Opinião: Ainda dá tempo?

agosto 21, 2014 37 Futebol com Números

Por Luís Fernando Tredinnick

Centenários alviverdes, a pergunta que não quer calar é essa “ainda dá tempo?”. Não estamos falando da fuga do rebaixamento, ou mesmo das comemorações do centenário. Estamos falando se ainda há tempo de resgatar o gigante Palmeiras do papel de coadjuvante no mundo de futebol.

O Campeão do Século XX é hoje uma pálida sombra daquilo que já foi. Os principais culpados já sabemos quem são. Devemos sempre lembrar que no já longínquo ano de 1978, um certo Mustafá brigou com o elenco do Palmeiras um pouco antes da final por causa do valor do prêmio por causa da conquista do campeonato Brasileiro daquele ano. O resultado todos nós sabemos qual foi.

Hoje, trinta e seis anos depois, continuamos reclamando de sua influência. Aparentemente ele foi o mentor intelectual (?) da organização política interna, com a criação de conselheiros vitalícios e do ciclo vicioso que vivemos hoje.

Acreditem se quiser, no São Paulo o sistema político é ainda pior.

Ainda que existam sistemas políticos piores do que o nosso, sabemos que o nosso é ruim. Se o sistema é ruim, os participantes desse sistema parecem ser ainda piores. As histórias que se escutam sobre os conselheiros são simplesmente impublicáveis.

A verdade nua e crua é que no Palmeiras todos são oposição sempre. E, pelo visto, todos parecem encarnar o espírito do “quando pior, melhor”. A incapacidade que existe no conselho de se unirem por uma causa comum e melhorar o clube

Não é curioso que nenhum daqueles que se tornam responsáveis por conduzir o futebol e os negócios do Palmeiras parecem nunca vir de uma grande empresa? Parecem possuir pequenos negócios, serem profissionais liberais ou herdeiros?

Nada contra profissionais que não trabalharam em grandes empresas, mas venhamos e convenhamos, ajuda muito conhecer como as empresas trabalham na hora de fechar contratos de patrocínio e se organizar na busca de novas receitas. Vale lembrar, o Palmeiras fatura hoje cerca de R$ 180 milhões por ano e deveria faturar R$ 300 milhões. Digamos que é diferente de administrar um restaurante ou um escritório de advocacia.

Voltando ao tema inicial: a pergunta que não quer calar é se há tempo de salvar o Palmeiras antes que as figuras que estão lá o destruam por completo.

Sempre há, mas o problema é que o tempo está realmente acabando.

A eleição direta para presidente – apesar de haver um filtro no conselho – é um grande aliado. A nova Arena será outro.

Infelizmente é pouco para combater a influência nefasta de todos os malditos que trabalharam com tanto afinco para destruir o Palmeiras.

Acho que a única solução é mesmo todos nós virarmos sócios do clube e fazermos valer a nossa vontade nas urnas. Gostaria que houvesse uma solução mais rápida, mas pelo visto não há.

Saudações AlviVerdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando a quem conhece, e a quem não conhece, os números do futebol

164560cookie-checkOpinião: Ainda dá tempo?

37 comentários em “Opinião: Ainda dá tempo?

  • Marco
    agosto 23, 2014
    Responder
  • palestra
    agosto 23, 2014
    Responder
  • Jose Braga
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Tiago Henrique
    agosto 22, 2014
    Responder
  • mário luiz
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Paulo Estevao
    agosto 22, 2014
    Responder
  • aldo london
    agosto 22, 2014
    Responder
  • aldo london
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Edson Luis de Paula
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Luiz Sergio neto
    agosto 22, 2014
    Responder
    • Francisco
      agosto 22, 2014
      Responder
    • Claudio Baptista Jr.
      agosto 22, 2014
      Responder
      • Daniel
        agosto 22, 2014
        Responder
  • Luiz
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Igão
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Alexandre
    agosto 22, 2014
    Responder
  • neroazzurri
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Thiago
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Ivan da Mooca
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Diogo Belotto
    agosto 22, 2014
    Responder
  • Paulo Cesar
    agosto 22, 2014
    Responder
    • Redação 3VV
      agosto 22, 2014
      Responder
      • Wagner
        agosto 22, 2014
        Responder
      • Marco
        agosto 23, 2014
        Responder
  • Zek
    agosto 21, 2014
    Responder

Deixe um comentário para Igão Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *