Análise da Arbitragem: LDU, Santos e hipocrisia

abril 23, 2009 0 Jogos

Por Danilo Cersosimo

O Palmeiras venceu a LDU
por 2×0 e ainda tem chances de classificação na Libertadores. No entanto, o
futebol apresentado foi de baixo nível. Preocupante.

 ***

Palmeiras 2×0 LDU: o
árbitro Jorge Larrionda teve uma atuação perfeita no quesito técnico –
acompanha as jogadas de perto, não inverte as faltas e não assinala infrações
desnecessárias.

Disciplinarmente foi bem:
só deveria ter expulsado o zagueiro Norberto Araujo no final se aplicasse o 2º
cartão amarelo no jogador.

As expulsões de Bolaños e
Marquinhos foram corretas – nosso jogador não deveria ter revidado – ainda que
sutilmente; poderíamos ter terminado a partida com 1 jogador a mais e com
maiores chances de ampliar o placar e o saldo de gols. Além disso, vai fazer
falta em Santiago.

 ***

Palmeiras 1×2 Santos: Não
vou me ater aos detalhes da partida – vi mão do Neymar no gol do Madson, bem
como vi pênalti claríssimo de Mauricio Ramos no mesmo Neymar que culminou na
justa expulsão do nosso zagueiro.

De qualquer modo, o
Palmeiras jogou muito mal e mereceu ser eliminado do Campeonato Paulista.

Vamos falar do Sálvio
Spínola e do caso Diego Souza.

***

Sálvio Spínola: é a
terceira vez desde 2006 que somos severamente prejudicados por esse árbitro – a
primeira contra o SPFC na Libertadores, a segunda contra o próprio SPFC no ano
passado quando da expulsão do mesmo Diego Souza aos 5 minutos de jogo e a
última no jogo contra o Santos FC.

Isso sem falar nas
lambanças menores.

A diretoria do Palmeiras
merece, pois a diretoria do Palmeiras tem medo de vetar árbitros.

Nossa diretoria ainda
parece ser inerte nestas questões preventivas – não se trata de reclamar por
reclamar – Sálvio já nos prejudicou inúmeras vezes. E é um péssimo árbitro.

***

Diego Souza, a revolta: não
há muito mais o que dizer sobre a revolta de Diego Souza – em minha opinião
perfeitamente compreensível.

No 1º tempo uma bola
dominada no peito foi anulada pelo árbitro alegando que este havia matado com a
mão – entre outras inversões de faltas. Além disso, Sálvio mal apitou faltas em
Diego Souza – é um típico caso de perseguição e implicância para com nosso
jogador.

A súmula de Sálvio
Spínola é uma excrescência – ele viu troca de cabeçadas entre Diego Souza e o
zagueiro do Santos. Emerson Prebianchi e Vicente Criscio já abordaram a questão
neste 3VV.

Diego só “errou” ao
voltar ao gramado e dar uma rasteira no adversário, que entrou em campo somente
para tirá-lo do jogo – se foi orientado para fazer isso, não sabemos, mas o
vídeo do lance passa a impressão que Domingos vira-se para o banco de reservas
com cara de “missão cumprida”, fazendo sinal de “positivo” para o chefe Vágner
Mancini.

Domingos, típico zagueiro
insignificante, violento e carniceiro, é isso aí: é mais uma espécie de Bosco
que infesta o futebol brasileiro.

***

Hipocrisia: o futebol é
infestado de hipocrisia – os que condenaram a atitude de Diego Souza nunca
suaram a camisa num campo de futebol. Esses são hipócritas, tanto quanto
Domingos – que forjou uma simulação covarde e mau caráter. A atitude de
Domingos é mais grave que a de Diego Souza – sou contra atos hostis, mas pior
ainda é armar uma cilada para um adversário.

Tal situação é ainda mais
triste quando nos deparamos com tantos discursos de Fair Play, “paz nos
estádios”, etc que invadem o futebol – o jogador que faz cera simulando
contusão para receber a bola de volta do adversário por um gesto de “fair play”
e atrasar a partida é tão pulha quanto o que simula ter tomado uma cabeçada.

Eu diria a mesma coisa se
um zagueiro do Palmeiras tivesse feito o que o Domingos fez.

Chega de jeitinho,
malandragem, catimba, carteirada, hipocrisia, sim senhor, etc, etc, etc…

Que futebol é este?

28390cookie-checkAnálise da Arbitragem: LDU, Santos e hipocrisia

0 comentários em “Análise da Arbitragem: LDU, Santos e hipocrisia

  • Rogerio Rocha
    abril 24, 2009
    Responder
  • JOSELITO LUIZ GONÇALVES
    abril 23, 2009
    Responder
  • Rogerio Rocha
    abril 23, 2009
    Responder
  • Ricardo Fassina
    abril 22, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    abril 22, 2009
    Responder
  • Raul Ricardi
    abril 22, 2009
    Responder
  • LUIZ AMERICO SOUZA DE MARTINO
    abril 22, 2009
    Responder
  • Marcos Simonetti
    abril 22, 2009
    Responder
  • Rogerio Rocha
    abril 22, 2009
    Responder
  • Fernando Talarico
    abril 22, 2009
    Responder
  • Alvaro G Mucida
    abril 22, 2009
    Responder
  • Franco Domenico Ceravolo
    abril 22, 2009
    Responder
  • Rogerio Rocha
    abril 22, 2009
    Responder
  • JOTA CHRISTIANINI
    abril 22, 2009
    Responder
  • JOTA CHRISTIANINI
    abril 22, 2009
    Responder
  • JOTA CHRISTIANINI
    abril 22, 2009
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *