A Corneta do Cunio – Campeão só tem um

setembro 18, 2009 28 Corneta do Cunio

POR ALBERTO CUNIO

Apreensivos alviverdes,
como diria o caipira, “eita” semaninha dura de engolir esta após a derrota para
o Vitória. Já não bastasse nossa tradicional paura, típica de nossa torcida
quando a ameaça está próxima, ouvimos uma avalanche de bobagens na imprensa,
fazendo da situação do Palmeiras uma catástrofe, senão consumada, em vias de
acontecer. Sem contar a “inabalável” imagem de nossos vizinhos de muro, que
para os jornalistas é um King-Kong em queda livre pronto para simplesmente
aniquilar o que estiver pela frente. Para complicar ainda mais, graças aos
mandatários das transmissões televisivas, ficamos chupando o dedo por mais de
dez dias, com aquela mescla de angústia e “frisson”, doidos para chegar logo o
próximo jogo e consolidar nossa liderança, ou envinagrar tudo de uma vez.
Queremos é decisão.

Para tentar amenizar
as coisas, sem entrar na seara poliana do “chegar aqui foi lucro”, vendo o que
foi publicado na “imprensinha” (como dizem nossos comentaristas no 3VV) ou na
própria mídia palestrina, vou fazer uma pergunta: “Por que diabos o Palmeiras
TEM A OBRIGAÇÃO de ganhar o Campeonato Brasileiro?”. Estão enfiando esta idéia
obsessiva na nossa cabeça e isso está nos levando à ruína. Equipes como o
Palmeiras têm sim uma obrigação: LUTAR pelo título brasileiro. Montar equipes
competitivas, com elenco e comissão técnica competentes, que possam disputar DE
IGUAL PARA IGUAL qualquer campeonato que estejamos disputando, contra todo e
qualquer rival. Isso sim é OBRIGAÇÃO. Paulista, Brasileiro, Sulamericana,
Libertadores, seja lá o que for, temos que entrar SEMPRE para lutar pelo
título. Equipes menores têm outros objetivos em sua trajetória. Até NÃO CAIR,
como ouvi o técnico Silas do Avaí falando sobre o primeiro objetivo do time
nesta volta à Série A.

O peso de ter nosso
arquiinimigo tricampeão está causando uma inversão de neurônios na nossa cabeça
e tripudiada ainda mais por todos aqueles que nos odeiam e tem um papel e uma
caneta nas mãos, ou um teclado, ou um microfone. O Palmeiras não tem o elenco
do Real Madrid, com Kaká e Cristiano Ronaldo. Se fosse assim, aí teria a
OBRIGAÇÃO de ser campeão brasileiro. Por que o Internacional, que também
investiu na mesma proporção, se não mais, não tem a mesma OBRIGAÇÃO? Pessoal,
CAMPEÃO, SOMENTE UM TIME SERÁ! E por que entre 20 a OBRIGAÇÃO é só nossa?

O post Pós-Jogo contra
o Vitória, assinado pelo patrão Criscio, foi perfeito. Nosso elenco é
deficitário. Ficamos tão desesperados em contratar atacantes, que agora temos
uma legião deles e não temos um só volante que preste para substituir o Pierre.
Além do que, mesmo correndo o risco de ser apedrejado, penso seriamente que
nestas situações não adianta inventar. Pierre é primeiro volante. Está fora.
Quem é o primeiro volante reserva? JUMAR. Pois então coloque o JUMAR, caspita!
Não adianta depois colocar o Souza, perder o jogo e falar: “Ah, mas ele é
segundo volante, apóia muito e não marca tão bem”. É preferível um jogador DE
OFÍCIO, da posição, do que uma improvisação. Se o cara é o substituto imediato
e não presta, nem deveria fazer parte do elenco. Mas deixem que ele prove que
não presta primeiro. E não adianta lembrar que o Jumar já jogou e é grosso. Ele
nunca substituiu o Pierre numa sequência de partidas como estas que faltam para
o final do Campeonato Brasileiro. Só entra uma vez ou outra. Deixem o cara
ganhar ritmo e liberem o Souza para segundo volante! E CORNETA no MURIÇOCA que
escala improvisações e demora para substituir!  E CORNETA nestes MALDITOS CHACAIS DA IMPRENSA
E DA MÍDIA PALESTRINA, que querem só jogar BOMBA no nosso colo!

40720cookie-checkA Corneta do Cunio – Campeão só tem um

28 comentários em “A Corneta do Cunio – Campeão só tem um

  • Alberto Cunio
    setembro 19, 2009
    Responder
  • Milton Nascimento Santos Nunes
    setembro 19, 2009
    Responder
  • Marcio Zambon
    setembro 19, 2009
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Rogerio Rocha
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Raul Ricardi
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Marcio Zambon
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Raul Ricardi
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Cássio Andrade
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Caio Augusto Subtil D'Aprile
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Rogerio Rocha
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Alvaro G Mucida
    setembro 18, 2009
    Responder
  • VERA LUCIA CLORETTI
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Arthur Azevedo Ribeiro
    setembro 18, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    setembro 18, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    setembro 18, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    setembro 18, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Marcio Zambon
    setembro 18, 2009
    Responder
  • V Criscio
    setembro 18, 2009
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    setembro 18, 2009
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *