Pós Jogo Palmeiras 1×1 Goiás: sabor de derrota

agosto 8, 2010 0 Jogos

PALMEIRAS 1X1 GOIÁS

O Palmeiras continua sem vencer
nas mãos de Felipão. Nesta tarde de domingo mais um empate, contra um
fraquíssimo Goiás em um jogo arrastado. 1×1.

1º tempo

O Goiás começou o jogo com mais
posse de bola no campo palmeirense. Edinho, Pierre e Márcio Araújo fechavam o
meio e assim conseguiam segurar as investidas do adversário.

A proposta de jogo do Palmerias
era clara: fechava-se bem no meio e deixava nos pés dos alas Vitor e Armero,
além do meia Patrik, a missão de levar a bola para o ataque. Kléber e Ewerthon
se desmarcavam bastante e abriam espaço na fraca defesa do time goiano.

E aos 12’m numa saída de bola
ruim do Goiás, Kléber recuperou e tocou para Ewerthon. O atacante carregou até
a entrada da área e … GOL,
GOOL, GOOOOOL! 1×0.

O gol deixou o Palmeiras mais
tranqüilo e com uma proposta de jogo mais bem definida. Continuou plantado no
seu meio de campo e recuperava a bola soltando os alas e tocando rápido para
Kléber. Aos 24’ em um cruzamento rasteiro na área quase o segundo gol
palmeirense.

O Palmeiras já dominava as
ações. Mas o Goiás começou a crescer. Se no chão a defesa palmeirense cortava
todas, por alto ainda tomávamos sustos. Aos 35’, numa falta mal marcada de
Pierre, Bernardo chutou para grande defesa de Deola. Logo depois um pequeno
milagre: Ewerthon Santos pegou rebote e chutou rasteiro para Deola salvar mais
uma. Um minuto depois outro lance de perigo: Pierre e Danilo ficaram olhando as
borboletas do centro-oeste e o tal número sete do Goiás apareceu livre na cara
de Deola. Para fora.

Ainda deu tempo para Kléber
gerar um contra-ataque fulminante, onde Danilo carregou e tocou para Vitor (se
tocasse na esquerda para Patrik o lance seria mais perigoso) que cruzou para
ganhar escanteio. E assim foi o 1º tempo, com destaques para Kléber e Deola.

2º tempo…

O meiocampista Bernardo saiu e
entrou o atacante Felipe no Goiás.  Não
mudou muito o jogo deles. A partida ainda continuava truncada, com o Palmeiras
jogando parecia que com o freio de mão puxado.

Aos 6’ um susto na área
palmeirense mas o bandeira marcou impedimento acertadamente. Aos 24’ Deola fez
grande defesa.

E o time jogava mal. Felipão
começou a mexer no time. Entrou Marcos Assunção e depois Luan (saiu Ewerthon),
estreou. Mas não adiantou muito. O Palmeiras levou 35 minutos para chutar a
primeira a gol. Depois saiu Kléber, para a entrada de Tinga.

Sem atacar, com Patrik jogando
como volante recuado, o time dava muito espaço para o Goiás. Eles cresciam mas
não criavam nenhuma chance real de perigo. O problema era o excesso de faltas
desnecessárias. Bastou uma, no final do jogo, de Armero. Na sequência uma série
de escanteios. E foi em outra falta, num cruzamento aos 45 do segundo tempo e
os caras empataram.

Sabor de derrota. Com esse empate o G4 fica cada vez mais distante e a Sul Americana cada vez mais importante.

Saudações Alviverdes!.

 

56140cookie-checkPós Jogo Palmeiras 1×1 Goiás: sabor de derrota

0 comentários em “Pós Jogo Palmeiras 1×1 Goiás: sabor de derrota

  • Fabricio Cirelli
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Yvo Renato Batista Ramos
    agosto 9, 2010
    Responder
  • André Cappello
    agosto 9, 2010
    Responder
  • gilberto giangiulio Junior
    agosto 9, 2010
    Responder
  • luiz penchiari
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Raul Ricardi
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Gabriel Vieira Mandarino
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Paulo Cezar Oliveira Kawano
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Marco Alexandrino
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Fernando Talarico
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Yvo Renato Batista Ramos
    agosto 9, 2010
    Responder
  • Diego Silva dos Santos
    agosto 9, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Eduardo Pellegrini Vivan
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Marcio Zambon
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Yzquierdo
    agosto 8, 2010
    Responder
  • João Marcos Arrabal
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Yvo Renato Batista Ramos
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Eduardo Pellegrini Vivan
    agosto 8, 2010
    Responder
  • LOURENÇO CORSI NETO
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Elio A Colombo Jr
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Eduardo Pellegrini Vivan
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Ricardo Fassina
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Ricardo Fassina
    agosto 8, 2010
    Responder
  • luiz sergio neto
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Dalla Valle
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Mauro Ramos
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • luiz sergio neto
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • luiz sergio neto
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • luiz sergio neto
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 8, 2010
    Responder
  • luciano morete
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Rodrigo Lepera
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Rodrigo Lepera
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Marco Freitas
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Sérgio de Mauro
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Wagner César Silva de Oliveira
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Áureo Teixeira
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Andre Luiz Martins Oltemare
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Ed Boccuzzi
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Eduardo Carraro Milagre
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Eduardo Carraro Milagre
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Yvo Renato Batista Ramos
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Edson do Carmo
    agosto 8, 2010
    Responder
  • Eduardo Carraro Milagre
    agosto 8, 2010
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *