Uma aposta no caos: é mentira que outros jogadores estavam na balada clandestina

junho 21, 2021 1 Notícias

Na esteira do escândalo Patrick de Paula, um movimento se forma para tumultuar ainda mais o ambiente com informações não comprovadas de que outros jogadores do Palmeiras estavam na balada clandestina do Tatuapé. Seriam Rony, Gabriel Menino e Breno.

Rony foi o primeiro a se manifestar nas redes sociais dizendo que estava com a família em uma igreja na noite de domingo, e diz ter como provar. Os outros dois ainda não falaram sobre o assunto, mas nada neste momento indica que estivessem no local. Patrick inclusive desmentiu essas informações quando falou com os diretores do Palmeiras na manhã de segunda-feira (21).

Alguns jornalistas de rádio e de portais de internet divulgaram, de forma irresponsável, que havia uma turma de palmeirenses na balada clandestina. Vamos tomar cuidado com essa enxurrada de informações sem comprovação.

264410cookie-checkUma aposta no caos: é mentira que outros jogadores estavam na balada clandestina

1 comentário em “Uma aposta no caos: é mentira que outros jogadores estavam na balada clandestina

  • lito
    junho 21, 2021
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *