Vitória no sufoco evidencia problemas defensivos graves do Palmeiras

junho 27, 2021 3 Notícias

Um sistema defensivo que preocupa. Aliviado e mais sereno, Abel Ferreira reconheceu que o Palmeiras precisa ser mais equilibrado e trabalhar mais. Na entrevista após a vitória sobre o Bahia, ele comentou: “Os números entregam os fatos: fizemos 13 gols e tomamos 9. É necessário orientar o trabalho para que possamos corrigir e encontrar o equilíbrio.”

A questão do padrão de jogo também é algo que incomoda. Ele se limitou a dizer que o time precisa trabalhar mais e sempre, e jamais decidir, sentido-se orgulhoso pelo fato de o time não desistir nunca de alcançar o resultado. “Essa é uma característica que exijo de minhas equipes: jamais desistir, buscar o resultado o tempo todo. Nunca podemos esmorecer.”

Minimizando as polêmicas sobre reforços e a resposta dura que recebeu do presidente Mauricio Galiotte, desdenhou de um suposto mal-estar. “Todo relacionamento, à, vezes, precisa ser apimentado.”

Para quarta-feira, diante do Internacional, em Porto Alegre, Ferreira precisa entender o que acontece e corrigir: por que o Bahia jogou melhor a maior parte do tempo, teve mais chances perigosas de ampliar o marcador e teve tanta liberdade para criar no meio de campo? E por que o Palmeiras apresenta tanta dificuldade para construir jogadas e impor seu estilo de jogo contra adversários bons e ruins?

Sobraram elogios a Scarpa na entrevista coletiva. “Penso que é a melhor fase dele desde que cheguei, mas jogadores têm altos e baixos. Sei que a torcida é exigente, eu sou também, mas os jogadores não são sempre ascendentes. Ele, com trabalho e treino, pegou espaço na equipe.”

265660cookie-checkVitória no sufoco evidencia problemas defensivos graves do Palmeiras

3 comentários em “Vitória no sufoco evidencia problemas defensivos graves do Palmeiras

  • lito
    junho 28, 2021
    Responder
  • Philipe Frois
    junho 28, 2021
    Responder
    • Reynaldo Zanon
      junho 28, 2021
      Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *