Corneta do Cunio – O Senhor dos Anéis

outubro 17, 2013 29 Corneta do Cunio

Por Alberto Cunio

Hobbits alviverdes, acreditem: tenho quase certeza de que já usei este título para minha coluna há tempos. Não me lembro. Poderia ter feito a comparação de outra forma, até mesmo porque a obra de Tolkien é capaz de não se aplicar ao caso. Mas vamos em frente.

Na década de 90 pouco se falava de mudanças drásticas na política palmeirense. Um ex-presidente Série B era o senhor absoluto das alamedas, regia o estatuto a seu bel-prazer e estrangulava toda e qualquer forma de oposição através da opressão, listas-negras, etc. Politicamente, o Palmeiras viveu, sob a batuta dele, os seus anos de trevas.

Ditadores só deixam o poder em duas circunstâncias: vontade própria ou força. Quando morrem, deixam herdeiros. Como aconteceu no Planalto Central no final da década de 80, o inominável resolveu sair por vontade própria. Porém, deixou uma estrutura tão podre, obsoleta e engessada, que o resultado de sua saída foi inócuo. O Palmeiras continuou sob seu controle, apesar das mãos dirigentes serem até de oposicionistas.

Hoje, o Palmeiras segue seus passos nas mãos de um Presidente que segue a cartilha do ex-Presidente da Série B. Até aí, nada de novo, já que todo cartola palmeirense que quiser ser eleito, deve fazer alianças. E não foi diferente com o atual presidente, mas com um detalhe: a herança.

Paulo Nobre começa a dar mostras agudas de que veio para ficar. Traçando rotas aparentemente confusas, tecendo teias a princípio estranhas, o mandatário vai preparando o terreno para sua perpetuação no poder através das mãos do povo. Num rompante getulista ou peronista, como queiram, prepara sua arma através do sócio-torcedor, dos sócios do clube social e do confronto contra tudo que é oriundo de gestões passadas, principalmente de seus oposicionistas. Desta forma, caminha rapidamente para repetir os gestos de seu mentor intelectual, padrinho político e conselheiro, o ex-presidente Série B.

Antes que as pedras sejam atiradas, reitero minha posição de não ser do contra, oposicionista, predador ou adjetivos outros que o valham. Sou apenas a favor do Palmeiras e de sua saúde democrática. Paulo Nobre está a cada dia que passa se fechando mais para os auxílios e opiniões alheias, abusando do jargão “Deixa que eu cuido” e se transformando numa pessoa intratável. As razões disso parecem claras: muita gente querendo dar pitaco na sua administração vai ouriçando mais e mais o gosto pelo poder, pela intolerância e a evidente mão-de-ferro. Alertados os conselheiros foram. Criaram o corvo, agora ele lhes arrancará os olhos.

Presidente, a CORNETA de hoje é sua. O Palmeiras não é seu. Tenha cuidado com seus atos, pense bem antes de recusar a mão de quem quer te auxiliar. Olhe para os lados e veja quem te ajudou a assumir a presidência. Eles podem não gostar disso.

A Corneta no Twitter prepara as velinhas para o bolo de aniversário. Parabéns, CEO! Sem patrocínios! Siga! @Corneta3VV

115950cookie-checkCorneta do Cunio – O Senhor dos Anéis

29 comentários em “Corneta do Cunio – O Senhor dos Anéis

  • FC
    outubro 18, 2013
    Responder
  • RAUL RICARDI
    outubro 18, 2013
    Responder
  • Mário Jr
    outubro 18, 2013
    Responder
  • Felipe Ricco
    outubro 18, 2013
    Responder
    • Cassiano Juliotti Amatuzzi
      outubro 19, 2013
      Responder
  • Daniel
    outubro 18, 2013
    Responder
    • Luiz Claudio
      outubro 18, 2013
      Responder
      • Cassiano Juliotti Amatuzzi
        outubro 19, 2013
        Responder
    • Cassiano Juliotti Amatuzzi
      outubro 19, 2013
      Responder
  • Antonio manara
    outubro 18, 2013
    Responder
  • lito
    outubro 18, 2013
    Responder
  • Claudio Longo
    outubro 18, 2013
    Responder
  • Verdi
    outubro 17, 2013
    Responder
  • PAULO H. FRANCESCHINI
    outubro 17, 2013
    Responder
  • Thiago Fraccarolli
    outubro 17, 2013
    Responder
  • Fabio Garcia
    outubro 17, 2013
    Responder
  • Maurizio
    outubro 17, 2013
    Responder
  • Carlos Z/S
    outubro 17, 2013
    Responder
  • Domingos Fortunato
    outubro 17, 2013
    Responder
  • Marcos
    outubro 17, 2013
    Responder
  • Bruno
    outubro 17, 2013
    Responder
  • Guilherme
    outubro 17, 2013
    Responder
  • Marcio
    outubro 17, 2013
    Responder
  • mario luiz
    outubro 17, 2013
    Responder
    • Valmir
      outubro 17, 2013
      Responder
      • Moises
        outubro 17, 2013
        Responder
  • Regina Rodrigues
    outubro 17, 2013
    Responder
    • Valmir
      outubro 17, 2013
      Responder
  • Danilo Peressim
    outubro 17, 2013
    Responder

Deixe um comentário para Marcio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *