A Corneta do Cunio – Dando a cor vermelha ao sangue

janeiro 29, 2010 10 Corneta do Cunio

POR ALBERTO CUNIO

Desorientados alviverdes, a providência divina me fez escrever esta coluna no
domingo passado após aquela pisada na bola contra o Ituano, mas até Ele lá em
cima corrige suas próprias ações (se é que Ele erra alguma vez). Se eu a
tivesse publicado naqueles moldes hoje, não teria o efeito desejado. Mas se
fosse nesta segunda passada, ainda estaria pulsando e vertendo sangue-vivo.
Motivo este nos levou, após horas de reuniões, discussões e avaliações, levar esta
coluna para as segundas-feiras, para deleite do que vos fala.

Muitos devem ainda estar se perguntando como é possível, depois de duas
apresentações abaixo da crítica contra Ituano e Atlético Monte Azul, estarmos
na liderança do Campeonato. Pois bem, a única resposta plausível é a
incompetência alheia, algo que já foi visto cristalinamente no Brasileirão-09 e
já sabemos no que deu.

Estamos todos desorientados. Mais uma vez uso esta expressão aqui e ela
parece não querer nos abandonar. Os fundamentos disso vêm de uma administração
de futebol circense, a qual prefiro deixar para ser “detonada” na estréia deste
desabafo virtual daqui a três dias. Ou poderíamos estar nadando de braçadas
desde o início de 2009, já que estivemos na liderança de todos os campeonatos
corridos, além de chegarmos até as quartas da Libertadores sem nem saber quem
seria nosso principal atacante (já que o K-9…).

Vamos no domingo levar mais um penico de prata ao nosso arquirrival em
homenagem a seu centenário, só que desta vez vamos entregá-lo cheio. Afinal,
temos sempre que satisfazer o freguês.

Para não fugir do esquema, mesmo nesta Corneta Flash, vamos deixar uma trombeteada
na orelha de alguém. Que tal no segundo juiz que nos prejudicou em três jogos?
Olhem a foto no 3VV do lance do primeiro gol do Ituano, marcado pelo Master
Juninho Paulista, e tentem encontrar “ONDE ESTÁ O JUIZ?”. Aí tentem se lembrar
onde estava o Paulo César Bambi de Oliveira no lance do gol do Barueri. Ou
seja, não adianta estarem bem ou mal colocados. Quando querem fritar o
Palmeiras, podem estar apitando até da cabine da Globo ou da arquibancada.

Abraços a todos e não se esqueçam de ler a coluna de segunda-feira que
vem! Vamos trepidar os muros do Palestra à La Haiti.

47530cookie-checkA Corneta do Cunio – Dando a cor vermelha ao sangue

10 comentários em “A Corneta do Cunio – Dando a cor vermelha ao sangue

  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • VERA LUCIA CLORETTI
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • Alberto Cunio
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • BLOG 3VV
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • Administrator
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    janeiro 29, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    janeiro 29, 2010
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *