O custo da incompetência

maio 14, 2010 27 Futebol com Números

Pois é amigos, ainda lambendo as feridas de todos os trágicos acontecimentos que ocorreram desde novembro do ano passado precisamos entender o que aconteceu para que possamos “corrigir o rumo” e arrumarmos a casa.

Evidentemente, dentro de campo ainda existem muitas divergências pois três técnicos diferentes não conseguiram fazer o elenco funcionar.  Esse é um desses momentos em que fica clara a falta de comando dentro do Palmeiras:  se existe um jogador, ou grupo de jogadores que está criando problemas, eles devem ser simplesmente afastados e punidos.  

Bom, vamos falar das finanças em 2009.

Há muito que na administração Cipullo vemos um festival de contratações erradas e estapafúrdias.  Roque Jr., Mozart (essa foi a melhor das piores), Marquinhos, Lenny, etc, etc. Além dessas contratações não melhoraram o time, elas têm um efeito colateral grave: custam dinheiro! Custam MUITO dinheiro! (em tempo, eu não colocaria o Wagner Love nessa lista, pois na minha opinião ele foi boicotado pelo resto do elenco).

Vocês devem estar se perguntando quanto é muito dinheiro.  Eu digo, apenas o custo de pessoal do futebol (jogadores, técnicos, e demais funcionários ligados ao departamento de futebol) em 2009 chegou a inacreditáveis R$ 42,1 milhões (equivalente ao que o pessoal do Jardim Leonor gastou, mas infelizmente atingindo resultados piores; isso sem comparar com Cruzeiro e Inter)! 

Em 2008 (com Keirrison e Henrique, lembram?) esse custo era de “apenas” R$ 28,5 milhões.  Ou seja, em um único ano gastamos R$ 13,6 milhões a mais para obtermos resultados esportivos piores do que obtivemos em 2008. 

Esse, Palmeirense, é o que podemos chamar de “O CUSTO DA INCOMPETÊNCIA”.
Gastamos muito e gastamos errado! 

PREJUÍZO AUMENTOU

Como vocês se lembram, o Palmeiras fez um esforço enorme para segurar os jogadores e não vendeu ninguém.  Então, as receitas que tivemos com a venda do Valdívia em 2008 não se repetiram. Com custos maiores e receitas menores, só podemos esperar um prejuízo maior do que em 2008, certo?

Acertaram! O prejuízo passou de R$ 9,5 milhões em 2008 para desastrosos R$ 29,7 milhões!  Ou seja, perdemos quase 600 mil reais por semana! 

Entretanto, apesar da louvável tentativa de se manter jogadores para se ganhar títulos, a venda de um craque como Valdívia em 2008 (que vende camisa, faz torcida, gera valor prá marca) seria – em tese – para equilibrar o resultado econômico do Palmeiras. Não aconteceu. Hoje gastamos mais, não temos ídolos, não temos elenco e lamentavelmente entramos no círculo vicioso de que sem dinheiro não posso contratar ídolos, sem ídolos não ganho títulos, sem títulos não aumento torcida e não ganho dinheiro.

Se isso não é uma prova de absoluta incompetência, eu não sei mais o que é. A diretoria de futebol teve  os reforços que a Traffic pôde comprar, teve dinheiro para gastar, gastou mais do que podia, aumentaram o prejuízo em mais de vinte milhões de reais, e ainda assim não montaram uma equipe vencedora. Ou não souberam construir o ciclo virtuoso do futebol

Enquanto o futebol do Palmeiras for gerido por pessoas que não entendam essa equação, esse desastre financeiro tende apenas a aumentar.  Então, cabe a pergunta: até quando?

Saudações Alvi-Verdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando a quem conhece, e a quem não conhece, os números do futebol

52910cookie-checkO custo da incompetência

27 comentários em “O custo da incompetência

  • Waldecir Junior
    maio 15, 2010
    Responder
  • Marco Túlio de Vasconcelos Dias
    maio 15, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    maio 14, 2010
    Responder
  • Neosnardo Barbosa Nunes
    maio 14, 2010
    Responder
  • Neosnardo Barbosa Nunes
    maio 14, 2010
    Responder
  • Haroldo Zaniboni
    maio 14, 2010
    Responder
  • Luiz Fernando Vall Dionizio
    maio 14, 2010
    Responder
  • Daniel Portero
    maio 14, 2010
    Responder
  • Daniel Seleguim Santos Moraes
    maio 14, 2010
    Responder
  • Yzquierdo
    maio 14, 2010
    Responder
  • Yzquierdo
    maio 14, 2010
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    maio 14, 2010
    Responder
  • luiz sergio neto
    maio 14, 2010
    Responder
  • Thiago Baise
    maio 14, 2010
    Responder
  • Vinicius Barbosa da Silveira
    maio 14, 2010
    Responder
  • Matuto do Interior
    maio 14, 2010
    Responder
  • Matuto do Interior
    maio 14, 2010
    Responder
  • Administrator
    maio 14, 2010
    Responder
  • Marcos Simonetti
    maio 14, 2010
    Responder
  • V Criscio
    maio 14, 2010
    Responder
  • Marcio Zambon
    maio 14, 2010
    Responder
  • Haroldo Zaniboni
    maio 14, 2010
    Responder
  • Washington Rodrigues
    maio 14, 2010
    Responder
  • JOSELITO LUIZ GONÇALVES
    maio 14, 2010
    Responder
  • Fernando Talarico
    maio 14, 2010
    Responder
  • Antonio Manara
    maio 14, 2010
    Responder
  • Leandro Santana
    maio 14, 2010
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *