A Corneta do Cunio – Onde está nossa Arena?

março 1, 2010 32 Corneta do Cunio

POR ALBERTO CUNIO

Encharcados alviverdes, desprezível tecer qualquer comentário sobre uma vitória em cima do Flamengaço do Piauí e um derrota para o último colocado do Paulistão. Aliás, às vezes sou partidário das “trocas de posições”. Perdeu do último, que vá segurar a lanterna. Mas as regras do rebaixamento nos impediriam de aplicar este castigo. Pobre Antonio Carlos… Onde foi amarrar seu burro. Que espero não seja ele mesmo.

O que me move a escrever aqui esta semana diz muito mais respeito sobre as já tradicionais “omissões” as quais somos testemunhas por parte da diretoria do Palmeiras. E uma delas já passou da hora de dar as caras aos seus torcedores, já que foi muito importante quando sustentamos a vitória da atual situação, porém caiu num velado esquecimento que só não é total porque vira e mexe algum de nossos influentes leitores, comentaristas ou colunistas aparece com mais uma notícia.

Onde está nossa Arena? A última brisa que passou agora diz que a derradeira pendência burocrática entre a W.Torre e CET foi resolvida. Compensação, contra-partida, ajuda, sei lá o que é isso. Não entendo nada e nem quero. A única coisa que sei é que na hora de colocar o doce na frente da criança, temos especialistas. Na hora de deixar comer …

O Palmeiras está assistindo a história passar diante dos seus olhos e não está fazendo nada. O elefante branco da zona sul está levando saraivadas de tudo quanto é lado na FIFA, pois não consegue revisar o projeto de sua adequação ao caderno de encargos para a Copa 2014 a contento. Ou seja, cada vez que leva uma nova versão, leva uma patada.

E por que nós não estamos na fila para nos candidatarmos oficialmente como potencial sede para a Copa? Em tese nós que temos um projeto pronto, elaborado dentro de todas as especificações FIFA. Então por que não fustigamos, não perturbamos, não tiramos o sono de nossos rivais?

Já ouvimos até planos de construírem mais um trambolhão em São Paulo (que seria, acreditem, repassado aos representantes da marginal sem número) a fim de substituir o grande prato raso do Jardim Leonor. Mas NUNCA ouvi nada além de “vamos oferecer para a Itália treinar aqui no ano de nosso centenário”. Mentes pequenas? Mentes medrosas? Falta de coragem com medo de retaliação do poder público? Falta de ousadia?

Prefiro não acreditar que embarcamos numa canoa furada. Então deixo aqui meu humilde espaço para alguém, QUE TENHA RESPOSTAS CONCLUSIVAS, e que possam ser publicadas na imprensa aberta, diga a todos os palmeirenses: “Onde está a nossa Arena?”.

Não duvidamos das pessoas diretamente envolvidas no projeto. Mas num momento tão importante como o que passa o futebol brasileiro, com o processo de escolha dos estádios passando em nossas fuças, a comunidade palmeirense merece uma satisfação!

Lembrando que foi esta comunidade que se mobilizou em todas as etapas de aprovação apoiando os mentores deste projeto; lembrando que a mídia palestrina de maneira geral – todas na época, mas em especial a nossa aqui do 3VV – foi usada não só para comunicar mas também para abafar o grito dos inimigos do projeto e da instituição; lembrando principalmente que o torcedor, a razão de existir do Palmeiras e o “proprietário” da nova casa, comemorou, apoiou nas aprovações e agora parece que foi esquecido.

Portanto todos estes pedem as respostas sobre o status da Arena. E muitos desejam, querem e eu diria ainda que alguns exigem um posicionamento menos discreto e mais agressivo de nossos representantes para efetivamente colocar a Arena Palestra como candidata a receber jogos da Copa do Mundo. Enquanto isso não acontece, recebam minha CORNETA bem barulhenta!


Alberto Cunio escreve todas as 2as feiras, sempre com uma cornetada na orelha de quem merece. Mas sempre disposto a guardar a corneta se demonstrarem que ele está errado.

49410cookie-checkA Corneta do Cunio – Onde está nossa Arena?

32 comentários em “A Corneta do Cunio – Onde está nossa Arena?

  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    março 2, 2010
    Responder
  • Daniel Seleguim Santos Moraes
    março 2, 2010
    Responder
  • Luiz Pereira
    março 2, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    março 2, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    março 2, 2010
    Responder
  • Daniel Seleguim Santos Moraes
    março 1, 2010
    Responder
  • Marcos Piovesan
    março 1, 2010
    Responder
  • Gustavo Tarifa Coelho
    março 1, 2010
    Responder
  • Claudio Tanaka
    março 1, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    março 1, 2010
    Responder
  • Adilson Henrique
    março 1, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    março 1, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    março 1, 2010
    Responder
  • Alvaro G Mucida
    março 1, 2010
    Responder
  • Daniel Seleguim Santos Moraes
    março 1, 2010
    Responder
  • Alvaro G Mucida
    março 1, 2010
    Responder
  • Adilson Henrique
    março 1, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    março 1, 2010
    Responder
  • Alberto Cunio
    março 1, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    março 1, 2010
    Responder
  • Marcelo Barbagallo
    março 1, 2010
    Responder
  • Daniel Seleguim Santos Moraes
    março 1, 2010
    Responder
  • Daniel Seleguim Santos Moraes
    março 1, 2010
    Responder
  • Alvaro G Mucida
    março 1, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    março 1, 2010
    Responder
  • Vanderson Masini
    março 1, 2010
    Responder
  • Alvaro G Mucida
    março 1, 2010
    Responder
  • Marcio Zambon
    março 1, 2010
    Responder
  • LOURENÇO CORSI NETO
    março 1, 2010
    Responder
  • Edvaldo Vieira
    março 1, 2010
    Responder
  • Alvaro G Mucida
    março 1, 2010
    Responder
  • Marcos Simonetti
    março 1, 2010
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *