E não é que tem gente tentando atrapalhar?

janeiro 28, 2010 18 Allianz Parque

Por
Claudio Baptista Jr.

Pessoal,
não poderia deixar de comentar a respeito da ação do sócio pasquale bruno, sim,
com letra minúscula, que conseguiu paralisar
momentaneamente algumas obras que estavam sendo realizadas visando o respeito
ao associado do clube. 

Estas
obras estão planejadas de forma a minimizar os impactos sobre as atividades
sociais, fazendo suas realocações gradativas enquanto que novas instalações
esportivas e administrativas fossem construídas.

Esta
ação, no meu ponto de visa, reflete de forma impecável o perfil de palmeirense,
com letra minúscula, que levou a SE Palmeiras a interromper o caminho de
conquistas substanciais e constantes desde a década de 80 até esta última
década. A década de 90 pode ter nos trazido títulos, porém foi terreno fértil
para a estagnação do clube.

Ontem
o amigo Luciano Pasqualini enviou-me um e-mail que reproduzo em parte abaixo.

“eu
que vivo enfurnado nos jornais velhos, lendo sobre o Palestra dos anos 30, 40
fico espantado ao ver como o Palestra viveu os 95 anos de sua vida em
crise política …
uma atrás da outra …


esses dias ando lendo muita coisa dos anos 30 e 40, e aí você lê crise em 32
com o Matarazzo saindo e surgindo o DelManto  como nome da
oposição. Daí  o clube conquista o tri-campeonato, o rio-sp, faz
várias melhorias na parte social, reforma e amplia o estádio, mas sai em
crise … pega jornal dos anos 40, crise … 42 a 45, em plena necessidade de
união, uma enorme crise política … e assim vai … dá pra escrever
um livro, “Palestra/Palmeiras, uma vida de glórias e crises” ou algo
parecido …”

Somente
para completar esse texto do Luciano, digo que em todas essas décadas o
Palmeiras conseguia algo “singelo” de forma constante: TÍTULOS, CONQUISTAS.

Agora,
observando o perfil do “palmeirense” e que personifica muita gente que atrasa o
Palmeiras (e justiça seja feita, é uma minoria e não devemos generalizá-la com todos os sócios), estou absolutamente convencido que só conseguiremos retomar
nossa trajetória de conquistas com a construção da nossa Arena.

Para
aqueles que querem atrapalhar a retomada dessa trajetória, deixo o
meu recado:  Vocês
não conseguirão!

E
para os Palmeirenses com letra maiúscula, deixo minha mensagem:

É difícil expurgar esse perfil de dentro da SE Palmeiras mas não é impossível. E podemos no curto prazo ao menos tentar diluir esse veneno. Para isso, torne-se sócio do clube.

***

De qualquer forma, hoje, dia 28 de janeiro, quinta-feira, as obras estão em andamento dentro do clube. O que mudou? A Direção do Palmeiras assumiu o gerenciamento da obra, usando os recursos da WTorre, conforme contratado, e continuará assim até a publicação definitiva de todas as certidões e aprovações assinadas e formalizadas pela Prefeitura e demais órgãos.

Abraço,

Claudio
Baptista Jr. – ansioso pela aprovação da nossa Arena junto a Prefeitura e muito
contrariado com a falta de transparência nas discussões sobre a sede paulista e
investimentos públicos na cidade para a Copa de 2014.

Imagem:
http://www.wtorre.com.br

47480cookie-checkE não é que tem gente tentando atrapalhar?

18 comentários em “E não é que tem gente tentando atrapalhar?

  • BLOG 3VV
    janeiro 30, 2010
    Responder
  • Matheus Rodrigues Chinaglia
    janeiro 30, 2010
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Marcio Zambon
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Dorival Bertaglia
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Joao Carlos Falbo Mansur
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Anderson Marra Lombardo
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Junior Gottardi
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Fernando Talarico
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Claudio Baptista Jr.
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Mi Erminda Macri
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Mi Erminda Macri
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • weliton moura
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Saulo Dias Luz
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Rodrigo Lepera
    janeiro 28, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    janeiro 28, 2010
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *