Pós Jogo Palmeiras 2×1 Atlético MG: 3 pontos

agosto 29, 2010 0 Jogos

 

1º tempo

O Palmeiras começou o jogo com três zagueiros e recheando o meio campo de volantes. M. Araújo, Edinho, Pierre, Assunção, e Rivaldo faziam companhia para Valdívia e Kléber.

Como esperado o Atlético começou mais forte. Logo de cara um susto, quando Danilo tomou um drible de Neto Berola que acertou o travessão. Na sequência a bola chutada ao gol explidiu na zaga e saiu.

A pressão inicial era forte mas na prática foram dois lances mais perigosos contra Marcos. No segundo, o goleiro espalmou prá escanteio. Mas aos poucos o Palmeiras foi equilibrando o jogo. E começou a criar. Kléber ficou na cara do gol em lance de Valdívia. O mesmo Valdívia que estava sozinho na entrada da área e demorou prá arrematar. Ainda tivemos duas faltas (uma de Valdívia e outra de Assunção). E um lance incrível de Fabrício na pequena área e chutando para fora.

Primeiro tempo que merecia ter acabado com vantagem do Verdão.

2º tempo

Veio o segundo tempo. Sem mudanças no Palmeiras. O Atlético mudou um jogador. Mas continuou a pancadaria sobre El Mago. Aos 10 segundos Valdívia sofre falta. De Tardelli. Aos 3’ outra.

Aos 4’ Rivaldo desperdiça mais um lance. Para desespero de Valdívia.

Aos 7’ o castigo. O Atlético veio tocando a bola e Tardelli livre de marcação coloca Neto Berola nas costas de Fabrício e na cara de Marcos. 0x1.

Aos 10’ outra falta sobre Valdívia. Do número 5. Aos 11 outro lance de perigo contra o Palmeiras. De novo nas costas de Fabrício.

Aos 13’ um lance prá lá de manjado. Rivaldo com a bola nos pés. Na entrada da área. E erra o passe.

Aos 15’ outra falta sobre Valdívia. Mas essa o juiz não deu. Até aqui era 11 faltas (marcadas) no chileno. Três no 2º tempo.

Em seguida outro lance de perigo. O Palmeiras não criava grandes chances. O Atlético estava mais perto do 2º que o Palmeiras do empate.

Em seguida duas alterações. Luan e Tinga entram. Saem Valdívia e Fabrício. Isso aos 18’. Em 63 minutos enquanto esteve em campo o chileno recebeu 11 faltas. Uma falta a cada 6 minutos.

Aos 19 e aos 20 dois lances de perigo contra o Palmeiras. Poderiam ter matado o jogo. O time estava perdido.

Aos 21’ o lance que demonstra que alguém lá em cima ainda gosta da gente. Num chute de Luan de fora da área Marcos Assunção, um verdadeiro centro-avante, pega o rebote do batedor de roupa Fabio Costa. Maravilha!!!

Gooooooooooool do Palmeiras. 1×1.

Mas ainda tinha jogo.

O Palmeiras equilibrou a partida. Luan entrou bem.

Aos 26 M. Araújo deu bobeira no meio (tinha que ter matado a jogada) e quase gol dos caras.

Na sequência Kléber perdeu gol feito aos 27 em lançamento excelente de Assunção.

Saiu Berola e depois Diego Souza. O jogo era aberto.

Aos 30’ Assunção tocou para Luan que encontrou Kléber caído na esquerda. O Gladiador driblou para dentro da área. E aí?

Kléber!!! Kléber!!! KLÉBER!!!!! GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLL….

2×1!!!

O Atlético veio prá cima. O Palmeiras mantinha o mesmo jogo. Mordendo em seu campo e saindo rápido em contra-ataque. Kléber, Assunção e Luan comandavam a virada. Mas ainda tinha Edinho e Pierre bem na marcação. E Danilo e Ramos se entenderam melhor depois que o time voltou para o 4-4-2.

Aos 41’ Assunção coloca na cabeça de Luan que perde outro gol. O coração do palmeirense quase pára.

Na sequência lance de perigo de Tardelli e a bola passou perto. Assunção saiu, entrou Patrik, o juiz deu 3 minutos e Felipão gritava na lateral. Ainda deu tempo de Kléber tocar para Luan chutar para fora. Depois Tinga foi lançado e quase alcançou. Aos 48 apitou o árbitro. Fim de jogo!

Palmeiras 2×1.

O árbitro

O árbitro? Marcelo Henrique permitiu uma das práticas mais antigas e mais perversas do futebol: o rodízio de faltas sobre Valdívia. Nas contas de Felipão só no 1º tempo foram 10 faltas (nas contas da Globo foram 8). Qualquer dos dois números são absurdos.

Então é isso aí. A boa notícia é que vencemos. Kléber e Valdívia começam a mostrar algum jogo juntos. E a saída de Valdívia ironicamente fez com que o time melhorasse. O Palmeiras está agora a 2 pontos da zona da Libertadores e pelo menos o astral melhora para o próximo jogo.

Que assim seja.

Saudações Alviverdes!

57200cookie-checkPós Jogo Palmeiras 2×1 Atlético MG: 3 pontos

0 comentários em “Pós Jogo Palmeiras 2×1 Atlético MG: 3 pontos

  • Antonio Manara
    agosto 30, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 30, 2010
    Responder
  • Leandro Santana
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Elio A Colombo Jr
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Rogerio Rocha
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Yzquierdo
    agosto 29, 2010
    Responder
  • JOTA CHRISTIANINI
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Marcos Piovesan
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Alexandre Henrique Guimarães Gonçalves
    agosto 29, 2010
    Responder
  • allan romulo alves
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cássio Andrade
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Eduardo Pellegrini Vivan
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 29, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Eduardo Forastiero
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Mario Barros Casuscelli
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 29, 2010
    Responder
  • porcazzo!
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Fernando Cesar Giélamo
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Cassiano Juliotti Amatuzzi
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 29, 2010
    Responder
  • Rodrigo Bucciolli Pereira
    agosto 29, 2010
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *