Arenas – Complexo Allianz Parque – Entrega Parcial ou Completa?

maio 15, 2014 24 Allianz Parque ,

Por Claudio Baptista Jr.

Trago ao debate um ponto a respeito da entrega do complexo da Allianz Parque.

Parcial ou Completa?

Tema denso, por isso colocarei abaixo algumas percepções gerais contendo vantagens e desvantagens que podem servir de balizamento para a análise de vocês.

Como temos mencionado por aqui, acreditamos ser difícil a entrega completa do complexo da Allianz Parque até data próxima ao aniversário do clube e mantemos esta perspectiva. Todas as instalações a disposição, se tudo correr bem provavelmente até o final do ano. Essa é a impressão.

Sendo assim, os dois cenários acima podem ser apresentados a nossa frente.

– Entrega Completa.

Aqui falamos fisicamente do estádio, estacionamento, anfiteatro, centro de convenções, mídia, memorial e todas as demais instalações voltadas a segurança, conforto, serviços e tecnologia.

Situação obviamente ideal com a possibilidade de uma inauguração singular, marcante, através de eventos diversos abrindo uma enorme oportunidade de marketing e maior tempo de planejamento.

Essa é a situação que todos nós sonhamos colocando a disposição da torcida e da cidade um pacote completo e muito diferente do que se observa nas inaugurações dos estádios que temos visto.

O tempo até que isto aconteça que no meu ponto de vista seria mais ao final do ano também pode favorecer maior segurança na oferta dos pacotes de todo o complexo. Planos para venda cadeiras, ingresso, eventos, etc.

A entrada na nova casa de forma plena também é um incentivo adicional para a formação de um elenco mais recheado de bons jogadores para que no próximo ano nosso estádio possa receber uma equipe reformulada e digna das nossas tradições.

– Entrega Parcial.

Nesta parte o foco seria o estádio sendo finalizado em sua parte civil, cadeiras, camarotes, vestiários, e sistemas de comunicação de voz, dados, telão, acesso e segurança. Acredito que parte envolvendo alimentação e lojas estariam em fase de implementação, pois o estádio oferecerá várias oportunidades para este tipo de serviço e não deverá estar tudo vendido em caso de entrega do estádio antes de todo o complexo finalizado.

Ao acessar as proximidades do estádio, certamente a impressão passada será de “estamos em obra, desculpem os transtornos” e toda a beleza do projeto não estará evidente.

Em contrapartida a essa, digamos, má impressão entra a possibilidade da entrada antecipada de receitas, o dinheiro novo.

Digamos que o estádio esteja pronto para receber jogos de futebol, nas condições mencionadas acima ou bem próximas na proximidade do aniversário do clube em agosto.

Deste momento até a data de entrega completa podemos supor, especular, ao menos algo em torno de três meses.

Considerarmos que estaremos em plena disputa da temporada 2014, de cara o público médio que imagino ser no Pacaembu até o final do ano de não mais que 12 mil pessoas, caso a Allianz Parque seja colocada a disposição nas proximidades da data acima, também é de se supor que o público médio com a nova casa salte para próximo de 40 mil. Um aumento do público médio por volta de 25 mil torcedores.

Façam as contas e vejam a diferença na entrada de receita somente de bilheteria.

Adicionalmente, acrescentem também aquelas provenientes das demais propriedades como camarotes, cadeiras (mesmo com o atual impasse), naming e supply rights que começarão a ser negociados e instalados.

Espontaneamente, também deve crescer a procura pelo programa Avanti.

Esse montante de receita pode ser importante observando a atual conjuntura financeira do clube visando investimentos no incremento técnico da equipe já este ano a fim de se planejar o próximo ao menos com algo já realizado.

Para a equipe atual mesmo carente de valores, talvez seja fundamental a nova casa, cheia, com apoio a fim de superar possíveis dificuldades nesta temporada.

Porém, nesta condição de entrega parcial fica o risco e a enorme possibilidade da nova casa ficar impossibilitada de receber de braços em seus primeiros meses uma equipe melhor qualificada o que pode trazer resultados não desejados em maior frequência.

Estes foram apenas algumas reflexões em cima de cenários que podem se desenhar e gostaria de ter a opinião de vocês.

Para finalizar, gostaria muito que a S.E. Palmeiras e seu parceiro estivessem trabalhando conjuntamente e com focos comuns analisando todas as possibilidades da entrada em operação da Allianz Parque. Fica a torcida.

Abraço,

Claudio.

153010cookie-checkArenas – Complexo Allianz Parque – Entrega Parcial ou Completa?

24 comentários em “Arenas – Complexo Allianz Parque – Entrega Parcial ou Completa?

  • Kristian
    maio 16, 2014
    Responder
  • DU PALESTRA PALMEIRAS
    maio 16, 2014
    Responder
  • Julio Cezar Giacomini
    maio 16, 2014
    Responder
  • Alan
    maio 15, 2014
    Responder
  • Signorini
    maio 15, 2014
    Responder
  • Signorini
    maio 15, 2014
    Responder
  • Claudio Longo
    maio 15, 2014
    Responder
  • joel castanho
    maio 15, 2014
    Responder
    • Signorini
      maio 15, 2014
      Responder
  • Yzquierdo
    maio 15, 2014
    Responder
  • Yzquierdo
    maio 15, 2014
    Responder
  • Yzquierdo
    maio 15, 2014
    Responder
  • HARLEY
    maio 15, 2014
    Responder
  • Lucca
    maio 15, 2014
    Responder
    • Yzquierdo
      maio 15, 2014
      Responder
      • Lucca
        maio 15, 2014
        Responder
  • Claudio Baptista Jr.
    maio 15, 2014
    Responder
    • Mateus Alves
      maio 15, 2014
      Responder
      • Yzquierdo
        maio 15, 2014
        Responder
  • Mateus Alves
    maio 15, 2014
    Responder
  • mario luiz
    maio 15, 2014
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *