Análise da Arbitragem R30: Palmeiras 0 x 2 Flamengo

outubro 20, 2009 0 Jogos



Por Danilo Cersosimo

 

A R30 viu os líderes patinarem mas, este que vos escreve só conseguiu ver o jogo do Palmeiras – peço a colaboração dos leitores deste blog para nos ajudar com eventuais lances importantes de outras partidas da rodada.

 

No Palestra, o árbitro Sandro Meira Ricci (DF) teve uma arbitragem tecnicamente ruim, por travar o jogo tantas vezes, apitando tudo e parando o jogo.

 

De um modo geral aplicou cartões amarelos corretamente – inclusive o que puniu Diego Souza.

 

Eu não teria marcado o pênalti sofrido por Ortigoza – ou marca-se falta em todos os lances desse tipo ou não se marca nunca – essa falta de critérios é um dos fatores que comprometem a credibilidade da arbitragem brasileira.

 

Obviamente, há outros fatores preponderantes para criticarmos os homens do apito nesta terra: Sandro Meira Ricci tem um passado obscuro no quadro nacional de arbitragem, tendo apitado poucos jogos antes de ser alçado ao grupo principal de juízes. Também é suspeito de envolvimento com armação de resultados.

 

De qualquer modo, sua arbitragem não comprometeu o resultado do jogo. Fomos vítimas de nossas próprias deficiências.

 

***

Me chamou atenção os erros grosseiros dos auxiliares que apitaram o jogo entre Sport vs Corinthians (coitado de quem não tem PPV…). Lances em que os atacantes estavam com aproximadamente 1 metro de posição legal fora apitados como impedimentos e invalidados. Coisa básica. De dar vergonha.

42860cookie-checkAnálise da Arbitragem R30: Palmeiras 0 x 2 Flamengo

0 comentários em “Análise da Arbitragem R30: Palmeiras 0 x 2 Flamengo

  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    outubro 20, 2009
    Responder
  • Daniel Portero
    outubro 20, 2009
    Responder
  • Marcio Zambon
    outubro 20, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    outubro 20, 2009
    Responder
  • JOSELITO LUIZ GONÇALVES
    outubro 20, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    outubro 20, 2009
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *