PAULISTAO 2009: Análise da Arbitragem R04

fevereiro 4, 2009 0 Jogos

Por Danilo Cersosimo*

Bela vitória contra a Ponte – nos dará a gordura necessária para quando a Libertadores entrar nas fases decisivas e precisarmos poupar o time em jogos do Paulista.

***

O jogo teve muitas faltas e o árbitro Rogério Luiz Seneme não teve alternativa senão marcá-las – os jogadores realmente partiram para um duelo de muito contato e lances mais duros, geralmente leais – durante a partida. O calor, sem dúvida, pode ter contribuido para tantas faltas.

***

A expulsão de Leandrinho foi justa. Na verdade, dada a imprudência do lance o jogador da Ponte Preta deveria ter sido expulso duas vezes…

O Pênalti foi claro e muito bem marcado. O zagueiro Marinho vai direto nas pernas do bom Deyvid Sacconi e o derruba na área.

O árbitro Rogério Seneme foi muito preciso tecnicamente e muito corajoso nesses lances capitais ao final do jogo – outros poderiam fazer média e dizer que nada viram…

Aliás, é incrível como tem cronista cara de pau que tem a ousadia de dizer que o pênalti contra a Ponte não aconteceu!

***

SPFW 0 x 2 Santo André: o nosso freguês preferencial liderou a vitória do Santo André contra o time do Muricy – que era muito mais educado com a imprensa quando treinava o Náutico – num jogo onde o zagueiro Miranda foi expulso por dar cotovelada no atacante Osny aos 13 minutos do 2º tempo – minutos antes ela já houvera sido advertido com cartão amarelo. Muricy estranhou e foi tirar satisfações com o árbitro após o jogo.

Como ficam os dois casos? Por muito menos o tribunal da FPF cansou de convocar e punir jogadores do Palmeiras no Paulistão 2008.

A cotovelada do Miranda ficará por isso mesmo?

***

Até quando a imprensa vai aguentar as grosserias de Muricy Ramalho? O incrível é que eu nunca o vejo detonar com repórteres da TV Globo…

22240cookie-checkPAULISTAO 2009: Análise da Arbitragem R04

0 comentários em “PAULISTAO 2009: Análise da Arbitragem R04

  • Rodolfo Timoteo da Silva
    fevereiro 4, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    fevereiro 4, 2009
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *