Categorias
Notícias

Força moral e saber sofrer, os novos mantras de Abel Ferreira

Abel Ferreira em Porto Alegre (FOTO: CESAR GRECO/PALMEIRAS)

Abel Ferreira afirma categoricamente que o Palmeiras sabe sofrer e que isso é uma boa característica, explicando em parte os sucessos recente. O técnico quer reforçar a imagem de time de chegada. O difícil é convencer a torcida por conta das frequentes escolhas erradas e da dificuldade em apresentar um bom futebol.time

Com o time obtendo o resultado por nove vezes depois dos 40 minutos do segundo tempo nesta temporada, não dá para contestar que o time não desiste nunca. O que se discute é que tanto esforço ocorre porque o que tem de ser feito não ocorre durante a partida.

Com o time desfalcado demais e com tempo contado para treinamento, pode-se entender que o retrospecto vem surpreendendo. Não é acaso, evidentemente, mas está longe de ser satisfatório, principalmente em dois aspectos: defesa mal postada, como no pênalti ridículo de Kuscevic, e a inexistência de articulação no meio de campo, com erros seguidos de passes e quase nenhuma triangulação.

Na partida de Porto Alegre, a postura tímida e reativa da equipe incomodou após o gol de Deyeverson. Abel disse que não mandou o time recuar. “Não jogamos sozinhos. Eu não mando meus jogadores recuar. Eu digo para jogar para frente e continuar a fazer gols para ganhar o jogo”, afirmou. “O adversário reage após sofrer o gol. Não sou eu que mando o time recuar, os meus jogadores não querem recuar.”

Na entrevista coletiva aós o jogo, continuou falando grosso e exaltando a equipe. “É um time que tem força moral. “Essa equipe não se verga, mas essa equipe tem espírito e alma muito grandes, porque sabe o que quer, sabe o que faz, e disputa cada treino, cada jogo e cada lance como se fosse o último.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *