A Corneta do Cunio – Alguém me empresta uma gravata?

maio 22, 2009 29 Corneta do Cunio

Por Alberto Cunio 

Ressabiados alviverdes, poderia ficar aqui
remoendo os comentários da semana sobre aquele partida ridícula que fizemos em
Porto Alegre no domingo contra “o melhor time do Brasil” (meu Deus, estamos criando
um outro monstro, pior que nossos vizinho de muro!), mas vou esquecer um pouco
de nosso estranho início de Brasileirão e deixar estas linhas para mais uma vez
mostrar a situação no mínimo inusitada que nos encontramos.

Vários de vocês devem ter visto no cinema
aqueles filmes mais do que batidos em que a mocinha é o “patinho feio” e no
final vira princesa, ou do menino pobre que se torna o mais famoso do pedaço.
Na verdade, faço aqui alusão a um desses descartáveis que vi recentemente em
que o cara acha um convite para “aquele” baile, cheio de glamour, mulheres
lindas, mas… Não pode entrar no salão porque não tem gravata.

Todos se lembram como nos classificamos
para a pré-Libertadores: graças ao fantástico time paranaense que tem o “mais
bonito meio-estádio do mundo”, aliada à incompetência de Caio Júnior à frente
do falido rubro-negro carioca. Ou seja, CAIU NO COLO a tarefa de entrar na
Libertadores tendo que apenas derrotar o grande “Lobo das Cordilheiras”, Real
Potosí… Fizemos toda aquela lenga-lenga, nos preparamos com dois times,
alugamos carros, um verdadeiro CIRCO como se fôssemos jogar contra o Rosario
Central na jaula que eles dilaceram os inimigos na Argentina. Nada disso,
obviamente passamos com facilidade pelo time dos gordinhos.

A fase de grupos, dispensa maiores
comentários: era o “Grupo da Morte”, o time claudicante, começamos com duas
derrotas… Tudo levava a crer que a coisa iria terminar sem nem ter começado.
Mas, quis assim o destino calibrar o pé direito do CX-10, canonizar as luvas do
Santo-12 e nos colocar nas quartas contra uns caras que estão agradecendo a
SORTE de ter que enfrentar… A GENTE!

Vejam que situação: o combalido futebol
uruguaio, que não ganha nada há nem sei quanto tempo, DESDENHA do nosso clube.
O tão temido Boca, acaba de morrer engasgado por este mesmo “super futebol
uruguaio” do Defensor em plena Caixinha de Bombons! O nosso vizinho de muro
“soberano”, passa por uma fase de lascar e sequer teve unzinho convocado para a
selecionaça do anão Dungão. Mesmo assim, podem acabar se dando bem contra o
Cruzeiro sem Ramires e Vagner, e que se danem os dois que depois vão se matar
contra os gaúchos e eu quero que os 3 vão para a casa do c…hapéu!

Galera, a FINAL da Libertadores está em
nossas mãos, fácil como nunca! Está bem, não será moleza ter que pegar nosso
algoz de 1968 na Argentina numa semifinal, mas como vai o andor, pode ser que
nem isso tenhamos que enfrentar! Ou seja, podemos entrar na festa que nem fomos
convidados e ainda sair de lá com a Rainha do Baile! O que falta então? Falta a
GRAVATA, galera…

Estamos com o famoso traje “feinho, mas
limpinho”. E na porta do salão, esperando alguém emprestar uma gravata, ou até
mesmo vender uma que já foi nossa. Assim nos sentimos vendo as patéticas
tentativas de reforçar o time nas vésperas de uma decisão que está
antecipadamente escrita em verde e branco, mas pode virar guache e borrar em
dois tempos. Como podemos fazer uma “patacoada” como esta do Perea e ainda
assim correr atrás do Reinaldo, QUE ERA NOSSO!!!!

Entidades Divinas que olham por nós,
ajude-nos a passar a tempestade voando de ULTRA-LEVE, já que não deu para
arrumar um JATO antes da decolagem. E TRAGA O BI PARA NOSSA SALA DE TROFÉUS!

A minha CORNETAÇA de hoje vai na ORELHAÇA
de quem “colocou e tirou” o Perea de dentro do Palestra, num piscar de olhos,
seja lá por qual motivo (eu mesmo ouvi uns 30 diferentes). Sei que o sujeito
pode não ser craque, mas neste momento de desconfiança, tudo o que não
precisávamos era de um pixotada como essas…  


31300cookie-checkA Corneta do Cunio – Alguém me empresta uma gravata?

29 comentários em “A Corneta do Cunio – Alguém me empresta uma gravata?

  • Milton Vavassori Junior
    maio 26, 2009
    Responder
  • Daniel Portero
    maio 23, 2009
    Responder
  • Danilo Cersosimo
    maio 23, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    maio 23, 2009
    Responder
  • Dalla Valle
    maio 23, 2009
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    maio 22, 2009
    Responder
  • Marco Aurélio Pieritz
    maio 22, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    maio 22, 2009
    Responder
  • Fabiano Bernardi
    maio 22, 2009
    Responder
  • Daniel Seleguim Santos Moraes
    maio 22, 2009
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    maio 22, 2009
    Responder
  • Kaleb Forte Rodrigues
    maio 22, 2009
    Responder
  • Kaleb Forte Rodrigues
    maio 22, 2009
    Responder
  • Fernando Talarico
    maio 22, 2009
    Responder
  • Diego Caio Terense Peressinotto
    maio 22, 2009
    Responder
  • Rogerio Rocha
    maio 22, 2009
    Responder
  • Marco Aurélio Novelini
    maio 22, 2009
    Responder
  • Guilherme J. Parmegiani Jr.
    maio 22, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    maio 22, 2009
    Responder
  • Raul Ricardi
    maio 22, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    maio 22, 2009
    Responder
  • Marco Aurélio Novelini
    maio 22, 2009
    Responder
  • Marco Aurélio Novelini
    maio 22, 2009
    Responder
  • Franco Domenico Ceravolo
    maio 22, 2009
    Responder
  • Marco Aurélio Novelini
    maio 22, 2009
    Responder
  • Marcio Zambon
    maio 22, 2009
    Responder
  • JOSELITO LUIZ GONÇALVES
    maio 22, 2009
    Responder
  • Bruno Teixeira Lomba
    maio 22, 2009
    Responder
  • Valter Rodrigues de Freitas
    maio 22, 2009
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *