Categorias
Brasileiro 2020

Pós Jogo Bahia 1×1 Palmeiras: falha e empate no fim

O Palmeiras parou na frente do Bahia de Roger Machado na Arena Pituaçu. 1×1. Zé Rafael fez o gol do Verdão. E tomamos o empate aos 49 do 2T numa falha de Weverton.

A ópera foi a mesma das outras partidas. Um 1o tempo sonolento, e mudanças no 2o que deram resultado. Luxemburgo colocou Luiz Adriano, Zé Rafael, Wesley e Scarpa (além de Ramires) e o time melhorou. Rony novamente fez uma péssima partida. Lucas Lima, idem. Willian: idem. E Menino jogou pouco, talvez sacrificado na posição.

E bastou colocar o garoto Wesley no lugar de um inútil Rony e o time começou a criar. Teve chances até que Scarpa (esse mesmo) cruzou da direita e Zé Rafael bem posicionado na área só empurrou pro gol.

O Bahia desmoronou. O Palmeiras poderia ter matado a partida com Scarpa ou mesmo Luiz Adriano (que não começou jogando para ser poupado… vai entender).

E no final Weverton falhou grotescamente. Tomamos o empate. Perdemos dois pontos.

Próxima partida é contra o bom Internacional de Coudet. Jogo duro.

27 respostas em “Pós Jogo Bahia 1×1 Palmeiras: falha e empate no fim”

E assim de pontos perdidos em pontos perdidos…….lá se vai mais um campeonato.
Amigos , em virtude de tudo o que está sendo 2020 , o ano já foi garantido com o campeonato paulista.
Campeonato brasileiro se ganha com regularidade acima da média e o Palmeiras está sofrível.

Eu já comecei o Brasileiro sabendo que não ia dar em nada. O declínio temporário do cheirinho e uma surpreendente disparada nossa, me fez achar que até daria pra beliscar o Brasileirão sim, mas a ficha já caiu de novo. Esse time é muito fraco, e se torna mais fraco com um treinador ultrapassado e egocêntrico com 0 de humildade. Ganhar o paulistinha em cima dos gambás já salvou nosso ano.

Por outro lado, de ponto catado aqui em ponto catado ali, o Flamengo vai se mantendo vivo até que o time readquira a sua condição física e técnica para aí poder brigar de verdade pelo título.

Dois gols do Santos foram anulados (fiquei esperando para vê-los no intervalo pelo Premiere, e nada), e o primeiro tempo foi até 54 minutos, quando o Gabigol marcou. Os urubus deveriam ter apenas três pontos, não fossem os pênaltis inventados contra Grêmio e Botafogo na bacia das almas, mas podem chegar a oito hoje. Assim até eu…

Nas próximas 9 rodadas o Palmeiras tem 6 jogos “grandes.” Inter, Flamengo,Grêmio, SPFC,Corinthians e Botafogo. Sim, taticamente o Paulo Autuori faz o Botafogo jogar bem. Se não mudar muito a ambição por vitórias , a tática e a velocidade de jogo, é grande a chance de… quase ganharmos alguns, quase perdermos outros e empatarmos a maioria. O antigo Luxa do… “medo de perder tira a vontade de ganhar “… é o atual Luxa que “negocia resultado contra times medíocres”…como o futebol brasileiro hoje, é formado basicamente por times medíocres, vamos passar o campeonato tocando bola de lado, às vezes fazendo um gol e recuando para “negociar ” o resultado.

Pelo que tenho visto, e resultados à parte, de fato o Botafogo, assim como o Fortaleza, com elenco bem pior vem jogando muito melhor que o Palmeiras.

Terminar o campeonato invicto com 28 empates vai nos dar no máximo vaga na Sula. Essa filosofia covarde pode garantir emprego de técnico, só isso.

Pelo que foi apresentado até aqui, acredito que desses 18 pontos contra “grandes” vamos levar no máximo 8, vencendo um e empatando cinco jogos. Mais que isso dá pra sonhar, menos é melhor ver se o estoque de pilhas pra calculadora está em dia.

A verdade é que só enfrentamos times que vão brigar pra não cair. Santos? Meia boca.
Contra o Internacional é que vamos ver realmente se temos time pra brigar pelo campeonato ou meio da tabela.

Num campeonato de pontos corridos perder pouco nem sempre é sinônimo de vantagem. Quem tem seis empates fica atrás de quem perde quatro mas ganha duas.

O Verón tem potencial, mas ainda é uma promessa e não sabemos quanto tempo vai levar pra ser vendido, sem falar que no primeiro passe errado é capaz do pofexô por o Rony no lugar dele. O Viña passa mais tempo no DM que em campo, e o Felipe Melo, além de uma permanente bomba relógio, só é zagueiro na cabeça do treinador, mas pelo menos mexe com o psicológico do time – pro bem e pro mal.

Pode até ganhar do Inter, mas a chave pra ser campeão em pontos corridos é perder o menor número possível de pontos pra esses times de fundo de tabela. Lembre das nossas campanhas em 2016 e 2018, aproveitamento mediano contra os primeiros e excelente contra os últimos.

E assim se perdem campeonatos.
Sem jogar absolutamente nada, ganhando jogos (e campeonato) à fórceps, o Palmeiras quase dorme vice líder e com um jogo à menos. Se o Luxemburgo se esforçar um tantinho para se atualizar, olhar como jogam Bayern e Liverpool, e conseguir botar em prática 40%, com esse elenco o Palmeiras ganha o Brasileiro ( que é tática e tecnicamente medíocre). Agora, se continuar com esse jogo amarrado e sem ambição teremos uma temporada de quase… quase ganhamos o Paulista, aos 50 do segundo tempo quase perdemos o Paulista…ufa!!! Ganhamos o Paulista. Quase ganhamos do Flu, quase empatamos com Atlético-PR, Santos etc… quase fomos vice líderes hoje. A única coisa regular no Palmeiras do Luxemburgo é o futebol entediante.

Esqueça, sob a ótica do Luxemburgo o que Bayern e Liverpool fazem hoje foi criado por ele há 30 anos e somos “pentacampeões do mundo”, então não precisamos aprender nada pois não há o que mudar.

Ele tem todo o direito de pensar assim, o problema está em quem compra essas ideias contratando um cara que um dia foi o melhor mas que nos últimos 16 anos só teve sucesso com estaduais cada vez mais fracos.

Zé Rafael não matou o jogo.
Mais uma c.agada no apagar das luzes.
E que má vontade do VAR com nosso time, fora 3 minutos pra confirmar impedimento claríssimo.
Por que Wesley é banco do Ruimny?
Não vamos crucificar nosso goleiro, ele tem crédito.

Se o VAR realmente estivesse com toda essa má vontade ao invés de demorar três minutos pra fazer o certo teria demorado um pra fazer o errado. Acho que é a gente que tá sempre procurando a desculpa ideal pra ruindade crônica que tomou conta do nosso time.

O Wéverton tem crédito mesmo, mas com essa tabela de reta inicial um Palmeiras que fosse brigar pelo título deveria estar com pelo menos treze pontos (quatro vitórias e um empate em Curitiba, jogo que vencemos). Um dia é o goleiro que falha, outro é a barreira que pula, antes o chute espírita que entra e lá se foram seis pontos pro lixo.

O VAR se esforçou pra validar o gol, é que não deu mesmo…
O time precisa se benzer, 2 gols ridículos aos 50 só com a gente mesmo.

Quatro jogos praticamente seguidos (seriam cinco não fosse o Patrick de Paula) em que o time sai na frente e leva o empate contra equipes piores por conta de falhas bizarras não é exatamente caso pra benzedeira.

Não sei quem foi mais incompetente nesse gol do baea… O espaço infinito que deram pro cara cruzar (a preocupação em ficar os 11 dentro da área é tão grande, que esquecem de fazer uma marcação mais pra frente), ou o Weverton saindo pra socar uma bola totalmente longe da meta… Enfim, empate horrível, os 3 pontos tavam totalmente seguros. Mas a covardia mais uma vez prevaleceu.

A despeito da empolgação que duas vitórias conseguidas a fórceps provocou naquela parte da torcida que só quer ver o copo meio cheio, e não há nada errado nisso, insisto que o Palmeiras hoje com muito boa vontade e considerando a concorrência é time pra G-6 e vaga na próxima pré-Libertadores, só isso. Não somos favoritos a rigorosamente nada, o que tinha pra ganhar já ganhamos.

Não sabemos segurar resultado, não sabemos matar jogo, não sabemos chutar a gol, não sabemos (no caso, o treinador) que não existem mais jogadores como nos anos 1990 que permitam insistir numa filosofia ultrapassada, enfim, só sabemos que assistir a uma partida do Palmeiras atualmente é um convite ao sofrimento e ao tédio.

Quando a TNT voltou com a imagem ao vivo a bola já estava entrando no gol.
Pior que o nosso time, só o diretor de imagem dessa emissora.

Narrador do E!: “No segundo tempo o Bahia quer mais jogo, ele voltou melhor que o Palmeiras”. O que eu vejo: só dá Palmeiras, Bahia só tentou umas arrancadinhas, foi desarmado em TODAS, criando lances de conta ataque pra gente, o Palmeiras chutou várias bolsas no gol. Mesmo nesse canalzeco, onde somos o principal clube que assinou com eles, temos de ficar aturando má vontade de locutor, tá louco…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *