Análise da Arbitragem Paulistão 2010 na R7: Bragantino 2×3 Palmeiras

fevereiro 9, 2010 0 Jogos

POR DANILO CERSOSIMO

O Palmeiras voltou a vencer pelo Campeonato Paulista ao
bater o Bragantino por 3×2 no campo do adversário (com um péssimo gramado,
diga-se de passagem).

A arbitragem de Cléber Abade foi muito ruim – inverteu
faltas, segurou o jogo com faltinhas no meio campo (deve ter sentido o forte
calor), deu um cartão amarelo para Edinho em lance onde este sofrera falta
violenta do adversário e principalmente anulou um gol legal do Bragantino, no
que teria sido o tento de empate de 1×1 naquele momento da partida.

No lance do gol anulado o árbitro apita antes da conclusão
da jogada, alegando falta do atacante no defensor palestrino – na hora nada vi
e revendo o lance inúmeras vezes continuo com a opinião de gol legal. Certamente
esses lances serão lembrados pelo Coronel Marinho e a banda podre da imprensa
quando o Palmeiras for prejudicado nos jogos decisivos (guardem bem este post).

O segundo gol invalidado do Bragantino foi corretamente
anulado, uma vez que Da Silva estava em impedimento quando recebeu o passe e ajeitou
para Frontini marcar. Ponto para o auxiliar Anderson Jose de Moraes Coelho.

O lance que originou a falta do primeiro gol do Bragantino
foi corretamente apitado pelo árbitro, dado que Figueroa realmente derruba o
adversário com um empurrão sutil, mas suficiente para desequilibrá-lo.

Pela atuação em Bragança o árbitro Cléber Abade leva uma
nota 4.
Apitou mal e ainda prejudicou o time da casa.

Que nota os leitores
dariam ao juiz?
Ajudem-nos a criar nosso ranking.

***

E em Barueri, Robinho voltou e marcou um golaço. O time do
Santos jogou bem, a garotada tem potencial, mas o que ficou da partida foi a
choradeira de Rogério Ceni por conta da paradinha de Neymar.

Eu sou contra – mas nada consta nas regras da International
Board sobre o tema. Existe uma orientação para que o lance não seja validado
pelos árbitros, que assim obedecem no resto do mundo, com exceção do Brasil
(reflexo da falta de comando e padronização da arbitragem que assola nossos
gramados?). No entanto, orientação não tem poder de regra, e assim…

Sabem por que a FIFA não oficializa essa regra da paradinha?
Pelo mesmo motivo que não utiliza o recurso da TV em lances difíceis – eles
querem polêmica. Têm a visão retrógada (retrógada e não retogada…) de que é a
polêmica que sustenta a magia do futebol… Vai entender…

48210cookie-checkAnálise da Arbitragem Paulistão 2010 na R7: Bragantino 2×3 Palmeiras

0 comentários em “Análise da Arbitragem Paulistão 2010 na R7: Bragantino 2×3 Palmeiras

  • Daniel Portero
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • DOUGLAS DE SOUZA URBANO
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Emerson Prebianchi
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Marcio Zambon
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Marcio Zambon
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Sérgio Modesto Frugis
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Alberto Cunio
    fevereiro 9, 2010
    Responder
  • Renato Laghi De Luca
    fevereiro 9, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 9, 2010
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *