Fair Play Financeiro só a partir de agora?

janeiro 27, 2015 15 Futebol com Números

Por Luís Fernando Tredinnick

Entusiasmados Palmeirenses, neste início do ano em que tudo parece estar dando certo (melhoramos o elenco; conseguimos dois patrocínios e temos números recorde de sócios-torcedores) uma das piadas que eu escutei é que o Paulo Nobre foi abduzido por alienígenas e substituído por outro ser!

Brincadeiras à parte, o assunto hoje é sério. O Governo Federal está finalizando os arranjos para parcelar as dívidas dos clubes de futebol. Por muito pouco os clubes devedores não ganharam essa benesse sem nenhuma contrapartida.

O interessante é ver que a expressão “Fair Play Financeiro” agora ganha força e, se eu entendi direito (ênfase no “se”), diz respeito a pelo menos três itens: pagar os impostos (inclusive esse novo parcelamento) em dia, pagar os atletas em dia e não gastar mais do que arrecada. Não sei se existem mais itens.

O que me intriga e me deixa profundamente indignado é que essa história de “Fair Play Financeiro” só vai valer a partir de agora.

Ninguém percebeu que os times que mais devem impostos tiveram uma vantagem sobre os times que pagaram os seus impostos? O Flamengo foi campeão Brasileiro em 2009 e já tinha uma dívida gigantesca com o Governo Federal. Algum dos brilhantes idealizadores desse novo parcelamento acho que era “injusto” o Flamengo gastar dinheiro com Wagner Love e Adriano ao invés de pagar seus impostos? O Corinthians acumulou quase R$ 100 milhões de dívida nova com o INSS enquanto era campeão da Libertadores. Tudo bem para eles?

Minha opinião continua sendo a mesma: nada de parcelamento de dívida. E que o Fair Play Financeiro seja iniciado a partir de agora (com exceção do clube não poder ter prejuízo, isso é conversa para outro post). Se o Flamengo precisar pagar suas dívidas e com isso não conseguir montar um time competitivo, qual o problema dele ser rebaixado e mesmo ficar alguns anos na segunda divisão?

E aproveitando, essa questão dos impostos é tão complexa que vocês podem perceber na tabela deste artigo que conforme a fonte o valor da dívida será bem diferente para cada time. O da BDO saiu no Estadão, o da Procuradoria Geral da Fazendo saiu na Globo.com. Como sempre, no Brasil, nem saber o valor da dívida é fácil…

Saudações AlviVerdes

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando a quem conhece, e a quem não conhece, os números do futebol

177680cookie-checkFair Play Financeiro só a partir de agora?

15 comentários em “Fair Play Financeiro só a partir de agora?

  • mário luiz
    janeiro 28, 2015
    Responder
  • Gustavo Aroni
    janeiro 27, 2015
    Responder
  • Levi
    janeiro 27, 2015
    Responder
  • Jessé
    janeiro 27, 2015
    Responder
    • Gustavo Aroni
      janeiro 27, 2015
      Responder
      • Jessé
        janeiro 27, 2015
        Responder
        • Gustavo Aroni
          janeiro 27, 2015
          Responder
          • Jessé
            janeiro 28, 2015
    • Paulão
      janeiro 27, 2015
      Responder
  • Regina Rodrigues
    janeiro 27, 2015
    Responder
  • Gustavo Aroni
    janeiro 27, 2015
    Responder
    • Paulão
      janeiro 27, 2015
      Responder
      • Gustavo Aroni
        janeiro 27, 2015
        Responder
  • Maurizio P.
    janeiro 27, 2015
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *