A Cornetada do Cunio: Gosto Amargo na Boca

A Cornetada do Cunio: Gosto Amargo na Boca

março 20, 2009 17 Corneta do Cunio

Por Alberto Cunio*
 
Zamborrada alviverde, passada uma semana em que cumprimos tabela pelo Paulistão e deixamos o resto comendo poeira, uma pergunta permanece na minha cabeça e não me deixa dormir. Por que invictos no torneio estadual com 85% de aproveitamento e ZERO pontos na Libertadores?
 

Mesmo sabendo o óbvio ululante, de que estamos falando de competições totalmente diferentes, não consigo acreditar que nossa preparação para a Libertadores tenha sido feita de forma a contemplar todas as situações frente as quais poderíamos nos deparar. Digo isso porque apesar do futebol ser um esporte muitas vezes imprevisível, inúmeras coisas são muito previsíveis e penso que nos dois ÚNICOS jogos oficiais que perdemos este ano e que eram os ÚNICOS que não poderíamos perder, nada imprevisível aconteceu. O que me remete ao questionamento acima.
 

Parece que nos aspectos logísticos, tanto na fase pré-Libertadores como nos primeiros jogos, tudo foi planejado 100%. Tudo deu perfeitamente certo. Após os dois jogos, duas derrotas. Dentro de campo, tudo deu perfeitamente errado.
 

Abro aqui este espaço para que fanáticos e inconformados como eu me ajudem a explicar o que possa ter acontecido. Vou com certeza ouvir um monte de desculpas, que jogamos bem em Quito, que o Marcos e o Edmilson falharam, que a defesa é fraca, que o time é jovem e sentiu… Para mim, tudo isso é BALELA. Estamos falando de jogadores profissionais, que ganham bem, pegaram um time semi-desmanchado como a LDU e um time em crise profunda com o Palestra lotado. Resultado? Duas derrotas. É a única coisa que soa como um bumbo na minha cabeça.
 

Ficou para nós agora uma tarefa facílima: ganhar todos os jogos que restam. Tranquilo. “Vá lá, entre na tribo, chute a fogueira, dê um tapa na cara do cacique, pegue a mulher dele e fuja ileso”. Só isso. Espero sinceramente que há muitos dias o desjejum, almoço, jantar, ceia e SONHOS do PROFEXÔ estejam num só acorde: SPORT CLUBE DO RECIFE.
 

Neste final de semana, pegamos um Guaratinguetá lambendo a zona da degola, sem nosso ataque titular. Baixo risco de perdemos muita gordura acumulada.O dever de casa está quase completo.
 

Gostaria de encerrar fazendo duas observações que foram notórias esta semana.
 

A primeira é a fatídica foto publicada do Divino com “aquela” camisa do máscara. Juro que após o choque, a parada cardíaca, a reanimação e a ressurreição, vou fingir que não vi, não sei, não entendi e se me disserem que é verdade direi que não é.
 

A segunda foi uma nostalgia INCOMENSURÁVEL que a coletividade esmeraldina teve de um jogador que muitas alegrias nos trouxe: CHIQUE ARCE. Precisa dizer por quê? Precisa dizer para quem vai a CORNETADA na orelha da semana? Precisa, CAPIXABA?
 

25900cookie-checkA Cornetada do Cunio: Gosto Amargo na Boca

17 comentários em “A Cornetada do Cunio: Gosto Amargo na Boca

  • Alberto Cunio
    março 23, 2009
    Responder
  • Filippo D Ambrosio
    março 22, 2009
    Responder
  • Eduardo Carraro Milagre
    março 21, 2009
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    março 20, 2009
    Responder
  • Dalla Valle
    março 20, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    março 20, 2009
    Responder
  • Felipe Martins Fontes
    março 20, 2009
    Responder
  • Raul Ricardi
    março 20, 2009
    Responder
  • Cristiano dos Santos
    março 20, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    março 20, 2009
    Responder
  • Cristiano dos Santos
    março 20, 2009
    Responder
  • Alvaro G Mucida
    março 20, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    março 20, 2009
    Responder
  • Elio A Colombo Jr
    março 20, 2009
    Responder
  • Marcio Zambon
    março 20, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    março 20, 2009
    Responder
  • JOSELITO LUIZ GONÇALVES
    março 20, 2009
    Responder

Deixe um comentário para Elio A Colombo Jr Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *