Categorias
Brasileiro 2020 Resenha dos Jogos

Brasileiro 2020 São Paulo 1×1 Palmeiras: missão cumprida

O Palmeiras empatou com o SPFC em partida válida pela 34a rodada e acabou com as chances do time do Jardim Leonor disputar o título brasileiro.

Jogo ruim. Árbitro pior. Não apitou pênalti sobre Luiz Adriano na primeira etapa, e nem foi chamado ao VAR. Poucas chances de gol e um time palmeirense nitidamente cansado.

No 2o tempo o Palmeiras ainda tinha leve superioridade quando Mayje abre o braço no cruzamento de Juanfran e Vuaden apita pênalti após ser chamado pelo árbitro de vídeo. Luciano converteu.

O Palmeiras foi pra cima, Abel substituiu (tarde) com Scarpa e Lucas Lima (antes havia entrado Breno) e Scarpa passou a Rony que aos 40 minutos cortou pra dentro e bateu com o pé direito pra empatar.

Ainda restam duas partidas por esse Brasileiro. Mas o jogo mesmo é domingo que vem pela final da Copa do Brasil.

Saudações Alviverdes!

118 respostas em “Brasileiro 2020 São Paulo 1×1 Palmeiras: missão cumprida”

Ontem o Simon estava revoltado. O Obina manda lembranças. Tá vendo como torcedor sofre. Agora ele está sentindo na pele. Cadê os reforços????

Faz isso não, preciso do Goiás e do ACG na série A pra ver o Palmeiras de perto. No ano que eu ia assistir os dois jogos veio essa pandemia e cortou meu barato.

Desculpa, aí… É que não aguento mais esses times que tiram pontos só do Palmeiras.
O CAG tudo bem, kk…

Paulão, você afirmou abaixo que o empate do Flu garantiu matematicamente o SPFC no G-4, mas não é verdade. Tá certo que a bambizada terá que perder ponto pro B-otafogo amanhã, algo bem difícil mesmo com o clima de fim de feira que tomou conta do Morumbi, mas se der uma zebra e houver empate no RJ as gazelas vão precisar pelo menos empatar com o cheirinho pra garantir essa vaga.

No mais, a última rodada só vai definir mesmo quem será o campeão e quem ficará com a última vaga na Série B, com favoritismo de dois cariocas para ambos os casos. Depois, só vão restar as torcidas de Santos (vaga na Libertadores) e de Sport, Bahia ou até Fortaleza (vaga na Sula) pra que o Grêmio vença a CB.

Sim, que coisa, eu dei a rodada como encerrada, esqueci completamente que amanhã ainda tem jogo, e de fato o SP tem que passar pelo Botafogo para estar garantido no G4. Tô torcendo fervorosamente pro Flamengo ser o grande vice campeão de 2020. Não gosto do inter mas gosto menos do Flamengo e menos ainda do Nojério. Seria uma vitória épica do Abelão sobre o cheirinho. Meus amigos bambis estão jurando que o time não vai facilitar pro Flamengo, mesmo que estejam garantidos no G4. Vamos ver. Mas também não duvido que os gambás compliquem pro inter.

Se o Palmeiras ganhar, vai ter G8 mesmo assim… Certo?

Abre a quinta vaga direta (Fluminense) e mais duas pra Pré, pra Grêmio e Santos.

O único time que pode passar e tirar o Palmeiras do G-6 é o Santos, o que não faria a menor diferença em termos de classificacão.

Então, Thom, eu só fiquei sabendo disso hoje. Absurdo um campeonato que rebaixa 20% dos seus integrantes classificar 40% para a competição mais importante do continente. Mas não tenho certeza se teremos cinco vagas diretas e duas para a fase preliminar ou se serão quatro e três vagas respectivamente.

Os 4 rebaixados acho que já estão definidos. O Vasco não tem com tirar um saldo de gols tão distante!
Quantos a vaga da libertadores também já está definida. Independente de que ganhe a copa do Brasil já teremos G8!
Última rodada vale um pouquinho para a questão da sul-americana e o título que infelizmente deve ficar com os urubus numa pontuação igual ou menor que a nossa do terceiro lugar de 2019.

Estão definidos, LGO, até o Luxemburgo já admitiu. Mas para efeito de regulamento, os rebaixados precisam ser matematicamente ratificados, e isso oficialmente ainda não aconteceu.

Não concordo com as reclamações do Inter contra arbitragem. Elas são justificáveis, o Bruno Henrique fez uma falta idêntica à da expulsão do inter, e ainda por trás, no tornozelo do adversário, e o VAR nada fez. Achei falta do Pedro no gol anulado. Mas o Flamengo é muito mais time que o inter e não acho que isso determinou a vitória hoje. Posso estar errado mas acho que ganhariam de qualquer jeito. Mas eu comecei dizendo que não concordo com as reclamações e justifico: um time que na reta final do campeonato depende de uma vitória em casa contra o Sport pra ser campeão brasileiro e não só não ganha, como perde o jogo, não pode reclamar de nada. Tem que ficar quieto e deglutir o amargo vice campeonato sem abrir a boca.

O Inter reclama sem razão do lance do Rodinei. O pisão foi intencional e desnecessário. Só não vê quem nâo quer.
Concordo que perderam o título (se é que perderam) no jogo contra o Sport. Ridículo.
Elenco mais f.d.p. da história do chorolado!

Pois é, por mais que possa dar margem pra reclamação por conta da (onipresente) falta de critério, eu endosso a tese: time que faz de tudo pra ter Rodinei em campo pede pra perder campeonato. Ele falha na cobertura do gol de empate e perde a bola que estava sob o seu domínio no lance da expulsão. Ter um cara ruim no elenco que uma hora vai ferrar o time é uma coisa, PAGAR pra ter esse cara em campo no jogo mais importante da temporada é pra superar o Galo e ficar mais de 50 anos na fila…

O Inter também perdeu pra Goiás e Fortaleza, além de ter empatado em casa com Bahia e Coritiba, mas estava com a faca e o queijo na mão quando entrou em campo pra enfrentar o Sport. Tem muito campeonato que acaba na mão de quem vacila menos, este Assaízão 2020/21 é um deles.

E é nessa hora que um time bom, como o do Flamengo, faz a diferença. E nem jogaram essa bola toda, hoje, mas quando se tem uma seleção de bons jogadores (tirando a zaga e o goleiro), a qualidade sobressai. São bicampeões brasileiros.

Tudo indica que o troféu Assaízão só está voltando pro melhor elenco do país 37 rodadas depois (os urubus jamais lideraram este campeonato), o que é normal. A grande surpresa foi esse elenco ter sido efetivamente um time poucas vezes durante a temporada, mas mesmo com deficiências técnicas (inclusive de treinadores) e táticas, isso só reforça que a grande diferença em campo ainda se faz com ótimos jogadores.

Agora que o Luxa caiu pra B e que o Felipão não subiu pra A, com todo respeito e reverência que as carreiras deles merecem principalmente na história palmeirense, espero que os clubes que realmente queiram ser competitivos no país e até fora dele enterrem de vez a era jurássica dos treinadores. Espero, mas sem muita convicção…

Os caras pagaram 1 milhão pro Rodinei jogar ķkkkķkk….e eu aqui achando que eu era o único t.r.o.x a do mundo por vender meus bitcoins ano passado. 😂

Infelizmente os mulambos vão ser campeões, é o mais provável. Os bambis só precisariam arrancar um empate e os gambás precisariam entregar pro Inter, mas acho que o Flamengo ganha.

Impossível não é, mas a essa altura acho que quem vai c@g@r na última hora será o Inter, que não vai sair do zero contra a gambazada. Espero estar errado.

O empate entre Santos e Fluminense garantiu o SP no G4, se o Flu ganhasse, como fazia até o intervalo, o SP precisaria pontuar contra o Flamengo. Agora lascou, o SP não precisa de mais nada, a não ser que o time queira sacanear o Ceni

Na verdade, o Flu vencia até quase o finalzinho. Mas pra mim não muda muita coisa, não, acho que os urubus vão empatar aqui e o Inter vai empatar lá em PA, perder aquele jogo para o Sport em casa foi a grande c@g@d@ na campanha dos chorolados.

Hahahahahahaha mano, como pode?

Imagina o sentimento do cara que pagou um milhão do próprio bolso pro cara jogar…

Eu mandava de volta pro Flamengo no outro dia

Foi mais um caso de falta de critério, Thom. Nesse mesmo Assaízão aí teve lance do Bruno Henrique fazendo falta idêntica no Guga do Galo e só levou amarelo. Ah, os urubus ganharam por causa disso? Não sei, até porque não achei falta do Pedro num dos gols anulados, mas como já comentaram se o nosso elenco tá cheio de meia-boca, imagine a situação de um time que precisa pagar pra escalar Rodnei, que além do lance infeliz falhou no gol de empate.

E faz uns dois meses que eu fiz uma brincadeira aqui, sobre quem tinha mais chance de dispu.tar a Série A em 2021 entre Cuiabá, Cruzeiro, Vasco e Botafogo, quando apostei no primeiro. A configuração da chamada elite do futebol brasileiro vai mudar muito nos próximos anos, a tendência é termos cada vez menos equipes brigando de fato pelas maiores competições.

Concordo. Os tão decantados 12 grandes não existem mais. Um dos orgulhos do Brasil – dizer que tem 12 clubes grandes – acabou. Caminhamos para o mesmo patamar dos outros países importantes do futebol mundial. Ter dois, três, no máximo cinco grandes na Liga (como na Argentina).

Porco Nervoso, vejo os chamados 12 “grandes” em estágios muito diferentes e é difícil definir hoje no Brasil se há realmente 5 ou 4 ou 3 ou 6 grandes. Levando -se em consideração os critérios História, estrutura, receitas, tamanho de torcida e destaque na mídia, há três gigantes: Palmeiras, Corinthians e Flamengo. Os outros nove “grandes” vejo assim:
Grêmio: sem dúvida é um grande. Bem administrado, boa estrutura, torcida de bom porte e fanática.
São Paulo: é grande em perigoso processo de decadência. Tem receitas que já são a metade dos três gigantes. Ainda é reversível.
Internacional: é grande com tendência de se tornar clube médio. Tem menos torcida do que o Grêmio, o grande rival, e isso pesa.
Cruzeiro: grande que foi arruinado. Tem chances de ser reerguer, mas se demorar muito se tornará médio.
Vasco: outro grande arruinado. Caminha para ser clube médio. Sua torcida (ainda grande) é a única esperança de reversão.
Atlético Mineiro: nunca o vi como grande. Tem torcida fanática. Quer crescer construindo um novo estádio. Pode ser um caminho.
Fluminense, Santos e Botafogo: três ex-grandes. Com receitas, torcidas e mídia muito inferiores aos três gigantes, considero irreversível a situação dos três.

Difícil escolher mesmo, por isso perguntei.
Pra mim, Palmeiras, Flamengo, Grêmio e +2.
Corínthians, no momento, de grande só a torcida, a dívida e a vontade do sistema em resolver a situação.

E olha que ainda acho que esses tais “cinco grandes” argentinos também não são mais cinco. Nos rivais de Avellaneda, tal qual um certo hino de clube paulista, “as suas glórias vêm do passado”, muito mais de sua história gigantesca que de conquistas recentes, enquanto o San Lorenzo, apesar da Libertadores recente num ano totalmente atípico, segue sendo “o time do Papa” e pouca coisa mais que isso…

Yoda, assim como no Brasil, na Argentina também parece estar havendo um “descolamento” entre os considerados grandes, com dois gigantes se destacando dos outros grandes.

Nao cheguei a ver o jogo, mas se não foi uma expulsão por um motivo tão claro assim, até que tudo bem. Mas é o que você disse, Yoda. Se a sua esperança é o Rodinei… Algo de errado não está certo.

E sobre os 12 grandes, só digo uma coisa. Finalmente!!

Tava na hora de clubes sem o menor senso de organização ir pro lugar onde merece estar.

Agora, são o que? 5 clubes grandes no Brasil?

Palmeiras
Flamengo
São Paulo
Corinthians
Santos
Grêmio (?)
Inter (?)

Com boas administrações, São Paulo, Flamengo, Palmeiras e Corinthians tem condições de serem gigantes. Mas parece que só Palmeiras e Flamengo estão conseguindo.

Melhor pra nós, pior pro futebol brasileiro.

Nessa lista aí ainda mantenho os gambás pela enorme torcida (e consequentemente enorme apelo por parte da mídia) que têm, porque ali as administrações têm sido quase tão pífias quanto em Botafogo ou Vasco. Coloco também o Galo enquanto o dinheiro do mecenato não acabar e a conta pelos gastos desenfreados não chegar. E o Santos segue sendo a grande incógnita: até quando vai resistir sendo o clube com uma das maiores histórias no futebol mundial e das piores administrações da galáxia?

Concordo, o Corinthians tem potência de torcida pra ser um rival á altura, mas é um Atlético Paranaense ha algum tempo. Mas, problema deles.

O Santos é a mesma coisa. Em termo de resultados, também é um Atlético Paranaense ha um muitos anos.

Mas Palmeiras e Flamengo estão disputando e ganhando quase tudo há algum tempo já… Estão num outro nível, mesmo que não esteja tão distante assim.

Realmente, o Santos é um caso para se estudar: como um clube tão vilipendiado por presidentes tão pilantras e medíocres continua em destaque e chegando frequentemente a finais de campeonatos importantes?
E lanço uma pergunta: dos três ex-grandes que voltaram/estão na série B, qual ou quais vocês acham que continuarão lá ao final de 2021? Porque tenho para mim que os três, juntos, não retornam à série A este ano!

Essa falta de critério que o Yoda falou ficou explícita esse fim de semana, o juiz do nosso jogo deu um pênalti menos claro pro SP no primeiro turno e não deu sexta feira um mais claro, lances muito parecidos. E hoje um chute na bola que acertou o tornozelo rendeu expulsão do jogador do milhão e um chute no tornozelo dado pelo Bruno Henrique por trás não teve VAR nem vermelho.

Pois é, Paulão. A má notícia é que sábado que vem começará “oficialmente” a temporada 2021. Na outra semana, inicia-se uma nova Libertadores, e neste ano teremos trezentas datas-FIFA pra eliminatórias que classificam sempre as mesmas seleções, além de Olimpíadas e uma supimpa Copa América, provavelmente num mundo em que o trânsito de cidadãos (e atletas) ainda não será livre por conta da pandemia. Sabe o que vai mudar em termos técnicos, táticos, logísticos e principalmente nos critérios de arbitragem por aqui? Rigorosamente NADA, então prepare o s.a.c.o com muita paciência, vamos precisar…

Não acho que foi na mão grande, mas se fosse do outro lado o VAR não chamaria.
T.r.o.u.x.a de quem pagou, deve estar $obrando muito…
Se alguns palmeirenses chamam nosso elenco de f.d.p., imagina os torcedores do Inter em relação ao seu time.
Agora aquele torcedor do Inter tem que pagar R$ 11 milhões pros bambis não perderem pro cheirinho.
Não duvido que o Inter perca pros gambás, aí o magnata se mata.

Kkkkkkkkkkk….E eu achando q era o único trouxa do mundo pq ano passado vendi uns bitcoins q eu tinha ķkkkķkk…..

Pelo que consta o cara é bilionário, BI, não MI lionario, um milhão pra ele não é nada. Mas dar essa grana e anunciar antes do jogo é o prenúncio da catástrofe. Imagina a pressão que esse jogador sentiu ao entrar em campo custando um milhão, só pelo jogo de hoje. Erraram feio na minha opinião.

Realmente o jogo foi bem fraco, ao contrário do que disse o Abel na entrevista. Pegado, corrido, isso sim, mas tecnicamente fraco. Pra mim o pênalti foi muito mais claro do que aquele que o mesmo árbitro deu a favor dos bambis no allianz.

Muito legal acabar com as chances matemáticas das meninas.

Mas para o Palmeiras acho que o mais importante é constatar que o time é mediano, teve méritos nos títulos conquistados, e sorte também (que campeão não tem??).

Acho que para a final da CB precisamos apresentar mais futebol pra ganhar do Grêmio. Penso que o retrospecto importa muito pouco a partir do apito inicial, e não se enganem, o Renato é bom e está preparando o time pra essa final há dois meses. Se o Palmeiras jogar o que sabe e não apresentar a mesma covardia dos jogos contra o river no Allianz e o tigres, dá pra ganhar. Mas não acredito em nenhuma facilidade.

Tenho uma certa preocupação com as reclamações do Abel contra a CBF e a arbitragem, e o silêncio sepulcral do fraco Galliote sobre o assunto. Mas isso não afasta a necessidade de jogar bola pra ganhar a final.

Por fim, se não houver duas ou três contratações cirúrgicas para a próxima temporada, teremos poucas chances de ganhar campeonatos grandes.

Não pude assistir, pois estava voltando de SC para SP. Mas pelo que li, o jogo foi uma b.o.s.t.a, o mordomo foi o Vuaden, o consolo foi eliminar o São Paulo, e não adiantou nada poupar contra o Coritiba. Seis pontos, um ganho.

Não perdeu nada, só um “prazer momentâneo” de eliminar as chances de 0,00001% de título das gazelas. Esperamos apenas que para os dois próximos domingos o Palmeiras largue o “piloto automático” de lado e jogue futebol.

Desde já torcendo para que todas as combinações de resultados que os bambis necessitavam se realizem.
Imagina os caras se lamentando que perderam o título por causa do gol cagado do Rony nos acréscimos do 2.o tempo, kk..

Ei vuaden vai …. Chupa bambis. Agora vem aquela conversinha vocês não têm mundial. Mais um ano na fila. Galinhote e barrozzzzzzx. Cadê os reforços?

Só que agora ganhando títulos.
Enquanto os rivais “disco riscado”, sem conquistas recentes, martelam na única piada que sobrou.

Não ê bom o nosso técnico querer bater de frente com a CBF. O Abel Ferreira não sabe o que ê o Brasil. Ontem o Palmeiras foi claramente prejudicado (pênalti inexistente dado a eles e pênalti claro – sem o Var se manifestar- não mercado para nós). Já estou achando que vão nos prejudicar na final da Copa do Brasil. O Felipe tem de ficar muito atento e esperto com os árbitros dessa final. É melhor se mexer desde já.

Desculpe, Zanon, discordo totalmente. O pênalti do Mayke foi escandaloso, se o mesmo lance não fosse marcado a nosso favor, geraria uma revolução armada por parte do grupo “Perseguidos Desde 1914”. Isso não anula o erro da não marcação do pênalti sobre o Luiz Adriano, mas são coisas diferentes.

Permita-me discordar veementemente. Que o pênalti não marcado a nosso favor existiu, disso não existem dúvidas, basta ver o lance que originou o pênalti no jogo do turno no Allianz, assinalado pelo mesmo árbitro, pra perceber o grande problema da nossa arbitragem, a falta total de critérios. O Mayke, no entanto, deu uma “cortada” na bola, pênalti igual a outros cinquenta já marcados nesse Assaízão e que se não fosse confirmado seria um acinte. Um lance desses não marcado a nosso favor geraria imediatamente uma revolução armada por parte do grupo “Perseguidos Sem Dó Desde 1914″…

Os comentaristas de arbitragem que vi foram unânimes sobre a existência das duas penalidades – não que isso mudaria minha opinião, mas esse tipo de comentário foi levado extremamente “a sério” quando não concordaram com dois pênaltis claríssimos (na minha visão) que deixaram de ser marcados contra o Palmeiras na Ilha do Retiro, então também por uma questão de critérios, ou o que se fala vale pra todos ou pra ninguém, qualquer coisa fora disso é oportunismo e indignação seletiva.

Só eu que reparei no começo do jogo o narrador comentando sobre o histórico do choque-rei, quando ele fala que os bambis tem umas vitórias a mais que o Palmeiras, quando na verdade os 2 times estão empatados com 109 vitórias cada?
Até isso?
De onde esses caras tiram essas informações?

Só se o São Paulo resolveu gambazar, e parar de cobrar partidas que anteriormente eles concordavam, mas convenientemente, deixam de contar kk.

O ridículo é que, nessa situação, a imprensa, claro, começa a assumir a contagem gambá como a verdadeira.

Por isso que eu disse “só se”, estava brincando com a hipótese de o São Paulo começar a fazer a mesma coisa ridícula que o gambá. Provávelmente o narrador se enganou ou tentou puxar pela memória (de fato, nós ficamos muito tempo atrás).

Fechamos o caixão das gazelas. 13 anos na fila, apequenados!
Que temporada 2020!
Vem tetra da Copa do Brasil !

Eles não iriam ser campeões de qualquer maneira, mas foi legal jogar a pá de cal. Sem esquecer que o Palmeiras foi prejudicado.

Eu achando que íamos ganhar de 2 x 0. Eu sempre avalio o jogo pelo nível do adversário, esqueço de colocar na equação o nosso futebol atual.

Que bolinha sem vergonha…

Pois é, PCM51, tem gente comemorando a última pá de cal sobre um caixão cujo defunto já tava morto desde os 5×1 pro Inter, mas como sempre é melhor desviar o foco do que debater os problemas reais que temos.

Só pra constar 1, o Abel anda reclamando demais de calendário e desgaste – com razão – mas não me surpreenderia caso após o próximo revés, com a devida encheção de saco de uma torcida que acharia defeito no Guardiola caso ele fosse nosso treinador, ele acabe aceitando a proposta de algum Olympique ou Valencia da vida e pique a mula.

Só pra constar 2, e não muda nossa temporada vitoriosa, mantivemos a incrível marca de uma vitória no Morumbi contra os bambis em 19 anos. Não é só no Couto Pereira ou no Beira-Rio (onde não atuamos necessariamente todo ano) que a gente tem deixado a desejar…

Neste período de 19 anos, o SP mandando jogos no Pacaembu e Ribeirão Preto, o Palmeiras venceu. Esse tabu é irrelevante. O Palmeiras de 1994 , foi o melhor que eu vi e dificilmente vou ver outro ,parou naquele grande time do Tele na libertadores, tenho certeza que o Palmeiras iria ganhar tudo naquele ano. Paulista , Rio SP e brasileiro ganhou. Faltaram a libertadores e mundial os bambis impediram.

Talvez seja irrelevante pra você, mas pra mim não é, e tenho certeza de que se fosse o inverso essa estatística seria supervalorizada por certos torcedores que adoram citar números – quando estes são convenientes…

Na época dos 17 anos de fila, jamais ficamos tanto tempo sem ganhar deles lá, mesmo considerando que era o estádio no qual acontecia a maior parte dos clássicos paulistas, e mesmo com alguns times bem ruins que montamos nesse período. E sim, tivemos jogos com mando do SPFC no Pacaembu e no interior do estado, quando até vencemos, mas isso sim é irrelevante, o fato é que nos últimos 19 anos jogamos pelo menos uma vez por ano lá e só ganhamos uma mísera vez, muito graças a Felipe Melo e Deyverson.

