Ainda o Efeito Arena – Público

janeiro 21, 2016 28 Futebol com Números

Palmeirenses, na semana passada falamos da grana que a nossa nova Arena ajudou a arrecadar para o clube. Expliquei também que é algo complicado comparar a arrecadação da bilheteria porque muitas vezes isso se confundia com a arrecadação dos programas de sócio-torcedor e algumas distorções eram geradas.

O que não tem distorção é o público a ficaria sendo qual seria o público da Arena em 2015. Na imagem acima temos os 13 maiores públicos médios pagantes em 2015 no Brasil e mais o Santos que foi apenas o 22º clube em público pagante.

Podemos ver como no Brasil não sabemos (ou não conseguimos) explorar todo o potencial de públicos pagante no estádio.

Temos uma média baixa em geral. Apenas 3 times tiveram um público pagante que ocupasse mais do que 50% da capacidade do estádio: Palmeiras (67%), Corinthians (71%) e Atlético-MG (66%). O melhor clube depois desse três é o Santos que teve uma ocupação média de 47%.

Talvez os clubes possam ser divididos em termos de público médio pagante em três grupos. (1) os clubes que conseguem ter um público pagante acima de 25 mil; (2) os clubes que conseguem ter um público pagante entre 20 e 25 mil e (3) os demais clubes.

O Palmeiras tem o segundo maior público pagante médio, mesmo tendo o ingresso mais caro do Brasil. Aqui temos uma pergunta interessante: devemos reduzir o preço dos ingressos para tentar aumentar o público pagante?
Por um lado, o ingresso caro alavancou o programa de sócio-torcedor que busca não só descontos mas também a chance de comprar ingressos. Por outro lado, o ingresso caro também impediu que houvesse um maior público.

Para termos uma ideia: o ingresso custou na média R$ 70 por partida em 2015 para o Palmeirense. Se conseguíssemos colocar mais 4 mil pagantes por partida – e aí atingiríamos cerca de 75% de ocupação média por jogo, próximo ao padrão europeu – a um valor médio de R$ 35, teríamos uma arrecadação adicional de R$ 5,3 milhões em 2015. Valor nada desprezível.

Já disse mais de uma vez que sou a favor de termos uma política de ingressos como a do Barcelona, onde o valor do ingresso varia de acordo com o time adversário. Seria mais barato ver o Palmeiras jogar contra o Figueirense do que contra o Corinthians, por exemplo. Assim seria facilitado o acesso de mais torcedores à Arena sem alterar a arrecadação total.

E você, torcedor, o que acha?

Saudações CAMPEÃS!!!!

* Luís Fernando Tredinnick escreve às sextas-feiras no 3VV explicando, a quem conhece e a quem não conhece, os números do futebol

216760cookie-checkAinda o Efeito Arena – Público

28 comentários em “Ainda o Efeito Arena – Público

  • Gustavo Aroni
    janeiro 22, 2016
    Responder
    • Gustavo Aroni
      janeiro 22, 2016
      Responder
  • Gustavo Aroni
    janeiro 22, 2016
    Responder
    • Thomaz Vinicius Jorge
      janeiro 22, 2016
      Responder
  • Gustavo Aroni
    janeiro 22, 2016
    Responder
  • Levi
    janeiro 22, 2016
    Responder
    • Thomaz Vinicius Jorge
      janeiro 22, 2016
      Responder
  • Henrique Junior
    janeiro 22, 2016
    Responder
  • HARLEY
    janeiro 22, 2016
    Responder
  • Gustavo Aroni
    janeiro 22, 2016
    Responder
    • Wlademir Gaino
      janeiro 22, 2016
      Responder
      • Tiago
        janeiro 22, 2016
        Responder
        • Wlademir Gaino
          janeiro 22, 2016
          Responder
          • Thomaz Vinicius Jorge
            janeiro 22, 2016
  • Felipe
    janeiro 21, 2016
    Responder
    • Wlademir Gaino
      janeiro 22, 2016
      Responder
      • ferrari
        janeiro 22, 2016
        Responder
      • Felipe
        janeiro 22, 2016
        Responder
        • Thomaz Vinicius Jorge
          janeiro 22, 2016
          Responder
        • Thomaz Vinicius Jorge
          janeiro 22, 2016
          Responder
          • Felipe
            janeiro 22, 2016
          • Thomaz Vinicius Jorge
            janeiro 23, 2016
          • Felipe
            janeiro 23, 2016
          • Thomaz Vinicius Jorge
            janeiro 23, 2016
  • Thomaz Vinicius Jorge
    janeiro 21, 2016
    Responder
    • Wlademir Gaino
      janeiro 22, 2016
      Responder
  • Marcos Donato
    janeiro 21, 2016
    Responder
  • Reynaldo Zanon
    janeiro 21, 2016
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *