2015, quando o Palmeiras estava renascendo e o finalista foi um rival regional) a conquista da Copa do Brasil foi ótima e merecidamente muito comemorada. Hoje – embora seja importante – é apenas a terceira opção. Então vamos esquecer a Copa do Brasil e focar no Brasileiro e na Libertadores.

Concordo em partes. Desde que o Palmeiras se tornou o “novo rico” do futebol, dispu.tou 17 campeonatos (quatro de pontos corridos, os demais em mata-matas) vencendo três, sendo um deles nos pênaltis. Isso indica basicamente duas coisas: com muito dinheiro, um mínimo de organização e a falência da maioria dos rivais, as chances de continuarmos vencendo 50% dos pontos corridos é grande, mas ao mesmo tempo a falta de preparo psicológico e de qualidade técnica que faz a diferença em jogos eliminatórios indicam que continuaremos sofrendo eliminações sistemáticas em mata-matas.

E sim, a CB era um “plus muito bem vindo”. Mas o Paulistinha era “campeonato vergonhoso”, a Libertadores 2018 era “torneio encomendado para argentinos” e assim por diante. Até quando usaremos esse tipo de desculpa em cada eliminação pífia provocada, principalmente, porque o time não joga bom futebol?

Paraíba, entenda uma coisa. Eu fui um dos que mais critiquei o Felipão sábado e ontem, portanto não fala besteira não cara. Oque eu disse é que futebol bonito não tem mais no Brasil e que quem quiser jogar bonito como o Flamengo fez ontem vai pagar com a eliminação. Se eu sou Felipete você é oque então, mais um que só critica mas solução que é bom não sabe dar.

Agora quem critica esse time pipoqueiro do Palmeiras em mata mata, a insistência do Felipão no deyverson tem que torce pro Liverpool.

Isso é a maximização da mediocridade de argumentos, meu caro Paraíba. Jogamos bolinha de gude, mas enquanto o time ganha temos o “Deus dos deuses dos treinadores da galáxia”, quando perde “vá torcer pra fulano”. Patético.

Nosso time é o mesmo do ano passado, onde já havíamos sido eliminados em 2 mata-mata (CB e Libertadores), esse ano já fomos eliminados em 2 (paulistinha e CB), ou seja, esse time não foi montado para este tipo de competição, é um time de regularidade que na hora que precisa nega fogo, simples assim. Felipão errou mais uma vez, quando não podia ter errado de maneira alguma, ao escalar jogadores que não tem perfil para este tipo de partida. Ou o velho mestre muda os seus conceitos, ou se muda de comandante, porque nesta toada a Libertadores deste ano também irá para o saco……

No blog do Cosme Rimoli, ele fez uma ótima descrição da partida. Felipão parou no tempo, nos anos 90, e não tem entregado todo o potencial que esse time tem. Brasileirão é prêmio de consolação, e não glória máxima, diante da situação atual do clube. Ainda temos a liberta, mas se continuar com essa atitude, não chega nem na final.

Minha preocupação e descontentamento não é só a eliminação para o Inter ontem, para o Cruzeiro e Boca no ano passado, nem com a teimosia do Felipão. Me preocupo com o conceito que nosso futebol está adotando, vendendo e queimando jovens promessas e contratando a peso de ouro jogadores em fim de carreira, como Ramires, renovando com Felipe Melo, Dracena…. Acho que, com esses erros estratégicos estamos deixando passar a oportunidade de nos consolidarmos como o maior time do Brasil. Com jogadores em final de carreira e outros sem perfil psicológico para suportar a pressão de grandes jogos, não vamos conseguir a imposição técnica necessária para grandes conquistas.

Discordo um pouco quanto a base e contratação de jogadores experientes. Base serve pra fazer dinheiro, seja emprestando ou vendendo os garotos. Se aparecer uma promessa, e a Europa não levar correndo, aí pode ser incorporado ao time principal. Não acho que seja útil ou agregue algo, subir 2, 3 garotos da base, só porque são Prata da casa. Temos dinheiro pra não precisar depender da base.

Bom comentário!
É inexplicável, por exemplo, não ter trabalhado um zagueiro da base que hoje estivesse apto a ser utilizado no time de cima. Aí você tem na reserva um ex-jogador em atividade e um grosso que não joga nem na segunda divisão do Amapá.
É inexplicável, sem mais nem menos, vender um jovem e promissor atacante como o Fernando e depois de alguns meses contratar a peso de ouro um pereba de um Zé Mané vindo do Egito, além do obscuro e igualmente ruim Felipe Pires.
É inexplicável se gabar de patrocínio milionário, rendas gordas de bilheteria e contrato renovado com RGT em bases como antes não se via ao passo que o centroavante titular está muito mais para funkeiro do que para jogador de futebol.
Mas a gente não pode falar nada, senão estamos atentando contra o Deus treinador e contra o Deus que contrata…

Estou com o Leo e o Alexandre. Ninguém está pedindo pra rechearmos o time com sub-20, mas quando se gasta dinheiro com jogadores como Antonio Carlos, Deyverson, Carlos Eduardo e se renova contratos de estegossauros, apatossauros e outras espécies jurássicas até a próxima era glacial, sem sequer dar uma chance a novos talentos, é porque tem alguma coisa errada nisso.

Pois é, Edu, falamos isso aqui faz tempo. Trazem baciáveis e mais baciáveis de fora, até do Egito, e sequer testam o que temos na base. Se não tem uns cinco Carlos Eduardos, pelo menos, na base, fecha.

Disso eu não discordo. Me referi a jogadores da base normais, em detrimento de tentar contratar de fora, o melhor jogador possível. Também prefiro dar chance a um promissor garoto da base, do que torrar 24 milhões no Carlos Eduardo. Mas sabemos que todo ano, uma média de 20 garotos chegam a idade em que não são mais base, e obvio, não tem como o time principal absorver essa carga anual de jogadores. Logo, se desova todos que não tem tanto potêncial, alguns com potêncial a Europa leva, e se tivermos sorte de ninguém da Europa “se tocar” de algum garoto promissor, tem de ser incorporado sim.

Treinadores como Felipão, Luxemburgo, Tite, Mano Menezes, e/outros, já tiveram seus anos de glórias e hoje estão ultrapassados…..ontem o Felipão , não aprendeu o erro que cometeu contra o Boca Junior na Argentina e esquematizou o time para arrancar (se tivesse sorte) o empate e mais uma vez deu no que deu. Deixou o D”Alessandro com 45 anos anos deitar e rolar e por muitas vezes o nosso volante, que deveria marca-lo atuando como se fosse uma meia direita e o treinador errou novamente na substituição com Wilhiam (6 meses inativo) e Moisés (ex-jogador e não acertou um passe sequer)………se eu sou o Presidente eu busco o Fernando Diniz ou o treinador do Atletico Paranaense……

O Diniz tem boas ideias, mas já mostrou não ter um temperamento equilibrado para lidar com as nossas “estrelas”, então seria fritado em menos de um mês. Já o Thiago Nunes tem bastante potencial, mas não sei se cairia na mesma armadilha.

Eu gostaria mesmo é que a nossa diretoria ultra-moderna fosse buscar o Marcelo Gallardo antes que a AFA ou um clube europeu o levem. O cara ganhou quase tudo com o River, faz o time jogar bola dentro e fora de seu estádio e não é um ca.gão preso a conceitos mega ultrapassados.

Aliás, independentemente disso vir a acontecer aqui no Palmeiras ou em qualquer clube brasileiro, torço muito para que esses “rebeldes” deem certo, mesmo a custa de demissões e goleadas eventualmente. Quanto mais tivermos treinadores pensando diferente desses mamutes citados melhor para todo mundo. O futebol brasileiro parou no tempo, no espaço e principalmente nas ideias, ainda estamos vivendo das conquistas de 20, 30 e até 50 anos como se ainda fôssemos (e na verdade jamais fomos) o país do futebol.

Pode parecer contraditório, mas estou torcendo muito para o Sampaolí e o Jesus darem certo por aqui, claro que, irem bem, conseguindo o vice campeonato, o terceiro lugar hehehe. Mas falando sério, se eles vingarem, pode começar uma nova onda de treinadores estrangeiros com conceitos modernos no país. Se conseguirmos entrar nessa, com nossos recursos, aí sim, vamos poder ver todo nosso potêncial em campo.

Não é contraditório, não. É simplesmente deixar de olhar para o próprio umbigo e tentar ver as coisas de forma mais ampla para que todos possam evoluir e os que de fato forem melhores possam sobressair. Mas não estranhe se for chamado de gambá ou coisa parecida…

Eu queria entender o que se passa na cabeça de algumas pessoas, palmeirenses ou não, em achar que o time não pode perder.

Não jogamos absurdamente mal, não foi vexame nenhum ser eliminado nos pênaltis pelo Internacional.

Futebol é assim. As vezes se ganha, as vezes se perde. A exigência é um time que dispute títulos, não que vença sempre.

Temos que ser menos mimados também e aprendermos a perder sem ficar chorando por arbitragem (não foi o caso) ou fazer birra batendo no time como quem quebra o controle quando perde no FIFA.

Perdemos, paciência, é triste. Estamos em primeiro e jogando muito bem um campeonato em que somos os atuais campeões. Todo ano vamos a libertadores e temos um bom desempenho, mesmo sem títulos.

Futebol é um esporte e como todo esporte, as vezes se ganha, as vezes se perde. Paciência.

Segue o jogo e vamos ao Brasileirão.

Quando ganhamos a CdB em 2015, mtos nomes que ainda comentam aqui falaram que o que vale no Brasil é o Brasileirão. Ganhamos 2 e estamos disputando muito bem esse ano.

Agora não vale mais?

Pra quem é palmeirense (e não só torcedor de “bom futebol”, por mais subjetivo que isso seja), a dica é só… torcer. Essa moda de que criticar é sinal de inteligência já deu tb.

O time está muito bem, continua entre os melhores times do país e é isso que pedimos aqui até 2014. Que continue assim.

Agora, falando individualmente dos jogadores , gostaria de destacar 2. Felipe Mello : Reparem como é um pitbull em jogos sem importância e sem caráter decisivo e vira uma lessie em mata mata . Sempre assim, contra corinthians, contra cruzeiro , contra boca , contra os bambis esse ano e agora contra o Inter. Esse cara é outro q tá enganando um monte de gente. Se acha o craque e realmente joga muito bem em joguinhos leves mas na hora q o Bixo pega não joga poha nenhum , só chega atrasado e faz um monte de c.a.g.a.d.a . Outro é o Dudu. Pq não bateu pênalti ontem? Como um jogador q era batedor oficial do time há 2 anos passa a não ser nem relacionado entre os 5 ? Não sabe bater? Então pq não treina ? Pênalti é treinamento ! Um jogador que dos mais importantes do time, que recebe o salário q ele recebe não pode pipocar desse jeito. Pra mim é pipoqueiro mesmo! Enqto esses caras estiverem enganando a torcida , a libertadores ficará só na obsessão mesmo. Vou ficar só nesses 2 pq Deyverson , Carlos Eduardo, Zé Rafael, Moisés e companhia não merecem nem citações.

Sobre o Felipe Melo, eu falo o mesmo desde que foi contratado. Aliás, na relação custo-benefício, pra mim está entre as dez piores da história do clube. Só engana os “experts” em resultados contra Avaís e Novorizontinos da vida. Teremos mais dois anos e meio com esse valentão que quando se precisa de uma liderança de verdade desaparece. Perdeu-se uma grande oportunidade de reforçar o Palmeiras impedindo-o de voltar ao Flamengo. Agora, aguentem.

Sinceramente, com a cabeça um pouco mais fresca , acho que o Felipão “sabotou” o próprio time. Explico: Ele tem Scarpa e Raphael Veiga a disposição num jogo que se encaminha para os pênaltis, mas resolve lançar mão de Carlos Eduardo que nunca fez m.e.r.d.a nenhuma no time e Willian que acabou de voltar depois de 7 meses parado e o mundo sabe que não tem condições de jogar um jogo desse. Acho que foi uma espécie de pensamento assim: Vou tentar classificar mas com os piores e se for eliminado tá bom tbm já que não vamos mesmo conseguir conquistar os 3 títulos e a CB é o menos importante. Só pode ser isso , não tem outra explicação pra não botar o Scarpa e o Veiga pra bater pênaltis e até tentar salvar o jogo no tempo normal. Na boa, já estou me juntando à galera que defende a saída do Felipão. O time joga muito feio, mas muito mesmo, chega a dar raiva durante o jogo, fora a teimosia dele e a soberba e o egoísmo de pensar somente da forma dele e simplesmente dar de ombros pra o que a torcida pensa. Não vão fazer isso, eu sei, mas uma mudança pra mim seria muito bem vinda, pois tenho certeza absoluta que não ganharemos a libertadores e o campeonato brasileiro já vencemos 2 recentemente.

Infelizmente ontem o Felipão mostrou como é turrão. Colocar Moisés com Scarpa e Rafael Veiga no banco é o fim. E o tal de Carlos Eduardo então. É o fim da picada. Cadê o zagueiro, cadê o 9.

A eliminação de ontem, que no fundo é “boa” na tentativa de se concentrar mais no Brasileiro, campeonato que o Palmeiras tem chance de vencer, se deu pela soma de alguns fatores:

1. O “maior treinador de todos” é um covarde, cuja única estratégia para jogar uma partida de mata-mata fora de casa é montar uma retranca sem vergonha e rezar para não levar um gol, ficando na dependência absoluta do goleiro e da dupla de zaga. Meio de campo não constrói nada e o centroavante do time (pelo qual esse mesmo treinador morre de amores) é uma figura patética, bizarra.

2. Reforçando o ponto 1, o “maior de todos” comanda uma equipe sem nenhuma variação tática, paupérrima em repertório, um deserto de ideias, sem que ele demonstre a mínima preocupação em melhorar esses aspectos, pelo contrário. Talvez nem pudesse ser diferente, já que grande parte da torcida o vê como um Deus por conta de uma Libertadores conquistada aos trancos e barrancos faz vinte anos.

3. O “maior de todos” passou quatro meses do ano escalando força máxima em 90% dos jogos do campeonato paulista, para chegar em julho e poupar time no Brasileiro, depois de uma mês de parada para CA, e então fazer um jogo pífio, com jogadores pregados e sem nenhuma intensidade no mata-mata.

4. Fechado com sua panelinha, que acarreta na insistência com jogadores do naipe de Deyverson, Lucas Lima e Cazé do Egito, o “maior de todos” pretere outros atletas e vende a fama de “gerenciador de elencos.

5. Com a anuência do “maior de todos”, que não quis reforços em posições totalmente carentes do elenco, o outro Deus, que muitos enxergam como “mito”, continua gastando muito e gastando mal. Em um jogo decisivo, as opções de banco são Moisés (ótimo ex-jogador), o tal do Cazé do Egito (pedido do “maior de todos” que custou uma fortuna e joga menos do que Maikon Leite) e Willian (voltando de gravíssima lesão no joelho depois de 7 meses).

Surpreende a quem?!

Nota dez com louvor, Leo. Só surpreende a quem realmente coloca um ser jurássico que reina num país pré-histórico, futebolisticamente falando (mas não apenas…), no panteão dos maiores da história. Mas esses se merecem mutuamente.

Só não consegui sacar quem é o “Cazé do Egito”…

Esquece, já saquei que é o “craque” Carlos Eduardo. Tá mais pra múmia do Egito, mesmo…

Obrigado, Eduardo!
Nada muito além do óbvio, que tantos insistem em não enxergar porque a imagem do paizão de bigode, um velho ancião descendente de italianos da Serra Gaúcha, com seu jeito patusco, se cristalizou na mente do palmeirense, imaginando que esse senhor possui, depois de 20 ou 30 anos, conceitos compatíveis com a maneira pela qual o futebol é jogado hoje.

Quanto ao “Cazé do Egito”, nada mais é que a grande indicação do “maior de todos”, o Cazéduardo, Carlinhos do Egito, Carlos Eduardo, craque de uma série B pelo Goiás e reserva no poderoso futebol da terra dos faraós.

Não existe futebol bonito nesse país O técnico do Framengo inventou de jogar sem volante e foi eliminado em casa. Vai torcer pro Liverpool você também.

Respeita a opinião do cara, daqui a pouco tu começa xingar a todos aqui , baixa o nível do blog.
Não pode falar mal do Felipão? Felipete.

Depois leva suspensão, volta assinando com o nome da filha e ainda tem gente apoiando pela “opinião equilibrada e sensata”…

Não é futebol bonito, é jogar futebol. Era encarar o Inter, sem medo, ir pra cima. Tentar a vitória pra levar o empate, e não segurar o empate para levar fumo. Não existe bom futebol nesse país porque esses jogadores são acomodados, poupados, supervalorizados e extremamente limitados. Falam aqui que se critica por criticar, mas esses jogadores jogam por jogar. Então. Não veremos Liverpool-Palmeiras.

Exato, “jogar futebol”, ao invés de se recusar a fazê-lo, é o que resume a questão. Saber se defender, sim, mas tendo organização mínima suficiente para trocar passes, com posicionamento e movimentação coordenada, aproximação entre as linhas, contra-ataque com velocidade e bola de pé em pé ao invés de chutão e casquinha.
Vontade e determinação para buscar resultados fora de casa “jogando futebol” ao invés de se acovardar e se livrar da bola a qualquer custo, sem nenhuma preocupação em construir o jogo. Acreditar que mata-mata hoje em dia se resolve no ganhar em casa sem tomar gol e segurar empate fora, de qualquer jeito, é estar preso trinta anos no tempo, é um erro de conceito brutal!
Isso tudo tem tanto a ver com “futebol bonito”, chavão vazio e sem sentido, quanto o sr. Scolari tem a ver com capacidade de organizar um time que pratique futebol decentemente..

Não percam tempo tentando explicar a diferença entre crocodilo e jacaré pra quem só enxerga lagartixa gigante…

Palmeiras foi o clube que mais aumentou dívida no ano, para entregar esse tipo de palhaçada.

E se a Leila virar presidente, pode esperar que o time vai virar um Vasco.

Colocar Moisés ,William e Carlos Eduardo e deixar Scarpa no banco,mesmo sabendo que iria pra penaltis para mim não tem explicação.
Time sem postura ,sem ambição.
Lamentável!

Fora a presença de Lucas Lima,aquele que não marca ,não arma ,não ataca e dizem estar negociando com arabes e turcos.

Não sei porque tanta polêmica. Ganhamos quatro datas para as quais não haverá desculpa pra que o “rei dos mata-matas” (eliminado nessa categoria pela quarta vez seguida em menos de um ano, sem sequer chegar a uma final e só passando por galinhas mortas) escale jogador reserva meia-boca no Assaizão, então nesse ponto saímos no lucro. Mas como o cheirinho também foi eliminado e vai “ganhar” as mesmas quatro datas, é bom colocarmos as barbas de molho se quisermos manter essa liderança.

E não reclamem de Deyverson, quem impediu que ele fosse vendido para um clube a fim de jogar dinheiro no lixo e ainda o escala toda hora por absoluta teimosia é o “maior treinador de todos os tempos da história do futebol mundial”. Cobrem de quem manda, não de quem obedece.

Não acho que pioramos depois da parada, a qualidade do futebol apresentado sempre foi essa bos.ta, um repertório limitado para um time que só sabe jogar com o placar a favor, há anos é incapaz de virar uma partida por falta de competência e preparo psicológico. Quando só se joga por resultado e ele não vem, o que resta é essa pobreza.

Não temos um exército de craques, mas com o material humano disponível dá pra fazer muito mais que isso aí. Só que quando chamamos a atenção pra essas limitações mandam a gente torcer pro Liverpool ou perguntam se somos palmeirenses de verdade.

E o Renato não exagera quando questiona onde vai parar tanto dinheiro. Sabemos que parte dele é queimada com renovações de contrato de aposentados em atividade (alguns bem badalados pela torcida, mas que não aguentam mais correr atrás da própria sombra), porém não consigo aceitar que esse Palmeiras milionário acredite que vai ganhar todos os títulos dependendo eventualmente de jogadores como Deyverson e Antonio Carlos. Nem San Gennaro faz um milagre desses.

Perfeito, Eduardo. Felipão ranzinza tá fazendo mta raiva… todo comentário meu aqui eu falo o msm: NÃO dá pra insistir c/ Deyverson, Lucas Lixo, A. Carlos, Carlos Eduardo, Felipe Pires, etc… se a diretoria continuar dando respaldo a isso, “queimando” dinheiro como tá sendo, vms passar vergonha c/ esse “melhor elenco do país”.

Não precisa ter receio porque esse time não vence a Libertadores mesmo que enfrente 11 cones. Quando
cruzar com Boca, River ou Cruzeiro cai fora nem que seja nos penais.

Os comentários estão desativados.