Os balanços dos clubes brasileiros – 1

Os balanços dos clubes brasileiros – 1

julho 31, 2009 19 Futebol com Números

Por Luís Fernando Tredinnick

Divulgação autorizada mediante explícita citação
do autor e do blog Terceira Via Verdão

 

Pessoal, esta semana começamos um longo estudo sobre o balanço dos clubes brasileiros.

 

Vamos explorar os principais temas financeiros e discutir como o Palmeiras se compara com os demais clubes, afinal, no futebol assim como em finanças, o que interessa é estar melhor do que os adversários.

 

Quem leu o DROPS do dia 17, viu que o Vicente já deu umas dicas sobre endividamento dos clubes e que alguns leitores ficaram em dúvida sobre o que isso significa.  Eu iria começar a série com as receitas, mas desta vez vamos começar com as dívidas.

 

PELA MILÉSIMA VEZ, DÍVIDAS SÃO RUINS?

 

Quem nos lê com alguma freqüência, sabe que já cansei de dizer que dívidas, em si, não são boas ou ruins. Depende do que você faz com o dinheiro e da sua capacidade de pagar as dívidas.

 

No estudo da Delloitte, existe o seguinte comentário “dívida não é necessariamente ruim para os clubes – desde que seja gerenciável dentro das operações existentes dos clubes, ela é sustentável e pagável”.  Se alguém não acredita nas minhas palavras, pode acreditar no estudo da Delloitte.

 

Ou seja galera alviverde, o problema é quando não é possível administrar as dívidas.  Se você ganhar R$ 500 e tem que pagar R$ 200 de juros, sua dívida não é gerenciável. Se você ganha R$ 10.000 e tem que pagar R$ 500 de juros, sua dívida é gerenciável. Simples, não?

 

O QUE É UMA DÍVIDA ADMINISTRÁVEL PARA OS CLUBES DE FUTEBOL?

 

Bom, para as empresas, a métrica utilizada para medir se a dívida é administrável ou não é a relação entre a dívida e o lucro anual da empresa.

 

Não existe um conceito único sobre quantas vezes a dívida pode ser maior do que o lucro anual da empresa, mas podemos utilizar o critério que a dívida é administrável se for até 5 vezes o lucro anual da empresa.

 

O problema é que a maioria dos clubes brasileiros apresenta prejuízo. Então, ao invés de compararmos com o lucro iremos comparar com a receita.

 

COMO ANDAM AS DÍVIDAS DOS CLUBES?

 

Observem no gráfico abaixo a relação entre a dívida dos clubes e a receita total de acordo com o balanço de 2008:  (como dívida foi considerado o ativo circulante menos o passivo circulate, empréstimos bancários, tributos parcelados, provisões, acordos  e decisões judiciais, credores e obrigações com clubes e atletas)

 

 

 

Então, quer dizer que o Palmeiras tem uma receita de R$ 134,5 milhões e uma dívida de R$ 73,8 milhões.  Ou seja, a dívida representa 55% da receita anual do clube. 

 

Vocês acham que o Flamengo e o Fluminense são capazes de pagar suas dívidas?

 

O Santos tem uma dívida de R$ 141,7 milhões, quase o dobro da do Palmeiras, porém tem uma receita de R$ 65,2 milhões, quase a metade. Fácil perceber quem tem o maior problema, não?

 

Quando vocês lerem algum jornalista dizer que o Palmeiras está afundado em dívidas, pode estar certo que o jornalista não sabe o que está falando, afinal, as nossas dívidas estão em um patamar perfeitamente administrável.

 

E A EVOLUÇÃO?

 

Como praticamente todos os clubes estão tendo prejuízo em 2009, nós inclusive, a relação dívida/receita tende a piorar.

 

Nesse caso, temos que correr para aumentar as receitas, ter lucro e administrar essa dívida. Pelo menos nós temos mais espaço para administrar dívidas que os demais clubes brasileiros.

 

NA PRÓXIMA SEMANA

 

Na próxima semana iremos comparar o grau de endividamento dos clubes brasileiros e europeus.

 

Ganha uma assinatura grátis do blog 3VV quem adivinhar quem é mais endividado!

 

Saudações AlviVerdes

 

*Luís Fernando Tredinnick escreve todas as sextas-feiras no 3VV, explicando a quem conhece e também a quem não conhece os números no futebol.

36760cookie-checkOs balanços dos clubes brasileiros – 1

19 comentários em “Os balanços dos clubes brasileiros – 1

  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 2, 2009
    Responder
  • Valter Rodrigues de Freitas
    agosto 1, 2009
    Responder
  • Administrator
    agosto 1, 2009
    Responder
  • Administrator
    agosto 1, 2009
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 1, 2009
    Responder
  • davi luiz vieira
    agosto 1, 2009
    Responder
  • Administrator
    julho 31, 2009
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    julho 31, 2009
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    julho 31, 2009
    Responder
  • Marcio Zambon
    julho 31, 2009
    Responder
  • Douglas Henriques da Rocha
    julho 31, 2009
    Responder
  • Administrator
    julho 31, 2009
    Responder
  • BLOG 3VV
    julho 31, 2009
    Responder
  • Fernando Talarico
    julho 31, 2009
    Responder
  • JOSELITO LUIZ GONÇALVES
    julho 31, 2009
    Responder
  • Rodollfo SppyX
    julho 31, 2009
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    julho 31, 2009
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    julho 31, 2009
    Responder
  • gilberto giangiulio Junior
    julho 31, 2009
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *