Pós Jogo Palmeiras 1×0 Flamengo PI: vitória e castigo

Pós Jogo Palmeiras 1×0 Flamengo PI: vitória e castigo

fevereiro 10, 2010 0 Jogos

1o TEMPO
POR ALBERTO CUNIO

Palmeiras e Flamengo-PI iniciaram o embate em Teresina sob forte calor
e umidade relativa do ar, causando extremo desconforto aos jogadores de
ambos os lados.

Mais preocupado em se defender para
não levar os dois gols que o eliminariam direto da competição, a equipe
local adotou postura extremamente cautelosa quando não tinha a posse de
bola, recuando os 11 jogadores em seu campo e fechando os poucos
espaços disponíveis. Porém, aproveitando-se da afobação alviverde em
busca do gol, acabou tendo algumas boas oportunidades, mesmo sendo
nítido seu baixíssimo nível técnico. Uma falta cobrada que quase
encobriu Deola, uma bola de cabeça na parte externa da trave esquerda e
uma outra cobrança de falta com força que quase acerta o ângulo direito
foram os momentos mais agudos da equipe piauiense.
Por seu turno, o Palmeiras mostrou futebol muito
confuso, não muito diferente do que andamos vendo no Paulistão. DS-7,
mesmo muito marcado, foi o destaque, ao lado de poucas jogadas lúcidas
de CX-10. Sacconi abusou da falta de pontaria e errou muito
cruzamentos, assistências e ainda uma finalização cara a cara com o
esforçado goleiro do Flamengo-PI. Robert, como sempre, disperso e
perdido entre a marcação dos vigorosos zagueiros adversários, pouco
fez. Figueroa deixou o campo faltando 15 minutos por problemas
estomacais. Armero entrou em seu lugar, trocando as alas com Wendell,
mas não contribuiu em quase nada além da sua já conhecida correria.
O primeiro tempo encerrou-se com o Palmeiras
apertando o Flamengo-PI em sua defesa, mas sem criar efetivas
oportunidades para conclusão em gol.

INDICADORES 1o TEMPO
FONTE: Footstats

2o TEMPO
POR ALBERTO CUNIO

Os times voltaram para o segundo tempo num ritmo muito similar ao
primeiro, com o Flamengo-PI esboçando um ímpeto maior, logo esquecido
em benefício do jogo de volta.

Abusando de
cruzamentos errados, o Palmeiras não conseguia traduzir sua
superioridade de posse bola em lances críticos. Pelo contrário, parecia
mais querer consagrar a defesa e o goleiro adversários, que mostrando
muita garra seguravam a pressão a qualquer custo.
Ao passo que Marcio Araújo consolidava-se como o
melhor jogador da segunda etapa, Sacconi acabou “sacado” para a entrada
de Lenny. E quando Muricy preparava-se para colocar Souza no lugar de
Pierre, em uma jogada com erros, bate-rebates, DS-7 limpou o zagueiro
piauiense e bateu cruzado, para fazer 1×0.
Inexplicavelmente, após o  gol e restando mais de
15 minutos, Muricy resolveu tirar um atacante (Robert) para a entrada
de Souza. O Palmeiras encerrou o jogo com 3 volantes de marcação, como
se realmente houvesse necessidade de segurar um jogo ganho desde antes
de começar, até mesmo porque o esforçado time nordestino já não
apresentava condição física alguma após o gol alviverde e se arrastava
em campo.

Ainda tivemos tempo para perder um gol
inacreditável com Danilo, graças a (mais) uma defesa portentosa do
goleiro do Flamengo-PI e de ver a patética decisão do técnico piauiense
de colocar Jardel em campo faltando 30 segundos para acabar o jogo.

Fim de jogo: e o Palmeiras apesar da vitória não conseguiu eliminar a partida de volta. Castigo merecido pois apresentou um futebol desengonçado e uma postura em campo de pouca agressividade. Agora terá que jogar a partida de volta em pleno Palestra.

Saudações Alviverdes!



Indicadores Footstats da partida


 

 

Indicadores
Coletivos

Flamengo-PI
0x1 Palmeiras

 

 

 

 

 

Indicadores
Individuais

Flamengo-PI
0x1 Palmeiras

 

 

48290cookie-checkPós Jogo Palmeiras 1×0 Flamengo PI: vitória e castigo

0 comentários em “Pós Jogo Palmeiras 1×0 Flamengo PI: vitória e castigo

  • Lenita Pinho
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Arthur Azevedo Ribeiro
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Eleyson de Oliveira Junior
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Arthur Azevedo Ribeiro
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Diego Caio Terense Peressinotto
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • luiz sergio neto
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Neosnardo Barbosa Nunes
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Neosnardo Barbosa Nunes
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Washington Rodrigues
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Marcio Zambon
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Ricardo Fonseca Muroni
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Arthur Azevedo Ribeiro
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Fernando Talarico
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Neosnardo Barbosa Nunes
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Fabiano Riva Gemignani
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Ricardo Fonseca Muroni
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Robson Antonio Delarizza
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Arthur Azevedo Ribeiro
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Ricardo Fonseca Muroni
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • gilberto giangiulio Junior
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Ricardo Fonseca Muroni
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Neosnardo Barbosa Nunes
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Carlos Alberto Trematore
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Luiz Fernando Magliano
    fevereiro 11, 2010
    Responder
  • Alberto Cunio
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Neosnardo Barbosa Nunes
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Eduardo Carraro Milagre
    fevereiro 10, 2010
    Responder
  • Alberto Cunio
    fevereiro 10, 2010
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *