Corneta do Cunio – Pergunta lá no posto…

fevereiro 25, 2014 36 Corneta do Cunio

Por Alberto Cunio

Caminhoneiros alviverdes, após nossa primeira derrota no ano do centenário não seria espanto algum começarem a surgir inúmeras dúvidas. Se a toada das críticas já não era boa diante de fracas apresentações nos últimos jogos, um revés como o de domingo jogou o foco da luz amarela em cima de nosso treinador. Será que ele tem capacidade para segurar a onda?

Quando estávamos naquele impasse da renovação de contrato de GK ano passado, esta coluna argumentou sobre o porquê de mantê-lo no cargo. E naquelas circunstâncias, a manutenção dele (não discutidas aqui as bases) foi correta. Não vamos aqui iniciar campanha para sua destituição, até mesmo porque estamos no início de uma temporada longa. Mas a despeito do bom desempenho em termos de pontuação no Paulistão, GK está deixando muitas interrogações a respeito de sua competência como treinador.

Com um retrospecto interno bastante positivo pelo trabalho de 2013, GK é visto como um profissional sério e que goza de respeito junto ao elenco, primeiro e importante passo para ter êxito no seu trabalho. O que pesa contra ele é a inexistência ainda de um efetivo padrão de jogo, mesmo após ter um grupo melhor qualificado a sua disposição. Vamos lhe dar um atenuante por ainda não contar com duas ou três posições à altura das necessidades, mas que isso não seja motivo para o time não encontrar alternativas e variabilidades táticas efetivas para jogos mais encardidos. Em suma, o jogo do Palmeiras está “manjado” e até clubes de pouca expressão estão com o antídoto para neutralizá-lo em suas bagagens.

Reside aí o ceticismo da torcida palmeirense. Que vem aumentando nas últimas semanas e vinha contando com minha desídia por entender que estavam carregando demais na tinta. Porém, a situação merece ao menos um sinal de alerta. Não podemos tornar o Palmeiras num castelo de cartas, que ao menor “peteleco” desaba e nos deixa a ver navios. A caminhada este ano é longa, os anseios enormes e descobrirmos que estamos andando para trás nas portas da Copa do Mundo vai causar um cisma irreversível, o qual não poderá ser reparado até o final do ano.

Em cima destas constatações, vamos deixar nossa CORNETA para o comandante GK a fim de que ele se aprume e decida logo para que veio ao clube, a passeio ou para ser campeão. Não podemos ter fala mansa ao longo dos 12 meses, pois isso não nos trará nada além de desculpas esfarrapadas em dezembro. E se alguém tiver mais alguma coisa para questionar sobre o trabalho, vamos torcer para que ele não mande perguntar lá no posto…

A Corneta no Twitter não coloca fogo em nada, mas empresta a gasolina. Siga! @Corneta3VV

139870cookie-checkCorneta do Cunio – Pergunta lá no posto…

36 comentários em “Corneta do Cunio – Pergunta lá no posto…

  • Verdemarley
    março 7, 2014
    Responder
  • Edvaldo
    fevereiro 27, 2014
    Responder
  • Yzquierdo
    fevereiro 27, 2014
    Responder
  • Arthur
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • Arthur
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • Mauser
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • sergio marangão
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • Mário Jr
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • Luiz Menegaço
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • PAULO H. FRANCESCHINI
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • aldolondres
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • Aguinaldo
    fevereiro 26, 2014
    Responder
    • arthur
      fevereiro 26, 2014
      Responder
  • Alex
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • lito
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • mario luiz
    fevereiro 26, 2014
    Responder
    • Marcos
      fevereiro 26, 2014
      Responder
  • aldolondres
    fevereiro 26, 2014
    Responder
    • Marcelo Vaccari
      fevereiro 26, 2014
      Responder
    • Breno Henrique
      fevereiro 26, 2014
      Responder
    • Mauser
      fevereiro 26, 2014
      Responder
  • Valcir Grossi
    fevereiro 26, 2014
    Responder
    • Arvro
      fevereiro 26, 2014
      Responder
    • Breno Henrique
      fevereiro 26, 2014
      Responder
  • cassiano
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • cassiano
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • Gustavo Aroni
    fevereiro 26, 2014
    Responder
    • Gustavo Aroni
      fevereiro 26, 2014
      Responder
      • Gustavo Aroni
        fevereiro 26, 2014
        Responder
        • cassiano
          fevereiro 26, 2014
          Responder
  • HARLEY
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • Gustavo Aroni
    fevereiro 26, 2014
    Responder
  • Gustavo Aroni
    fevereiro 26, 2014
    Responder
    • Breno Henrique
      fevereiro 26, 2014
      Responder
  • Felipe verza
    fevereiro 25, 2014
    Responder
    • V Criscio
      fevereiro 26, 2014
      Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *