Ocupação do Allianz: flexibilidade e time competitivo

Ocupação do Allianz: flexibilidade e time competitivo

maio 13, 2015 35 Allianz Parque , ,

Por Claudio Baptista

Após a entrada em operação do Allianz Parque tem ganhado cada vez mais força a discussão sobre como o estádio deve ser colocado a disposição da torcida a fim de atender da melhor forma possível as diferentes demandas, públicos e interesses do torcedor Palmeirense.

O debate sobre esse tema é importante. Ainda que se pudesse prever e planejar a ocupação da nossa casa com antecedência, a utilização do estádio evidenciou a necessidade de certos ajustes.
Como ocupar o Allianz Parque trazendo a maior quantidade possível de torcedores?

No texto do 3VV este último domingo “Opinião: agregar e não segregar” destaco o seguinte trecho:
“Esse equilíbrio – Preço x local do estádio x importância da partida – tem que ser encontrado e está ligado à boa e velha formula da oferta x procura”.

Pois bem, hoje podemos dizer que temos uma única plataforma de venda de ingressos que é o Avanti.
Ainda que dentro deste programa existam planos diferentes, trazendo descontos ou prioridades, o torcedor se vê obrigado a ser um associado. Caso contrário somente conseguirá assistir a jogos menores e mesmo assim terá que pagar bem caro por um ingresso .

No último sábado, o público foi de 28.781 pagantes e renda de R$ 2.004.965,00.

Em primeira análise, é um excelente número, só que tem um porém.

E os mais de 10 mil lugares não ocupados, ou seja, não vendidos? No meu ponto de vista perde-se dinheiro com cada cadeira desocupada mesmo que se decidisse de forma extrema distribuir gratuitamente os ingressos não vendidos.
Pode-se alegar que esta “desocupação” está compensada na receita global do programa Avanti.

Não deixa de ser um argumento, mas não concordo.

Um estádio cheio valoriza o clube. A atmosfera dentro do estádio é mais empolgante, quem assiste em casa gosta de ver o estádio cheio, assim como a emissora de tv, os patrocinadores, etc…

Estamos de certa forma amarrados ao programa de sócio torcedor do clube e nos esquecemos das diversas outras possibilidades de venda de ingressos e ocupação do estádio.

Estas, até que estão presentes como nos casos dos alugueis dos camarotes e a recente entrada de aluguel também de parte das cadeiras, mas estes recursos não estão sendo explorados em sua plenitude. O fato que comprova é o estádio não ter ocupação máxima ou próxima.

Logo, nosso estádio não será mais a novidade e algo terá que ser feito.

Mais importante ainda do que a abertura de outras plataformas de disponibilização de ingressos que atendam aos diversos torcedores do Palmeiras é a montagem de uma equipe que dispute e GANHE TÍTULOS.
O momento é importante. Podemos aproveitá-lo para alavancar o clube e voltarmos ao cenário como protagonistas ou acreditar erroneamente que a torcida vai continuar “bancando” os ingressos da forma como estão sendo comercializados sem a contrapartida através um time vencedor.

A receita está ai e passa obrigatoriamente pela flexibilidade de ingressos para atingir todos os públicos e paralelamente a formação de equipes compatíveis com as tradições do clube.

Como referência, seguem abaixo alguns links quando o 3VV abordou um pouco o tema. Os exemplos e modelos citados não são necessariamente as soluções corretas, mas servem como base para reflexão visando encontrar as mais eficazes.

Outubro/2014
https://3vv.com.br/2014/10/arenas-sabem-vender/

Abri/2013
https://3vv.com.br/2013/04/arenas-lotado/
Abraço,
Claudio.

206770cookie-checkOcupação do Allianz: flexibilidade e time competitivo

35 comentários em “Ocupação do Allianz: flexibilidade e time competitivo

  • Marcelo Vaccari
    maio 13, 2015
    Responder
    • Marcelo Vaccari
      maio 13, 2015
      Responder
  • JEFFERSON
    maio 13, 2015
    Responder
  • Victor Sbrighi
    maio 13, 2015
    Responder
  • Danilo Peressim
    maio 13, 2015
    Responder
  • Reynaldo Zanon
    maio 13, 2015
    Responder
  • Jessé
    maio 13, 2015
    Responder
    • Paulão
      maio 13, 2015
      Responder
    • DIOGO SAPIA
      maio 13, 2015
      Responder
    • VLM
      maio 14, 2015
      Responder
  • Levi
    maio 13, 2015
    Responder
  • Paulão
    maio 13, 2015
    Responder
    • Diogo Sapia
      maio 13, 2015
      Responder
      • Victor Sbrighi
        maio 13, 2015
        Responder
      • Paulão
        maio 13, 2015
        Responder
  • Ademir peres tome filho
    maio 13, 2015
    Responder
  • DIOGO SAPIA
    maio 13, 2015
    Responder
  • Fábio
    maio 13, 2015
    Responder
  • lucas
    maio 13, 2015
    Responder
    • Paulão
      maio 13, 2015
      Responder
      • Tiago
        maio 13, 2015
        Responder
  • Ryan
    maio 13, 2015
    Responder
  • Elcio
    maio 13, 2015
    Responder
  • jose wilson serbino jr
    maio 13, 2015
    Responder
  • mário luiz
    maio 13, 2015
    Responder
  • JotaJr
    maio 13, 2015
    Responder
  • lito
    maio 13, 2015
    Responder
  • lito
    maio 13, 2015
    Responder
    • VLM
      maio 14, 2015
      Responder
  • lito
    maio 13, 2015
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *