Colunistas

Inspiração com Jair Rosa Pinto

Rafael Garcia me indicou esse post. O blog do Torcedor do Palmeiras (que eu já conhecia), do Roberto Galluzzi Jr., do globoesporte.com, ( http://globoesporte.globo.com/ESP/0,,GEN643-6081,00.html ) publicou um post contando rapidamente a história do jogo de 1950 em que o Palmeiras bateu o São Paulo. Na foto, aparece Jair Rosa Pinto

Futebol com números – é domingo!

Vamos aos números que importam: E não se fala mais nisso! Domingo estarei no estádio, torcendo com TODA A NAÇÃO PALMEIRENSE! E seremos vencedores! Aqueles que acompanharem pela TV e pelo rádio se juntarão às 27 mil vozes no estádio gritando: “É campeão! É campeão! É campeão!” Saudações AlviVerdes

Hoje eu quero chorar

Por Jota Christianini Eduardo Martins era mais que um jornalista, era uma lenda no jornalismo. Um único emprego, 52 anos de Estadão, autor do manual de redação; e a paixão tripartida; a família, o jornal e o PALMEIRAS. Perde a cultura brasileira um ícone, perdem os amigos um grande amigo.

Futebol com números – Desempenho na primeira fase

Como foram os times na fase de classificação do Campeonato Paulista? A verdade é que o Palmeiras desponta como favorito nesta reta final, então, vamos analisar os números para descobrirmos diferenças entre os times? 1. Finalizações Palmeiras e Ponte Preta possuem os melhores ataques da competição. Entretanto, a Ponte finaliza

A Batalha dos Direitos

Excelente artigo do Professor Luiz Gonzaga Belluzzo, enviado pelo palestrino Rodrigo Peres e publicado no magazine Terra – http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI2737568-EI8212,00.html. Valeu Rodrigão… Apreciem… há inclusive uma menção à mídia palestrina. Saudações…_______ Sexta, 11 de abril de 2008, 07h52No Futebol, a Batalha dos DireitosLuiz Gonzaga BelluzzoDe São Paulo (SP) “Sou homem e

Quanto custa um time?

Afinal, quanto custa um time? Bom, essa é uma pergunta que merece uma boa resposta, afinal, contratações de bons jogadores exigem dinheiro (às vezes, MUITO dinheiro), mas também a manutenção desses jogadores é muito cara. Uma das coisas que todos os presidentes de clube costumam dizer é que não é

Nota sobre a Arena Palestra

O Gustavo Tarifa Coelho publicou um comentário em um POST anterior perguntando sobre o status da Arena Palestra e a negociação com a WTorre. A preocupação do Gustavo era com um comentário que ele ouviu de um amigo que teria uma amigo executivo ou algo assim na WTorre informando que

Projeto da Arena do Grêmio aprovado no Conselho

Por Luciano Pasqualini Na noite de quinta-feira, o Conselho Deliberativo do Grêmio decidiu através de votação de seus membros que o consórcio português liderado pela TBZ Marketing Ações Promocionais Ltda irá ser o responsável pela construção do novo estádio tricolor no bairro do Humaitá, localizado na zona norte de Porto

Laterais

Por Luís Fernando Tredinnick; indicadores: Footstats; Pois é, este blog do 3VV deve ter poderes premonitórios… o Vicente diz que vamos ganhar dos bambis por três gols de diferença…. e demos um chocolate nelas! Duas semanas atrás fiz um post intitulado “Henrique Seleção?” e o que acontece? Bem, ou o

Barbosa Filho e o plantonista irritante

Por Jota Christianini* Barbosa Filho conseguiu nos anos 70 uma proeza que, hoje, só Luciano do Valle consegue: Trabalhar em São Paulo e Recife ao mesmo tempo. Barbosa era o maior ídolo do rádio jornalismo local e chefe da equipe da rádio Clube do Recife, torcedor do Sampaio Corrêa do

Allianz Arena em LEGO

O Cláudio Baptista mandou essa. Muito boa… são imagens do estádio Allianz Arena montado com peças de LEGO. Mansur, taí a sugestão: vamos propor prá Lego a mesma maquete quando o projeto estiver finalizado. Valeu Cláudio, obrigado pelas imagens. Saudações… (cliquem na imagem para ampliar)

3VV Entrevista: João Mansur

João Carlos Falbo Mansur é economista pela FAAP e contador pela FACESP. Tem ainda dois MBAs (Master Business Administration), um pelo Instituto Mauá de Tecnologia em Corporate Finance e outro em Administração e Negócios pela FGV. Mansur, como é mais conhecido, é ainda executivo da WTorre (http://www.wtorre.com.br/), empresa que está

Faz um quatro aí que eu quero ver

Por Jota Christianini; fotos do http://palestrinos.sites.uol.com.br/Existem clubes que nasceram e viveram sob a influência de algum número. O Botafogo é o sete, o Palmeiras é o cinco, das cinco coroas, dos cinco títulos consecutivos, em várias ocasiões, 51, 72, 93, enfim cada um com sua sina. Tem um clube cuja

Faz um quatro aí que eu quero ver

Por Jota Christianini; fotos do http://palestrinos.sites.uol.com.br/ Existem clubes que nasceram e viveram sob a influência de algum número. O Botafogo é o sete, o Palmeiras é o cinco, das cinco coroas, dos cinco títulos consecutivos, em várias ocasiões, 51, 72, 93, enfim cada um com sua sina. Tem um clube

Arigatô Filpo

POR JOTA CHRISTIANINI Bons tempos aqueles. A segundona do Campeonato Paulista era equilibradíssima. As cidades se mobilizavam em torno de suas equipes e disputavam o orgulho e a história de cada comunidade nos jogos de futebol. Naquele ano Bragantino e Ponte Preta disputavam com o XV de Piracicaba e Paulista

Arigatô Filpo

POR JOTA CHRISTIANINI Bons tempos aqueles. A segundona do Campeonato Paulista era equilibradíssima. As cidades se mobilizavam em torno de suas equipes e disputavam o orgulho e a história de cada comunidade nos jogos de futebol. Naquele ano Bragantino e Ponte Preta disputavam com o XV de Piracicaba e Paulista

O Derby do Paulinho e do Sergio Pipa: 4×0

Crédito da foto: http://palestrinos.sites.uol.com.br/ POR JOTA CHRISTIANINI Compareço à magnífica festa de 70 anos de meu amigo Sergio “Pipa” Pacini. Organizada pelos filhos e netos cantamos, bebemos e comemoramos até o dia amanhecer.Lembramos velhas histórias. Pena que os irmãos dele, Haroldo e o Oswaldo, já não estejam por aqui. As

Futebol com Números: Apresentação

Por Luis Fernando Tredinnick*; indicadores: Footstats; Bem-vindos à nova coluna 3VV: Futebol com Números. Sim, eu sei que números não traduzem a paixão pelo futebol, mas o objetivo da coluna é justamente utilizar os números para jogar um pouco de luz sobre o que de fato acontece no campo. Iremos