Opinião: a hipócrita e torcedora mídia esportiva

Por Vicente Criscio

Fazia tempo que eu não escrevia. Falta de tempo, porque nosso Palmeiras nos oferece pauta quase todo dia. De Mattos (que já passou da hora de se retirar) a vitalícios.

Mas quebro meu silêncio para falar de algo que hoje deixou a mim e a muitos palmeirenses indignados. Pra quem não viu, vejam a imagem abaixo:

***

A imagem da mídia ultimamente anda tão desgastada com tantas matérias tendenciosas que o descrédito tomou conta da maioria das pessoas do meu círculo de relacionamento. E falo dos dois lados. Os que são contra grupo político X apresentam notícias e carregam nas tintas contra o grupo X. Os que são favoráveis, fazem o oposto.

Na mídia esportiva não é diferente. Quem não conhece aquele jornalista corintiano que posa de paladino da ética, mas que nunca, NUNCA, escreveu uma linha sobre o estádio construído com dinheiro de corrupção para seu time do coração? Isso pode? E ele anda por aí, nessas emissoras e jornais destilando seu ódio contra o Palmeiras e outros times, quando é de sua conveniência.

Agora a bola da vez é o Flamengo. Ah Flamengo….

Montou um grande time esse ano. Trouxe um treinador de segunda linha da Europa – afinal, se fosse de primeira linha teria ido treinar um time da Inglaterra ou Espanha ou Alemanha – mas ok, um bom treinador. E, apesar dos inúmeros erros de arbitragem a seu favor durante esse campeonato, tem o favoritismo pra ser campeão. Afinal gastou milhões (quanto? R$ 190 milhões, de acordo com um desses jornalistas “acima de qualquer suspeita”). Ah… Hoje ninguém fala mais em fair play financeiro.

Mas quantas matérias você amigo palmeirense leu sobre a morte dos 10 garotos do ninho do urubu esse ano? Quanto que esse investimento poderia minimizar (nunca substituir ou eliminar) a dor da perda dos familiares desses meninos entre 14 e 16 anos? E se futebol é negócio, quanto um – pelo menos um – deles poderia render aos seus pais em termos financeiros?

Você não lê e nem vê pesquisa na Fox sobre “os riscos de associar a marca a um clube responsável pela morte de 10 garotos num incêndio dormindo num contêiner inapropriado para ser alojamento”. Mas vê matérias sobre a possível venda de Reiner, de lá do mesmo lugar onde os 10 garotos foram “assassinados” pela irresponsabilidade de alguém, na mesma Fox, que também cita a venda de Vinícius Junior por 45 milhões de euros ao Real Madrid (curiosamente essa grana toda pro garoto que é reserva lá… vai saber né… esse mundo da bola parece que tem muito bobo ainda…).

Bacaninha essa FoxSports não é?

O Flamengo tem todos os méritos esse ano. Seu Presidente, Rodolfo Landim (ex executivo do grupo EBX, de Eike Batista) tem um senso de oportunismo muito grande e soube sair na hora certa da EBX, que derreteu e levou a grana de muitos investidores. Eike foi em cana, saiu, é nem sei onde está hoje. Mas isso não importa não é mesmo? O que importa é o Flamengo. Montou um time de gestão digamos bastante “esperto”. O futebol brasileiro esperava isso em algum momento. E é boa essa rivalidade – Palmeiras x Flamengo.

O que não é boa é essa hostilidade canalha, hipócrita, desleal, da imprensa tendenciosa. O Flamengo é disparado o time com maior número de erros a seu favor pela arbitragem (e agora o VAR). O que essa FoxSports de maneira leviana tenta induzir o leitor em seu site sobre a partida de ontem é também uma mentira. O VAR mostrou impedimento do jogador no lance do gol do Ceará. Ponto final! O mesmo VAR que não quis mostrar novamente o lance do pênalti que Weverton defendeu e fez justiça. O juiz de ontem: no mínimo medroso. Colocou a mão no bolso para dar amarelo a um jogador do Ceará e quando viu que ele seria expulso, se arrependeu. Uma vergonha.

Isso a FoxSports não mostra.

O Palmeirense que acompanha a história do Palmeiras sabe que temos décadas e décadas de perseguições. “Quem esses italianinhos pensam que são … “. Esses que colocam essas matérias e pesquisas trazem isso no seu DNA. É uma mistura de torcida com rejeição a um time que – se está longe do ideal – evoluiu acima de seus rivais em termos de estádio, centro de treinamento e patrocinador. Nunca precisou de dinheiro público para nada (quantas anos Petrobras e Caixa patrocinaram a camisa do Flamengo mesmo?).

Mas voltando ao Palmeiras. Temos uma torcida apaixonada. Colocamos facilmente mais de 30 mil torcedores no Allianz pagando em média 60 reais. Temos que brigar com FPF, CBF, Conmebol, STJD, e imprensa esportiva. Pior! Até seus jornalistas palmeirenses (com raras e honrosas exceções) são envergonhados em defender suas cores.

Temos resiliência. Mudamos de nome. Mas honramos nossa história.

Que a FoxSports se redima dessa patifaria feita nessa pesquisa. Que o responsável seja punido de forma adequada. E que o palmeirense saiba escolher definitivamente o que ler e onde ler notícias do seu time.

Ah…. e que o Palmeiras, através de sua direção, se manifeste.

Chega! Sabemos o que somos e o que representamos para o futebol brasileiro. E eles também sabem… mas fingem que não!

Saudações Alviverdes!

Posts antigos, Por Onde Anda, e Links Patrocinados