Categorias
Opinião

Opinião: Misters e Profexores

Por V. Criscio

Nem bem o ano começou e semana passada o Atlético MG já demitiu o técnico venezuelano Dudamel. Não durou dois meses no cargo.

Rafael Dudamel (47 anos) foi contratado na euforia do final do ano de 2019 onde todos achavam que o mundo do futebol estava acabando e somente treinador estrangeiro prestava. Jorge Jesus e seu sucesso no Flamengo ajudaram nesse mito. O Galo mineiro, Inter (Eduardo Coudet, argentino, ex-Racing) e Santos (Jesualdo Ferreira, português) assinaram com seus times em dezembro. E Sampaoli quase assinou com o Palmeiras.

Vamos avaliar em retrospectiva. Sempre é mais fácil. Primeiro, o time da moda. O Flamengo. Cantado em verso e prosa como o time da melhor gestão, poucos lembram que antes de Jorge Jesus, o Flamengo contratou o “experiente” Abel Braga. Abelão, dos vinhos refinados, declarações polêmicas, vencedor de uma Libertadores com o Inter e alguns cariocas, mas sem ganhar títulos há alguns anos, e com uma tragédia familiar recente, assinou com o Flamengo em dezembro de 2018. Durou poucos meses. E foi mandado embora.

A diretoria rubro negra trouxe Jorge Jesus. O Mister. Visionários? Nem tanto. O contrato era de 1 ano e vence agora em maio de 2020. Isso já nos diz muita coisa.

Mas não foi só esse caso. Sampaoli, esse sim, diferente de JJ, pegou um carro não tão equipado em 2019. Fez um belo trabalho na baixada santista. Ok, contou com a ajuda de um Palmeiras cambaleante e incompetente nas contratações do ano passado. Mas o treinador teve muitos méritos. Chegou num honroso vice campeonato brasileiro. E o xará argentino de Jesus pensou que estava por cima demais da conta. Recusou bela proposta do Verdão e agora vai ter que assinar com o Galo pra não continuar desempregado.

Coisas da vida.

Mas continuando com a retrospectiva. Nessa onda, ainda em dezembro, alguns dirigentes foram nessa onda do “passaporte estrangeiro = qualidade”, na busca do seu “Mister”. Contrataram estrangeiros.

O problema não é copiar uma fórmula de sucesso. O problema está na expectativa do curto prazo.

Dudamel não era o salvador da pátria. Como Jesualdo também não é. Nem Coudet. Nem Sampaoli. Os dirigentes, de maneira geral, são covardes. Têm medo de ousar e acreditar na ousadia. Bastam dois meses de resultados ruins ou eliminações e fritam o treinador. Mas esquecem rapidamente sobre quem contratou o treinador.

Falta de planejamento de longo prazo, contratações errada, elenco ruim, muitas vezes montado embasado em decisões erradas, medo de errar, crença de achar que “o que funcionou lá, vai funcionar aqui”, medo de inovar, falta de coragem, falta capacidade de gestão do todo.

Esse é o problema maior nos grandes clubes brasileiros, que começam no topo das suas pirâmides, e batem nos treinadores, depois na formação dos elencos, nas expectativas de curto prazo, e nos resultados que não são sustentáveis.

Dudamel é mais uma vítima desse ciclo. Logo logo virá Jesualdo e outros.

Ah, sim, e sobre o nosso time?

Quando finalmente o Palmeiras desistiu da contratação de Sampaoli, foi atrás de Luxemburgo. O Profexô. Para alguns palmeirenses, e para a mídia de maneira geral, foi um inferno. Luxa, com seus mais de 60 anos e seus altos e baixos na carreira poderia se igualar aos “poderosos” treinadores estrangeiros? Poderia brigar com o Mister?

Como quase tudo na vida, a sabedoria não está nos extremos.

Ainda é cedo para avaliar o trabalho de Vanderlei Luxemburgo na frente do Palmeiras. Focado, dentro das quatro linhas, não há no Brasil treinador que mais entende de futebol (ok, essa é uma coluna de opinião, logo, essa é a minha opinião). Se vai entregar títulos, não depende apenas dele. Depende de um elenco forte, equilibrado, recursos, respaldo, infra-estrutura, e óbvio, da parte dele, que ele extraia o máximo que esse elenco pode dar.

Futebol não é uma ciência exata. Nesse momento o Palmeiras não é o principal favorito aos principais títulos em 2020. E isso talvez seja positivo para tirarem os holofotes. Mas temos o segundo maior orçamento dentre os times brasileiros, uma das melhores estruturas, o melhor estádio, e um elenco que ainda precisa de reforços, mas com potencial. Luxemburgo tem nas mãos muito mais do que teve nos últimos anos. Tem sua chance de entregar muito resultado.

Que tenha total consciência disso e aproveite essa chance!

Saudações Alviverdes!



65 respostas em “Opinião: Misters e Profexores”

Sentimentos para o nosso goleiro Weverton prlo falecimento de sua mãe. Que Deus o conforte!

O Palmeiras teve boa atuação. Achei que em alguns momentos houve “buracos” no meio do campo possibilitando o adversário avançar com certo perigo. Precisamos de um lateral-direito e alguém para a amação com qualidade. O Palmeiras vai passar facilmente pelo seu grupo. Tem grandes chances de, novamente, fazer a melhor campanha geral.

Orra meu !!! viram a noticia? Ronaldinho Gaucho uso o passaporte do Lucas Lima para entrar no Paraguai , mas foi descoberto

Depois do show de bola contra o peixe, hoje o Palmeiras está colocando o Tigres, quinto colocado do grupo B da segunda divisão Argentina, e com o time de reservas, na roda, jogão! Weverton não precisou se mexer até agora. Timaço, o Mundial que se prepare, esse ano é tudo nosso!

Parece que vamos de Ramires de volante e Dudu de meia armador…
San Genaro, hoje é dia, não nos abandone!

Depois de pegarem no pé do Dudu que ele não chuta no gol, vai querer chutar até do meio de campo hoje. Meu palpite: Tigre 0-3 Palmeiras, quatro gols do Dudu.

Cadê Patrick de Paula?
Cadê Scarpa?
E Esse Luan atacante arrebentando nos treinos?
Decola Veron!!!

Patrick de Paula, para mim, é a maior injustiça entre a molecada. Quando entrou, jogou muito, e não tem mais chance. Não consigo entender. Para mim, o único que ainda está cru, tem que ir entrando aos poucos pra pegar cancha é o Verón. Sentiu o profissional.

Engraçado que a gambazada se doeu muito mais por essa foto do que os palmeirenses . Chegaram a fazer protesto na porta do CT pedindo a saída do comedor de “esses”. Tbm não acho q seja pra tanto , é apenas uma foto num momento de descontração que em nada está ligado ao futebol. Mas concordo com o Leo Basile ( finalmente rs ), falta cérebro pra esses caras. Parece que não sabem ou não estão nem aí pro nível de exposição em que chegaram. Eu no lugar do Dudu não tiraria essa foto. Eu no lugar do Andrés não tiraria essa foto. Não tiraria por me importar com a opinião dos milhões de torcedores que me ajudam a receber a fortuna que eu recebo por mês e que 90% ou mais da população mundial sequer sabem o que é. Mas esperar isso desses caras é o mesmo que esperar que o Lucas Lima seja um novo Alex . Esquece!

Pelo que vi da foto, principalmente o Andrés, estava mamado. Ele mal sabia quem estava ao seu lado. Não vejo nada demais na foto.

Não tinha visto, acabei de ver a foto do “craque” do time do Palmeiras ao lado de Andrés Sanchez no carnaval lá em Salvador. Agora dá para entender porque o “ídolo” amarela e caga de medo quando joga contra o curintia.

O mundo mudou demais . Não se faz mais “ídolos ” como antigamente rs

Falando sério:

Qual é o real problema? Na folga dele, ele pode fazer o que quiser.

Engraçado que o Edmundo não ganha aspas em “ídolo”, mesmo tendo ganhado menos do que o Dudu no Palmeiras e já ter jogado no SCCP.

Vai entender…

Eu acho no mínimo uma falta de bom senso um jogador do Palmeiras aparecer em foto ao lado do presidente gambá.
Respeito o Dudu como jogador e não compartilho de muitas das críticas dos comentadores aqui, mas falta raciocínio para boleiro.

Na boa Leo Basile, essa exposição imbecil do Dudu só comprova que ele está cagando para o clube e seus torcedores.
Esse aí perdeu o meu respeito.
Nem pênalti o fdp sabe bater.
E sempre morre de medo de jogar contra eles.

Thom, as ” ” no ídolo que o Dudu ganha, no meu caso, é por ser um apenas um bom jogador, nota, 6,137483, que não decide em jogos importantes, diferente do Edmundo que, para mim, foi craque, ídolo (sem ” “). Nada a ver com o fato do Dudu pular carnaval abraçado com o Andrés.

Explica pra ele aí Aroni . Eu já tô cansado de repetir minhas opiniões.

O Dudu fez os dois gols da final da Copa do Brasil de 2015 contra o Santos e foi protagonista nos Brasileiros de 2016 e 2018. Não é verdade que ele amarela.

Exatamente Zanon!
Mas é que a turma aqui esquece meio rápido das coisas!!
Alguns ainda preferem o tempo que brigávamos para não cair ou que éramos campeões brasileiros a cada 20 anos!!! (73 até 93 e 94 até 2016).

Do tempo que brigávamos pra não cair, principalmente na época do “andar com as próprias pernas” e do ” não pode fazer louc.uras”, você, junto com outros fantasmas boca aberta elogiavam o time, agora vem querer jogar nas minhas costas? Já falavam que o time estava no caminho certo, e eu me.ti.a o p.a.u. Era 2013 parte 2, 3 e 4. Agora vem dizer que eu que tenho saudades? Vão se c.at.ar! E o Nobre vai voltar. Se preparem!

Nossa!! Como você vestiu a carapuça!!!
O que você falou de mim é uma inverdade, pois em 2013 e 2014 eu não participava do blog para elogiar ou criticar!
Mas de fato não sou de ficar criticando a fase de 2015 para cá!! Claro que tenho minhas ressalvas, porém não acho que vamos ganhar sempre!!!
De resto imagino como o corneta do 3VL (terceira via Liverpool) deve estar atuante com mais uma derrota e eliminação do time hoje. Já perdeu também no fim de semana.
Já até vejo o canto ooooo queremos jogador ou pedindo a cabeça do técnico!!!

Então se não estava aqui naquela época, não tem como falar que sinto saudades de um time em que metia o p.a.u aqui constantemente. No tempo de 73 e 74 não era nascido, e os de 93 e 94 não ficaram 20 anos sem ganhar títulos, ganhou em 96, 98 (dois títulos) e 99. E jogam 500 vezes mais bola que esse time queno Dudu é “””’craque”””‘”.

Em momento algum citei seu nome, muito menos tive a intensão de provocar ou ofender. E ainda concordo com a maioria das críticas principalmente quando nos comparamos com o cheirinho!!
Só tenho um pouco mais de calma para analisar porque dos altos dos meus 50 anos já vi muitos times ridículos do Palmeiras além das duas enormes filas de campeonatos brasileiros (73 até 93 e 94 até 2016).
Então às vezes ainda prefiro esperar e torcer do que reclamar!
Quando falo de saudade dos times ruins do palestra estou falando mais de mim.
Por exemplo: na única vez que jogamos com o Tigre lá fazem só 7 anos e a nossa linha tinha Weldinho, Maurício Ramos, Henrique, Marcelo Oliveira, Vilson, Márcio Araújo, Wesley, Mago, Vinicius e Kleber.
Que tristeza!!!!

LGO, tamoxunto! Opiniões divergem, mas num sentido comum: Palmeiras vencedor. Também não quis ofender.

O “mago” Valdívia sabia jogar mas não foi um jogador profissional. O Kleber Gladiador foi bom atacante, mas também se perdeu pelo caminho. Os outros citados eram péssimos mesmo.

Zanon, esse Kleber não era o Gladiador. Era aquele do Porto, que o Kleina mandou tnc, quando ele perdeu um gol feito contra o Tigre, na Argentina.

Entre o Palmeiras do “bom e barato” e o do cabeça de ovo, existem outros tantos. Nem precisa ir longe, a situação atual cada vez destoa mais do que se viu em 2015/2016. Vamos ver para aonde a atual gestão irá levar o Palmeiras.

Em 20 e tantas decisões, ele decidiu uma, que ainda foi para os pênaltis. Em 2016, o protagonista foi o Jaílson, que entrou numa fogueira danada, e fechou o gol. O Dudu só jogou bem um turno, e ficou com os louros. Em 2018, vários foram os protagonistas, e como sempte, ele leva os louros sozinho.

Aroni, você não precisa gostar mais do Dudu por reconhecer que ele foi fundamental nos três últimos títulos que conquistamos. Ele não precisa ser o único protagonista pra ser muito importante. Ele não foi o único, mas foi protagonista nos três. Que outro jogador foi importante em tantos títulos pelo Palmeiras? Nos últimos… 20 anos, por exemplo.

Estatisticamente, inclusive.

Aroni, eu respeito e entendo o fato dele não ser ídolo pra você. Inclusive sua nota pro Dudu.

O problema pra mim é colocar aspas em ídolo, como se apenas uma visão sobre o que é ser ídolo é valida.

Pra uma geração de palmeirenses de 10 a 17 anos, ele é. Porque foi quem ajudou muito a dar os títulos que essas pessoas viram.

Podemos passar horas discutindo se ele fez mais ou menos que o Edmundo. Se é mais ou menos importante pra história do Palmeiras.

Mas ídolo, pra muita gente tão palmeirense quanto eu e você, ele é. Sem ” “.

Veradade,Thom. Inclusive falei sobre isso pro Fróis no post anterior (01/03/2020 às 01:31). Respeito o história do Dudu no Palmeiras, e sei que ele é um ídolo para 99% dos palmeirenses. Ele é um cara dedicado, quer jogar sempre, boa praça (acredito). Só que eu o acho um jogador comum. Talvez porque eu tenha visto jogar diversos atacantes que, na minha opinião, foram melhores que ele. Mas prometo não por mais “” quando falar do Dudu de novo. Assim todo mundo fica feliz. Kkkkk

Hahahahahaha

O problema é que nós somos velhos. Temos muito com o que comparar.

Exatamente Thom. A questão é essa. Estamos velhos. Edmundo e Evair eram ídolos pra mim de infância. Depois na adolescência tinha Marcos, Paulo Nunes e Alex como ídolos. Hoje em dia vai ser difícil eu considerar alguém um ídolo. Só se surgir um Messi ou um CR7 no Palmeiras, fora isso eu vou achar muitos defeitos em qualquer um que surgir. Qdo a gente pega uma certa idade não se contenta sis com pouca coisa, o nível de exigência aumenta. Mas o Dudu tem meu respeito e admiração como palmeirense.

Não se esqueça que o Dudu perdeu pênalti contra o Santos no 1° jogo da final do paulista 2015 contra o Santos.
Deu chilique lá na Vila Belmiro e foi expulso no 2° jogo.
Em 2018 no Allianz Parque perdeu perdeu pênalti na decisão e durante o jogo quis tirar o time de campo.
Além também de ser muito chorão.
Isso não é ser ídolo.

Cara, da ela fazer uma lista bem mais longa de khdas de vários ídolos que passaram pelo Palmeiras. Bem mais graves que essas.

É como o Frois bem observou. Nós temos nossos ídolos de infância/adolescência e achamos que os de agora não são tão bons. Assim como nossos pais achavam que nossos ídolos não eram tão bons quanto os deles… Isso nunca vai acabar.

Ainda acho mais inteligente deixar o Dudu como último a ser criticado, pq apesar de não ser craque, é de longe o melhor que temos.

Não vejo motivos para tanto drama. É nas horas decisivas que o Palmeiras (e o Luxemburgo) terão de mostrar o seu verdadeiro potencial. Por enquanto vai-se empurrando com a barriga.

Também penso assim!!
Óbvio que poderíamos e deveríamos estar melhor, mas o momento agora é de apoiar e torcer e caso os resultados não venham aí sim criticar e solicitar mais mudanças!
Como tudo na vida: nem 8 nem 80!!!

Aí é que está o x da questão, Zanon: nas horas decisivas. A Síndrome do Amarelismo em mata-matas. O Luxa tá fazendo bem a receita, metendo o time pra cima, o problema são os ingredientes, todos vencidos. E já tá no limite do empurrão com a barriga. Melhor usar uns três dedinhos a mais nesse empurrão, e evitar cair na boca do tigre.

Luxemburgo em 2020 é uma aberração, um absurdo! Um sujeito que nos últimos 10 ou 15 anos não apresentou absolutamente nada, a não ser trabalhos pífios. Fora que é mau caráter, alguém que já comentou o próprio time na cabine da RGT! Motivo mais que suficiente para ser persona non grata no clube eternamente!
Nao existe isso de “focado”. Quem tem certeza que ele está focado? Quem põe a mão no fogo por um sujeito desses? Por que ele não tem estado focado nesses últimos 10 ou 15 anos?
Não se pode julgar um treinador por ele ser mais velho ou mais novo, brasileiro ou estrangeiro, mas sim por aquilo que apresentou nos últimos tempos, nos quais a dinâmica do futebol se tornou rápida e acentuada, pelo que apresentou em termos de evolução tática, pelos conceitos do quais lança mão para conceber futebol. E, nisso tudo, Luxemburgo falhou miseravelmente desde que fez seus últimos trabalhos merecedores de louvor, assim como era com Scolari.
Não existe mais esse Luxemburgo da década de 1990 que ainda insistem em tentar desenterrar, messianicamente, romanticamente. Ele foi engolido pela soberba e pela evolução do futebol.

E o Cruzeiro quer levar o Jean!
Se não contratamos muito neste ano, pelo menos estamos fazendo uma boa faxina…

Esse já faz hora extra no Palmeiras faz tempo. Sei não, hein? Quando fala que vai embora é que teve ter renovação de contrato à vista…

Nem brinca!
Chega de fazer nosso Centro de Excelência uma casa de repouso.

Parece que foi mesmo pro Cruzeiro. Graças a Deus! Que seja o primeiro de muitos a vazarem.

Como funcionam as negociações de bons jogadores no meio do futebol? todos os grandes craques tem o seu agente/empresário/procurador/ou sei lá o que, estes que fazem as negociações com as equipes e logicamente preferem coloca-los onde está o dinheiro. Isso acontecia com o Santos quando revelou muitos “moleques” bons de bola. Não era a base que era boa e sim, os empresários levavam ao Santos pois sabiam que lá eles iriam jogar e uma grande chance de sucesso………. O sucesso dos Urubús se deu pois lá havia sobra de dinheiro e grandes chances de aparecerem e lógico, juntou a+b+c+d, além da mídia que ajudou bastante e até a arbitragem que na dúvida é para os Urubús……. O nosso Palmeiras declarou abertamente que diminuiria os investimentos e isso repercute no mercado afastando os agentes que aproveitam “a onda” e levam seus jogadores onde está o dinheiro…………não existe essa competência tão falada pela imprensa ou pelos torcedores…..

Querem um exemplo? onde vcs divulgariam o seu produto? na rede TV? na TV Gazeta? ou na Rede Globo? lógico que vc fará de tudo para divulgar na Rede Globo………..por isso que os tais craques desembarcaram no Rio de Janeiro …..vejam que são os empresarios ou agentes destes que lá chegaram

Os melhores times do mundo tem os investimentos mais altos, contratam os melhores técnicos e jogadores. Ciência exata não é mas que contratando os melhores as chances são sempre maiores . O que foi feito no Palmeiras foi uma rasgação de dinheiro com jogadores medíocres p médios.

Esse é um bom gancho. Não é uma ciência exata. Mas concordo. Com investimento e estrutura você monta um time vencedor. Outros também montarão (no Brasil por enquanto apenas o Flamengo fez isso e com mais competência que o Palmeiras). Logo quem tem mais recursos sai na frente. Seria uma enorme incompetência da gestão palmeirense não chegar numa final de Copa do Brasil ou Paulista. E não ser top 2 do Brasileiro. Afinal tem recursos para isso. Daí pra frente existe o imponderável.
Já a Libertadores…. as coisas são mais imprevisíveis…. Mas a mesma lógica se aplica com mais clubes na parada.

Mas assim como podemos passar o Santo André, o Novorizontino está no nosso vácuo. Se continuar sem dar um chute no gol e amarelar lá na impressora, perdendo os três pontos, a coisa pode ficar bem feia por aqui também.

FDS que vem, sou Palmeiras contra a Ferroviária e Novorizontino contra os gambás, sem medo de ser feliz!

Em outras épocas treinador de futebol era chamado de “treineiro”.
Aí os tempos passaram e parte da imprensa esportiva começou a empregar a denominação “professor” e isso pegou e perdura até hoje.
Chegou esse portuga aí e a moda da vez foi chamá-lo de Mister.
Resumindo, não existe nem professor e nem mister e sim treinador de futebol.
E todos eles funcionam com um time e elenco equilibrado do goleiro ao ponta esquerda e reservas.
E todos eles vivem de resultados.
O resto é papo furado.

Concordo com praticamente tudo, Criscio, exceto no trecho “mas com potencial”, que para mim se aplica apenas à molecada, ao Rony e (talvez) o Vina que chegaram agora, Weverton e Felipe Melo. O resto, são todos comuns e dispensáveis.

Concordo com tudo que está escrito no texto . Futebol realmente não é uma ciência exata onde vc encontra a fórmula certa, aplica e chega ao sucesso. O Flamengo teve uma felicidade rara ao contratar o Jorge Jesus. Nem eles acreditavam que daria tão certo , mas deu , tudo conspirou a favor, contrataram os jogadores certos , eles abraçaram as idéias do seu Mister, alguns jogadores começaram a jogar uma bola que nunca jogaram na vida, a torcida veio junto e ninguém segurou . Mas eu não acho que se o Palmeiras tivesse contratado o JJ ou o Sampaoli nossa história teria sido diferente. Eu ainda sou da opinião que quem joga são os jogadores , quem resolve lá dentro são os jogadores e no Palmeiras esse tem sido o problema há anos. Várias contratações equivocadas, jogadores que estão andando pra camisa do Palmeiras, outros que sentem demais o peso dela e não conseguem jogar e o resultado é sempre o mesmo, a pipocada em jogos grandes . Pra mim nem Sampaoli nem JJ teriam mudado isso. Agora, se o Sampaoli der um jeito naquele b.o.s.t.a que é o Atlético Mineiro, aí eu já tenho que dar o braço a torcer e começar a rever minha opinião.

Concordo com quase tudo. Discordo apenas da frase “no Palmeiras isso tem sido o problema há anos”. Não acho que um time que no principal campeonato do país nos últimos 4 anos tem dois títulos, um vice é um terceiro esteja nessa tragédia toda…

Pois é, mas para os profetas do apocalipse o Palmeiras está fechando as portas há pelo menos 05 anos…

LGO , não é uma tragédia mesmo no ponto de vista de resultado mas no ponto de vista de futebol jogado eu acho que é uma tragédia sim. Vamos pegar desde que a Crefisa chegou e começou a contratar jogadores à penca. São 5 temporadas inteiras. Se nessas 5 temporadas teve 6 meses ao todo de bom futebol, é muito. Não dá pra admitir um clube cheio da grana contratar 1355 jogadores, 78 técnicos e não conseguir apresentar um futebol no mínimo agradável de se assistir . É muuuuuita incompetência!

Os comentários estão desativados.