Antes que alguém cite, não estou me esquecendo que no final do ano passado o time do Jardim Leonor ganhou a primeira partida no Allianz em seis anos, acabando com uma freguesia recheada de surras homéricas, mas não se pode desconsiderar as diferenças de “idade” dos estádios, nem o fato de que o SPFC já não assusta ninguém faz mais de uma década.

Não deixam de ser números, e como canso de dizer números puros são incontestáveis mas sem o devido contexto podem induzir a erros. Eu só quis enfatizar esse retrospecto pífio dentro do Morumbi no século porque parece (e nesses casos não é só aparência) que só no Couto Pereira e no Beira-Rio que somos “fregueses de carteirinha”.

Yoda, eu não vivi a época da fila de 17 anos ,comecei acompanhar futebol em 1994 com 7 anos de idade,lembro daquele título brasileiro em cima dos gambas.
Mas o torcedor palmeirense que viveu a década de 2000 até 2015 que foram 2 rebaixamentos 2006 e 2014 quase que cai, e apenas 1 título Paulista em 2008, são mais guerreiro que os torcedores que ficaram na seca de 17 anos sem título.kkkkkkk

Pra mim, tirar o 1% de chance deles de título é totalmente irrelevante: eu não me conformo com migalhas.

Já a dificuldade para selecionar melhores momentos para um compacto de nossas partidas, isso sim, me deixa de cabelos brancos. Nos números frios, anos muito bom. Na expectativa pro futuro, pelo futebol jogado, atletas que compõe o elenco, é de arrepiar até defunto.

Não estou comprando a pá de cal nelas, apenas fiquei feliz que conseguimos empatar um clássico nos acréscimos!

Manteria também o Veiga e o Breno (bom reserva, nada além), o resto realmente pra caçamba.

Tenho minhas dúvidas sobre nosso desempenho na temporada 2021. A despeito do excesso de jogos e da instabilidade pela qual todo time passa, em algum momento vamos precisar jogar futebol contra um adversário de peso, e vejo aquela atuação em Avellaneda cada vez mais como exceção do que regra.

Sobre a ida com o River, temos de ser sinceros. Os caras deveriam estar com 2 x 0 pelo menos, quando fizemos o primeiro. Aí os caras deram uma tremida e a gente milagrosamente aproveitou, poderíamos ter feito 4, 5 gols, não fosse a perna de pauzice do Willian (e isso quase custou a classificação). Aquele jogo tem muito mais cheiro de demérito do River do que mérito nosso… Foi de fato, uma exceção a regra…

Pode até ser, mas não foi o único jogo bom nosso na temporada!
Quando nós perdemos gols o nosso time é fraco. Quando é o adversário ele levou azar e deveria estar ganhando de 2×0.

Não acho Veiga um craque, mas é o único dos nossos meias que consegue fazer algumas partidas acima da média, inclusive com gols.

Muita gente não gosta que a gente toque no assunto, ou que fale de “sorte”, mas a análise do PCM51 sobre a partida de ida contra o River é precisa. E pra mim esse jogo lembrou muito aqueles 5×0 do cheirinho contra o Grêmio em 2019, ou seja, quem não viu o jogo e só conhece o placar imagina que tenham sido 90 minutos de massacre total da urubuzada, e a realidade foi um pouco diferente. Não se trata de diminuir uma das maiores (senão a maior) atuação do Palmeiras fora do Brasil numa Libertadores, mas de entender o quanto aquele ponto fora da curva nos levou a superestimar as qualidades dessa equipe.

Não tenho dúvidas.
Um time que ganha dois títulos e está na final de outro, e que nitidamente não chegou mais longe no Brasileirão devido ao Luxemburgo e ao excesso de jogos é porque tem algo de bom! Só sorte não explica uma temporada tão vitoriosa!
Tivemos mais alguns jogos bons na temporada além do jogo na Argentina.
Agora dito tudo isso de fato o time é bem limitado e precisa urgentemente de reforços!
Acredito muito que ganharemos a copa do Brasil até com certa folga. Não esqueçam que o time hoje não era todo titular!
A campanha do Grêmio no ano e o futebol jogado por eles é bem mediano!

Acredito no título, LGO, mas pelo nível das equipes será provavelmente outro duelo (esse, com 180 minutos) em que prevalecerá a tentativa de se anular as armas do adversário do que se explorar as próprias qualidades. Em outras palavras, não haverá folga pra qualquer um dos lados.

De fato Yoda, o equilíbrio (por baixo) no futebol brasileiro impera, mas acredito num jogo um “pouquinho” mais solto e que temos chances de sofrer menos!
O Grêmio apesar do equilíbrio em mata mata é um baita freguês nosso.
Vamos torcer!

Desculpe, Grêmio baita freguês nosso em mata-mata? Você está equivocado, a vantagem é gaúcha, em quantidade e qualidade. Isso não muda o equilíbrio que provavelmente prevalecerá nas duas partidas.

Caro Yoda você se enganou!
Releia o texto e entenderá! Disse que há equilíbrio em mata mata, mas que no geral são um baita freguês. E são mesmos…

Apesar de alguns não gostarem, segue alguns números para raciocínio dos amigos!
Em jogos eliminatórios o Grêmio leva vantagem 7×5. Mas claro os dois mais importantes em libertadores eles levaram.
No confronto direto é 41×21 para nós. Uma das maiores freguesias entre times grandes do futebol brasileiro.

Pois é, LGO, mas uma pequena vírgula ali, depois de “mata-mata”, dissolveria qualquer dúvida sobre o sentido do seu texto. Leia-o em voz alta, sem fazer “pausa” no trecho em que indiquei a vírgula, e vai entender que ele pode sim sugerir freguesia deles nos mata-matas.

A despeito do retrospecto geral, acho apenas questionável esse “baita”, considerando que não ganhamos deles desde o final de 2018, e que no período recente, principalmente com o Renato Gaúcho no Grêmio, vencemos algumas partidas de BR contra os reservas deles, dada a priorização das copas por parte dos gaúchos. Mas são apenas observações pontuais.

A colocação quanto a vírgula você tem total razão! Estarei mais as tento nas próximas postagens!
Quanto ao retrospecto não concordo. Um conhecido meu diz que números sem contexto induzem ao erro.
Primeiro que há um engano em falar que não temos vitórias desde 2018 porque ganhamos uma deles na libertadores de 2019. Segundo porque em 2017 e 2018 ganhamos as duas deles nos dois brasileiros. Em 2017 foi um vitória e um empate!
Nos últimos 5 anos em brasileiros eles tem tão somente uma vitória sobre nós.
Inclusive esse ano nós que jogamos time misto nas duas e eles conseguiram dois empates nos descontos!
É realmente um dos nossos maiores fregueses a despeito dos mata matas equilibrados.

É verdade que ganhamos deles lá no RS em 2019, mas esse é um exemplo claro dos “erros” aos quais os números crus induzem, pois ao contrário de uma disp.uta em pontos corridos, os mata-matas são “jogos de 180 minutos”, então no confronto citado levamos a pior, portanto ponto deles.

Outro aspecto importante na “contextualização dos números” em que o seu “conhecido” insiste tanto vale para o retrospecto geral do confronto. Se nossa vantagem é indiscutível, seria conveniente verificar a proporcionalidade desses confrontos ao longo das décadas, lembrando que até 1981 salvo engano o Grêmio jamais havia chegado sequer a uma decisão de título nacional. Mesmo na metade dos anos 1990, quando a rivalidade se acirrou e o Palmeiras montou timaços, o Grêmio levou vantagem na maioria dos duelos eliminatórios. E se para a final da Libertadores valia a regra do retrospecto recente mais favorável ao Palmeiras que ao Santos e pesava mais termos vencido mais “finais” que eles, acho que pode incomodar (não de forma decisiva, mas incomoda) o fato de não “levarmos vantagem” num confronto tête-à-tête com os gaúchos já há algum tempo.

Com tudo isso estou dizendo que o Grêmio é favorito ou que tem a vantagem? Não, pelo contrário. Mas o Palmeiras precisará mostrar mais do que vem mostrando (e não apenas contra Fortalezas da vida) se quiser levar a CB “com certa folga”.

Só curiosidade: de acordo com o site “oGol”, o placar do histórico entre Palmeiras X Grêmio é de 38×20. Não chequei, só estou reproduzindo. Se for verdade, acredito que a maior freguesia entre gigantes brasileiros seja a do Cruzeiro em relação ao SPFC, que está em 42×21 pros bambis, que no entanto levam desvantagem em jogos decisivos.

É de fato há alguma divergência entre sites. Costumo pesquisar pelo Wikipédia e lá temos 41×21 para nós!
Não há dúvida que temos que jogar mais (e tenho certeza que vamos) para ganhar mais um título em 2020 (ou 2021), mas sinceramente esse time do Grêmio não me coloca nenhum medo.
A mesma sensação que tive da decisão contra o Santos. E não falo agora só porque ganhamos, aliás discuti com muitos aqui nesse tema. Me recuso a ter qualquer tipo de receio com Soteldo e Marinho. Jogadores bem medianos sendo que esse último só apareceu pro futebol com 30 anos, inclusive não gostaria de nenhum dos dois vestindo nossa camisa.
O jogo só foi parelho porque nos acovardamos!

Tava impedido, mas alguém tem dúvida que já passou da hora de mandar esse Ruinny pro banco por tempo indeterminado???

Eu mandaria o Rony em definitivo pra Vanuatu, Panamá ou Ilhas Fiji, qualquer centro futebolístico compatível com o nível dele.

E não é gol nos acréscimos, com desvio na zaga, que vai mudar minha opinião…

Virou o fio. Time morto, sem confiança, técnico pilhando errado os jogadores como nos tempos de Felipão (brigando com arbitragem o jogo todo), jogadores péssimos voltando ao normal. Sei não…

Não machucou ninguém até agora. Está ótimo.
Quem precisa do resultado e joga em casa não está assustando.
Não foi penalty no L. Adriano?
Beleza, critério igual, sr. Vuaden!!!

Ataque que mais uma vez não chuta ao gol.
E a jogadinha básica, chutão do goleiro para o veloz Ronny.

Sonhamos com Wesley e Veron (o da base) e temos que nos contentar com a furada do BiGode.

É hilário sempre ver comentarista elogiando todo jogo a inteligência tática do Luiz, a qualidade do Willian, a técnica do Lucas…

O lance que o Ruinny tinha dois marcadores, daí ele caiu e fugiu rolando com a mão no rosto, fazendo um escândalo. É o tipo de coisa que me irrita profundamente, jogador pilantra, que quer ganhar na malandragem, se acha muito inteligente, quando tudo mundo sabe que tem o intelecto de um amendoim.

E quanto ao jogo, se isso é amostra da final da Copa do Brasil, mesmo contra esse Grêmio totalmente podre, começo a ficar cismado… Voltamos a era Luxa, recua pro goleiro, bicuda pra frente e seja o que Deus quiser. Bola no chão e construir a jogada, ninguém quer…

Podem achar absurdo, mas espero que o São Paulo ganhe. Quero o SP motivado na última rodada contra o Flamengo.

Quero que o Inter leve esse Assaízão.

O SPFC deverá ter uma motivação extra independentemente das suas remotas chances de título, que é evitar a festa do Ceni em pleno Morumbi. Se isso não bastar, os gambás não vão se arriscar a tirar o título do Inter pra eventualmente jogá-lo no colo das gazelas.

E por falar em choque rei, o tabu não ia durar pra sempre, óbvio (de não perder pra eles no Allianz). Mas queria que tivesse caído quando os caras estivessem realmente com um timaço. Sr. Luxemburgo e a equipe mole e covarde dele, conseguiu estragar o tabu pra um São Paulo totalmente mais ou menos, que o Palmeiras de 2015 ou 2016 teria goleado… As consequências das péssimas decisões da diretoria…

Pois é, não é por causa de uma eventual “temporada mais vitoriosa da história” (algo bem questionável fora da esfera meramente numérica) que devemos ignorar as bolas fora dessa diretoria. Que acertou muito mais quando errou o alvo, diga-se de passagem.

Não tenho dúvidas, que a maior parte dos acertos da diretoria, foram na verdade tiros no escuro. Eles podem enganar muita gente, a mim, não…

O curica ganhou títulos na sua história com futebol bem mais questionável que o nosso em 2020 e as vezes até ganhou só devido a ajuda dos juízes! E nunca houve ou haverá comentários como esse do Yoda desmerecendo os resultados no 3VGamba.
Não estou criticando o Yoda, porque respeito todas as opiniões e porque apesar de não concordar entendo a base de fundamento para o comentário.
O que crítico sim é quando alguns afirmam que torcedor é tudo igual e isso tenho certeza absoluta que não é mesmo!

Só existe um caso que eu aceito derrota em clássico: se o Palmeiras começar a mandar sub 23 no Paulista.

Portanto hoje, 2 x 0, meu palpite

A melhor atuação do Patrick de Paula foi com Danilo e Menino no meio.

Com Felipe Melo elextera que correr por 2

Concordo!
Na Argentina jogamos com Menino, De Paula, Danilo e Scarpa no meio.
Não há dúvida para mim que esse é o melhor meio que temos!

Os bambis não ganham da gente no Morumbi desde 2017.
Como diria o Michel Temer: “Tem que manter isso, viu?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *