Pós Jogo Palmeiras 1×0 Guarani: a vitória é que importa

fevereiro 28, 2009 0 Jogos

Jogo difícil de comentar. Começou dando sono, depois deu raiva e no final deu alegria.

Não só pela vitória – afinal três pontos com 1×0 vale tanto quanto com goleada – mas pela boa participação de Deyvid Sacconi, que entrou bem no lugar do sempre pouco útil Evandro.

O JOGO: QUE DUREZA…

Esse Palmeiras com oito jogadores reservas realmente está muito longe do Palmeiras titular. E a principal diferença está no meio de campo, onde Evandro não consegue armar com a mesma qualidade que Cleiton Xavier.

Aliás, há de ser justo: o Palmeiras que gostamos de ver joga apenas com um volante (Pierre) e dois meias – CX-10 e DS-7. O Palmeiras que entrou em campo hoje jogou boa parte do tempo com Sandro Silva (ou Jumar) se revezando no papel de um dos meias. Daí que nossa criatividade do meio de campo não consegue sair dos passes em profundidade sem perigo algum para a defesa adversária.

Mas Lenny, num desses lances repentinos, entrou com a bola na área e conseguiu um pênalti. Marquinhos – aparentemente buscando auto-afirmação – quis bater. Com a benção de Luxemburgo, bateu prá fora.

Se o jogador queria marcar para passar a impressão de que pode ser titular nesse time, o tiro foi no pé. O meia-atacante caiu mais de produção e a torcida começou a pegar no pé.

Ortigoza entrou no lugar de Maurício e o Palmeiras passou a jogar no 4-4-2. Não resolveu…

Aí saiu Marquinhos e entrou Deyvid Sacconi. Bastaram 12 minutos e Sacconi fez uma bela jogada com Ortigoza, entrou na área, driblou o goleiro com o corpo e tocou. 1×0!!

Três pontos a mais na conta do Verdão!

MARCOS SAI CONTUNDIDO

O goleiro Marcos saiu de campo no intervalo. Sentiu a coxa e agora passa a ser dúvida para o jogo contra o Colo-Colo.


CORNETADAS

Duas:

– uma para Evandro. Não consegue fazer uma exibição convincente. Desse jeito nunca vai conquistar a torcida palmeirense;
– outra para a transmissão do PFC. Tudo bem, sempre reclamamos dos mullers da vida. Mas dessa vez vou correr o risco de parecer chauvinista: a moça que comenta o jogo parece que tem alguma dificuldade para articular as ideias. Primeiro chamou Luxemburgo de Muricy Ramalho. Ok, ok, se enganou.

Mas logo após o gol de Sacconi ela mandou a frase do dia:

“Se o Palmeiras tiver calma até o final do jogo pode sair com 3 pontos”.

Como assim? Estávamos com 8 jogadores em campo? Estávamos sofrendo pressão do Guarani? Tínhamos acabado de empatar e faltando 10 minutos precisava de mais um gol?

Cada uma…

Vamos em frente, agora sim é prá valer: Colo Colo…

Saudações Alviverdes!



FICHA TÉCNICA


28/02/2009

Palmeiras

1×0

Guarani

Gols

Gols

Tempo

 

 

Gols 

Gols

 Tempo

 

Deyvid Sacconi

1

79′

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Substituições

Gols

Cartões

 

 Substituições

 Gols

Cartões

 

Marcos

 

Douglas

 

Danilo

 

 

 

 

 

Walter

 

 

24390cookie-checkPós Jogo Palmeiras 1×0 Guarani: a vitória é que importa

0 comentários em “Pós Jogo Palmeiras 1×0 Guarani: a vitória é que importa

  • Fabio Angelini
    março 2, 2009
    Responder
  • Ângelo Lista
    março 2, 2009
    Responder
  • JOSELITO LUIZ GONÇALVES
    março 2, 2009
    Responder
  • Administrator
    março 1, 2009
    Responder
  • Luiz Rogerio Napoleão
    março 1, 2009
    Responder
  • Washington Rodrigues
    março 1, 2009
    Responder
  • André Fix Dias de Toledo
    março 1, 2009
    Responder
  • V Criscio
    março 1, 2009
    Responder
  • Rinaldo Russo Milito
    março 1, 2009
    Responder
  • Yvo Renato Batista Ramos
    março 1, 2009
    Responder
  • Daniel Andrade Rodrigues d' Almeida
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Yvo Renato Batista Ramos
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • EDGARD BUENO DA COSTA
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Marcio Zambon
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Marcio Zambon
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Daniel Portero
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Guilherme
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • V Criscio
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • rudy de araujo maruyama
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Administrator
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Gustavo Gonçalves Giannella
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Bruno Marco Zanetti
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Ricardo Brito Teixeira
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Cássio Andrade
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Ricardo Brito Teixeira
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • André Molari Augusto
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Denis Dias de Lima
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • Cristiano dos Santos
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • rudy de araujo maruyama
    fevereiro 28, 2009
    Responder
  • rudy de araujo maruyama
    fevereiro 28, 2009
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *