A Corneta do Cunio – Reescrevendo a História

novembro 20, 2009 26 Corneta do Cunio

POR ALBERTO CUNIO

Amigos alviverdes,
dirijo-me a todos de nossa imensa nação, com os (sei lá se isso mesmo) quinze
milhões de torcedores, sendo que um bom bocado deles fanáticos como os que nos
acompanham aqui.

Creio sinceramente, e
a maioria de vocês leitores e comentaristas irão concordar, que depois dos
acontecimentos vividos nos últimos anos, chegamos a um ponto de inflexão em
nossa história. O Palmeiras precisa virar a página.

Virar a página não
significa negar nosso próprio passado de glórias. Muito pelo contrário: seria
valorizá-lo, honrá-lo e, acima de tudo, respeitá-lo. Algo que estamos muito,
mas muito longe de fazer ultimamente. Pior: nossa história está sendo
denegrida, nossa tradição colocada em dúvida, nosso símbolo sendo manchado.

Não podemos mais
tentar escrever nosso futuro olhando para trás, mais preocupados em remoer a
nostalgia de antigos ídolos e em tirar a poeira grossa de nossa sala de
troféus. Temos que olhar para frente. TODOS devem olhar para frente. Hoje temos
muitos olhando para trás, alguns até olhando para frente, mas com um medo
covarde, e muitos, mas MUITOS, olhando para o próprio umbigo.

Palmeiras, renasça!
Não há vergonha alguma em reconstruir aquilo que foi destruído. Não vamos
perder nada se pararmos para redesenhar nosso projeto de vida como clube grande
e vencedor. Se tivermos que sair do ZERO em alguns setores, que saiamos.
Humildade não é humilhação. Deixemos nossa arrogância e prepotência de lado,
pois nem alimento para elas nós temos mais e mesmo assim enchemos a boca para
falar. Estamos comendo sardinha há décadas e arrotando os camarões digeridos no
século passado!

De que adianta termos
um ou dois gênios de física dentro de uma escola de analfabetos? Absolutamente
nada. Recursos inúteis, jogados no lixo. Estamos querendo colocar orquídeas na
areia e ainda reclamamos que elas não florescem. E não vão mesmo. Enquanto a
podridão estiver incrustada nas colunas que sustentam o Palestra Itália, nada
irá para frente. Nenhum progresso será alcançado. Nenhum título será ganho.

Todos nós temos
responsabilidade sobre isso. Já comentara semana passada que nós somos o
Palmeiras e se queremos o bem de nossa agremiação tão amada, devemos começar
por fazer uma faxina. O futebol hoje é profissional. Ao extremo. Movido por
inúmeros interesses, mesquinharias, maracutaias e poderes. Mas ainda tem um
viés da paixão, da cegueira, da ignorância. A mesma que fez nosso presidente
proferir palavras em excesso num momento de fúria. Saber trabalhar as duas
facetas deste esporte é tarefa duríssima. Para poucos que têm essa habilidade.
E tenho certeza que os encontraremos entre nós. E com eles reescreveremos nossa
história. Sem retórica. Com trabalho. Árduo e longo.

Minha CORNETA desta
semana vai para a dupla que jogou a última colher (nem precisava de uma pá) de
cal em nossas pretensões em 2009. Sendo que um deles, lamento muito, por ter
sido apoiado, defendido e até blindado por todos. O Zumbi do Palmeiras, que
mandou seu juízo para o Quilombo e nos deixou apenas o gosto da desilusão.

44120cookie-checkA Corneta do Cunio – Reescrevendo a História

26 comentários em “A Corneta do Cunio – Reescrevendo a História

  • Cássio Andrade
    novembro 22, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    novembro 22, 2009
    Responder
  • Cássio Andrade
    novembro 22, 2009
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    novembro 22, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    novembro 22, 2009
    Responder
  • Cássio Andrade
    novembro 21, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    novembro 21, 2009
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Renata Morais
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Cássio Andrade
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Giovanni Spinazzola
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Giovanni Spinazzola
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Edvaldo Vieira
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Alvaro G Mucida
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Danilo Pescarmona
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Lenita Pinho
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Giovanni Spinazzola
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Giovanni Spinazzola
    novembro 20, 2009
    Responder
  • João Gomes Yzquierdo Neto
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Alberto Cunio
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Cássio Andrade
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Cássio Andrade
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Luiz Gustavo Justini Araujo
    novembro 20, 2009
    Responder
  • Rogerio Rocha
    novembro 20, 2009
    Responder
  • JOSELITO LUIZ GONÇALVES
    novembro 20, 2009
    Responder
  • JOSELITO LUIZ GONÇALVES
    novembro 20, 2009
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *