Brasileiro 2019 Palmeiras 2×2 Bahia: VAR de VERGONHA

Por Vicente Criscio

O Palmeiras empatou nesta tarde de dia dos pais por 2×2 contra o Bahia em pleno Allianz Parque.

Dudu fez os dois gols

Felipe Melo foi expulso no final do primeiro tempo. No 2o tempo dois gols do Bahia. Os dois de pênalti. Os dois com ajuda do VAR.

O primeiro, vá lá. Bola na mão de Diogo Barbosa. Pênalti. Não se discute.

O segundo? Discutível à enésima potência.

Mais ainda: depois tivemos pênalti claro sobre Marcos Rocha. Nem pro VAR foi. Alegou-se qualquer irregularidade com Dudu no lance.

Eu não discuto aqui a competência, os erros e acertos de Felipão. Nem a enorme superioridade de elenco do Palmeiras contra o Bahia.

Mas alguém imagina essa ópera bufa no Maracanã num hipotético Bahia x Flamengo? Ou mesmo no Itaquerão, o Bahia teria um pênalti validado em um lance onde a bola passa sem que zagueiro e atacante tocassem nela e o juiz marca pênalti? Ou imaginem Fagner entrando na área adversária e sendo derrubado e o juiz nem vai consultar o VAR porque sei lá quem poderia estar impedido ou atrapalhando a zaga?

Há tempos o Palmeiras é a geni do futebol brasileiro. Entre os grandes somos os que mais apanhamos da arbitragem, TJD, STJD, e outros “quetais”. Por isso alguns acreditam que precisamos de um treinador “casca grossa”, mesmo que menos competente, para fazer o trabalho que dirigentes e gerente de futebol (muito bem) remunerado não fazem: bater boca com jornalista e dirigentes. Fazer valer a grandeza de nossa centenária instituição.

Mas isso dá trabalho. E é pra poucos!

E isso é uma vergonha.

Há tempos está claro o óbvio. Não querem o Palmeiras no topo dessa cadeia alimentar. Admitem os dois queridinhos da Globo (Flamengo e Corinthians, pra deixar bem explícito) e o Palmeiras que se vire em ganhar no campo, contra arbitragem e quem quer que seja. Já perdemos uma Copa do Brasil assim ano passado. Perdemos um Paulista ano passado desse jeito. Temos que lutar contra o sistema, contra a política interna da SEP, contra incompetentes com carteirinha e contra arbitragens maliciosas dentro do Allianz.

Quem consegue isso? Haja resiliência!

E esse VAR tem nome. Deveria se chamar VER. VER de VERgonha.

Vão trabalhar duro pra evitar mais um título da SEP esse ano. Nossa incompetência no planejamento de contratações – que fique claro, óbvio que gastamos errado, porque trazemos jogadores caros que não jogam, e depois temos que contratar mais caros para ocuparem aquelas vagas – será usado por parte da torcida e pelos formadores de opinião como nossas fragilidades.

Mas mesmo assim precisam do submundo do futebol para tirarem pontos.

E do alto de nossa arrogância, ficamos calados, apenas aplaudindo nossas receitas e nossas rendas no Allianz.

Até quando vamos viver no mundo de Alice?

251 Comments Added

Join Discussion
  1. Renato 17/08/2019 | Responder

    Esse post que está com quase 250 comentários VAR de Vergonha não significa nada perto de inúmeras vergonhas que esse time milionário do Palmeiras já fez o seu estimado torcedor passar.
    Posso citar o mais recente, derrota em um amistoso, não importa que foi amistoso, mas foi derrotado pelo Guarani de Campinas que é o atual último colocado da série B.

  2. Felippe 17/08/2019 | Responder

    Borja artilheiro da Liber 2018. Borja perto de ser o maior artilheiro do Palmeiras em Liber. Para um time que tem como armas técnicas chutões e laterais monstro, esta de bom tamanho. Podem trazer o R7, sem meio de campo que municie o jogador ninguém faz gol. Lembro-me do grande Ozéia que na risca do gol chutou para cima contra o Manchester. Ano passado Borja marcou na final do Paulista no itaquerão.

  3. Central de dados, olheiros profissionais, pra quê? Eu tinha certeza que esse pé de rato tinha sido contratado por causa de 2 jogos contra os Bambis, e eis a confirmação:

    “São Paulo, Brasil

    A diretoria do Atletico Nacional se assanha quando recebe ligações de representantes do Palmeiras.

    Depois de receber R$ 9,7 milhões pelo venezuelano Guerra, o clube fez a sua melhor transação desde a sua fundação, no dia 7 de março de 1947.

    A venda de Miguel Borja.

    Dirigentes e jornalistas colombianos ficaram entusiasmados e surpresos com o desempenho fulminante do atacante nas fases decisivas da Libertadores da América de 2016.

    Ele igualou o recorde que era de Pelé na competição.

    Marcou cinco gols seguidos. Quatro na semifinal e um na final, contra o Independiente del Valle.

    Mas foram os quatros gols da semifinal que mudaram sua vida.

    Foram dois em Medellin e dois em pleno estádio do Morumbi. Contra o arquirival do Palmeiras, o São Paulo.

    Mauricio Galiotte recebeu a notícia do executivo Alexandre Mattos que o Atlético Nacional queria fazer dinheiro com o jogador.

    O presidente, a diretoria, patrocinadores, conselheiros e torcedores ficaram alucinados com a possibilidade de contratação.

    Empresários do atleta negociavam com o futebol chinês. De personalidade forte, Borja avisou que não queria ir. Seu sonho era voltar para a Europa, onde havia fracassado, depois de uma passagem relâmpago no Livorno, em 2013. Entrou em oito partidas e não marcou um gol sequer.

    O Palmeiras é visto na Colômbia como um gigantesco trampolim para o Velho Continente. Não era segredo que, em 2016, ele chegou a São Paulo para ganhar experiência, confiança para jogar no Barcelona, em 2018.

    O clube brasileiro já havia comprado Guerra, grande parceiro do atacante.

    E Borja se convenceu que São Paulo seria o atalho para a Europa.

    Virou, com gosto, as costas para a China.

    Os dirigentes do Atlético Nacional perceberam o quanto os representantes palmeirenses salivavam de ansiedade pelo atleta.

    E fizeram uma proposta indecente.

    Pediram 10,5 milhões de dólares, cerca de R$ 33 milhões, em fevereiro de 2017. E deixaram claro. Se o clube brasileiro não vendesse o atleta até dois anos e meio depois, no dia 17 de agosto de 2019, teria direito a mais 3 milhões de dólares, R$ 11 milhões.

    Seu preço final, 13,5 milhões de dólares.

    Custo para o Palmeiras, R$ 44 milhões.

    Galiotte e sua diretoria aceitaram sem pestanejar.

    Tinham a certeza que, apesar de ter assinado contrato de cinco anos, ele deveria ser vendido logo após a Copa de 2018. Esse era o desejo, sonho, esperança.

    Só que a adaptação de Borja foi péssima.

    Jogador muito fechado, tenso, irritadiço quando as coisas não dão certo. Para piorar, os treinadores palmeirenses, Eduardo Baptista, Roger, Cuca e Felipão, exigiram dele o que não sabe fazer, não foi preparado para desempenhar.

    Trabalho de pivô, de movimentação pelos lados do campo, habilidade para tabelar, infiltrar.

    Ou seja, o que o futebol moderno exige de um atacante moderno. Como aconteceu no pequeno Livorno.

    Só que Borja é um jogador de definição, que sobrevive de sobras dentro da área. Artilheiro com as características dos anos 60. Que fica fixo nos últimos 30 metros do seu time, esperando um passe milimétrico dos meias, um cruzamento perfeito dos laterais. Sempre preparado para dividir a bola com os zagueiros.

    Não tem refinamento, velocidade, talento com a bola dominada.

    É um jogador do último toque, o homem que empurra a bola para as redes.

    “Miguel é um ariete (uma arma de guerra da Idade Média). Ele rompe as defesas adversárias. Esse é o seu trabalho específico. E onde mais funciona”, já ensinou o treinador Reinaldo Rueda, que conseguiu o melhor desempenho de Borja.

    Algo que ficou distante no Palmeiras.

    Ele tem contrato de cinco anos.

    Ficará até 2022.

    O trampolim que o levaria para a Europa travou. O atrapalhou, inclusive, na Seleção Colombiana. Reserva na Copa do Mundo da Rússia, lógico que não se valorizou. Encostado no Palmeiras, não foi chamado nem para os suplentes na Copa América.

    Seu pífio desempenho fez o limitado Deyverson titular. E obrigou o clube a investir na busca de atacantes de área. Vieram Arthur Cabral, Henrique Dourado e Luiz Adriano.

    A diretoria palmeirense tenta vender Borja há três janelas consecutivas. Mas não consegue.

    Assim, o dinheiro já está separado.

    Gastando R$ 33 milhões, o colombiano já era o mais caro contratado da história do Palmeiras.

    A partir de amanhã, ele chegará à espantosa quantia de R$ 44 milhões.

    Com o polêmico Valdivia, o clube gastou R$ 8 milhões para tirá-lo do Colo Colo. E depois mais R$ 16 milhões do Al Ain.

    Total, R$ 24 milhões.

    Só que o havia vendido por R$ 16 milhões ao próprio clube dos Emirados Árabes.

    A multa rescisória de Borja é de 60 milhões de euros, cerca de R$ 268 milhões.

    O jogador recebe 85 mil dólares, cerca de R$ 342 mil mensais. Mais bônus por artilharia e títulos.

    Agentes e empresários que negociam com Alexandre Mattos oferecem o atleta para clubes europeus, árabes e chineses.

    Mas não há interesse em um reserva que, eventualmente, tem começado alguns jogos na Libertadores.

    O Palmeiras mantém a esperança de negociá-lo.

    R$ 25 milhões amenizaria o prejuízo.

    Só que não acredita na venda.

    Trabalha de forma realista.

    Os R$ 11 milhões a mais já estão reservados.

    Os cofres do Atlético Nacional serão reforçados…”

    Ninguém tem obrigação de saber o que eu sempre achei do Borja, mas desde que anunciaram a contratação por 34 milhões, eu achei um absurdo, pois até aquela semi contra o São Paulo, ninguém nunca tinha ouvido falar em Borja. Depois, ainda li que, ele nunca se adaptou jogando fora da Colômbia, em time algum.

    Por isso eu disse no começo: central de dados, olheiros, pra que? São uns deslumbrados mesmo, essa diretoria, novo rico que não sabe gastar dinheiro…

  4. Thom 16/08/2019 | Responder

    Quando vocês entenderem que nada do que é dito ou feito aqui influencia no jogo, vai parar esse negócio de “não pode falar mal durante o jogo”.

    Além disso, é difícil perceber que ta todo mundo errado? O Palmeiras é só um time de futebol, que joga duas vezes por semana e ganha mais do que perde, mas não ganha sempre.

    Pronto. Como vocês conseguem transformar uma coisa divertida que é torcer pra futebol numa coisa desagradável de entrar aqui pra ler?

    É

    Futebol

    Arrumem uma louça pra lavar.

    • Felippe 16/08/2019 | Responder

      Olá, a questão é essa , é só futebol, mas cadê o futebol do Palmeiras? A gente passa mais raiva do que diversão. Perder é do jogo, mas perder sabendo que o time é um dos mais caros da América do Sul, que o clube é um dos mais ricos e mostra essa miséria de futebol é de doer a alma de qualquer torcedor do Palmeiras. Tá na cara que o ano acaba em agosto, e não me venha falar de pessimismo, qualquer um que entenda alguma coisa de futebol sabe disso, mas o pior vem agora, nosso cabeça de ovo junto com o minerim devem estar desesperado para escolher Abelão ou Mano Menezes, sonho de consumo de uma diretoria que não entende nada de futebol. Acha que isso é ruim? Espere a menina da Crefisa assumir. Feliz 2020, se o Brasil ainda ter vida.

      • Cada um acredita no que quiser e tem sua opinião. Para tudo, inclusive futebol, que como já disseram é a coisa mais importante dentre as menos importantes. Porém, quando uma pessoa se manifesta como “torcedor” e acha que isso lhe dá direito de xingar a mãe de quem não conhece, de determinar quem é mais verdadeiro na sua paixão apenas por não enxergar as mesmas coisas (que muitas vezes não existem…) e de se indignar de forma seletiva (quando é comigo dói, quando é com os outros problema deles), isso reflete características que se estendem para outros setores da vida, que por consequência afeta vidas de quem nem gosta de futebol. E aí não dá pra simplesmente ignorar e mandar “lavar louça”.

  5. lito 16/08/2019 | Responder

    Tomara que o elenco do Palmeiras entenda o que é defender essa camisa. Teremos praticamente uma guerra contra o Grêmio. Temos time para ganhar os 3 jogos. Basta o general escalar direito este time. Para cima deles.

  6. Reynaldo Zanon 15/08/2019 | Responder

    Eu acho péssimo que coincida três jogos seguidos contra o mesmo clube. Por ser uma prévia do confronto com o Grêmio pela Libertadores, o jogo de sábado torna-se uma partida esquisita. Porque o seu resultado pode (e deverá) ter consequências para os dois embates pela competição sul-americana. É estranho, mas não sei se é bom vencer. Obviamente seria ótimo para a pontuação do Brasileiro, mas três dias depois venceríamos de novo, e novamente na casa deles, pela Libertadores? Porém, se o Palmeiras perder – perder, claro, jamais será bom – pode comprometer a classificação no Brasileiro e ainda tirar a confiança para o jogo que haverá logo em seguida com o mesmo Grêmio em Porto Alegre. Concluo que, analisando todas as vertentes (matemáticas, rivalidades exacerbadas e principalmente psicológicas), acho que o empate seria o melhor para o Palmeiras. É estranho dizer que prefiro o empate à vitória (apenas para situações muito específicas), mas futebol tem muito do psicológico e muitas vezes é ele que define os confrontos.

    • Bianco 15/08/2019 | Responder

      Na minha opinião, Palmeiras sempre deve entrar para ganhar. Temos elenco para enfrentar estas situações, a cada vitória aumentamos nossa confiança.

    • O que eu lamento na partida de hoje é que tinha tudo para ser um bom jogo, mas os dois treinadores não revelarão suas armas para os confrontos que vão decidir a vaga na Libertadores, então a tendência é de um jogo fraco tecnicamente, o que não significa necessariamente que tenha poucas emoções.

      Eu só acho que neste momento o Grêmio do Assaizão tem menos a ver com o Grêmio da Libertadores do que o Palmeiras na mesma comparação. Estamos jogando mal os pontos corridos e continuamos extremamente pilhados e descontrolados nos mata-matas. Se vai dar tempo de mudar e acertar isso até terça, não sei.

  7. Leu 15/08/2019 | Responder

    A filipete está raivosa, indócil. Toma um xá de katsus kabessudus e você voltará ao normal.

    • Gustavo Aroni 15/08/2019 | Responder

      É medo. Estamos a uma simples vitória do Santos, mas como as vitórias não estão vindo, começa o desespero. Gostam de vitórias, dos três pontos, não do Palmeiras. Se gostassem mesmo, veriam que o futebol está meia-boca faz tempo. Aí vêm os mordomos, o primeiro foi o var.

      • O mordomo VAR foi vilão no filme baiano e quase apanhou na rua quando foi reconhecido, mas quando fez papel de herói do filme argentino todo mundo aplaudiu ou ficou pianinho. Bacana isso. Exigem bom futebol dos outros times mas o nosso pode jogar a porcaria que for desde que venham os três pontos. Exigem honestidade para o Palmeiras mas não fazem questão nenhuma dela prevalecer quando somos favorecidos.

  8. Gustavo Aroni 15/08/2019 | Responder

    Então. Tem os ultra-três pontistas, que sóão mais palmeirenses que todo mundo, os profetas que só sabem criticar e fazer comentários nefastos e serrotistas, mas também têm os metidos a intelectuais, vigilantes da moral e boa etiqueta no site.

  9. Ed 15/08/2019 | Responder

    O 3VV virou aquele restaurante que foi dominado por meia dúzia de frequentadores inconvenientes sentados diariamente à mesma mesa incomodando quaisquer pessoas que insistirem em frequentá-lo.
    Assim vai acabar esvaziando.

    • Renato 15/08/2019 | Responder

      Perfeita colocação e tudo começou com esse indivíduo SRFM.
      Mas tranquilo, os bons ficam e os inconvenientes são eliminados naturalmente.
      Abraço.

      • ugo 16/08/2019 | Responder

        serao eliminados certamente os INCONVENIENTES, OS DO CONTRA E OS DERROTISTAS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!NATURALMENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  10. A respeito de “momento certo”, de apoiar ou criticar, acredito que só existam 2 situações onde criticar pode de fato, atrapalhar. Uma, é quem está NO ESTÁDIO, e começa a vaiar e criticar durante a partida. A outra, é ir na rede social oficial do jogador, e ficar xingando, ir no insta dos familiares e ficar xingando, etc… Tirando estes 2 casos, tem 0 influência, xingar ou elogiar, seja onde for. Por isso acho absurdo, essa cobrança pra ficar passando pano aqui no 3vv, que embora seja meu site palmeirense favorito, não é nem de longe, o mais popular da mídia Palestrina, então o nível de influência de ajudar/prejudicar o time beira ao inexistente. Eu não creio que o Felipão, no conforto de sua casa, senta no PC ou pega o celular, entra no 3vv e vem todo curioso saber o que o Sérgio, LGO, Gustavo, Eduardo, andam falando dele…

    A não ser que vocês acreditem nesse papo furado de “boas energias”, “materialização quântica”, etc…

  11. Philipe Frois 14/08/2019 | Responder

    Assistindo Grêmio x Athletico PR…Vai ser duríssimo passar pelo grêmio na libertas. Pessimismo batendo forte rs

    • Aqui também. Não devemos levar em conta a campanha deles no Brasileiro. Vamos ter de encaixar dois jogos acima da média. Se for jogar naquele marasmo que jogou contra o Inter na CdB, não vai dar não.

      • Philipe Frois 15/08/2019 | Responder

        O grêmio das copas não tem nada a ver com o grêmio do brasileiro mesmo. Vai ser teste pra cardíaco rs

    • Paraiba 15/08/2019 | Responder

      O atletico pr é imbatível no gramado sintético da sua arena , esse jogo vai decidir nos pênaltis.
      Esse time do grêmio tem um bom ataque e só.
      O Palmeiras passa tranquilo do grêmio, o problema vem depois: o inter e a filial da grobo do RJ, esses 2 vão da trabalho.

      • Philipe Frois 15/08/2019 | Responder

        Imbatível nada Paraíba. O Boca ganhou lá dentro o jogo de ida da libertadores. E eu acho q o grêmio não vai nem perder lá. Time copeiro é complicado.

        • Paraiba 16/08/2019 | Responder

          Diante do boca o Marko Ruben perdeu um pênalti .A chapecoense fez 3 gols neste time do grêmio, agora é diferente. O atletico pr gosta de jogar no ataque não tem nada a perde e tem o fator da grama de soçaite que faz diferença.

  12. A maresia té te impedindo de raciocinar. Deixe pra criticar depois do jogo se o time perder. Enquanto estiver jogando torça a favor, a atmosfera positiva sempre trás bons resultados enquanto que a negativa atrapalha. Abandone essa síndrome de derrotado que alguns palmeirenses insistem em alimentar, os tempos são outros.

    • Gustavo Aroni 14/08/2019 | Responder

      Sinto muito, mas não vai rolar. Sugiro que você angarie uma área vip com os mediadores do 3vv, só para os torcedores de mente vencedora, uma Green Love. Por enquanto, fica como está.

    • ALEX CEREDA 14/08/2019 | Responder

      Tem muita gente torcendo contra, Marin, durante os jogos inclusive. As críticas devem ser feitas antes e depois dos jogos, durante é apoiar quem está em campo.

      • Gustavo Aroni 14/08/2019 | Responder

        As críticas e os elogios devem ser feitos quando as pessoas quiserem, antes, depois, aos 19 do 2° tempo. Cada um torce da maneira que quiser. Eu torço pelo bom futebol e a vitória como consequência. Se estiver jogando mal vou meter o pau no meio do jogo mesmo. Vocês não são nada mais, nada menos que qualquer outro torcedor do Palmeiras, para dizer como x ou y deve torcer. Se toca! Acorda!

    • Danilo 14/08/2019 | Responder

      Não adianta querer explicar.

      Pra essa gente (síndrome de derrotado) tudo está e vai dar errado, e se der certo foi sorte, pq eles sempre tem razão.

      Mas até aí tudo bem, cada um tem o direito de achar o que quiser.

      Tbm acho que o time caiu de produção, mas não vejo tudo perdido, se no final do ano não ganharmos nada, todos cobraremos.

      Agora, torcer contra só pra ter razão já é demais para mim, que sou torcedor e que TORCE para o time ganhar, seja jogando bem ou jogando mau.

      Enfim, alguns poderiam só parar de chamar os outros de pau no cu e idiotas. Isso só demonstra falta de educação e repertório.

      Avante Palestra!

      • Gustavo Aroni 14/08/2019 | Responder

        Minha síndrome é de Bom Futebol do Palmeiras. Se jogar bem, tudo bem, se jogar mal, meto o pau, dane-se o resultado. Títulos, vi todos no estádio, só falta o Mundial.

      • Leo Basile 15/08/2019 | Responder

        Ninguém torce contra o Palmeiras aqui! Não há qualquer relação entre cobrar um futebol com mais qualidade e não desejar que o time obtenha sucesso. Isso é discurso vazio, coisa de adolescente sem argumento.

        • Bianco 15/08/2019 | Responder

          Me divirto lendo os comentários dos profetas do apocalipse, sempre pregando o fim do mundo e simples simpatia pelo Palmeiras… me lembro de preferirem Conca (onde está mesmo???) ao Dudu, prioridade de goleiro que joga com os pés (vide Sidão)…

  13. Bruno Marin 14/08/2019 | Responder

    A maresia tá te impedindo de raciocinar. Deixa pra criticar depois do jogo, se o time perder. Antes disso torça, a atmosfera positiva sempre ajuda enquanto que a negativa atrapalha.. Mude essa síndrome de derrotado que está dentro de você e de outros desse site.

  14. Bruno Marin 14/08/2019 | Responder

    A maresia tá te impedindo de raciocinar. Deixa pra criticar depois do jogo, se o time perder. Antes disso torça, a atmosfera positiva sempre ajuda enquanto que a negativa atrapalha.. Mude essa síndrome de derrotado que está dentro de você e de outros desse site.

  15. lito 14/08/2019 | Responder

    O Gonzales do Flu seria uma boa contratação. Agora parece que o V Hugo está machucado. É o fim da picada.

  16. Não sei porque tanta dificuldade pra entender. Claro que devem criticar, porém, no momento certo. Tem
    gente que nem o jogo começou e já estão falando mal do treinador.

    • Gustavo Aroni 14/08/2019 | Responder

      Qual é o momento certo para criticar, Marin? Pra mim o momento certo é quando não joga bom futebol, independente está levantando a taça. Pra você pode ser quando não ganha um jogo, ou pode ser sempre momento de elogiar. Agora o 3vv tem o poder de fazer o que nosso apaixonado pelo Palmeiras disse aí embaixo: limar todo e qualquer comentário dos pseudo palmeirenses que achar mal intencionado ou nefasto.

    • Gustavo Aroni 14/08/2019 | Responder

      Isso. Que tal dar essa ideia aos administradores do site? Eles poderiam colocar um carimbo verde escrito “LPC” (livre para críticas) no início do post, quando acharem que é a hora certa para fazer críticas, comentários nocivos e nefastos. Que tal? E o restante do tempo, liberar só para se elogiar o time, idolatrar o técnico, fazer juras de amor ao clube e odiar bom futebol.

  17. ugo 14/08/2019 | Responder

    SOU PALESTRINO/PALMEIRENSE E JA DECLAREI ANTERIORMENTE QUE AMO O PALMEIRAS, SOU CRITICO, MAS NAO AO PONTO DE NEGAR A MINHA PAIXAO.
    TEM PSEUDOS PALMEIRENSES QUE USAM O NOSSO BLOG PARA SOMENTE CRITICAR O NOSSO CLUBE, ESTAMOS NUMA OTIMA FASE , COM O CLUBE EM OTIMA SITUACAO FINANCEIRA, COM O TIME DE FUTEBOL SEMPRE DISPUTANDO E ESTANDO ENTRE AS PRIMEIRAS COLOCACOES.
    FUTEBOL BONITO NO ATUAL ESTAGIO DO FUTEBOL B RASILEIRO E UTOPIA.
    NA MINHA OPINIAO O QUE OS VERDADEIROS PALMEIRENSES DEVEM FAZER: IGNORAR COMPLETAMENTE ESSES MAL INTENCIONADOS COMENTARIOS, NAO RESPONDENDO A ELES, ELES VAO LEVAR AS NEFASTAS MENSAGENS AO VENTO.
    ESSAS PESSOAS NAO MERECEM ESTAR NO 3VV. ELES QUE VAO ESCREVER NO CLUBE DE CORACAO DELES. TENHO DITO…..!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Gustavo Aroni 14/08/2019 | Responder

      Comentário normal de mais um ultra-palmeirense, que posta um comentário de vez em nunca, e quer ditar as regras do site. Aliás, ninguém é obrigado responder comentário nenhum meu, pode ignorar o quanto quiser. Eu sempre vou pleitear bom futebol, e resultado como consequência de bom futebol, seja utopia ou não, gostem os resultadistas ou não. Se o 3vv, o Criscio, considerar meus comentários nocivos ao site, pode jogar limpo e não comento mais. Se quiser que apenas os “verdadeiros palmeirenses” opinem, que só os comentários que falem bem do time, do presidente, do clube sejam publicados, fique à vontade. Só que nunca vou dizer que uma coisa está boa se acho que não está, dizer que não foi pênalti, o que acho que não foi, que está jogando bem só porque está ganhando. Não adianta. O 3vv que decida….

      • Leo Basile 14/08/2019 | Responder

        Devo meus parabéns também ao Gustavo!
        Os patrulhadores poderiam sugerir aqui também, como já observei em outro fórum, a criação de um “espaço vip” no qual estejam livres dos mais críticos, à vontade para babar ovo de quem desejarem.
        Engraçado que, se acreditam que tudo vai às mil maravilhas, que o técnico, com seu master, mega, ultra, blaster currículo (construído 90% dele há mais de vinte anos, tempo em que se “amarrava cachorro com linguiça”), é o “maior de todos” e um Deus imune a críticas, que estamos passando por uma simples “oscilação”, que o futebol jogado é realmente eficiente e que clamar apenas por um pouco mais de repertório e alternativas táticas é utopia ou coisa de quem deveria torcer pelo Liverpool (time derrotável pelo Palmeiras em uma eventual final de Mundial, de acordo com os mesmos), então por que se sentem tão afetados por meros comentários vindos daqueles cujos parâmetros de julgamento não se encontram em épocas como a que foi de 2000 a 2014, mas em momentos nos quais, de fato, a SEP erigiu seu status de clube grande?

        • Gustavo Aroni 14/08/2019 | Responder

          Isso, Basile. Alguns anos atrás, se não me engano o Levi deve se lembrar, comentávamos num site chamado Mondo Palmeiras (que hoje é Mondo Verde). Teve uma época em que meus, e de alguns outros (que não é o Levi) passaram a ser preteridos por alguns administradores do site. E logo depois, não creio que seja por este motivo, eles criaram essa tal área vip e acredito que conseguiram se livrar dos “menos palmeirenses” que só criticavam, e então migrei para cá. Seria uma boa sugestão para o site se livrar dos profetas.

      • ugo 14/08/2019 | Responder

        SO PORQUE RESPONDEU, IGNORO COMPLETAMENTE !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      • ugo 15/08/2019 | Responder

        o unico problema e que o senhor nunca, digo nunca ve o time jogar bem o problema e que o senhor nunca repito nunca ve um penalti a nosso favor, o problema e que o senhor vou repetir nunca ve o VAR nos prejudicar,o problema e que o senhor nao tem ao menos simpatia pelo nosso querido Palestra/Palmeiras.

  18. Lito 13/08/2019 | Responder

    Parece que o ângulo foi bem no jogo treino. Tá na hora de colocar o moleque e o Matheus Fernandes. Chega desse menino maluquinho

Leave Your Reply

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados